Seguidores

Versículo do Momento

LEIA A BÍBLIA

domingo, dezembro 30, 2012

JESUS CRISTO E O REGRESSO CONTROVERSO

           EDIFICAÇÃO
 
 





Há dois mil anos Ele esteve entre os que na época viviam e reescreveu a história da humanidade. Com palavras irretocáveis e gestos inigualáveis, pavimentou um inconfundível caminho. Desde então convivemos com as três únicas opções possíveis sobre sua determinante existência: acreditar, não acreditar ou, pior, dizer acreditar, mas viver em diária companhia de uma triste contradição... A contradição criada entre a fé obrigatória e o medo do próprio olhar no espelho. O medo dos íntimos segredos que roubam a paz da alma, pois existe um espaço entre a real crença com o coração e uma leviana oração. E existe um abismo entre abençoadas palavras mencionado e atitudes correspondentes.

De nada adianta sobreviver sob a sombra de um tendencioso auto julgamento. É necessário convicção e, principalmente, ação. E você... Você acredita realmente no retorno de Cristo? Pense... Será que somente a presença física novamente entre nós fará com que as pessoas deixem de temer o espelho e se entreguem ao bem? Então de que serviu os ensinamentos deixados a custa de tanto sofrimento? Os professores que nos passam seus valiosos conhecimentos também não vivem ao nosso lado por toda a vida, no entanto, o que aprendemos permanece vivo.

Portanto é possível sentir a presença de Cristo dentro do peito através da sua história. Talvez seja até um controverso e enganoso pensamento aguardar ansioso seu retorno. Seria o mesmo que duvidar com diplomacia, pois quem acredita realmente vive agora, faz hoje e sonha menos com o amanhã.

A presença, neste caso, tem que estar muito além da personificação; afinal, Ele já esteve entre nós e nos deixou seu endereço. Agora deve ser nossa vez de retribuir a visita. É assim que pessoas que se amam agem. E Ele está lá, aguardando de braços abertos e sorrindo. Quem seguir o inconfundível caminha a dois mil anos pavimentados, o encontrará. Porém, não existem atalhos mágicos para ninguém nessa jornada. E, assim como em qualquer outra estrada, erros no percurso são sinônimos de necessidade imediata de redirecionamento. "Imediata"...

Entretanto, homens normalmente carecem de provas palpáveis para solidificar suas vagas convicções. Diante disso, apesar da óbvia falta de necessidade, imaginemos um imprescindível retorno físico. E sem a intenção de desrespeitar nem questionar os rumos do filho de Deus, tentemos imaginar um local ideal para a sua volta. Neste mundo apodrecido, pensemos em um ponto de partida para a nova era..

Muita coisa mudou nesses dois mil anos, menos a valorização extrema do poder, hoje bem pior que antes. Portanto, em nossa atual sociedade ultra capitalista, Ele seria um empecilho ainda maior que já foi  para diversos segmentos. Desde comerciais até os que construíram impérios sobre seu próprio nome...


Mas, em meio a uma infinidade de tristes opções, somente um lugar poderia ser o privilegiado. Qual? Talvez a mesma região da sua antiga terra natal, afinal os conflitos entre aqueles povos jamais serão resolvidos por mortais... Quem sabe os deteriorados sistemas carcerários, que abrigam inúmeras pessoas de inacreditável crueldade e, claro, necessitados de luz... Ou algum dos países em guerra civil, onde milhares são massacrados por motivos absurdos ou perecem pela fome e por doenças... E os tantos lixões espalhados pelo mundo, que se tornaram fonte de alimentação para tantos outros... Ou os campos de trabalho escravo, ainda bem comuns, apesar de ocultados por monstros...

Até mesmo nosso Nordeste seria uma opção, pois apesar de há muito ter sido transformado em massa de manobra política, gera diariamente incontáveis crianças inocentes que choram emocionadas diante de um sonhado prato de comida... Aquele povo também carece de alguém que o conduza a verdadeiros dias melhores... Ou... Essa peregrinação modernizada poderia se iniciar oposta a humildade extrema de sua primeira passagem.

Talvez como um poderosíssimo líder de algum país rico, Ele conseguisse comandar uma justa cruzada de auxílio aos povos sofridos. Desta forma, um dos seus famosos milagres agora seria o da divisão, e não mais o da multiplicação... É claro que contrariando os interesses dos tubarões, estaria automaticamente se condenando a um novo e obscuro rápido calvário.

