Seguidores

Versículo do Momento

LEIA A BÍBLIA

domingo, novembro 28, 2010

CÉUS E TERRA

EDIFICAÇÃO





"No princípio, criou Deus os céus e a terra" Gênesis, 1.1.
=
A Terra criação de Deus. Chegou infelizmente o pecado após sua criação. O Irmão não vai perder tempo discutindo porque Deus permitiu que planos fossem mudados, “ou não foram mudados! Teria que ser assim! É a melhor forma que temos para não questionar ou entrar nos desígnios de Deus. Sabemos tudo mudou, o viver ficou difícil, o homem se tornou mal, destruiu e ainda destrói o lugar tão precioso para se viver. Tantas coisas ruins vão aparecendo e dificultando o entrosamento saudável com toda a sociedade, não temos mais um ambiente para se viver feliz.
=
Sabemos que tudo vem de muito longe (sem precisar procurar culpado); somos cercados por ciladas, que muitas vezes nos carregam definitivamente para a perdição total ou para um profundo abismo de sofrimento que vai aos poucos nos causando grandes problemas, ficamos cegos para possíveis soluções, estão em nossa frente e já não encontramos forças para enxergar. Isto tudo porque pensamos somente a e na terra!
=
Sim, o ser humano aprendeu a viver somente a e na terra. O acima é sobrenatural, cai em desconfiança para os desacreditados; os desconfiados afinam um caminho, um atalho para um mundo sem volta, ouve falar de promessas, de soluções, mas não lhes dão valor - vidas sofridas e calejadas, marcadas pelo pecado, seguem este atalho de perdição. Assim é o homem de hoje, dominado em grande parte por este pensamento. Ainda vemos o poder do mais forte dominar o mais fraco. Quem pode tomar, toma sem clemência!
=
Uma porcentagem muito grande ainda desconhece que o Céu é a receita para uma vida feliz: o próximo lugar maravilhoso que Deus preparou para cada um de nós (temos esta promessa), onde será apagado todo o passado pecador do homem, sofredor, marcado pelo desespero, sem esperança – a grande maioria não sabe que o Céu tem para nos oferecer. O céu evoca o sobrenatural e o homem adquiriu uma formação mundana: isto o leva a ter medo do que é oculto. A pós-morte para os que creram e crêem no Salvador, será o “passaporte para o paraíso restaurado, prometido”. Para o homem que só vive a terra, tudo começa aqui e termina aqui, com o chamado Fim.
=
Em tempos tão difíceis, precisamos anunciar as promessas divinas, falar do Céu - próxima morada dos salvos, lugar maravilhoso onde o pecado não habitará. O homem de hoje precisa viver o céu no seu dia a dia, gozar com antecedência o conforto da promessa de uma vida totalmente mudada, diferente, prometida por nosso Deus. Precisamos viver o Céu hoje! Saborear tudo o que Deus, por Sua graça infinita e misericordiosa, prometeu e foi anunciado na Bíblia através dos profetas e apóstolos, que foram usados por Deus para nos ajudar a compreender este “Sobrenatural”.
=
Nossa ida para este Céu maravilhoso é um convite aberto para todo aquele que, se arrependendo do seu estado pecaminoso, aceitar e crer, na promessa do Senhor para salvar o ser humano: Jesus Cristo, nosso Salvador eterno, nosso advogado junto ao Pai, é aquele que nos levará para este paraíso. Ele nos defende de multidões de pecados, assim nos aceita e perdoa, capacitando a nova chance de quem era perdido, e agora é redimido.Ele oferece oportunidade para qualquer um que queira experimentar tão maravilhosa graça crendo N'Ele, "porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu Seu Filho unigênito, para todo o que n'Ele crê não pereça, mas tenha a vida eterna" (João, 3.16).
=
Mesmo em tempos difíceis, vivamos o Céu aqui em terra, enquanto nosso Senhor Jesus Cristo não volta. Sabemos que não tardará; enquanto isto pense nas coisas lá do alto, vivamos nas promessas, vivamos o Céu maravilhoso prometido hoje, enquanto “respiramos na terra”. Nossos sofrimentos diminuirão em muito, com a lembrança verdadeira de Cristo em nossas vidas. Lembrar que teremos uma casa celestial preparada por nosso Pai Celeste Criador, é viver o Céu hoje. Pensemos no Céu!











Igreja Presbiteriana do Brasil
Diácono Rilvan Stutz - Membro Catedral
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro

sexta-feira, novembro 26, 2010

COMO BAIXAR FILMES OU MÚSICAS COM LINK PROTEGIDOS OU INVERTIDOS!

NOTÍCIAS PELO MUNDO



Como baixar filmes sem fazer cadastro via SMS??? Alguns sites tentam burlar e cobrar cadastros para permitir downloads, mas isso acabou!

Eles esqueceram que existem caras como eu, disposto a descobrir e ajudar os amantes de filmes e músicas via download. Se você conseguir baixar filmes com essa dica, deixe seu comentário.

PRIMEIRO EXEMPLO
Vamos fazer de conta que o link invertido é esse (postado por um leitor do blog):
http://www.celularbr.com/filmeja/?SLHR14UO=d?/moc. daolpuagem
.www//:ptth

Se você observar bem, o segundo endereço está de trás para frente:
?SLHR14UO=d?/moc.daolpuagem.www//:ptth


Digite esse endereço da direita para esquerda, sem o último ponto de interrogação (?):

http://www.megaupload.com/?d=OU41RHLS

Pronto! Se o link estiver realmente disponível, abrirá uma página para fazer o download. Lembre-se que nem todos estão disponíveis, alguns dão erros e outros são retirados. Nesse caso, tente outro suporte de armazenamento.

SEGUNDO EXEMPLO
Outro exemplo de link invertido, postado pelos leitores do blog:

http://www.link-protegido.com/gigafilmes/protetor.php?link=agem.www//:ptthRQICZOUB=d?/moc.daolpu

Observe que o link não está invertido como o primeiro. De qualquer forma, terá que ser organizado de modo semelhante. Este é o link invertido:
agem
.www//:ptthRQICZOUB=d?/moc.daolpu

Que vai ficar assim:
http://www.megaupload.com/?d=BUOZCIQR

Pode surgir outras formas de links invertidos, é só seguir o detalhe acima.

Boa sorte a todos!









Holdings. Tel - Aviv - Jafra - Israel
Diác. Rilvan Stutz - Membro Shvoong
I,omline - Membro Shvoong - Artigos
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro

quinta-feira, novembro 25, 2010

CARALLUMA FIMBRIATA EMAGRECE?

CUIDANDO DA SAÚDE




Atualmente todo assunto relacionado à estética tem sido muito valorizado e não é diferente quando falamos de emagrecimento. Dentre os chás, folhas, métodos, medicamentos que prometem objetivos de emagrecimento encontramos a caralluma fimbriata. A pedido de alguns seguidores e até mesmo por sentirmos dúvidas sobre esse fitoterápico na população vamos esclarecer sobre o tema. Antes vamos entender um processo chamado produção de gordura corporal.
=
Nesse processo existe um conversor de gordura do que ingerimos chamado Acetil Coenzima A, mas para que tudo isso aconteça é necessário a presença de uma enzima a Citrato Liase quando essa enzima é impedida de atuar, a gordura da dieta não é armazenada.

Antes da continuação precisamos saber o que é essa caralluma fimbriata. A origem caralluma fimbriata é uma erva medicinal que se origina na Índia considerada um cactus suculento.

=
Então vamos a resposta da nossa pergunta: - Essa erva emagrece?
A Caralluma fimbriata possui glicosídeos que interrompem a ação da enzima Citrato liase. Esse mecanismo bloqueia a produção de gordura. Adicionalmente, há também, o bloqueio de outras enzimas que também impedem a formação de gordura pelo organismo, obrigando-o a queimar as reservas existentes. Além disso, a erva age suprimindo o apetite.

=
Certos glicosídeos da Caralluma inibem o mecanismo sensorial da fome no hipotálamo. Mensagens neuronais de que o estômago encontra-se cheio são enviadas, “enganando o hipotálamo”; mesmo quando o paciente ainda não se alimentou. Estudos em andamento tentam comprovar o efeito de Caralluma na inibição da maturação dos pré-adipócitos em adipócitos, será um outro grande avanço.

