Seguidores

Versículo do Momento

LEIA A BÍBLIA

sábado, setembro 21, 2013

O DISCÍPULO DO AMOR





EDIFICAÇÃO






O tema do amor cristão me parece um desafio em dois andares. No andar de cima encontro o ensinamento de Jesus e de seus apóstolos, inspiradores e desafiadores. Nesse âmbito, ouço Jesus dizer que seremos reconhecidos como seus discípulos se tivermos amor uns pelos outros; ouço Paulo orar por nós, para que, pela fé, tenhamos raízes e alicerces no amor, ou então João, a dizer que aquele que não ama não sabe nada de Deus. No andar de baixo encontro o desafio da prática desse mandamento de Jesus, acrescido do entendimento apostólico de que fazer discípulos significa também ensinar a amar (Mt 28.19).

O discípulo de Cristo precisa conhecer o que seu mestre espera dele. Para isso, observa suas palavras e atitudes; considera o que seus apóstolos ensinaram a respeito e como eles mesmos vivenciaram esse ensino e exemplo. Por outro lado, o “discípulo do amor” precisa manifestar em sua vida comunitária esse sinal, essa marca da nova vida que recebeu do Espírito Santo.

Eis o desafio dialético: precisamos aprender e ensinar a amar — nos dois andares! Não basta abrir a Bíblia e aprender sobre o amor. Esse ensino fica incompleto. É preciso coerência com o térreo; com a “ortopraxia”: a prática correta; uma escada ligando os dois andares. Surge, assim, a questão inevitável: como se aprende a amar? Minha resposta: pelo andar de cima, obedecendo; ou seja, sem considerar emoções (gostar ou não), amando: abençoando, fazendo o bem, permitindo o bem, ensejando o bem a amigos e a inimigos. Já, pelo andar de baixo, aprende-se a amar sendo amado.

Sim, uma dimensão passiva dessa pedagogia divina. E é aqui, me parece, que a experiência do amor de Cristo “excede todo entendimento”. É onde aprendo sobre graça e afeto; sobre a segurança que o amor de Deus traz; sobre a incrível sensação de ser amado, apesar de ser conhecido como realmente sou. Ai, que conflito! Meu maior sonho é ao mesmo tempo meu maior temor: ser conhecido.

Na transparência (que advém da proximidade e que permite a comunhão) posso encontrar descanso e paz. Mas posso encontrar, também, rejeição. O temor é que, quando descobrirem meus defeitos, passem a me odiar. Mas é aqui que João nos exorta a que pela fé vençamos nossos medos e aprendamos, com sabedoria e oração, a “andar na luz”. E as palavras que ele usa para “luz” são: verdade, confissão, perdão e purificação — Transparência? Confessar tudo? Na minha igreja?  Botam-me na rua! Talvez nos falte um pouco do andar de baixo.

Procuram-se “mestres do amor”: gente que aprendeu a amar porque foi muito amada — apesar do seu pecado. Incondicionalmente, portanto. Oferecem-se “discípulos do amor”: gente desconfiada, que não crê mais nisso — mas que está disposta a tentar uma última vez.





Holdings – Tel Aviv – Jafra – Israel 
O Blog – “ A Serviço do Senhor “ 
Diác. Rilvan Stutz “ O Servo com Cristo “
Adaptado (Rubem Amorese)
 
 

CUIDANDO DO SEU CORAÇÃO: OBSERVE O QUE COME!





CUIDANDO DA SAÚDE








A escolha dos alimentos, a forma de prepará-los e as quantidades ingeridas exercem influência direta sobre a saúde. Sabemos que algumas comidas contribuem fortemente para o desenvolvimento da doença coronariána. E que, por outro lado, uma alimentação saudável e equilibrada pode atenuar o aparecimento de enfermidades crônicas, como a aterosclerose.

O consumo de produtos com altos teores de gordura favorece o aumento do colesterol no sangue, principalmente da fração correspondente ao LDL, o chamado “colesterol ruim”. E colesterol elevado, você sabe, é um importante fator de risco para doenças cardiovasculares. Veja aqui em que alimentos esses inimigos se escondem.

