Seguidores

Versículo do Momento

LEIA A BÍBLIA

quarta-feira, junho 29, 2011

ACREDITAR NA REALIDADE QUE AINDA NÃO PODEMOS VER

EDIFICAÇÃO








Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo propósito debaixo do céu. Eclesiastes. 3, 1.

Um precioso Livro, bem antigo de grande valor, conhecido por milhões e milhões de pessoas que o conhece bem e, outros o ignoram. Alguns ainda nem o conhecem e isto é lamentavel. Este é um Livro bem idoso, pode não estar entre os seus atuais.

Sabe-se, ele pode estar perdido, na estante, na mala, no sótão ou em qualquer outro lugar de sua casa, possuir este Livro é ter um grande amigo. Cuidar dele é uma obrigação, pois ele nos da prova de grande amizade e sabedoria, ele é nosso amigo verdadeiro, precisamos tirar exemplos de seus ensinamentos. É provável também que talvez nem possua tal Livro, o que é lamentável e triste.

Este precioso Livro é a energia, o combustível para manutenção da nossa vida. Consideramos uma verdadeira caixa de surpresas. Dele extraímos ensinamentos maravilhosos. Conta uma história Real, nos fala tudo sobre Um Criador, Intitulado Rei dos Reis. Promete felicidade, vida em abundância e mostra um caminho para outra vida que milhares ainda não ouviram falar.
Dentro deste Livro, só existe a “Palavra de vida”. Como poderia ser tão importante, contendo só palavra? Por enquanto, só uma pequena geração de pessoas do passado e presente, conheceu o conteúdo desta história.

Quase todos ou parte, abriram-no em leitura e, com certeza foram presenteados das mais diversas formas, outros foram mudados, viram novos horizontes de vida, estão em estado de pura alegria. Afirmamos! Todos que se alimentaram do conteúdo de sua história, simples, grátis e de fácil entendimento, nos sugere mudar o rumo da vida atual e, isto por iniciativa própria, ou um momento de necessidade, ou por simples curiosidade, ele nos mostra soluções, nos mostra uma estrada que milhares de milhares já caminham por ela com toda felicidade possível de se imaginar.
Podemos dizer com absoluta certeza, ser este Livro, muito antigo, completo e perfeito. Ali existem soluções, ensina o caminho que devemos escolher e andar, ele comenta sobre dois, é necessário falar sobre os dois caminhos, nós indicamos e aconselhamos, apenas um! Somente um!

Este Livro, também nos mostra um momento triste. Mas a tristeza muita das vezes nos traz abundante felicidade, Alguém sofreu muito para que eu e você possamos estar beneficiados para sempre por tal acontecimento. O Livro conta também esta história de Amor. Sim de puro Amor, muito Amor!
Para descobrirmos este “tesouro”, precisamos querer. É certo que compreender este livro, você receberá em seu ser, em sua vida, o que de melhor existe, ele pode oferecer e modificar qualquer situação.

Precisamos abrir este Livro, ler e coloca-lo dentro do seu coração, assim recebera o poder, a graça. Vivera Eternamente uma vida diferenciada e com o Amor em primeiro plano.
A decisão é de cada pessoa particularmente, cada um tem sua oportunidade, seu momento de abrir este precioso Livro, observar a maravilhosa história. Este Livro pode ainda nos mostrar o mais importante de tudo, a capacidade de “ACREDITAR NA REALIDADE QUE AINDA NÃO PODEMOS VER!”.

Falamos de forma como a fé! A certeza de acreditar naquilo que não se vê, mas sentimos!
Deixamos para você descobrir, por ventura não conhece? Ficamos tristes, mas estaremos oramos por ti da mesma forma. Todos nós temos tempo para tudo nesta vida. Muitas vezes não temos tempo para ler tão linda história. Com certeza ela tem ensinamentos de grande importância e só você perceber, poderá transformar o impossível para o possível! Há tempo para tudo!

Dê um pouco de tempo para você, sempre há uma oportunidade para mudar alguma coisa em nossa vida, em nosso ambiente.
Tomar conhecimento de tão bela fonte é “Impar” é obter uma proposta de mudança, algo dentro de você mudara, será diferente, podemos conhecer novos rumos. O ensinamento nos fará crescer junto com O Salvador, você viverá feliz, será outra pessoa! Encontre esta história, não é difícil, “ABRA A SUA BÍBLIA E LEIA COM MUITA VONTADE, ELA CONTÉM ENSINAMENTOS MAGNÍFICOS, ESTAS SÃO REALIDADES QUE VOCÊ PODERA SENTIR!