Por isso claro aliada a outras substâncias, fitoterápicos, alimentação balanceada e atividade física essa erva pode auxiliar na redução de peso.

O importante é nunca se esquecer que para um estilo de vida saudável não é necessário ser dependente de medicamentos ou de algum coadjuvante, e sim optar por atos e práticas que geram a mudança para melhor no estilo de vida, quando necessário uso de algum produto para esse auxilio sempre acompanhado de um profissional.

Ricardo Freire
Fontes:
http://www.hort.purdue.edu/newcrop/FamineFoods/ff_families/ASCL/EPIADACEAE.html http://slimaluma.com/caralluma.htm
















Igreja Presbiteriana do Brasil
Diác. Rilvan Stutz - Membro Catedral
Ricardo Freire - Dicas de Nutrição
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro

terça-feira, novembro 23, 2010

PAPAI NOEL NÃO É CRISTÃO?

EDIFICAÇÃO

Há, contudo, quem o ligue com a lenda de S.Nicolau, que foi bispo de Mira, na Ásia Menor, no século IV. Tornou-se famoso por sua generosidade; muita gente passou a crer que qualquer dádiva feita de surpresa vinha dele.
=
O povo da Holanda escolheu S.Nicolau como patrono das crianças, e a sua fama pouco a pouco se espalharam. Em vários países europeus as crianças crêem que ele é quem traz os presentes que recebem no Natal.
=
Contudo, muito mais disseminada é a figura do velho gordo, barbudo, bigodudo e sorridente, de cabelos completamente brancos, que vem voando pelo céu guiando um trenó puxado por duas juntas de renas, o que o identifica como proveniente do pólo norte.

Em outros países, na França ele é chamado de Pére Noel; na Itália de La Befana; na Suíça Christkindli numa visível tentativa de confundi-lo com Jesus Cristo. Ainda na Europa, onde as lareiras estão sempre acessas durante esta época devido ao inverno, difunde-se a crença de que ele entra nas casas pela chaminé da lareira. Por isso as crianças são instadas a deixarem sua meia ou sapato em lugar bem visível, para que Papai Noel, os encha de doces, além de presentes, como brinquedos e outros objetos.
Os noruegueses criam que a deusa Hertha aparecia na lareira e trazia boa sorte para o lar.

No Brasil, não são poucas as crianças que acreditam piamente que os presentes que receberam foram trazidos pelo Papai Noel. Mais tarde, ao crescerem, descobrem que não passava de uma mentira, o
que as leva a relacionar que a festa do nascimento de Jesus como uma das maiores mentira que lhes foi aplicada na infância.

Não têm sido poucos os esforços para banir das comemorações do nascimento de Jesus estas excrescências pagãs. Na Inglaterra, as festividades do Día de São Nicolau foram banidas quando Henrique VIII fundou a Igreja da Inglaterra. Mais tarde elas foram reiniciadas quando a Rainha Vitória se casou com Albert, um príncipe alemão. Então S.Nicolau voltou como Papai Noel. Por volta de 1643 as comemorações do Natal na Inglaterra se tornarão tão ruidosas e desregradas que os Puritanos aboliram a observância do Natal. Os colonizadores que fundaram as primeiras colônias americanas copiaram as leis inglesas: suprimiram as festividades do Dia de Natal, substituindo-as por um dia de jejum e de arrependimento. Os imigrantes holandeses, que vieram posteriormente, ressuscitaram os festejos
natalinos dantes.

Por tanto é fácil constatar que essa figura, e o costume de ligá-lo com o Natal, não tem nenhuma base bíblica e pior do que isto, não tem origem cristã, mas é uma figura decididamente pagã, transplantada para o cristianismo pelos povos que não experimentaram uma conversão genuína.

Contudo em nossos dias, os cristãos que conhecem o verdadeiro espírito do Natal e desejam comemorar o nascimento de Jesus de maneira condigna e verdadeiramente cristã, estão cansados dos excessos cometidos nesses festejos, e devidos a este fato tem nascido uma insatisfação no coração dos cristãos em toda parte, ansiando por uma comemoração sadia, cristã, equilibrada, espiritual, do nascimento do nosso
Salvador.

