Seguidores

Versículo do Momento

LEIA A BÍBLIA

terça-feira, novembro 23, 2010

PAPAI NOEL NÃO É CRISTÃO?

EDIFICAÇÃO

Há, contudo, quem o ligue com a lenda de S.Nicolau, que foi bispo de Mira, na Ásia Menor, no século IV. Tornou-se famoso por sua generosidade; muita gente passou a crer que qualquer dádiva feita de surpresa vinha dele.
=
O povo da Holanda escolheu S.Nicolau como patrono das crianças, e a sua fama pouco a pouco se espalharam. Em vários países europeus as crianças crêem que ele é quem traz os presentes que recebem no Natal.
=
Contudo, muito mais disseminada é a figura do velho gordo, barbudo, bigodudo e sorridente, de cabelos completamente brancos, que vem voando pelo céu guiando um trenó puxado por duas juntas de renas, o que o identifica como proveniente do pólo norte.

Em outros países, na França ele é chamado de Pére Noel; na Itália de La Befana; na Suíça Christkindli numa visível tentativa de confundi-lo com Jesus Cristo. Ainda na Europa, onde as lareiras estão sempre acessas durante esta época devido ao inverno, difunde-se a crença de que ele entra nas casas pela chaminé da lareira. Por isso as crianças são instadas a deixarem sua meia ou sapato em lugar bem visível, para que Papai Noel, os encha de doces, além de presentes, como brinquedos e outros objetos.
Os noruegueses criam que a deusa Hertha aparecia na lareira e trazia boa sorte para o lar.

No Brasil, não são poucas as crianças que acreditam piamente que os presentes que receberam foram trazidos pelo Papai Noel. Mais tarde, ao crescerem, descobrem que não passava de uma mentira, o
que as leva a relacionar que a festa do nascimento de Jesus como uma das maiores mentira que lhes foi aplicada na infância.

Não têm sido poucos os esforços para banir das comemorações do nascimento de Jesus estas excrescências pagãs. Na Inglaterra, as festividades do Día de São Nicolau foram banidas quando Henrique VIII fundou a Igreja da Inglaterra. Mais tarde elas foram reiniciadas quando a Rainha Vitória se casou com Albert, um príncipe alemão. Então S.Nicolau voltou como Papai Noel. Por volta de 1643 as comemorações do Natal na Inglaterra se tornarão tão ruidosas e desregradas que os Puritanos aboliram a observância do Natal. Os colonizadores que fundaram as primeiras colônias americanas copiaram as leis inglesas: suprimiram as festividades do Dia de Natal, substituindo-as por um dia de jejum e de arrependimento. Os imigrantes holandeses, que vieram posteriormente, ressuscitaram os festejos
natalinos dantes.

Por tanto é fácil constatar que essa figura, e o costume de ligá-lo com o Natal, não tem nenhuma base bíblica e pior do que isto, não tem origem cristã, mas é uma figura decididamente pagã, transplantada para o cristianismo pelos povos que não experimentaram uma conversão genuína.

Contudo em nossos dias, os cristãos que conhecem o verdadeiro espírito do Natal e desejam comemorar o nascimento de Jesus de maneira condigna e verdadeiramente cristã, estão cansados dos excessos cometidos nesses festejos, e devidos a este fato tem nascido uma insatisfação no coração dos cristãos em toda parte, ansiando por uma comemoração sadia, cristã, equilibrada, espiritual, do nascimento do nosso
Salvador.

Abaixo a figura do Papai Noel vai recolocar Jesus como a figura central dessa festividade, pois é seu aniversário, não é mesmo!








Holdings. Tel - Aviv - Jafra - Israel
Diác. Rilvan Stutz - Membro Shvoong
Ariel de Oliveira - Membro Shvoong
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro