Seguidores

Versículo do Momento

LEIA A BÍBLIA

sexta-feira, outubro 31, 2008

FÉ E PERDÃO

EDIFICAÇÃO
=

De fato, sem fé é impossível agradar a Deus, porquanto é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe e que se torna galardoador dos que o buscam. Hebreus. 11, 6. Revelada a justiça por intermédio de Jesus Cristo, resta ao homem tão somente recebê-la. E a condição única que Deus estabelece na Sua Palavra, para que o homem se aproprie desse precioso perdão, que lhe vem como Graça, através de Jesus Cristo, é a Fé. Desta maneira, a justificação se torna possível a todas as criaturas humanas, porque a Fé é dádiva de Deus, distribuída entre todos, sem distinção de pessoas ou classe social.
=
Deus, que é Amor e excelsamente Misericordioso, não exige de quem se-salvar um quociente de boas obras praticadas, ou a maceração do corpo “através de penitências contínuas” e, muito menos a mistificada reencarnação indefinidamente repetida, em busca de purificação. Nada disto! Aliás, digamos com reverência: Deus não exige do pecador, para justificá-lo, outra coisa a não ser Fé, primeiro porque a Fé é a única satisfação que o homem, na vileza do seu pecado, lhe pode oferecer. Segundo, porque a Fé exclui qualquer valor meritório da parte do homem moralmente falido.
=
A pessoa que reconhece Jesus como Salvador pessoal, e como justiça, expressa o reconhecimento não só de sua ruína moral e de sua perdição, mas também a sua incapacidade para o seu reerguimento espiritual, e o aperfeiçoamento pela prática de boas obras. Sendo assim, para salvar-se, ela não tem outra opção a não ser aceitar o plano redentor da cruz. Por conseguinte, não tem que se vangloriar. O apóstolo Paulo no livro de Efésios, ele mesmo faz esta afirmação: “Pela Graça sois salvos, por meio da Fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. . Em Romanos 1.17, está escrito: “Porque n’Ele se descobre a Justiça de Deus, de fé em fé, como está escrito: O justo viverá da Fé”.
=
Não há dúvida: o perdão se alcança somente pela Fé, no sacrifício de Cristo, sem qualquer possibilidade de escolha. O apóstolo Paulo, magnífico teólogo do Novo Testamento, escreveu aos Romanos para defender, com clareza a doutrina da Justificação pela Fé, e o fez com brilhantismo sob a inspiração do Espírito Santo. Por isto, e não podia ser de outra maneira, ele está sendo freqüentemente citado.
=
Jesus já deixava registrado nos Evangelhos, a única exigência que fazia para conceder a graça de um milagre, ou a salvação de um pecador era a Fé, João 9. 35-38. A Fé, pois, é o vínculo que nos une a Deus, e nos torna aceitáveis diante d’Ele, em Cristo Jesus. É o assentimento da alma humana ao “PLANO DA SALVAÇÃO” traçado por Deus, desde a eternidade.
=






Holdings -Tel-Aviv- Jafra - Isarel
Diácono Rilvan Stutz - Membro Shvoong
Catedral Presbiteriana do
Rio de Janeiro
www.reierei.blogspot.com

quinta-feira, outubro 30, 2008

OBJETIVO: METAS PARA UMA VIDA SAUDÁVEL

CUIDANDO DA SAÚDE
=
A maior busca do ser humano atual sempre foi a sua própria realização, e nos dias atuais, essa realização está atrelada ao fator econômico. Na sociedade atual, o status econômico é sinônimo de vida saudável, sucesso profissional, popularidade, realização de seus objetivos... Ou seja, da análise de um único aspecto, o econômico, conclui-se que aquele indivíduo estaria feliz, satisfeito com os rumos de sua vida.
=
No entanto, convivendo melhor com essas pessoas, percebemos que o sucesso econômico nem sempre significa satisfação. Muito ao contrário, essas pessoas têm as mesmas angústias, as mesmas apreensões, as mesmas preocupações. Sofre quem tudo tem, e sofre aquele que nada tem... E esse quadro se repete nos mais variados tipos de parâmetros. Cultos que, apesar de todo seu conhecimento, sofrem como os incultos; doentes que sofrem da mesma forma que sofrem as pessoas saudáveis; pessoas expansivas que sofrem como as pessoas tímidas.
=
É verdade que as causas são as mais variadas possíveis, enquanto um doente sofre pelo medo da morte, um saudável sofre pelo medo de adoecer, assim como pessoas socialmente conhecidas sofrem pela possibilidade de não mais ter aquele mundo de gala, pessoas marginalizadas sofrem por não estarem incluídas naquele mundo. Desse modo, muito embora diferentes as causas, a verdade é que todos sofrem. E continuarão a sofrer... Até que surge algo em sua vida. E esse algo está relacionado não ao sucesso em si, ao fator econômico, ao status, mas sim a realização pessoal de ter criado um objetivo, ter lutado por ele e tê-lo visto realizado.
=
Criar objetivos é a melhor forma para se evitar, por exemplo, a depressão. A depressão é ausência de objetivos, pois a pessoa que sofre desse mal não consegue valorizar nada que está a sua volta, sente-se fraco, incapaz. Mas criando um objetivo, ainda que aparentemente pequeno, precisará dispender esforços para a realização desse objetivo. Concretizando-o, sentir-se-á melhor e perceberá que é capaz de realizar algo. Colherá os frutos dessa sua conquista e procurará um novo objetivo, com certeza maior e mais complexo que o primeiro. Sem dúvida, sua vida terá melhorado, seu mundo terá melhorado, estará mais saudável.
=
Ter objetivos é dar sentido à vida. Aspectos relativos como o dinheiro, status social ou popularidade são passageiros e se tirados do indivíduo podem fazê-lo sofrer, tudo porque sua base não está no indivíduo, mas fora, nos aspectos externos. E objetivos pautados nesses aspectos são também relativos, superficiais, tornando a vida dessa pessoa também superficial. Mas objetivos que tenham por fim o enobrecimento da pessoa, a dignidade e o respeito, esses sim são pautados no próprio indivíduo e, quaisquer que sejam os aspectos externos ou situações que viva, estará firme na sua realização, convicto de sua busca.
=
Por isso, adotar aspectos relativos como o econômico como realização pessoal não significa que seremos felizes. Mas, a adoção de objetivos centrados na evolução do ser, pautados no próprio indivíduo, aí sim, haverá uma pessoa realizada na plenitude da palavra. E os aspectos relativos como os antes citados, serão conseqüência, caso esse indivíduo assim o deseje. Sua vida, inegavelmente, será melhor.



Holdings -Tel-Aviv- Jafra - Isarel.
Membro: Giuliano P. D'Adronzo.
Membro. Diácono Rilvan Stutz.
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro.
www.reierei.blogspot.com