Abaixo a figura do Papai Noel vai recolocar Jesus como a figura central dessa festividade, pois é seu aniversário, não é mesmo!








Holdings. Tel - Aviv - Jafra - Israel
Diác. Rilvan Stutz - Membro Shvoong
Ariel de Oliveira - Membro Shvoong
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro

segunda-feira, novembro 22, 2010

ELES PRECISAM DE DEUS






Em 1974 o economista e professor da University of Southern California (EUA), Richard Easterlin, propôs um paradoxo interesante: as pessoas ricas costumam ser mais felizes que as pessoas pobres, mas as nações mais ricas não são mais felizes que as pobres; e à medida que o país fica mais rico, isso não faz com que sua população fique mais feliz.
=
Em outras palavras: não importa quanto você ganhe, desde que ganhe mais do que aqueles que estão próximos a você. Um estudo recente feito por dois economistas da Universidade da Pensilvânia (EUA), Stevenson e Wolfers, contestou esse paradoxo, chegando à conclusão que as nações mais ricas também são mais felizes que as mais pobres, e esse enriquecimento tem a ver com o aumento da felicidade da população. Então a afirmação “O dinheiro traz felicidade” está correta, certo?
=
Como diria um conhecido político nosso, nunca na história desse país, a população viveu dias de tamanha euforia em relação à nossa economia. A estabilidade econômica pela qual passa o Brasil tem permitido que cada vez mais brasileiros ascendam socialmente. Eles estão conseguindo realizar sonhos, concretizar planos que antes eram inatingíveis, viver uma vida nova cheia de esperança e otimismo. Há previsões que afirmam que a renda per capita brasileira em 2011 pode ultrapassar dez mil dólares.
=
Sem pensar ainda biblicamente na questão, temos de nos ater ao detalhe que a felicidade é um conceito secular relativo. O que é considerado “felicidade” para uma pessoa pode não ser para outra. A conquista de um objetivo, de uma meta, pode ser até traiçoeria, pois pode-se cair no ciclo de desejo e frustração, o que foi definido pelo filósofo alemão Arthur Schopenhauer resumidamente como: desejamos, conseguimos, nos entediamos, percebemos que a vida segue seu curso de sempre e partimos para outro anseio. Segundo Schopenhauer, os objetivos não passam de simples modos de maquear a dor de viver e a falta de sentido na vida.
=
Quando atingimos nossos objetivos, eles deixam de ter importância. Schopenhauer é conhecido como “filósofo do pessimismo”, e pre ga que o que dá sentido à vida é o sofrimento, pois ele é mais do que simplesmente um aspecto da vida, e que o desafio da existência humana é aprender a lidar com o sofrimento.
=
Agora, pensando cristãmente: o apóstolo Paulo, na carta aos Filipenses, diz: “Alegrei-me, sobremaneira, no Senhor porque, agora, uma vez mais, renovastes a meu favor o vosso cuidado; o qual também já tínheis antes, mas vos faltava oportunidade. Digo isto, não por causa da pobreza, porque aprendi a viver contente em toda e qualquer situação. Tanto sei estar humilhado como também ser honrado; de tudo e em todas as circunstâncias, já tenho experiência, tanto de fartura como de fome; assim de abundância como de escassez; tudo posso naquele que me fortalece.” E ainda: “E o meu Deus, segundo a sua riqueza em glóri a, há de suprir, em Cristo Jesus, cada uma de vossas necessidades.” (Fp 4.10 - 13 e 19).
=
Paulo nos ensina que Deus nos provê do que necessitamos, e que devemos aprender a viver com o que Ele nos dá, pois é com isso que temos como fazer tudo o que precisamos através do Seu fortalecimento em nossa vidas. A Bíblia está repleta de passagens que ensinam sobre a real felicidade, como por exemplo em Provérbios 3.13: “Feliz o homem que acha sabedoria, e o homem que adquire conhecimento”. Sabedoria e conhecimento esses dados por Deus. E ainda no Salmo 144:15: “Bem-aventurado o povo a quem assim sucede! Sim, bem-aventurado é o povo cujo Deus é o SENHOR!” Sim, Deus, e não uma economia desenvolvida ou próximo a isso.“Ó SENHOR dos Exércitos, feliz o homem que em ti confia.” (Sl 84.12).
=
Se está tudo bem, por que a preocupação em confiar em Deus?Será que realmente não precisamos mais de dEle? Ele só serve para nos acudir na hora da necessidade?Devemos reconhecer que só por Sua Graça somos bem sucedidos. Devemos ser fiéis a Ele, mesmo sua Graça não estando condicionada à nossa fidelidade.Alguém já disse que o homem tem um vazio em sua alma e que só Deus consegue preenchê-lo.
=
Leia o sexto capítulo do livro de Eclesiastes e note que não há felicidade verdadeira na ambundância de riquezas.A minha felicidade não é passageira, é constante. Ela não depende de aspectos humanos, e sim única e exclusivamente de Deus. Não digo “estou feliz”, digo “sou feliz, apesar de qualquer circunstância”.Para serem realmente felizes, eles precisam de Deus, sim!