Em meio a tudo isso, mesmo que Deus nos permitisse opinar através de preces, uma "opinião" sábia e destendenciosa seria complicada. Assim como seria muito difícil identificá-lo em meio a tantos salvadores hoje atuando pelo mundo. Messias de convincentes representações teatrais e amparados por alta tecnologia. Se sobressair e vencer nos dias atuais, usando somente a verdade como ferramenta, tornou-se tarefa impossível... Além do mais Ele enfrentaria a si mesmo como pior inimigo, pois suas lições, deixadas com tanto amor, foram amplamente distorcidas após sua partida.

Por isso meus "filhos"... Digo amigos... Por  que esperar algo que podemos  hoje mesmo alcançar?

A menor distância entre dois pontos é uma linha reta entre eles. Então, considere-se um dos pontos e pense no Cristo único como o outro ponto, e a distância cabe somente a você determinar. Pode ser de léguas infinitas ou de somente um braço, para o forte abraço. O caminho é claro como o fogo e a verdade cristalina como a água. Busque e encontrará. Certamente à distância de um braço...


E lembre-se sempre: o amor também não pode ser visto e o perdão  jamais será tocado. No entanto, são os responsáveis únicos pela felicidade real... E só a felicidade conduz ao renascimento. Renascimento sem controvérsias e... Eterno.









Holdings - Tel Aviv - Jafra - Israel
O Blog " A Serviço do Senhor "
Diác. Rilvan Stutz " O Servo com Cristo "
Vicente da Silva Junior - Shvoong
x

sexta-feira, dezembro 28, 2012

O MUNDO TERMINA HOJE!

          EDIFICAÇÃO

        

 




No momento em que escrevo este texto estamos na quinta-feira, dia vinte de dezembro de dois mil e doze. Véspera do dia em que o calendário Maia aponta que o mundo, como o conhecemos, irá encontrar o seu fim. Para quem não sabe, os maias são um povo pré-colombiano que desapareceu misteriosamente e que, exatamente por isso, é cercado por especulações. Pipocam teorias sobre o seu desaparecimento e sobre supostos poderes extraterrestres ou paranormais que os acompanhariam.
=
O calendário Maia supostamente apontaria para o fim do mundo na sexta-feira. Ou seja, se eles estiverem certos, não teremos nem o direito de ter o nosso fim de semana…
=
Estas loucuras dos homens de marcarem datas para o fim do mundo já abordei em outro texto, escrito quase um ano atrás, que creio que vale à pena ser lido, o título é: “O fim do mundo e o calendário Maia”. Mas nesta reflexão, quando falo que hoje é o dia do fim do mundo não estou me referindo ao calendário Maia, estou falando de mim e de você.
=
Hoje é o dia do fim do mundo para incontáveis pessoas, pode ser inclusive para mim ou para você que está me lendo agora.
=
A igreja que eu pastoreio está encravada em uma das comunidades mais violentas de Salvador. Neste domingo enquanto estávamos adorando ao Senhor um tiroteio na praça vizinha à igreja alvejou nove pessoas e matou uma. Na segunda circulou a informação de que os traficantes locais determinaram toque de recolher. Fala-se que mais uma pessoa morreu vítima do atentado do domingo.
=
A realidade de nosso bairro não é diferente da realidade de tantos outros nas grandes e até pequenas cidades deste país, mas para quem perdeu a vida naquele tiroteio a verdade é que o fim do mundo chegou.

A Bíblia nos diz que a vida é como uma neblina que aparece por instante e que logo se dissipa, mas, segundo esta mesma Palavra, é no tempo desta breve neblina que decidimos o nosso destino eterno. É neste tempo que pode se esgotar a qualquer instante que temos que tomar a única decisão que realmente importa: onde iremos passar a eternidade.


O mundo pode acabar hoje para você e o que será do seu destino?

Perdemos tempo com tantas coisas irrelevantes. Guardamos rancores, mágoas, desamores. Investimos muito mais para obter coisas materiais do que em adquirir e manter relacionamentos saudáveis. Gastamos muito mais energias para mantermos um corpo “sarado” do que em buscar ter uma alma verdadeiramente sarada no Senhor. Queremos as bênçãos para nós e nos preocupamos muito pouco em sermos bênção para os outros.


Se o mundo acabasse para você hoje que balanço você faria?