quarta-feira, outubro 29, 2008

OLHAI AS AVES DO CÉU

EDIFICAÇÃO
=
Todos os dias nós saímos de casa objetivando levantar o sustento indispensável para suprir as nossas necessidades. Neste sentido nos assemelhamos muito aos pássaros que todos os dias deixam bem cedo os seus ninhos para encontrar alimento para si e para seus filhotes. Mas há aspectos que nos diferenciam de modo significativo de nossos irmãos alados.
=
Em primeiro lugar, eles não têm férias ou descanso remunerado. Eles trabalham como um elemento essencial de suas próprias vidas. É parte daquilo que eles entendem como existir. Você já parou para pensar que estes conceitos nasceram no contexto da revolução industrial do século XVIII? Antes disso as pessoas só deixavam de trabalhar um dia por semana (sem férias ou feriadões) e isto por motivos religiosos. Os cristãos paravam no domingo, os judeus no sábado e os mulçumanos na sexta-feira. Nestes dias eles buscavam a Deus, conviviam em família e descansavam seus corpos das labutas do cotidiano.
=
Mas é preciso que consideremos a respeito da razão das férias e feriadões existirem.Creio que o que justifica isso é o fato de que o trabalho foi conceitualmente transformado em um transtorno, um mal necessário, e deixou de ser aquilo que era desde o início, uma expressão da natureza humana, uma condição de vida. Os nossos amigos passarinhos não “vão trabalhar”, eles apenas “vão existir”, e isto implica em encontrar comida e disputá-la com os de sua espécie e as demais criaturas vivas, todas elas igualmente a procura de alimento, inclusive as que comem pássaros...
=
Uma segunda diferença tem a ver com os estoques que nós fazemos. Somos seres guardadores, pensamos que poderemos precisar um dia e, por via das dúvidas, estocamos. E fazemos isso com tudo: dinheiro, roupas, sapatos, jóias... O resultado disso é que com o tempo acabamos confundido as nossas reais necessidades, com aquilo que é de fato apenas uma baixa em nossas “reservas estratégicas”, que acabam guindadas à condição de elemento fundamental para uma existência confortável.
=
Os pássaros, por outro lado, não guardam nada. Nem comida, nem água, nem o material que utilizam para construir seus ninhos. Por que será? É possível que eles não o façam simplesmente porque isto é absolutamente inútil. Em condições normais haverá sempre alimento para sustentá-los e em vindo a seca e a fome o alimento que poderiam estocar não resolveria o problema. Assim, geração após geração, eles aprenderam a tão somente confiar em que a Providência suprirá o que lhes fosse necessário. Nós aprendemos a desconfiar, eles a entregar.Uma última distinção tem a ver com a simplicidade. Jesus disse que deveríamos ser “simples como as pombas e prudentes como as serpentes”. Em que reside a simplicidade dos pássaros se eles são cobertos de penas multicoloridas? Se para fazer a corte muitas espécies eriçam suas penugens e as exibem como se fossem pesados casacos de pele ou delicados e ricos vestidos?
=
Talvez a resposta esteja no fato de que eles só mostram o que realmente têm ou são. Não há fingimento neles. Há exibição sem exibicionismo. Há plasticidade, sem maquiagem. Lá ninguém faz nada só por status. E por falar nisso, sabe o que é status? “É gastar o dinheiro que você não tem, para comprar aquilo que você não precisa, para impressionar alguém que você não conhece”. Parece ridículo, não? Mas o fato é que nós fazemos isso o tempo todo. E por isso sofremos, nos sentimos fracassados, porque não possuímos o carro que gostaríamos, porque não freqüentamos os restaurantes que sonhamos e porque não moramos naquele apartamento que nos faria “eternamente felizes”.
=
Contudo os nossos amigos pássaros usam apenas as penas que têm, da melhor maneira que podem. Não se sentem menores por causa da sua cor nem por causa de seus tons. Apenas se emplumam e seguem a diante. Estou certo que seríamos muito mais felizes se, como disse o rabino da Galiléia, “olhássemos as aves do céu”.
=
Ministério Pao Quente Diário
Rev. Martorelli Dantas
Editado Por Diácono Rilvan Stutz
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro
www.reierei.blogspot.com

sábado, outubro 25, 2008

JESUS CRISTO E O REGRESSO CONTROVERSO

EDIFICAÇÃO
REEDITADO POR ACLAMAÇÃO.

=
Há dois mil anos Ele esteve entre os que na época viviam e reescreveu a história da humanidade. Com palavras irretocáveis e gestos inigualáveis, pavimentou um inconfundível caminho. Desde então convivemos com as três únicas opções possíveis sobre sua determinante existência: acreditar, não acreditar ou, pior, dizer acreditar mas viver em diária companhia de uma triste contradição... A contradição criada entre a fé obrigatória e o medo do próprio olhar no espelho. O medo dos íntimos segredos que roubam a paz da alma, pois existe um espaço entre a real crença com o coração e uma leviana oração. E existe um abismo entre abençoadas palavras mencionadas e atitudes correspondentes.
=
De nada adianta sobreviver sob a sombra de um tendencioso auto julgamento. É necessário convicção e, principalmente, ação. E você... você acredita realmente no retorno de Cristo? Pense... Será que somente a presença física novamente entre nós fará com que as pessoas deixem de temer o espelho e se entreguem ao bem? Ent
ão de que serviram os ensinamentos deixados às custas de tanto sofrimento? Os professores que nos passam seus valiosos conhecimentos também não vivem ao nosso lado por toda a vida, no entanto, o que aprendemos permanece vivo. Portanto é possível sentir a presença de Cristo dentro do peito através da sua história.
=
Talvez seja até um controverso e enganoso pensamento aguardar ancioso seu retorno. Seria o mesmo que duvidar com diplomacia, pois quem acredita realmente vive agora, faz hoje e sonha menos com o amanhã. A presença, neste caso, tem que estar muito além da personificação; afinal, Ele já esteve entre nós e nos deixou seu endereço. Agora deve ser nossa vez de retribuir a visita. É assim que
pessoas que se amam agem. E Ele está lá, aguardando de braços abertos e sorrindo. Quem seguir o inconfundível caminho há dois mil anos pavimentado, o encontrará. Porém, não existem atalhos mágicos para ninguém nessa jornada. E, assim como em qualquer outra estrada, erros no percurso são sinônimos de necessidade imediata de redirecionamento. "Imediata".
=
Entretanto, homens normalmente carecem de provas palpáveis para sol
idificar suas vagas convicções. Diante disso, apesar da óbvia falta de necessidade, imaginemos um imprescindível retorno físico. E sem a intenção de desrespeitar nem questionar os rumos do filho de Deus, tentemos imaginar um local ideal para a sua volta. Neste mundo apodrecido, pensemos em um ponto de partida para a nova era.. Muita coisa mudou nesses dois mil anos, menos a valorização extrema do poder, hoje bem pior que antes. Portanto, em nossa atual sociedade ultra capitalista, Ele seria um impecilho ainda maior que já foi, para diversos segmentos. Desde comerciais até os que construíram impérios sobre seu próprio nome... Mas, em meio a uma infinidade de tristes opções, somente um lugar poderia ser o privilegiado. Qual? Talvez a mesma região da sua antiga terra natal, afinal os conflitos entre aqueles povos jamais serão resolvidos por mortais.
=
Quem sabe os deteriorados sistemas carcerários, que abrigam inúmeras pessoas de inacreditável crueldade e, claro, necessitados de luz... Ou algum dos países em guerra civil, onde milhares são massacrados por motivos absurdos ou perecem pela fome e por doenças... E os tantos lixões espalhados pelo mundo,
que se tornaram fonte de alimentação para tantos outros... Ou os campos de trabalho escravo, ainda bem comuns, apesar de ocultados por monstros... Até mesmo nosso Nordeste seria uma opção, pois apesar de há muito ter sido transformado em massa de manobra política, gera diariamente incontáveis crianças inocentes que choram emocionadas diante de um sonhado prato de comida... Aquele povo também carece de alguém que o conduza a verdadeiros dias melhores... Ou...
=

Essa peregrinação modernizada poderia se iniciar oposta a humildade extrema de sua primeira passagem. Talvez como um poderosíssimo líder de algum país ric
o, Ele conseguisse comandar uma justa cruzada de auxílio aos povos sofridos. Desta forma, um dos seus famosos milagres agora seria o da divisão, e não mais o da multiplicação... É claro que contrariando os interesses dos tubarões, estaria automaticamente se condenando a um novo e obscuro rápido calvário.
=
Em meio a tudo isso, mesmo que Deus nos permitisse opinar através de preces, uma "opinião" sábia e destendenciosa seria complicada. Assim como seria muito difícil identificá-lo em meio a tantos salvadores hoje atuando pelo mundo. Messias de convincentes representações teatrais e amparados por alta tecnologia. Se sobressair e vencer nos dias atuais, usando somente a verdade como ferr
amenta, tornou-se tarefa impossível... Além do mais Ele enfrentaria a si mesmo como pior inimigo, pois suas lições, deixadas com tanto amor, foram amplamente distorcidas após sua partida.
=
Por isso meus "filhos"... digo, amigos... por que esperar algo que podemos hoje mesmo alcançar? A menor distância entre dois pontos é uma linha reta entre eles. Então, considere-se um dos pontos e pense no Cristo único como o outro p
onto, e a distância cabe somente a você determinar. Pode ser de léguas infinitas ou de somente um braço, para o forte abraço. O caminho é claro como o fogo e a verdade cristalina como a água. Busque e encontrará. Certamente à distância de um braço...
=
E lembre-se sempre: o amor também não pode ser visto e o perdão jamais será tocado. No entanto, são os responsáveis únicos pela felicidade real... E só a felicidade conduz ao renascimento. Renascimento sem controvérsias e... eterno.