Igreja Presbiteriana do Brasil
Diácono Rilvan Stutz - Membro Catedral
Pão Quente Diário - Rev.Ricardo Cesar

Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro

domingo, novembro 21, 2010

DESCULPE, MEU CARO COLÉGUA

CUIDANDO DA SAÚDE



Em medicina sempre que há um sintoma é necessário pesquisar a causa! Assim quando uma pessoa está com FEBRE, é usual pesquisarmos por todo o corpo para encontrarmos o FOCO que está produzindo a FEBRE!
=
Assim, pode ser VIAS AÉREAS, APARELHO GASTRO INTESTINAL, VIAS URINÁRIAS, PODE SER DE ORIGEM MENÍNGEA, PODE ESTAR SENDO CAUSADA POR VÍRUS OU BACTÉRIAS!

Um paciente que apresente ICTERÍCIA ( amarelo na conjuntiva dos olhos ) está com problema de fígado! SIM! Pode ser HEPATITE, A, B, C. Pode ser compressão de ducto de saída de da bílis, pode ser por compressão do PÂNCREAS encima do ducto de saída. PODE SER UM MONTE DE COISAS QUE NÃO DÁ PARA SABER DE IMEDIATO!

Quando um paciente está com ESCARRO HEMOPTÔICO, pode ser conseqüência de uma TUBERCULOSE, UMA PNEUMONIA LOBAR, UMA BRONCOPNEUMONIA, UM CISTO INFECTADO NO PULMÃO, PODE SER UM CÂNCER E MAIS UMA SÉRIE ENORME DE COISAS QUE NÃO SE PODE ESTABELECER O DIAGNÓSTICO DE IMEDIATO!

Quando a pessoa está evacuando sangue, pode ser um CÂNCER, um PÓLIPO INTESTINAL, pode ser uma VIROSE ou BACTEREMIA, pode ser produzido por TRAUMA DE TER HAVIDO UM OBJETO LÁ INTRODUZIDO! Pode ser um monte de coisas!

Quando uma pessoa tem uma CONVULSÃO, ela pode ser ocasionada por MENINGITE, pode ser VIRAL ou BACTERIANA, pode ser por um CÂNCER NA ÁREA CEREBRAL, ou um CÂNCER EM ÁREA PERICEREBRAL, pode ser por CISTICERCOSE, pode ser EPILEPSIA, pode ser por FEBRE ( CONVULSÃO BENIGNA FEBRIL ) , pode ser por um monte de coisas ! Não dá para saber, de imediato!

APENAS QUANDO A PESSOA TEM DESEJOS HOMOSSEXUAIS, FECHA-SE O DIAGNÓSTICO DE QUE A PESSOA É HOMOSSEXUAL E TEM DE SE ACEITAR, COMO QUERIA O PAI DA PSICANÁLISE, SIGMUND FREUD!

Há um sem número de DOENÇAS MENTAIS que produzem o DESEJO HOMOSSEXUAL, como ESQUIZOFRENIAS, TRANSTORNOS BIPOLARES, NEUROSES, TRANSTORNOS OBSESSIVOS COMPULSIVOS, TERROR PÂNICO, PSICOSES E NEUROSES DE FORMA GERAL!