Procedendo assim, você sentira um futuro promissor, uma verdadeira mudança de atitudes na sua vida diária acontecera, está é uma promessa do Pai Celeste! REALIDADES COM PROMESSAS FUTURAS, AINDA NÃO PODEREMOS VER! MAIS ABRA A SUA BÍBLIA! E LEIA TODA A HISTÓRIA!



















Igreja Presbiteriana do Brasil
O Blog - "A Serviço do Senhor"

Diác. Rilvan Stutz "O Servo com Cristo!"
www.reierei.blogspot.com - "Rei dos Reis"

terça-feira, junho 28, 2011

A OBRA DE ARTE NA ÉPOCA DE SUAS TÉCNICAS DE REPRODUÇÃO

NOTÍCIAS PELO MUNDO








Walter Benjamin também fala de uma desumanização na arte. Essa, porém, é causada pela perda da natureza aurática das obras, resultado da quantidade imensa de reproduções existentes na atualidade. Embora hoje em dia tenha-se um contato maior com as obras, por meio de cópias reproduzidas em livros, pôster e na Internet, entre outras fontes, perde-se o contato com a obra de arte propriamente dita.

Em seu texto, a obra de arte na época de suas técnicas de reprodução, Benjamin compara dois momentos distintos da arte, um religioso e o outro autônomo. O primeiro é identificado como aquele que possui o que o autor chama de “valor de culto”. O segundo refere-se ao momento em que a arte adquire “valor de exposição”. Partindo dessa análise, o autor introduz o conceito de aura, que seria a singularidade absoluta de um ser, natural ou artístico, sua condição de ser único, que tem sua autenticidade validada por um hic et nunca, ou aqui e agora que jamais poderi-se-a repetir.

Inicialmente, no momento religioso da arte, citado acima, as obras tinham por objetivo sacralizar e divinizar o mundo, mostrando-o de forma transcendente, ao mesmo tempo em que tornava os deuses próximos dos homens, humanizando-os.

Essa origem religiosa fez com que as obras de arte adquirissem uma qualidade aurática que permaneceu no segundo momento referido, em que deixaram de ter um vínculo com a religião. Assim sendo, o culto aos deuses foi substituído pelo culto ao belo, conservando o caráter aurático da obra de arte.

Entretanto, segundo Benjamin, na sociedade contemporânea, a aura da obra de arte foi destruída pelo desejo de quebrar a transcendência dos objetos artísticos, advinda do fato de serem, esses objetos, únicos e de encontrar-se em locais onde poucos podiam contemplá-los. Por meio da reprodução técnica dos objetos artísticos, essa transcendência é rompida, já que as obras passam a ser produzidas em série.


Em alguns casos, como na fotografia ou no cinema, por exemplo, até mesmo a idéia de original é rompida. De acordo com essa teoria, a destruição já preexiste na essência da obra de arte como algo possível, pois toda obra possui o valor de culto e o de exposição, sendo que este último estimula a reprodutibilidade.

Benjamim encerra seu texto concluindo que na época de Homero, a humanidade oferecia-se em espetáculo aos deuses do Olimpio: agora, ela faz de si mesma o seu próprio espetáculo. Tornou-se suficientemente estranha a si mesma, a fim de conseguir viver a sua própria destruição, como um gozo estético de primeira ordem. O autor defende uma saída através da politização da arte, alcançada pelo comunismo.


















Igreja Presbiteriana do Brasil
O Blog - "A Serviço do Senhor"
Diác. Rilvan Stutz "O Servo com Cristo!"

Shvoong - Escritores, Resumos de textos
Prof. Walter Benjamin - Membro Shvoong

segunda-feira, junho 27, 2011

SER FIÉL É SER AMIGO DE CRISTO

EDIFICAÇÃO









O sal é certamente bom; caso, porém se torne insípido, como restaura-lhe o sabor? Nem presta para a terra, nem mesmo para o monturo; lança-no fora. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça. Lucas 14:34-35.