Holdings. Tel-Aviv-Jaffa - Israel

Membro. Vicente da Silva Junior
Diácono Rilvan Stutz. Membro Shvoong
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro
www.reierei.blogspot.com

sexta-feira, outubro 24, 2008

TEMPERANÇA! UMA VIRTUDE ESQUECIDA E QUE NECESSITA SER REATIVADA...

EDUCAÇÃO
=
Vivemos em uma época em que tudo acontece de forma extremamente acelerada. Mal um ano se inicia e, quando nos damos conta, eis o Natal, repentinamente, batendo em nossas portas. Juntando-se a isso, há as obrigatórias contas mensais que temos que quitar, de forma contínua e incessante. Temos a sensação que foi há poucos dias que efetuamos tais pagamentos e, pasmos, deparamo-nos novamente com as mesmas, pois vão chegando e nos alertando a respeito de suas respectivas datas de vencimento.
=
Na verdade, nosso cotidiano é permeado por fatos e acontecimentos que, de certa forma, provocam ansiedade, irritabilidade, inconformismo e a perda da esperança de que melhores dias virão para aliviar nossas aflições e descontentamentos. Daí a importância do desenvolvimento da virtude da temperança, a qual disciplina e ordena a razão e que se reporta diretamente à auto-avaliação e à correspondência do julgamento feito com relação à realidade existente. É através do exercício de tal virtude que o indivíduo passa a não mais permitir que preocupações, aborrecimentos, atos agressivos, especialmente os de ordem verbal, interfiram na vida das pessoas, evitando, pois, que contabilizem prejuízos, tanto para a saúde mental, como para a psíquica.
=
É óbvio que, diante de tantos aborrecimentos que permeiam a vida humana atual, não se trata de um processo fácil de ser assimilado, mesmo porque, depende do exercício e do desenvolvimento de outra virtude, a humildade, que se vincula à capacidade de cada indivíduo de se auto-avaliar e se autocriticar, de forma contínua, quanto ao desempenho apresentado frente às adversidades que hoje, a todo instante, fazem-se presentes. Por outro lado, não pode ser esquecido que, se a humildade não se fizer presente, há grandes chances de que se caia em outro extremo, o da soberba, que é contrária à realidade e se fundamenta no desconhecimento das relações de dependência mútua que existem entre os diversos elementos que compõem a estrutura social e que fazem parte da própria essência do que é considerado como criatura humana.
=
De forma conjunta, a incorporação de outro exercício se faz necessário para que aconteça tal renovação: o da paciência. Com isso, o fator tempo passa também a ser de rara valia, porém, é preciso deixar claro que não se trata daquele relacionado com a contabilidade das horas do relógio, mas, do tempo para deixar a vida acontecer, já que a maioria das situações constrangedoras que nos são impostas, não depende de nenhum controle de nossa parte. E é por isso mesmo que devemos buscar dentro de cada um de nós, mecanismos que facilitem a compreensão de que existe uma lei natural que coordena e determina que tudo ocorra em seu tempo certo e que, uma mente tranqüila é capaz de entender melhor o que pensa e sente o “outro”.
=
O problema maior, no entanto, parece residir no atrelamento de nossos problemas a soluções rápidas. Continuamos tão apegados a elas que não conseguimos ficar disponíveis para nosso auto-entendimento e, conseqüentemente, para o do “outro”. Portanto, é preciso mudar nosso jeito de ser e de agir e entender que a direção é mais importante que a velocidade, não fazendo do hábito, um estilo devida, não se esquecendo que a vida é uma só e que é preciso encontrar razões para ser livre. Só desta forma será possível fazer com que nossas vidas se transformem em uma viagem despretensiosa e muito mais prazerosa.
=
Dra. Luiza A. Falcão Costa - Membro Shvoong.
Editado Por Diácono Rilvan Stutz - Membro Shvoong.
Catedral Presbiterina do Rio de Janeiro

quinta-feira, outubro 23, 2008

PAIS BRILHANTES PROFESSORES FASCINANTES

CUIDANDO DA EDUCAÇÃO
=
A adolescência é uma fase de mudanças e principalmente de aprendizagem. Os adolescentes procuram por um sentido na vida e o sentido da mesma. Cabe aos pais e educadores saber encaminha-los e encorajá-los a seguir adiante neste árduo caminho. Cury vem através deste texto mostrar a grande responsabilidade dos pais e professores no ato de educar, bem como fazê-lo corretamente sem causar traumas psicológicos as crianças e adolescentes, e como desenvolver seu intelecto de uma maneira saudável.
=
Sobreviver no mundo de hoje não é uma tarefa fácil. È necessário em primeiro lugar que os pais aprendam como educar seus filhos, corrigindo seus erros sem uma repressão traumática. Ajudando-os a pensar e não pensando por eles. E através do dialogo contar suas experiências e erros, para que saibam que todos erram, e ao admitir e corrigir esses erros acabam por aprender com eles. Ser professor não é uma tarefa simples nem fácil. A vida moderna acompanhada dos computadores desestimula a criatividade e o raciocínio, dos adolescentes e crianças que ainda não tem uma personalidade formada. Porque ter o trabalho de ir a biblioteca pesquisar um tema se na internet encontra tudo pronto.
=
É essencial penetrar na mente dos alunos. Conhecer suas emoções, lhes ensinar a arte de pensar educando-os para a vida. O educador deve canalizar as energias dos alunos para atividades como, por exemplo, trabalhos voluntários estimulando a convivência em grupo, a responsabilidade e a cidadania, coisas que os façam se sentir úteis e parte da sociedade.Os pais juntamente com os professores são os alicerces da sociedade. Depende principalmente deles, mas também depende do intelecto e dos valores de cada individuo. Assim tornando-se profissionais éticos e capazes, preocupados com a sociedade e com cada ser que nela exista, deixando o mundo mais justo e digno de se viver.
=
Escritor Augusto Cury - Membro Shvoong
Editado Por Diácono Rilvan Stutz - Membro Shvoong
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro.