EM NENHUM DESTES CASOS VAI-SE ENCAIXAR A HOMOSSEXUALIDADE QUE É PAIXÃO DA ALMA E A PESSOA NÃO TEM DOENÇA MENTAL!

Só que tanto psiquiatras , como analistas e psicólogos e terapeutas, pessoas que tem muito dinheiro no bolso e muito pouca massa encefálica na cabeça, MEUS CAROS COLÉGUAS, que já estão acostumados a não tratar de sintomas sexuais , dando-os como DESEJOS PRIMÁRIOS que não se faz mais um DIAGNÓSTICO DE UMA DAS PATOLOGIAS CITADAS ACIMA !
=
É LASTIMÁVEL!
Eu aproveito o momento, para chamar a atenção dos MEUS CAROS COLÉGUAS para que prestem mais atenção àquilo que é apenas um SINTOMA - O DESEJO HOMOSSEXUAL. Aproveito também para solicitar aos Professores Titulares de Psiquiatria que comecem a investir um pouco mais de seus médicos RESIDENTES E ASSISTENTES para que comecem a estabelecer em quais DIAGNÓSTICOS podem ser enquadrados estes ou aqueles pacientes possuidores de DESEJOS HOMOSSEXUAIS!

Tenho ciência de que estes Professores Titulares (que são os médicos formadores de opinião) ganham bastante dinheiro das indústrias farmacêuticas para manterem todos na ignorância e com o mesmo tipo de raciocínio de " VENDER REMEDINHOS " !

No que necessitarem de orientações, não se sintam inferiorizados em pedir explicações para mim! Estou nesse terreno há 20 (vinte) anos e terei o máximo prazer em socorrer MEUS CAROS COLÉGUAS! O RECADO É VÁLIDO PARATODOS, EM TODO O MUNDO!


AI! ESSA DOEU! DESCULPEM!
Assina - Magnus Amaral Campos, médico devidamente registrado no CREMESP sob número 36.185 e formado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.
Visite meu site - http://www.neurosehomossexual.com.br
Dr. Magnus Amaral Campos (Mega Arquivo).







Holdings. Tel - Aviv - Jafra - Israel
Diác. Rilvan Stutz - Membro Shvoong
Dr.Magnus A. Campos - Membro Shvoong
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro

quinta-feira, novembro 18, 2010

CUMPLICIDADE

MENSAGEM





Um relacionamento harmônico entre duas pessoas pode ter inúmeras características. E uma delas é a cumplicidade. E o que seria essa cumplicidade? A cumplicidade talvez seja a maior prova de sintonia, amizade, consideração, que possa haver num casal. A cumplicidade é representada por aquele olhar, aquele gesto, aquele sorriso, que somente o casal sabe reconhecer e mostra a confiança que existe entre ambos. Através da cumplicidade podemos mostrar o quanto confiamos numa outra pessoa.

Se amamos de verdade uma pessoa, há total confiança e somente assim este amor é capaz de crescer e transformar uma pessoa cúmplice de outra. Podemos também entender a cumplicidade como uma forma de afinidade, de parceria ou seja, se uma pessoa ama a outra de verdade, ela se torna cúmplice, ela passa a viver tudo com a outra pessoa, eles passam a ser um só, passam a ter um só coração, uma só vida e tudo isso, porque os dois se entregaram um ao outro, de forma tão sincera que passam a não existir outra pessoa a não ser a pessoa amada.

Ser cúmplice um do outro é dividir tudo, todos os objetivos e sonhos. Desejos que, se vividos juntos, serão transformados em harmonia e serão representados pelo afeto, pelo amor, por uma vida repleta de bons princípios. Se realmente há cumplicidade entre um casal, através de um olhar é capaz de saber o que o outro deseja, o que o outro está sentindo, qual o seu temperamento, se está triste ou feliz. Às vezes nem precisa de um olhar, apenas pela voz já é possível identificar o que o outro está sentindo.

