Seguidores

Versículo do Momento

LEIA A BÍBLIA

quarta-feira, junho 24, 2009

IDOSOS SÃO NOVA GERAÇÃO DE INTERNAUTAS

MENSAGEM



Engana-se quem pensa que a melhor distração para as pessoas da terceira idade é a hidroginástica, dança de salão e jogo de xadrez na praça local. O uso dos computadores e o acesso à Internet por esse grupo já começou a roubar o tempo antes gastos nos programas tradicionais.

Os usuários de Internet com 65 anos ou mais já somam 350 mil. Foi o grupo que mais cresceu percentualmente de fevereiro para março (17%), de acordo com o Ibope NetRatings.

A inclusão digital bateu definitivamente na porta da terceira idade, que representa 1,6% dos 22,7 milhões de internautas residenciais no Brasil. “Não parece muito, mas até pouco tempo, eles não eram expressivos no mundo digital. A adesão à banda larga é a explicação para a chegada desse grupo, que não deve parar de crescer”, explica o analista de mídia do Ibope NetRatings.

“Usar a Internet facilitou minha ida a mais lugares do que eu posso ir fisicamente”, diz uma aposentada de 68 anos, que usa cadeira de rodas e não consegue se locomover com facilidade. “Como a cidade não está preparada para cadeirantes, a Internet me permite ver resultado de exames, fazer compras de supermercado e pesquisar endereços com mais agilidade”, relata.

O computador também facilita a comunicação com os parentes que moram longe. Depois que os idosos descobrem que usar a Internet ajuda a economizar na conta de telefone, não querem saber de outra coisa. “Falar com parentes que moram longe pela Internet. Uso a webcam e posso ver como estão todos os parentes e lembramos até na Europa. A tecnologia ajuda a encurtar distâncias e a reduzir as contas de telefone”, comenta a professora aposentada Neuza Fabiano, 64 anos, que vive em Rio Verde, Goiás.

A idade não é um impeditivo na Internet. Pelo contrário, as pessoas com mais idade também estão presentes em comunidades de relacionamento, como é o caso da corretora de imóveis Edna Michiles, 54 anos, usuária do Orkut. “Adoro! Já encontrei várias amigas das antigas e muitas me acharam também. Troco muitas mensagens e estou sempre em contato com as pessoas”, conta.

"Comunicação" é a atividade líder entre os usuários de Internet. Só no ano passado, 89% deles usaram a rede para esse fim. "Lazer" vem em seguida para 88% deles e em terceiro está “Busca de Informações e Serviços Online” com 87% da preferência, de acordo com a pesquisa TIC Domicílios 2007, do NICBr, que entrevistou 7 mil pessoas nos centros urbanos do País.

“Leio diariamente os sites de notícias mais importantes”, diz Neuza Fabiano. A corretora Edna tem mesmo hábito. “Além de me manter informada, a Internet é fundamental para usar serviços do governo eletrônico, que fazem parte do meu trabalho”, conta. Já para Maria Neide, a Web serve para fazer compras. “Compro livros, remédios e faço transações bancárias. Não tenho medo, sei como me proteger. Passo antivírus uma vez por semana e sempre apago os e-mails de pessoas que não conheço”, ensina.

No entanto, para alcançar essa familiaridade com a tecnologia, os idosos tiveram de ultrapassar a barreira do medo. “Não é fácil vencer esse temor. A gente acha que vai estragar ou apagar tudo”, admite Maria Neide, que só conseguiu começar a usar o computador com a ajuda dos filhos. “Eu tenho essa sorte, mas escuto dizer que tem muito filho que não tem paciência”, lamenta.

No caso de Neuza Fabiano, a saída foi fazer um curso. “Um dia tomei coragem e me matriculei. Me senti meio deslocada porque só tinha garotada. Mas segui adiante e hoje sei fazer tudo sozinha.

Quando tenho dúvida recorro ao meu filho ou ate mesmo às netas de cinco e oito anos”, afirma a aposentada, que já ajudou muitas amigas a perderem o medo e virarem “experts em computação".





Holdings. Tel - Aviv - Jafra - Israel
Portal da Família - Tatiana Schnoor
Diác. Rilvan Stutz - Membro Shvoong
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro
http://www.reierei.blogspot.com/