CHEGA DE PROMESSA DE BENÇÃO

EDIFICAÇÃO
=
Não dá mais para agüentar tanta promessa de bênção. Enche ter de ouvir pastores oferecendo os mais ricos votos de felicidade e proteção divina a cada culto. Ser abençoado tornou-se quase uma obsessão evangélica nacional. Promete-se tanta riqueza, saúde física e felicidade que, pelo número de campanhas de oração realizadas, o Brasil já deveria ter melhorado em algum dos índices de qualidade de vida das Nações Unidas; com algum alívio na distribuição de renda ou menos fila nos ambulatórios públicos.
=
Chega de promessa de bênção. A espiritualidade cristã com suas orações, ritos e expectativas não gira em torno da vontade de ganhar o benefício celestial. A ênfase dos Evangelhos não se resume a um só tema. Jesus lembrou Seus primeiros discípulos que antes de se preocuparem em salvar a vida, eles precisariam estar dispostos a perdê-la (Marcos 8:35). A grandeza de uma causa não é determinada pelo que seus seguidores ganham ao segui-la, mas pelo preço que estão dispostos a pagar por ela.
=
Chega de promessa de bênção. Os auditórios lotados de pessoas ávidas por receber mais favor divino favorecem o egocentrismo. Quanto mais se promete, mais se quer receber. Esse caminho não tem fim. O Salmo 106 narra o comportamento dos judeus no período da sua libertação do cativeiro egípcio. Depois de sucessivos milagres, o povo parecia não se saciar, sempre exigindo mais. Esse fascínio pela próxima intervenção transformou-se em cobiça, e o versículo 15 trás uma dura sentença: “[Deus] concedeu-lhes o que pediram, mas fez definhar-lhes a alma.”
=
Chega de promessa de bênção. A Bíblia não pode ser encolhida a uma caixinha de afirmações otimistas. Para continuar com seu discurso de caráter prático, a maioria dos pastores só cita textos tirados do Antigo Testamento e, ainda, do período judaico anterior ao exílio. Os sermões que procuram enfatizar bênçãos deixam de lado os textos contundentes do Novo Testamento em que os cristãos são convocados a viverem em um mundo cruel e doloroso. Jesus não tentou dourar a pílula e nem encobriu a verdade: “No mundo, passais por aflições” (João 16:33).
=
Paulo advertiu a Igreja a não se imaginar numa redoma de prosperidade: “E, tendo anunciado o Evangelho naquela cidade e feito muito discípulos, voltaram... fortalecendo a alma dos discípulos, exortando-os a permanecer firmes na fé; e mostrando que, por meio de muitas tribulações, nos importa entrar no reino de Deus” (Atos 14:21-22). Jesus revelou à igreja de Esmirna, no Apocalipse, o teor de sua missão: “Não temas as coisas que tens de sofrer” (Apocalipse 2:10).
=
Chega de promessa de bênção. Quem se obriga verbalmente a dar tudo, se adorado, é o diabo, nunca Deus (Mateus 4:9). A espiritualidade judaico-cristã não se estabelece sobre utilitarismos. Deus não quer adoração por aquilo que Ele dá, mas por quem Ele é.
=
No livro de Jó, Satanás fez uma acusação gravíssima contra Deus. Ele tentou incriminar Jeová por só ser amado por Seus filhos por suborno: “Porventura, Jó debalde teme a Deus?” (Jó 1:9). A narrativa poética do livro inteiro deixa claro que o Senhor não era amado por Suas inúmeras bênçãos sobre a vida e a família de Jó que ainda exclamou: “Nu saí do ventre de minha mãe e nu voltarei; o Senhor deu e o Senhor o tomou; bendito seja o nome do Senhor!” (Jó 1:21).
=
Chega de promessa de bênçãos. A virtude cristã que se deve buscar prioritariamente é justiça. No Sermão da Montanha, os que tiverem fome e sede de justiça serão fartos (Mateus 5:6). Quando o cristianismo destaca a promoção da justiça, todas as demais bênçãos se tornam secundárias (Mateus 6:33). Aliás, não existe pregação legitimamente evangélica sem a busca do direito: “O reino de Deus não é comida, nem bebida, mas justiça e paz e alegria no Espírito Santo” (Romanos 14:1).
=
Antes de quererem para si a benevolência do Senhor, os crentes deveriam almejar a promessa de Isaías 61:3: “A fim de que se chamem carvalhos de justiça, plantados pelo Senhor para a sua glória.” A Igreja Evangélica cresce velozmente no Brasil, mas será que percebeu todas as implicações do que significa seguir a Cristo?
=
Soli Deo Gloria.
=

Rev. Ricardo Gondim
Editado Por Diácono Rilvan Stutz
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro.
www.reierei.blogspot.com

quarta-feira, outubro 22, 2008

DEUS E O CONHECIMENTO

EDIFICAÇÃO
=
A relação do homem com a Natureza ou com Deus não pode ser sobrenatural, porque o deus sobrenatural não é natural, é uma ficção criada pelo homem. Deus não pode ser tampouco exclusividade deste ou daquele agrupamento, por ter forte relação com o homem, com qualquer homem, e com a Natureza, e com a harmonia, e também com a arte. Cada sentido é um dom divino, escreveu Bandeira. E a vida deveria ser feita de arte, que é divina, como o dom de reconhecê-la, por ser a beleza uma revelação.
=
Deus não escreve livros, escreve homens, naturezas, o Universo. Este é o Verbo Divino. Homens escrevem livros, e a linguagem humana provem daquela – a ancestral - pois visa nomear uma escritura maior. E de onde provêm as diversas línguas criadas pelos homens? A linguagem - as palavras que deveriam ser utilizadas para nomear O Verbo e para que os homens se unissem neste trabalho - passou a ser instrumento de dissensão. Então surgiram as línguas, os afastamentos, a linguagem decaída, a babélica.
=
Se a palavra escrita é o corpo físico do pensamento, para se chegar a ele – que é invisível, incorpóreo, poderemos fazê-lo através dela. Se o corpo físico do homem, o visível, o palpável, guarda em suas profundezas uma inteligência, uma sensibilidade, uma essência invisível e intocada, ele também - o espírito humano - assemelha-se ao pensamento, à essência invisível da palavra. “O essencial é invisível aos olhos”, escreveu o inspirado piloto francês.
=
Assim, o espírito, como o pensamento – invisíveis e essenciais que são, como os sentimentos, os sonhos e as recordações, deveria merecer de nós uma atenção maior. E como ocupar-se mais de si mesmo? Como conhecer-se melhor? A tarefa não é fácil, mas também não é impossível; começando por deixar de se ocupar tanto dos outros e do que nos cerca, cultivando um olhar reflexivo e auto-observador. Somos especialistas na observação do que acontece ao nosso redor, mas ausentes de nós mesmos. Não chegamos a aproveitar as lições do que nos cerca para aperfeiçoar nossa própria pessoa, que é o que mais deveria nos interessar.
=
Não somos muito diferentes de um pensamento que pode ser bom ou mau; que necessita reproduzir-se para sobreviver como espécie; que pode evoluir nos curtos anos de vida física. Deus quer que o ser humano use a sua inteligência e o seu coração para se aproximar da Verdade que se confunde com o aperfeiçoamento humano. Ele não é o pai vingativo que atemoriza seus filhos e se regozija com guerras fratricidas que os insensatos dizem fazer em Seu nome.
=
Lutar pela liberdade própria e social, procurando respirar as verdades imanentes à natureza, e as que brotam da própria inteligência e do próprio coração, é a sensata e eloqüente postura do aprendiz que, apesar de reconhecer as suas limitações, não se conforma com a imobilidade e a submissão. Para que não sejamos letra morta num livro inútil e sem vida, deveremos aprender a escrever a própria história com letras visíveis e invisíveis, como autores e atores, ao invés de espectadores passivos a assistir aos dramas vividos por tantos que sofrem por não pensar, por falar línguas diversas, por estar sempre a se desentender. E talvez possamos recuperar a linguagem perdida que na infância da humanidade sabíamos tão bem pronunciar.

=

Canal Shvoong - Holdings. Tel-Aviv-Jaffa - Israel
Nagib Anderáos Neto. Membro Shvoong.
Editado Por Diácono Rilvan Stutz. Membro Shvoong.
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro
www.reierei.blogspot.com

VOCÊ EXERCITA SEU CÉREBRO?