Na cumplicidade não existe medo, apenas há confiança e entrega, pois ser cúmplice de uma pessoa, é ser tudo para ela, é ser amiga, é ser companheira, é ser aquela parte que faltava para se completar. Quem ama de verdade é cúmplice, pois quem une dois corações em um só, confia e alimenta a cada dia para que este amor, seja eterno. Enfim, é na cumplicidade que duas pessoas irão construir uma vida em comum cercada de respeito, carinho, amor. Juntos, um ao lado do outro, dividirão tudo e estarão sempre um a dar as mãos ao outro, buscando construir uma vida plena de luz e de amizade.





Holdings.Tel - Aviv - Jafra - Israel
Diác. Rilvan Stutz - Membro Shvoong
Giuliano P.D'Abonzo-Renata S.D'Abonzo
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro

terça-feira, novembro 16, 2010

E OS PASSEIOS, VAMOS LÁ?

MENSAGEM






Na vida familiar, os passeios em conjunto trazem maior união, oferecendo também excelentes oportunidades de entrosamento e orientação e, não raras vezes, de reconciliação. Sobretudo aos que entram na adolescência, nada melhor do que essas ocasiões de descontração, quando os pais podem estar a sós com eles, para esclarecer dúvidas e situações delicadas e aliviar tensões.

Podem ser viagens curtas ou mais longas, dependendo da disponibilidade econômica do momento, ou simples caminhadas por praias afastadas e vazias ou pelo campo. A vitalidade inesgotável das crianças para andar, as descobertas que vão fazendo e relatando aos pais, o apanhar chuva, sol, calor ou frio juntos, desfazem tantas superproteções desnecessárias, além de provar que os filhos não são de papelão e que não se desmancham nem adoecem por esses pequenos imprevistos!

É muito oportuno planejar juntos os dias de feriado prolongado ou de férias. Pais e filhos fazem o levantamento dos nomes de locais possíveis de serem visitados e organiza-se uma votação: Praia ou montanhas? Fazenda, cidade, sítio, excursão? É evidente - e muito importante - que, ao proporem onde se passarão as férias e feriados, os pais levem em conta a época do ano, o afluxo de visitantes e as atividades nesses locais, para que todo o seu trabalho de formação e educação dos filhos quanto às virtudes, valores, pudor, trajes, bons hábitos, não seja prejudicado por ambientes contrários. Concretamente, levar os filhos adolescentes a praias concorridas durante o verão chega a ser, nas atuais circunstâncias, uma verdadeira aberração, que nenhum pai ou mãe de família responsável deveria permitir-se.

Feita a escolha do destino - excelente oportunidade para aprender, para treinar o hábito de saber ganhar e saber perder, cedendo (com boa cara!) aos desejos da maioria -, passa-se a planejar o que fazer, como fazê-lo, quem se incumbirá disto ou daquilo. É um excelente modo de treinar os filhos na capacidade de assumir responsabilidades, e ao mesmo tempo um belo exercício democrático que, no regresso, passará por uma avaliação, para futuras melhoras. Descobrem-se as habilidades, a criatividade, os talentos!

Não se deve esquecer também de pensar em programas diversos para dias de sol e para dias de chuva. Não devem faltar bons livros, sugestões de jogos, passatempos e brincadeiras de salão, teatrinhos, serões de histórias, fotos familiares, concursos, etc.

É sempre bom lembrar que muitos dos hábitos das crianças se formam pela observação das preferências ou rejeições dos pais. Vale a pena, por isso, não só estimular os acampamentos em família, ou entre várias famílias, mas também organizar com outros pais pequenos clubes na própria casa, de meninos ou de meninas, com atividades específicas de acordo com o sexo e a idade. Nesses clubes, podem-se promover com segurança atividades interessantes para os filhos: esporte, hobbies, coleções, teatro, música, artesanato, ciências, e até visitas a museus e pontos turístico-históricos da cidade. Assim, além de alargarem os seus próprios horizontes, tornar-se-ão um dia adultos de simpática e agradável presença, porque saberão conversar sobre vários temas, e não somente sobre a sua área profissional ou as manchetes de esporte dos jornais...











Diác. Rilvan Stutz - Membro Catedral
Mannuoun Chimelli - Portal da Família
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro

Rádio Rei dos Reis