Deus tem convocado seu povo pra ser sal da terra e luz do mundo. Antes de pensarmos no sal e na luz, nos preocupemos um pouco com o nosso viver no dia a dia.

Não temos correspondido, sabemos muito bem das nossas fraquezas, não temos olhado para Cristo como devemos. Precisamos lembrar que “amigo” é aquele que não falta nunca e principalmente se falando de Jesus Cristo! Este é o verdadeiro amigo, acima de qualquer coisa!

Com todas nossas fraquezas reconhecidas, nossas falhas, mas só o Bom Amigo Jesus Cristo, sempre estará ao lado dos seus servos. Sempre pronto para nos ensinar o caminho, o sentido de ser amigo e fiel! Jesus Cristo! Aquele que sempre quer ser solução! Acima de todas as coisas. Se enfrentarmos muitas dificuldades, sabemos que a razão é porque fracassamos.

O fracasso pode ser obra de nossa pouca fé em alguns momentos de nossa vida. Isto é perigoso, pois sabemos que satanás nos rodeia.
O inimigo sempre vai tentar nos tirar do bom e saudável caminho. Felizmente temos Jesus Cristo e andamos com Ele. Por outro lado o cuidado se faz necessário, precisamos estar atentos, o inimigo é sutil, ardiloso, cheio de artimanhas. Ele faz o certo parecer errado, e o errado parecer certo.

A bíblia nos alerta a estarmos atentos às astutas ciladas do diabo. Conversas inadequadas, e coisas semelhantes são usadas para enfraquecer nossa fé.
Gostaríamos de chegar a nossa tão querida bíblia, que nos ensina tudo, de tudo! Este tudo é o que precisamos neste mundo para alcançar forças e chegar à felicidade ou bem perto deste ideal!

Aproveitemos e falemos um pouco dos ensinamentos do nosso Lucas.
Lucas usa o sal como exemplo, lemos no texto abaixo que ele sem sabor não tem valor algum! Figuradamente para nossas vidas ele foi muito feliz, nos exorta para que em hipótese alguma, deveremos perder o sabor! O texto diz assim: Lucas 14, 34. O sal é certamente bom; caso, porém se torne insípido como lhe restaurar o sabor? Neste versículo Cristo compara o crente “morno”, indolente que não calcula o preço de segui-lo, com o sal sem sabor.

Temos em Ap. 3.16, uma referencia sobre o ser “morno”. Na revelação Cristo diz: “Assim porque és morno, é nem és quente nem frio, estou a ponto de vomitar-te da minha boca". Na verdade, o crente fiel de ser estabelecido no reino e na comunhão com Deus (Sl. 27; 4).
Outro texto muito edificante nos mostra o segundo livro de Timóteo, onde nos fortalecemos e nos alegramos com tamanha promessa! II Tm 3:11-12, diz: “Fiel é esta Palavra: se já morremos com Ele, também viveremos com Ele; se perseveramos, também com Ele reinaremos; se o negamos, Ele por sua vez nos negará; se somos infiéis, Ele permanece fiel, pois de maneira nenhuma pode negar-se a si mesmo”.

Aqui estão em vista a perseverança do crente em crer e a perseverança de Cristo em amar e salvar. Entretanto, é a imutabilidade de Cristo que da base para a firmeza do crente.
A fidelidade de Deus em cumprir suas promessas de misericórdia está viva! Vemos isto lá na epístola do Apostolo Paulo aos Romanos, 3:8; 29-32 e 1Jo 3:20. São as confirmações através da Palavra. Cristo é nosso melhor amigo! Ser fiel é realmente tê-lo como amigo! É difícil ser totalmente fiel, isto é o resultado de nossas fraquezas.

Muitas vezes e principalmente em nossos dias, as dificuldades são grandes.
Mas pela Graça do Pai, possuímos a Palavra que nos ensina o caminho que devemos andar, assim temos a proteção perfeita. Lembramos também que Jesus está ao nosso lado, mas precisamos merecer, reconhecer os nossos pecados. Lembramos o importante é confessar um a um e colocá-los aos pés de Cristo.

Tudo nos afasta de Cristo e isto é preciso ser corrigido em nossas vidas, só assim estaremos em plena comunhão!
O verdadeiro cristão precisa sempre, encontrar forças para estar sempre pertinho da Palavra e de Cristo. Suplicamos ao Senhor da glória que nos conduza sempre pelos seus caminhos e fiel ao Senhor em todas as coisas.