CUIDANDO DA SAÚDE
=
Em razão da preocupação constante com a preparação física muitos freqüentam academia; porém não vemos, na mesma intensidade, o praticar de atividades que desenvolvam o saber, a concentração, a criatividade,enfim exercícios de rede neural provocando o treinamento do comportamento cognitivo. O cérebro, inclusive, é o responsável pelo sucesso de todas estas atividades descritas, porém não podemos privá-lo de exercer a sua principal atividade, o raciocínio.
=
Está provado que quanto mais ele for exercitado tanto melhor será o seu desempenho. Em contrapartida um cérebro decadente é a morada perfeita de diversas doenças degenerativas como, por exemplo, o mal deAlzheimer.
=
A Nintendo, preocupada com o melhor desempenho do cérebro, desenvolveu o software Brain Age 2 um videogame que estimula através de problemas lúdicos e de matemática o raciocínio do jogador. Tem também quebra-cabeças e atividades que buscam testar a memória do jogador propondo que treinem seus cérebros com alguns minutos de exercícios diários.
=
Há também os exercícios de treinamento comportamental cognitivo da Posit Science objetivando a boa forma mental, e o Mindfit que é um software que oferece a possibilidade de um treinamento personalizado através de uma avaliação cognitiva. Para os que querem levar o treinamento cerebral a sério podem se inscrever e freqüentar a "Academia cerebral" em sua própria casa assinando site como o HappyNeuron.com no valor aproximado de US$10 mensais que oferece exercícios de treinamento cognitivo.
=
Para os que desejam exercitar o cérebro, porém não fazem questão defreqüentar a Academia Cerebral podem exercitar seus neurônios brincando de Memória nos diversos sites gratuitos existentes na Netbem como, resolver palavras cruzadas e sudoku. Todas estas atividades podem ser muito bem conciliadas à leitura de um bom livro que além de exercitar a concentração, desenvolve o raciocínio, aumenta o vocabulário e lhe proporciona o prazer deconhecer novos personagens, de viajar por lugares exóticos, distantes, e ainda por cima lhe fazer companhia nas horas de lazer.
=
Ter um belo corpo, vesti-lo com roupas maravilhosas é tudo que sequer, porém se puder conciliar a bela aparência com uma boa conversa, será perfeito!
=
Canal Shvoong - Membro
Editado Por Diácono Rilvan Stutz
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro

segunda-feira, outubro 20, 2008

O PERFIL DE JESUS

EDIFICAÇÃO
=
Toda especial foi a Sua vida. Anunciado por profecias, sonhos e anjos, Ele esteve aguardado pela ansiedade do povo, pelo orgulho nacional de raça e o despotismo dos dominadores políticos que o desejavam guerreiro arbitrário e apaixonado.
=
Quando o silêncio espiritual pairava em Israel, Ele nasceu no anonimato de uma noite gentil, numa manjedoura, cercado por animais domésticos e assistido pelo amor dos pais humildes, sem outras testemunhas. Seus primeiros visitadores eram, amantes da natureza, pastores simples, logo seguidos por magos poderosos, num contraste característico, que sempre assinalaria a Sua jornada entre os homens.
=
Nas paisagens de Nazaré Ele cresceria desconhecido, movimentando-se entre a carpintaria do pai e as meditações nas campinas verdejantes, confundido com outros jovens sem qualquer destaque portador de conflitos antes da hora. Amadureceu no lar como o trigo bom no solo generoso, e, quando chegou a hora, agigantou-se na sinagoga, desvelando-se e anunciando-se.
=
Incompreendido, como era de esperar-se, saiu na busca daqueles que iriam segui- lo e ficariam como pilotis da Nova Era que ele iniciava. No bucolismo da Galiléia, pobre e sonhadora, fértil e rica de beleza, Ele começou o ministério que um dia se alargaria por quase toda a Terra, apresentando o programa de felicidade que faltava às criaturas. Jamais igualado, Sua voz possuía a mágica entonação do amor que penetra e dulcifica, ensinando como ninguém mais conseguiu igualá-Lo.
=
A majestade do Seu porte confundia os hipócritas e desarmava os adversários fortuitos, pela serena inocência, profunda sabedoria e invulgar personalidade. Nunca se perturbou diante das conjunturas humanas, sobre as quais pairava, embora convivendo com gente de má vida, pecadores e perversos, pobres desesperados e ricos desalmados, vítimas morais de si mesmos no vício e perseguidores contumazes... Ele compreendia a pequenez humana e impulsionava os indivíduos ao crescimento interior, às conquistas maiores.
=
Penetrando o futuro referiu-se às hecatombes que a insânia humana provocaria, mas, apresentou também a realidade do bem como coroamento dos esforços e sacrifícios gerais. Poeta, fez-se cantor. Príncipe, tornou-se vassalo. Senhor, converteu-se em servo. Nobre de origem celeste, transformou-se em escravo por amor. Ninguém disse o que Ele disse, conforme o fez e o viveu. Jesus é a síntese histórica da ascensão humana. Demarcando as épocas, assinalou-as com o estatuto da montanha, em bem-aventuranças eternas. Nem a morte O diminuiu. Pelo contrário, antecipou-lhe a luminosa ressurreição, que permanece como vida de sabor eterno, varando as eras.
=
Grandioso, hoje como ontem, é o amanhã dos que choram, sofrem, aguardam e amam. Sua veneranda presença paira dominadora sobre a humanidade, que nEle encontra o alfa e o ômega das suas aspirações. Jesus é a vida em representação máxima do Criador, como Modelo para a humanidade de todos os tempos. Unamo-nos a Ele e vivamo-Lo. Amém.

=
Diácono Rilvan Stutz
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro
www.reierei.blogspot.com

DIREITO DE FAMÍLIA

CUIDANDO DA EDUCAÇÃO
=
O Direito de Família tem por objetivo os princípios jurídicos que regem as relações de família como: casamento, separação e divorcio, reconhecimento de filhos, filiação, pátrio poder, tutela, curatela e adoção.
=
O casamento civil surgiu no século XVI, na Holanda e podemos dizer que é um contrato que regula a vida em comum de um casal. Destacamos aqui alguns impedimentos na Lei brasileira que impossibilitam a união civil: entre ascendentes e descendentes, irmão, pessoas já casadas e etc... . É permitido nas nossas leis: casamento por procuração, no consulado ou embaixada brasileira no exterior.
=
Separação acontece mediante a saída de um dos cônjuges, encerrando os deveres da fidelidade conjugal. O divórcio foi implantado no Brasil em 1977, para isso é necessário ter havido separação judicial por mais de um ano ou comprovada separação de fato por mais de dois anos. Filiação é a relação de parentesco estabelecido no momento da concepção. Os filhos serão reconhecidos pelos pais, mesmo nascidos fora do casamento.
=
Curatela é o encargo conferido a alguém por lei, para reger a pessoa, bens, ou somente os bens, de menores ou maiores, que por si só não podem fazer, ou por não terem nascidos. No caso do falecimento do pai, deixando sua mulher grávida, de um filho seu, e a mãe perder seu pátrio poder, é nomeado um curador, para que zele pelas suas necessidades, até o nascimento, quando então é nomeado um tutor.
=
Exemplos da perda do pátrio poder: uso de drogas, alcoolismo, falta de responsabilidade e deveres para com o menor e etc. Adoção é um contrato que estabelece relações de paternidade e filiação aos menores de dezoito anos. É proibida por lei a adoção sem o consentimento do adotado ou de seu representante legal. O adotante tem que ser maior de vinte e um anos, dezesseis anos mais velho, não podendo ser avô, irmão ou tutor. A adoção é irrevogável e a criança ou adolescente nunca mais deixará de ser filho do adotante.

=
Professora N. Sylvia
Membro - Shvoong
Editado Por Diácono Rilvan Stutz
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro
http://www.reierei.blogspot.com/