A maioria das gorduras de origem animal é saturada, enquanto a maioria dos óleos vegetais e de peixes contém grandes quantidades de ácidos graxos insaturados e saturados. Os óleos de coco, de dendê e de chocolate, embora sendo produtos vegetais, contem maiores quantidades de ácidos graxos saturados.
Gordura saturada
Encontrada em produtos de origem animal, como carnes gordurosas, leite e seus derivados, além de polpa e leite de coco e de alguns óleos vegetais como os de dendê. Seu consumo elevado pode aumentar os níveis do colesterol “ruim” (LDL).
Gordura trans
Encontrada em produtos industrializados, como salgadinhos, batatas fritas, biscoitos recheados, bolachas cream-craker etc.. É sintetizada durante o processo de hidrogenação dos óleos vegetais, que os converte de líquidos em sólidos. Promove diminuição do colesterol “bom” (HDL), aumento de LDL e triglicérides.
Colesterol
Encontrado somente em alimentos de origem animal, como leite integral e seu derivados, sorvetes cremosos, além de carnes vermelhas gordurosas, pele de aves, carne suína, bacon, embutidos, vísceras e alguns animais marinhos. Também é produzido pelo organismo a partir das gorduras saturadas.
Gorduras que podem diminuir seu colesterol
Existem alimentos ricos em gordura, no entanto, que contribuem para a diminuição do colesterol ruim. Benéficos à saúde, mesmo assim devem ser consumidos com moderação, pois independente da fonte, cada grama de gordura produz 9 calorias. A ingestão exagerada tende a ocasionar aumento de peso.

Gordura Polinsaturado: em temperatura ambiente apresentam-se sob a forma líquida. Conhecidas como ômega-3 e ômega-6, são essenciais ao organismo e obtidos somente através da dieta.

Ômega-6: encontrado em óleos vegetais de soja, açafrão, milho e girassol. Diminui o LDL e auxilia na função imunológica.

Ômega-3: presente na soja, linhaça e peixes de águas frias (salmão, atum, truta, sardinha, arenque, cavala). Contribui para a redução dos níveis de triglicerídes no sangue e a coagulação sanguínea.

Gordura monoinsaturada (ômega 9): presente na azeitona, abacate, avelã, castanha de caju, amendoim, óleo de oliva e de canola. Reduz o risco de trombose, auxilia no aumento do HDL, diminui o colesterol total e LDL.
Dicas complementares
Consulte sua nutricionista e adapte a ingestão de calorias às suas necessidades diárias, evitando comer em excesso, principalmente em caso de sobrepeso ou obesidade.

Introduza mais fibras ao seu dia-a-dia (frutas, verduras, legumes, cereais integrais e grãos), pois produzem sensação de saciedade, melhoram o funcionamento do intestino e reduzem a absorção do colesterol. Evite o consumo de alimentos ricos carboidratos como balas, mel, açúcar, doces em geral, arroz branco, massas, pães brancos, pizza, biscoitos, refrigerantes e sucos com açúcar.

Acrescente à sua alimentação produtos à base de soja (grãos, farinha de soja, leite de soja, tofu, seitan, missô etc), pois podem contribuir para a diminuição do colesterol, principalmente da fração correspondente ao LDL, prevenindo a aterosclerose.

Consuma alimentos ricos em flavonóides (antioxidante que auxilia na diminuição das taxas de LDL). Os mais facilmente absorvidos são os presentes no suco de uva. Outras fontes absorvidas em menor quantidade são: morango, cereja, amora, jabuticaba, berinjela e chá verde.

Modere o consumo de sal e temperos industrializados.

Evite o consumo de bebida alcoólica, principalmente em caso de hipertensão, diabetes, obesidade ou triglicérides elevados. Lembre-se que 1 grama de álcool produz 7 calorias.

Evite preparações com recheios e coberturas, devido ao excesso de gordura e calorias.

Atenção na hora de escolher entre manteiga e margarina. A manteiga possui 80% de gordura saturada e cada 100g do produto fornece 250mg de colesterol. Já as margarinas devem ser isentas de gorduras trans.

Evite alimentos enlatados, embutidos e molhos industrializados.

Crie o hábito de ler os rótulos dos alimentos e escolha criteriosamente os produtos antes de comprá-los.
Não perca o controle pelo fato de comer fora. Consulte o cardápio e selecione os pratos, de acordo com sua composição e preparação. Não ceda à pressão de garçons, que tendem a induzir o cliente a consumir além de suas necessidades.
Em resumo
A alimentação saudável deve ser composta por alimentos capazes de fornecer ao organismo quantidades adequadas e balanceadas de nutrientes (proteínas, carboidratos, gorduras, vitaminas, minerais, fibras e água). Variando sabores, cores e texturas, você tende a consumir todos estes nutrientes e torna o seu cardápio mais saboroso e atraente.







Holdings - Tel Aviv - Jafra - Israel
O Blog - "A Serviço do Senhor "
Diác. Rilvan Stutz " O Servo com Cristo "
A Sós com Deus - Deus Ainda Fala



Rádio Rei dos Reis