Vamos usar o que de graça nos concedeu o Pai. Caminhemos com Cristo e seremos o verdadeiro “sal da terra”, para sempre.
Amém.



















Igreja Presbiteriana do Brasil
O Blog - "A Serviço do Senhor"
Diác. Rilvan Stutz - "O Servo com Cristo!"

sexta-feira, junho 24, 2011

MEDICAMENTOS HOMEOPÁTICOS

CUIDANDO DA SAÚDE






O QUE SÃO
MEDICAMENTOS HOMEOPÁTICOS?

O que são como são autorizados, requisitos e locais onde podem ser encontrados.

São medicamentos obtidos a partir de substâncias ou matérias-primas homeopáticas, de acordo com um processo de fabrico descrito na farmacopéia européia. Ou, na sua falta, em farmacopéia utilizada de modo oficial num Estado-Membro.

O QUE SÃO MEDICAMENTOS À BASE DE PLANTAS?

São medicamentos que têm como substâncias ativas, exclusivamente, uma ou mais substâncias derivadas de plantas, uma ou mais preparações à base de plantas ou uma ou mais substâncias derivadas de plantas em associação com uma ou mais preparações à base de plantas.

O QUE SÃO SUBSTÂNCIAS DERIVADAS DE PLANTAS?

São as plantas inteiras, fragmentadas ou cortadas, partes de plantas, algas, fungos e líquenes não transformados, secos ou frescos e alguns exsudados não sujeitos a um tratamento específico, definidas através da parte da planta utilizada e da taxonomia botânica, incluindo a espécie, a variedade (se existir) e o autor.

O QUE SÃO PREPARAÇÕES À BASE DE PLANTAS?

São preparações obtidas através da submissão de substâncias derivadas de plantas a tratamentos como a extração, a destilação, a expressão, o fracionamento, a purificação, a concentração ou a fermentação. Por exemplo, substâncias derivadas de plantas pulverizadas ou em pó, tinturas, extratos, óleos essenciais, sucos espremidos e exsudados transformados.

O QUE SÃO MEDICAMENTOS À BASE DE PLANTAS?

São produtos farmacológicos cuja preparação deriva da utilização de diferentes substâncias de origem vegetal, na sua grande maioria, de forma tradicional, ao contrário daqueles que existem já no mercado que, mesmo sendo constituídos por plantas ou preparações à base de plantas, foram autorizados ao abrigo de uso clínico bem estabelecido.

TODOS OS MEDICAMENTOS À BASE DE PLANTAS SÃO MEDICAMENTOS HOMEOPÁTICOS?

Não. Os medicamentos homeopáticos diferenciam-se dos medicamentos à base de plantas, apesar de poderem ser preparados a partir das mesmas matérias-primas. Esta diferenciação é feita, principalmente, pelos métodos de fabrico utilizados na sua preparação e pela forma como são prescritos.

A preparação de medicamentos homeopáticos envolve a utilização de quantidades mínimas de substâncias ativas (obtidas através de diluições e dinamizações sucessivas).

COMO É QUE OS MEDICAMENTOS HOMEOPÁTICOS SÃO AUTORIZADOS?

A legislação em vigor estabelece dois procedimentos para a autorização de medicamentos homeopáticos. Este procedimento é levado a cabo junto do Infarmed.

1. Um processo de registro simplificado - para os medicamentos homeopáticos introduzidos no mercado sem indicações terapêuticas e sob forma farmacêutica e dosagem que não apresentem riscos para o doente.

2. Um regime idêntico ao dos restantes medicamentos de uso humano - para os medicamentos homeopáticos comercializados com indicações terapêuticas ou com uma apresentação susceptível de apresentar riscos para o doente, sem prejuízo das características próprias a que devem obedecer os ensaios toxico farmacológicos e clínicos destes medicamentos.

QUAIS SÃO OS REQUISITOS PARA A AUTORIZAÇÃO DE INTRODUÇÃO NO MERCADO (AIM) PARA OS MEDICAMENTOS HOMEOPÁTICOS?