sexta-feira, outubro 17, 2008

PAI HERÓI

PLANO FAMILIAR - EDUCAÇÃO
=
Sempre é uma boa oportunidade para pensar um pouco mais sobre o lugar do pai na família atual. Além da contribuição biológica que é uma participação vital, a afetiva no papel do pai em nossa vida sempre esteve na vida da nossa família. A função do pai mudou muito, na medida que a cultura foi se transformando, aliás, a própria família também mudou muito.
=
Pai, criatura com missão, com limites e possibilidades. Perto ou distante, nesta ou em outra dimensão, tudo isto contribui para que, hoje, o lugar do pai seja um tanto difícil de definir. Mas algumas coisas não mudaram tanto. Criar filhos continua sendo uma tarefa difícil, trabalhosa e complexa como antes. E por isso essa tarefa precisa ser compartilhada. O pai continua sendo, na maioria das vezes, essencial tanto pra gerar quanto pra acolher uma criança. Ele continua sendo aquele com quem as mães também contam para compartilhar a função de criar os filhos.Em geral, quando se pensa em pai, a primeira associação é com autoridade.
=
Mas muitas vezes o conceito de autoridade é mal interpretado. Na família, essa autoridade é o adulto, que ocupa a posição de responsabilidade, de influência e tem o direito e o dever de impor regras. É como o maestro regendo uma orquestra. Essa pessoa está na função que chamamos função de pai, que é fundamental pro desenvolvimento de uma pessoa. Basicamente, a função paterna é dar limites, de trazer pro mundo do filho a noção de lei. Na verdade, isso começa muito mais cedo do que parece. Antes de tudo, é preciso que se diga que os limites e as regras estão cada vez mais difíceis de sustentar.
=
Pais e filhos se tratam como iguais, como se fossem colegas da escola. Até parece que as diferenças não existem: as diferenças de idade, de experiência, de capacidades e funções na família. E o mais preocupante é que isto é confundido com flexibilidade e liberdade. Se o pai - ou a mãe - é do tipo que zela pelo seu lugar de autoridade, ele é visto como pai careta, rígido, antiquado. Isso na verdade é uma distorção do verdadeiro significado de liberdade.
=
Quando os dois, pai e mãe, realmente compartilham essa função, e estão sintonizados em relação às regras, os filhos só têm a ganhar. E pode ser que seja justamente porque os pais se sentem cada vez mais distantes afetivamente de suas crianças que o filho adulto que pensa que está sendo maravilhoso porque nunca nega nada ao filho, está negando o que ele mais precisa que seja alguém que preencha o lugar de autoridade. Quando este lugar fica esvaziado, acaba gerando a idéia de que cada um se governa por si mesmo, que é cada um por si, o que dá um sentimento de abandono imenso.
=
E a verdade é que a dificuldade de substituir situações e de sustentar as regras e a lei acaba passando para o filho a idéia de que não é preciso se submeter a autoridades, regras ou limites. Todos os filhos estão crescendo em sabedoria e compreensão. Quando escutamos a voz que nos guia para um bem maior, está aí o nosso pai, perto ou distante, revelando meios melhores
para vivermos em harmonia e com sabedoria tocarmos estrelas com as mãos. Boas energias.

=
Gilberto Pompermayer
Canal Shvoong - Membro
Editado Por Diácono Rilvan Stutz
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro
www.reierei.blogspot.com

O COMPORTAMENTO DOS PAIS E SUA INFLUÊNCIA

EDUCAÇÃO
=
Realmente, a criança sofre influência das pessoas que a cercam. Essa influência acontece de forma natural e, geralmente, inconsciente. Para as crianças, os adultos são modelos de comportamento e a forma como agem diante de situações boas, prazerosas ou situações difíceis, complicadas, é um referencial fundamental para sua formação. A prova disso é que muitas vezes nós, pais e mães “nos enxergamos” nas atitudes de nossos filhos.
=
O que se torna um grande problema é quando os pais tentam fazer dos filhos uma continuação de si mesmos, ou ainda, tentam dar na vida dos filhos uma reviravolta que gostariam de ter dado em suas próprias vidas. Aí, os adultos passam a ser “ditadores” do destino de seus filhos, causando, muitas vezes, discórdia e sofrimento, pois pensam que podem controlar o presente e o futuro das crianças e adolescentes. Os pais, de modo geral, fazem somente planos bons para os filhos, sonham coisas maravilhosas para a vida deles. Mas, é importante levar em conta que nem sempre esse sonho é o melhor para eles.
=
Muitos exemplos podem ser considerados, como aqueles pais que querem escolher a carreira profissional que os filhos devem seguir. Por vezes, essa carreira é a que eles, os pais, por um motivo ou outro, não conseguiram seguir. Tem-se a impressão que querem ver nos filhos a si próprios, quando mais jovens, interferindo até mesmo na aparência física, opinando sobre os cuidados com o corpo dos filhos, o que devem fazer, revelando nesse modo de agir os ideais de sua própria beleza.
=
A criança e o adolescente precisam ter os próprios sonhos, precisam idealizar a própria vida. A influência desse modo pode acarretar insegurança e medo de não se dar bem em uma profissão que não foi a escolhida pelos pais e isso pode fazer com que os filhos acabem escolhendo e se ajustando a sonhos que não eram os seus. Percebe-se, então que, muitas vezes, semelhanças existentes entre pais e filhos, pode ser fruto da convivência, do comportamento dos adultos. E aí está um grande desafio nas relações familiares: aprender a aceitar as diferenças, as opiniões de outras pessoas, aceitar que os desejos dos filhos podem ser diferentes dos desejos dos pais. E que os filhos podem sim, ser felizes escolhendo e lutando, eles mesmos, pelo seu futuro.

=
Professora: Sonia das G. Oliveira Silva
Editado Por Diácono Rilvan Stutz
Catedral Presbiterina do Rio de Janeiro
http://www.reierei.blogspot.com/

quinta-feira, outubro 16, 2008

OS DEZ SUPER ALIMENTOS QUE AJUDAM A EMAGRECER

CUIDANDO DA SAÚDE

OPINIÃO
=
Dieta saudável é sinônimo de variedade no prato, como você já sabe. Mas que tal incluir nessa seleção alguns alimentos super poderosos quando o assunto é combater os quilo a mais? Não, não é história de revista de quadrinho: essa liga cheia de boas intenções existe e tem todos os seus mistérios revelados pelo oráculo de nutrição do Minha Vida, Roberta Stella. Munida de todo seu aparato técnico, infalível contra qualquer gordurinha mais saliente, ela indica em primeira mão 10 delícias (entre elas, bebidas) favoráveis ao emagrecimento e à longevidade (nossa nutri tem um cardápio especial para você) Mas atenção: esses heróis na luta contra o ponteiro da balança não conseguem nada sozinhos, trata-se de um trabalho de equipe. "Não é porque a maçã está na lista que você pode riscar todas as outras frutas do cardápio", alerta Roberta sobre a importância de um cardápio balanceado.
=
Arroz integral: típico integrante das refeições dos brasileiros, o arroz tradicional deve ser substituído de vez pelo integral (saiba quando os integrais são a melhor opção). Nessa versão, a película que reveste o grão é mantida e, com ela, são preservadas fibras, vitaminas e os minerais desperdiçados quando o arroz é polido. As calorias dos dois tipos são praticamente as mesmas.
=
Feijão: mais um tradicional participante do prato brasileiro, esse tipo de legume é rico em proteínas livres de gordura saturada. O que isso quer dizer? Simples, comer bastante sem preocupações com os níveis de mau colesterol. Feijão no prato, colesterol em baixa.
=
Peixes: são fontes de ômega-3, um tipo de gordura importante na composição da membrana celular. Também desempenha um papel relevante na prevenção e tratamento de doenças cardiovasculares. Portanto, conte com as poucas calorias dos peixes para manter o equilíbrio da balança e da saúde.
=
Aveia e Cereais: alimento matinal composto de aveia e outros cereais, pedaços de frutas secas, amêndoas, castanha-do-pará, passas, açúcar mascavo, etc. (Granola): trigo e aveia integrais são a base dessa mistura (confira a receita caseira), que torna o café-da-manhã muito mais energético. Os cereais integrais mantêm o sistema de açúcar no sangue equilibrado, prevenindo o desenvolvimento do diabetes. A granola ainda melhora o funcionamento do intestino, previne doenças cardíacas e alguns tipos de cânceres.
=
Nozes: las se destacam pelo alto valor nutricional: são ricas em proteínas, gordura dos compostos orgânicos , vitamina E, potássio e fibras. As nozes ajudam não só o emagrecimento, como a manutenção do peso. Só não exagere na dose, pois a ingestão excessiva pode levar ao ganho de peso. Elas rendem um ótimo lanche entre as refeições principais. Uma porção de seis unidades contém 115 calorias.
=
Maçã: 83% da composição dessa fruta é derivada da água, fazendo com que seu valor calórico seja baixo (a unidade tem apenas 60 calorias). A maçã ainda é rica em fibras, vitaminas, minerais e pobre em gorduras. Na hora do consumo, nada de descartar a casca (talos e cascas rendem receitas incríveis). Ela é fonte de fibras e de diversos nutrientes.
=
Tomate: entre tantos benefícios, o tomate está relacionado à prevenção de cânceres como o de próstata, pulmão e estômago. A melhor forma para desfrutar de todas as vantagens do legume é ingeri-lo cozido ou processado.
=
Água: ainda está para existir uma bebida que supere a qualidade da água. Além de despontar como líder no ranking dos hidratantes, ela é capaz de espantar a sensação de fome se consumida regularmente ao longo do dia desde, é claro, que você não pule nenhuma refeição. E o melhor de tudo é que ela não agrega nenhuma caloria à sua dieta (some as calorias de cada escapada)
=
Chás: são ótimos estimulantes da função renal e ajudam a eliminar as toxinas com seu poder diurético. Durante a perda de peso, o chá favorece a pouca ingestão de alimentos, diminuindo assim, as calorias totais do dia. Poder diurético contra as toxinas.
=
Leite desnatado: ele apresenta uma quantidade de gordura reduzida (e de calorias também), comparando à versão integral, e entra em cena contra a osteoporose, já que é uma excelente fonte de cálcio. Somando suas qualidades, o leite desnatado pode ser considerado um parceiro ideal para ficar de bem com a balança.

