Seguidores

Versículo do Momento

LEIA A BÍBLIA

quinta-feira, dezembro 22, 2011

DESABAFO

EDIFICAÇÃO







==========================Rede de Divulgação


Ando meio triste ultimamente pelo evangelho que temos vivido, pela verdade que temos pregado em uma roupagem tão agressiva que muitas vezes parece uma falsa verdade, ouro de tolo, mais um devaneio de um grupo de fanáticos. Não quero ofender ninguém, nem quero ser portador de mensagem alguma, é apenas um desabafo. Mas não consigo entender este evangelho cheio de detalhes, cheio de nuances.

=
Todo dia tento negar a mim mesmo, tento colocar a cada momento o meu Senhor como centro de minha vida, O amo com todo amor que meu fraco coração é capaz. Todos os dias tento desenvolver um coração perdoador, capaz de perdoar todas as afrontas que sofro. Sondo meu coração para ter a humildade de pedir perdão a todos, e não são poucos, os que magôo, a começar pelo meu Deus que se entregou por mim e que não merece as agressões que cometo contra ele. Além disso, quero desenvolver o amor ao próximo, ouvir suas necessidades, chorar com os que choram, ser uma voz de alento no meio do deserto, ser sal e luz que possa dar a outros esperança de que mesmo sendo um pecador, um fraco como eu sou, ainda assim Deus me ama e com certeza o ama também.
=
Mas parece que tudo isto é muito fácil para alguns, não basta amar, perdoar, viver em Cristo, vejo tantas palavras de condenação, vejo pessoas que “em amor” são tão ríspidas umas com as outras. Vejo ironias, vejo maledicências, vejo dureza, que me pergunto se afinal o culpado não sou eu por ser tão inclusivista, por achar que todos que buscam Jesus com o coração puro mesmo com seus erros e limitações, encontrarão misericórdia.
=
Realmente não consigo ter esta postura, não me vejo detentor da verdade, não me vejo como capaz de coisa alguma. Olho para pessoas que tiveram grandes traumas, tantas dificuldades, lutando com tanto denodo, enquanto eu que sou abençoado em todas as áreas tenho pecado miseravelmente. Eu não sofro de nenhum problema de compulsão, mas quantas vezes escolho o errado? Como posso falar com severidade? Só consigo amá-lo e orar por ele.

=
Gostaria de ser um cristão fundamentalista, não como os “fundamentalistas” americanos, mas viver o fundamentalismo do amor radical, ter coragem de amar, sem me importar com os espinhos, com as galhofas. Sem me importar com o que dizem ou pensam de mim, de amar incondicionalmente e proclamar o perdão e a misericórdia de Deus a todos os que, pela fé, aceitam Jesus como Senhor. Gostaria de ter a coragem de lutar em prol de um cristianismo mais verdadeiro sem os dogmas que muitas vezes nos escravizam a ponto de esquecermos que a base do cristianismo são o amor, o perdão e a misericórdia de Deus em Cristo e nenhum outro mandamento pode, a pretexto algum, fazer com que fujamos daquilo que deveria ser a essência de nossas vidas.

=
Só Deus sabe a grandeza dos meus pecados, só Ele conhece a dor que causei a meus queridos, do sofrimento que infringi a mim e a outros e tudo isto embalado na melhor retórica que uma alma cega pode conceber. Como posso condenar qualquer um que trilha, ou trilhou, os mesmos descaminhos que um dia eu trilhei? Só fui liberto quando experimentei não o juízo, mas o amor de Deus.

=
Até hoje eu peco, cada dia é uma nova batalha, e novas vitórias tenho conseguido no Senhor, minha esperança está na certeza de que “mesmo que sejamos infiéis ele permanece fiel, pois não pode negar a si mesmo” (IITm2:13) e que “se o coração nos condena, maior é Deus do que o nosso coração, e conhece todas as coisas.”(I Jo 3:20). Portanto, eu sou a última pessoa indicada para criticar quem quer que seja.

Isto é apenas um desabafo...












Igreja Presbiteriana do Brasil
O Blog - " A Serviço do Senhor "
Diác. Rilvan Stutz " O Servo com Cristo "

Pr.Denilson Torres-M.Fruto do Espírito

Rádio Rei dos Reis