São critérios cumulativos:

Tenham indicações exclusivamente adequadas a medicamentos tradicionais à base de plantas e se destinem para serem utilizados sem a vigilância de um médico; Se destinem a ser administrados de acordo com uma dosagem e posologia especificadas; Possam ser administrada por via oral, externa ou inalatória; Já sejam objeto de longa utilização terapêutica, de acordo com os dados ou pareceres de peritos que provem que o medicamento teve uma utilização terapêutica durante os trinta anos anteriores; Sejam comprovadamente não nocivos quando utilizados nas condições especificadas; Possam demonstrar efeitos de eficácia tendo em conta a utilização e a experiência de longa data.

QUAIS SÃO OS REQUISITOS PARA O RÓTULO E O FOLHETO INFORMATIVO DOS PRODUTOS HOMEOPÁTICOS?

Além dos requisitos previstos para qualquer medicamento, o rótulo e o folheto informativo devem conter uma menção que refira que o produto é um medicamento tradicional à base de plantas para utilização nas indicações especificadas.

Devem ainda mencionar que o utilizador deve consultar um médico ou um profissional de saúde se os sintomas persistirem durante o período de utilização do medicamento ou se surgirem efeitos adversos não mencionados no folheto informativo.

EM QUE ESTABELECIMENTOS PODEM SER VENDIDOS OS MEDICAMENTOS HOMEOPÁTICOS?

Um medicamento tradicional à base de plantas, de acordo com a respectiva definição, é concebido para ser utilizado sem a vigilância de um médico. Pelo que, tal como os outros medicamentos não sujeitos a receita médica (MNSRM), poderá ser vendido em farmácias e em estabelecimentos de venda de MNSRM.

www.Infarmed.pt-Homeopatia










Igreja Presbiteriana do Brasil
O Blog - "A Serviço do Senhor"
Rilvan Stutz "O Servo Com Cristo!"
www.asoscomdeus.com -debemcomavida.com
Pr. Abinadabe Coelho - São Paulo - P.Barreto

FÉ E PERDÃO

EDIFICAÇÃO







HOMENAGEM
Igreja Presbiteriana Betánia - São Francisco - Niterói

De fato, sem fé é impossível agradar a Deus, porquanto é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe e que se torna galardoador dos que o buscam.
Hebreus. 11, 6.


Revelada a Justiça, aperdão, por intermédio de Jesus Cristo, resta ao homem tão somente recebê-la. E a condição única que Deus estabelece na Sua Palavra, para que o homem se aproprie desse precioso perdão, que lhe vem como Graça, através de Jesus Cristo, é a Fé. Desta maneira, a justificação [perdão total] se torna possível a todas as criaturas humanas, porque a Fé é dádiva de Deus, distribuída entre todos, sem distinção de pessoas ou classe social.

Deus, que é Amor e excelsamente Misericordioso, não exige de quem se-salvar um quociente de boas obras praticadas, ou a maceração do corpo “através de penitências contínuas” e, muito menos a mistificada reencarnação indefinidamente repetida, em busca de purificação.

Nada disto! Aliás, digamos com reverência: Deus não exige do pecador, para justificá-lo, outra coisa a não ser Fé, primeiro porque a Fé é a única satisfação que o homem, na vileza do seu pecado, lhe pode oferecer. Segundo, porque a Fé exclui qualquer valor meritório da parte do homem moralmente falido.

A pessoa que reconhece Jesus como Salvador pessoal, e como justiça, expressa o reconhecimento não só de sua ruína moral e de sua perdição, mas também a sua incapacidade para o seu reerguimento espiritual, e o aperfeiçoamento pela prática de boas obras. Sendo assim, para salvar-se, ela não tem outra opção a não ser aceitar o plano redentor da cruz. Por conseguinte, não tem que se vangloriar.

O apóstolo Paulo no livro de Efésios, ele mesmo faz esta afirmação: “Pela Graça sois salvos, por meio da Fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. [Ef 2.8-9]. Em Romanos 1.17, está escrito: “Porque n’Ele se descobre a Justiça de Deus, de fé em fé, como está escrito: O justo viverá da Fé”.

Não há dúvida: o perdão se alcança somente pela Fé, no sacrifício de Cristo, sem qualquer possibilidade de escolha. O apóstolo Paulo, magnífico teólogo do Novo Testamento, escreveu aos Romanos para defender, com clareza a doutrina da Justificação pela Fé, e o fez com brilhantismo sob a inspiração do Espírito Santo.