=
Nutricionista Roberta Stella
Editado Por Diácono Rilvan Stutz
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro
www.reierei.blogspot.com

terça-feira, outubro 14, 2008

RELIGIÃO: QUALQUER UMA SERVE?

EDIFICAÇÃO
=
Jesus foi bem claro aos saduceus “Errais por não conhecerdes as Escrituras nem o poder de Deus”. Mateus 22.29.
=
Pois está escrito em João 8:32, "E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará."
=
“Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará nas trevas; pelo contrário, terá a luz da vida” João 8:12.
=
Qual é o caminho? Qual é a verdade? Qual é a vida? Jesus respondeu: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim” João 14:6.
=
Amigos, religião não é uma coisa que a gente escolhe na prateleira de um supermercado, aquela que a gente goste mais, que se encaixe melhor ao nosso modo; aquela que mais simpatizamos ou que mais nos identificamos. Não, meus amigos. Estamos tratando de uma decisão de conseqüências eternas não podemos errar. Estamos tratando aqui de errar ou acertar em dimensão de eternidade. Esse já seria um bom motivo para pesquisarmos com afinco, até chegarmos a uma convicção.
=
Quando eu afirmo convicção, não é porque essa ou aquela pessoa, uma “conhecedora das verdades”, um guru, um iluminado, um padre, um pastor te dizem que esse é o caminho verdadeiro. Quem afirma é o próprio Jesus que Ele é o caminho, é a verdade, é a vida. Não é um dos caminhos, uma das "verdades" ou nos deixou a possibilidade de haver vida, plenitude em outra opção que não fosse ele.
=
Jesus se deixou levar ao cruel madeiro, suportando por amor a nós. O sacrifício, derramando na cruz seu sangue. Sangue do justo e sem pecado de quem foi, é e será por toda a eternidade, a presença corporificada do amor.
=
Temos motivos de sobra para sentirmos alegria porque Jesus é o pão da vida, a água que mata a sede, aquele que está conosco até a consumação dos tempos, aquele que está intercedendo por nós junto ao Pai, aquele que dá a vida por um amigo, aquele que por suas pisaduras somos sarados, aquele que é o príncipe da paz, a Brilhante Estrela da Manhã, o Alfa e o Omega, o princípio e o fim, a luz do mundo, aquele que nos deu a vida eterna, a salvação, aquele que vem nos buscar para estarmos com Ele por toda eternidade, aquele que prometeu vida abundante, felicidade eterna, onde não haverá mais morte, dor, tristeza, solidão, aflições, perdas, doenças, traições, roubos, violências, mentiras, crueldades, miséria, pobreza.
=
“Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que o amam.” 1 Coríntios 2.9
=
Todas essas maravilhas são promessas para você e para mim, para todos os que são salvos pelo Senhor Jesus Cristo. Para sermos agraciados com tantas bênçãos não precisamos nada mais que reconhecer que Jesus Cristo é o Senhor e Salvador de toda a humanidade. O seu Salvador pessoal. Essa bem-aventurança está disponível para todos nós.
=
“Bem-aventurados aqueles que lavam as suas vestiduras no sangue do Cordeiro, para que lhes assista o direito à árvore da vida, e entrem na cidade pelas portas.“ Apocalipse 22:14.
=
Jesus é maravilhoso. E sua Graça é realmente de graça. Basta aceitar o presente.

=

Rita Cytryn
Ministério Fruto do Espírito

www.frutodoespirito.com.br
Editado Por Diácono Rilvan Stutz
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro
http://www.reierei.blogspot.com/

segunda-feira, outubro 13, 2008

ORKUT...AMIGOS, FOTOS, FANTASIAS, INFORMAÇÕES...PERIGO!

NOTÍCIAS PELO MUNDO
=
O Orkut encantou. Chegou, conquistou e angariou milhares e milhares de adeptos. No Brasil bateu record de usuários. Surgiu como uma forma de revermos amigos de infancia, professores, ex-namorados, vizinhos, artistas famosos, etc. Eu tenho orkut e entro todos os dias, e deixo recados para meus irmãos e amigos todos os dias, tenho album de fotos e depoimentos de pessoas que gostam de mim e me admiram.
=
Eu também visito orkut de pessoas que não são meus amigos e não estão na minha lista, sou como muitas pessoas... apenas curiosa. Há até uma comunidade "Eu vasculho o orkut alheio" onde muitos se declaram mesmo curiosos. Até aí tudo bem, o problema é que o orkut não somente conquista pessoas boas, legais e generosas, também atrai pessoas ambiciosas, aproveitadoras e maldosas. Pra essas pessoas o orkut se tornou uma fonte de obtenção de informações sobre a vida privada das pessoas. Em menos de cinco minutos uma pessoa entra no seu perfil e sabe seu estado civil, idade, email, onde você trabalha, o nome e o rosto dos seus filhos, a marca do seu carro, da sua moto, e através das suas comunidades sabe das suas manias, preferências sexuais e coisas que você ama ou odeia.
=
Se ela entrar nos seus scraps sabe onde você esteve, onde poderá estar, se está alegre ou triste, enfim... muitas, mas muitas informaçoes. No Brasil são mais de 10 milhões de usuários, Um país onde se bate record de sequestros, assaltos e extorsões. Admitamos, é uma exposição da vida privada. Há alguns dias atrás os brasileiros foram noticiados sobre um pai paulistano que por acidente esqueceu-se do filho de 1 ano dentro do carro e o mesmo veio a morrer asfixiado.
=
Uma fatalidade. No fantástico foi exibida a página do orkut do pai da criança e eu estava on line e claro, entre no perfil dele. Vi as fotos do bebê, da esposa e também os scraps. Já havia uma dúzia de recados de pessoas desconhecidas dizendo lá um monte de coisas. Pessoas que inclusive moram fora do Brasil e viram a notícia através da internet. Depois de mais ou menos umas três horas eu entrei novamente no perfil e qual não foi minha surpresa, já havia mais de duzentos recados! Brasileiros que vivem na China, EUA e Japão. Havia mensagens de todo o tipo, consoladoras e algumas ofensivas, enfim um absurdo.
=
Como se fosse possível consolar aquele homem numa hora dessas. A delegada e o juíz deram entrevista a TV e disseram ter certeza que foi um acidente, uma fatalidade do stress da vida cotidiana dos paulistanos. De fato, e para esse pai, além de perder o filho vai carregar uma culpa nas costas pra o resto da vida. Muito triste e lamentável. No mesmo dia, depois de algum tempo a página dele foi deletada. Se ele deletou ou alguém deletou pra ele, foi a melhor coisa que fizeram.
=
O Orkut é um fenômeno, uma mania, um blog, um diário, um album, enfim, um espaço maravilhoso, que permite que nossos amigos dividam conosco informações, emoções e tudo mais. Mas também é uma janela para a vida alheia, permitindo que pessoas desconhecidas retirem informações a nosso respeito com segundas intenções. Por isso, continuem orkutando, mas com atenção e limites. É para a segurança e o bem-estar de todos.
=
Diácono Rilvan Stutz
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro
www.reierei.blogspot.com