Por isto, não podi ser de outra maneira, ele está sendo freqüentemente citado. Jesus já deixava registrado nos Evangelhos, a única exigência que fazia para conceder a graça de um milagre, ou a salvação de um pecador era a Fé, João 935-38.


A Fé, pois, é o vínculo que nos une a Deus, e nos torna aceitáveis diante d’Ele, em Cristo Jesus. É o assentimento da alma humana ao “PLANO DA SALVAÇÃO” traçado por Deus, desde aeternidade.

_____________________________________________________________________________________ Diác. Rilvan Stutz
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro

















Igreja Presbiteriana do Brasil
Rilvan Stutz - "O Servo com Cristo!"
O Blog - " A Serviço do Senhor"

terça-feira, junho 21, 2011

10 DICAS PARA UM EMAGRECIMENTO SAUDÁVEL

Comer, comer, comer! Para quem quer emagrecer, a comida não sai da cabeça 24 horas por dia.

O que era um ato espontâneo, passa a ser pré-determinado. Explica-se: emagrecer requer horários para as refeições, não poderá mais ir correndo para a geladeira a qualquer momento só para satisfazer uma mera vontade. Alimentar-se é fonte de prazer, mas, primeiramente, fonte de energia e nutrientes para o organismo.

Convenhamos, quando se fala em dieta ou disciplina alimentar quem é que não torce o nariz? Quem é que não acha que vai cair de pára-quedas em um campo de concentração, onde irá tocar a sirene da alimentação sem gosto?

Esqueça tudo isso! Alimentação sem sabor e altamente restrita significa caminho oposto do emagrecimento saudável. Isso mesmo. Antes de dar pulos de alegria é bom saber e ter certeza do que pretende para você.

Emagrecer por estética só para entrar naquele vestido que insiste em ficar justo ou para entrar na calça de um ano atrás que tinha caimento perfeito faz com que loucuras sejam cometidas. Tenta-se de tudo. Dias e dias ingerindo somente saladas. É a dieta verde! Dias e dias bebendo só sucos. É a dieta da vitamina! Dias seguidos engolindo a mesma sopa. Que dieta é essa?

Atitudes emergenciais trarão sucesso? Depende do que se entende por sucesso. Se ele significa ir àquela festa com o tão sonhado vestido, parabéns! Um conselho? Prepare-se para o que virá. Não se desespere se, na semana seguinte, encontrar dificuldades em entrar na mesma peça de roupa. Agora, se pretende mudar a alimentação para ter um corpo mais saudável, mais disposto e mais bonito, a conversa é outra.

Não há fórmulas mágicas. Se quer uma receita para te ajudar a emagrecer, sem segredos, atividade física! Será bom estar mais disposto e, de quebra, queimar calorias e melhorar o condicionamento físico.

Emagrecer lentamente é desestimulante, já que não vê os resultados rapidamente? E o que dizer das várias tentativas frustradas? Como se sente quando se recorda de tantos sacrifícios?

Então, siga as 10 dicas para emagrecer de forma saudável. E, é claro, duradouro.

1. Não tenha pressa. Se está acima do peso, pergunte-se há quanto tempo carrega esse excesso. Então, para que eliminar peso do dia para a noite?

2. Corrija gradativamente a sua atitude em relação aos alimentos.

3. Não exclua de um dia para outro aquele alimento que só de pensar dá água na boa. Na verdade, nunca o exclua, mas saiba quando e quanto pode ingerí-lo.

4. Controle a ansiedade. Encontre uma distração ou um hobby que faça com que a sua atenção desvie da comida.

5. Estipule horários para as refeições.

6. Deixe de comer aquele doce e substitua pela fruta da sua preferência.

7. Beba muita, mas muita água.

8. Deixe o seu prato colorido. Saladas e legumes devem estar presentes diariamente no almoço e jantar.

9. Se alguém notar que está adotando novos hábitos e perguntar se está de "regime", mande um audível "não". Muitas pessoas adoram sabotar as boas intenções alheias.

10. Confie em você! Tenha sempre uma atitude positiva. Estar determinada e confiante é mais do que meio caminho andado para atingir o seu objetivo.
Roberta Stella
Nutricionista formada pela Universidade de São Paulo (USP)

Rádio Rei dos Reis