domingo, outubro 12, 2008

O JUST-IN-TIME

NOTÍCIAS PELO MUNDO
O JUST-IN-TIME (JIT)
=
O JUST-IN-TIME (JIT) O JIT nasceu no Japão, no início da década de 50 e muitos fatores que contribuíram para a criação deste método. Estão as adversidades enfrentadas por este país na época. O país, recentemente, havia saído de uma guerra, além de possuir poucos recursos, por sua geografia acidentada e montanhosa.
=
Ainda possuía o agravante de ser um arquipélago, dificultando muito a logística e o transporte dos recursos a serem transportados. Just in Time (livre tradução: "Em Cima da Hora") é o princípio, re-introduzido na gestão empresarial pelos japoneses (já havia sido utilizado no princípio do século XX por Henry Ford), que se caracteriza pela administração eficiente dos recursos, com a manutenção apenas de quantidades suficientes, sem nenhum excesso, tanto das matérias primas ou insumos, quanto dos produtos acabados.
=
Esse tipo de gestão da produção diminui os gastos com armazenagem, espaço e pessoal. Exige, todavia, dinamismo na relação com os fornecedores e clientes, além de sistemas confiáveis de controle. A maior vantagem é o menor volume de capital "empatado". A filosofia do JIT está em produzir somente o necessário, se em um dia possa produzir milhões, mas o necessário são apenas dez mil, então produza apenas o necessário com tempo de sobra para a perfeição e sem desperdicios. O objetivo da implementação do sistema JIT á curto prazo é a redução do custo de manufatura pela melhoria da produtividade, enquanto que o objetivo á longo prazo é realçar a flexibilidade pela redução dos leads times.
=
O processo de implementação do JIT envolve alguns passos, como a implementação de outras ferramentas próprias e integradas ao sistema, para um perfeito fucionamento.
=


Analista Banzato Muora Turbino
Canal Shvoong - Membro
Editado Por Diácono Rilvan Stutz
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro
http://www.reierei.blogspot.com

sábado, outubro 11, 2008

JESUS CRISTO É!

EDIFICAÇÃO
=
Jesus Cristo é homem, no sentido mais absoluto e perfeito. O que se nos defronta no Novo Testamento, em toda maravilha de Sua perfeição, é uma verdadeira vida humana que ao mesmo tempo é a vida humana verdadeira. Não é nenhuma imagem de homem, nem arcanjos ou semideus, representando no palco deste mundo o papel de homem. Por um ato de maravilhosa graça, o Ato divino do Pai é enviado a este Mundo seu Filho Amado. Sua vinda mostra uma porta aberta a todos que queiram entrar, está aberta para o ser humano. Oferece mudanças necessárias em nosso viver, uma inigualável oportunidade que indica o caminho da vida eterna! Deus mostrou que haveria um futuro que o mundo ainda não conhecia, (embora tenha sido anunciada pelos profetas, a vinda do Salvador). Jesus Cristo, não precisou de propaganda, Ele sempre, humildemente, nos trouxe soluções que mesmo parecendo impossíveis para o homem, Jesus Cristo Foi! Por exemplo, ensinou ao homem a necessidade da mudança de vida!
=
Neste caso, mudar implica em situações saudáveis, por efeito da mudança! Em Sua época, foi puro. Mesmo sofrendo de forma jamais vista, mostrou inigualável amor. Jesus Cristo doou ao ser humano até os dias de hoje, sem qualquer tipo de restrição ou retribuição por Sua ação na humanidade, segui-lo para “sempre e sempre”, a oportunidade de mudança, isto, em todos os aspectos da vida. Em Sua amplitude e plenitude, jamais encontraremos alguém tão perfeito cheio de bondade e amor, nunca haverá tanto tanta perfeição. Nossa emoção nos leva a repetir. Jesus Cristo é! Anunciado pelos profetas, Jesus entra na realidade da vida, sabendo do grande martírio que enfrentaria (este, impossível contá-lo).
=
Veio trazer a salvação e carregar sobre os seus ombros nossos sofrimentos, trazendo consigo um convite especial, “a Salvação”. A bondade de Jesus não nos impede de procurá-lo. Tudo nos ofereceu, nunca nos condenou, basta o reconhecimento e arrependimento. Como meta perfeita a confissão nos leva ao perdão. Jesus prepara o homem para uma nova vida, uma vida perfeita! Jesus é a Palavra suave, amorosa para todos aqueles que desejam ouvir, o rosto de Jesus está voltado para toda humanidade, quanto a aqueles que se fazem discípulos e resplandecem o brilho do filho amado. Este processo é a graça regeneradora do Pai, Sua graça, Sua bondade.
=
O chamado de Jesus é irresistível, todos aqueles que aceitarem estarão para o resto da vida ao Seu Lado! O chamado situa-se no grande projeto do Pai para a humanidade! O chamado de Deus é pelo filho ou extensão dos que trabalham para Cristo. Para Jesus, Sua obra como Servo de Deus era de libertar o Mundo. Sua morte e ressurreição seriam a consumações dessa vitória. Jesus chama a quem quer em qualquer parte, quer alguém vivendo em pecado, lhe é dada à mesma oportunidade de ouvir a Voz de Cristo! Isto é maravilhoso mostra o poder do Salvador.
=
A partir daí, um novo homem surge, compartilha de uma nova vida. Nunca uma decisão por Jesus é uma decisão provisória, temos como promessa: viver com O Mestre eternamente. Desta forma, precisamos ter o cuidado, pois o encontro com a pessoa viva de Jesus, embora o total oferecimento do maior amor, situações vitais são postas frente a frente e, sendo assim, a mente e o coração humano são postos em cheque e muito especialmente rosto a rosto. Precisamos ter o nosso estilo próprio, correto. A comunhão, lutar sempre até ao final da vida terrena. O mestre trabalhou para todos, lembrou de toda humanidade mostrou que a decisão é “individual”, cada um responderá por si. Devemos obedecer ao mestre assimilando o Seu comando, Sua bondade regeneradora nos leva a conduzir e ser conduzido para uma pureza de vida, isto nos prepara para um novo estilo. Não devemos deixar de lutar para alcançar a “meta” do brilho de Cristo, pois, em contrário, estaremos negando nossas promessas. Amém.
=
Autor: Diácono Rilvan Stutz
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro
www.reierei.blogspot.com

sexta-feira, outubro 10, 2008

A IMPORTÂNCIA DA LEITURA

EDUCAÇÃO
=
A prática da leitura se faz presente em nossas vidas desde o momento em que começamos a "compreender" o mundo à nossa volta. No constante desejo de decifrar e interpretar o sentido das coisas que nos cercam, de perceber o mundo sob diversas perspectivas, de relacionar a realidade ficcional com a que vivemos, no contato com um livro, enfim, em todos estes casos estamos, de certa forma, lendo - embora, muitas vezes, não nos demos conta.
=
Quando citamos a necessidade do conhecimento prévio de mundo para a compreensão da leitura, podemos inferir o caráter subjetivo que essa atividade assume. Desse modo, a leitura se configura como um poderoso e essencial instrumento libertário para a sobrevivência do homem. Há entretanto, uma condição para que a leitura seja de fato prazerosa e válida: o desejo do leitor.
=
Quando transformada em obrigação, a leitura se resume a simples enfado. Para suscitar esse desejo e garantir o prazer da leitura, o leitor tem a opção escolher o que quer ler, reler, o de ler em qualquer lugar, ou, até mesmo, o de não ler.
=
Respeitados esses direitos, o leitor, da mesma forma, passa a respeitar e valorizar a leitura. Está criado, então, um vínculo indissociável. A leitura passa a ser um imã que atrai e prende o leitor, numa relação de amor da qual ele, por sua vez, não deseja desprender-se.

=

Professor Renam Castro
Canal Shvoong - Membro
Editado Por Diácono Rilvan Stutz
Catedral Preasbiteriana do Rio de Janeiro.

Rádio Rei dos Reis