Jesus conta a parábola de um homem que após muito trabalho e muitas conquistas resolveu finalmente descansar. Mas para conseguir isto ainda era necessária uma última coisa: precisava construir novos celeiros para guardarem tudo o que ele ganhou em anos de labuta. Esta tem sido a nossa vida também: esgotamo-nos lutando e, quando parece que alcançamos nossos objetivos, sempre falta mais alguma outra tarefa a ser cumprida. 

Quando terminamos a faculdade, falta a pós-graduação ou o MBA. Quando conseguimos o emprego, a luta é para não perdê-lo. Quando adquirimos algo, nosso coração logo se volta para outro objeto de desejo. Vivemos nesta ciranda sempre almejando descanso para nossa alma e sempre adiando em nome de algo que julgamos melhor. Jesus sabia desta marca do ser humano, mas para Ele tais coisas jamais trarão verdadeira felicidade; jamais encherão o coração de paz; jamais levarão à vida em abundância que só Ele pode dar. Esta parábola é uma alegoria da nossa própria vida e para Cristo aquele homem, sempre correndo atrás de vento, era um louco. Isto mesmo: LOUCO. Na parábola, naquela mesma noite em que ele sonhava com o descanso e regalo que teria após construir os novos celeiros, estava previsto que a sua alma seria ceifada, que sua vida teria fim, que o mundo se acabaria para ele, e tudo aquilo que ele cultivou para que lhe servisse?
=
Ele pode ter cultivado trigo, uvas, figos e romãs, pode ter amealhado fortunas, mas não havia cultivado amores, não havia cultivado relacionamento com Deus, não havia cultivado vida. Não amealhou o verdadeiro tesouro que os ladrões não roubam, nem as traças destroem. Ele pode ter conquistado o mundo inteiro, mas não conquistou tesouros para a eternidade.
=
]Estima-se que diariamente morram cerca 150.000 pessoas no mundo. Ou seja, para quase 150.000 pessoas o mundo vai acabar hoje. Quantas delas verdadeiramente tiveram uma vida que valeu à pena ser vivida?
=
Mais do que a preocupação com calendários e superstições, hoje desejo lhe levar à reflexão: Independente de como será, seja o fim desta era, quando o nosso Senhor voltar rasgando os céus, seja o fim do mundo só para você quando Ele lhe chamar para o seu lugar eterno, que tal se você fizesse de conta que o mundo acabará hoje e começasse a concertar as suas prioridades; a perdoar aqueles que lhe magoaram e reconciliar-se com as pessoas que você magoou? Que tal se passasse a fazer da busca de intimidade com Deus a sua maior prioridade e fazer Dele o único centro de sua vida e passasse a se preocupar menos com as coisas perecíveis que se veem e mais com as coisas eternas que se não veem?
=
Pode ser que o mundo não se acabe hoje, nem amanhã, nem nos próximos anos ou nas próximas décadas, mas se você começar a viver esta nova vida, certamente terá uma caminhada muito mais cheia de valor quando o fim do mundo vier.

E Ele virá.





Holdings - Tel Aviv - Jafra - Israel
O Blog - "A Serviço do Senhor "
Diác. Rilvan Stutz " O Servo com Cristo "
Pr. Denilsosn Torres - Fruto do Espirito
GospelPrime-Colunista 
X
 

sábado, dezembro 22, 2012

A VERDADEIRA ORIGEM DO NATAL

           EDIFICAÇÃO

         








O Natal é uma das principais tradições do sistema corrupto chamado Babilônio, fundado por Nimrode, neto de Cam, filho de Noé. O nome Nimrode se deriva da palavra "marad", que significa "rebelar". Nimrode foi poderoso caçador CONTRA Deus (Gn 10:9). Para combater a ordem de espalhar-se: - criou a instituição de ajuntamentos (cidades);


construiu a torre de Babel (a Babilônia original) como um quádruplo desafia a Deus (ajuntamento, tocar aos céus, fama eterna, adoração aos astros);fundou Nínive e muitas outras cidades; organizou o primeiro reino deste mundo. A Babilônia é um sistema organizado de impérios e governos humanos, de explorações econômicas, e de todos os matizes de idolatria e ocultismo.

Nimrode era tão pervertido que, segundo escritos, casou-se com sua própria mãe, cujo nome era Semiramis. Depois de prematuramente morto, sua mãe-esposa propagou a perversa doutrina da reencarnação de Nimrode em seu filho Tamuz. Ela declarou que, em cada aniversário de seu natal (nascimento), Nimrode desejaria presentes em uma árvore. A data de seu nascimento era 25 de dezembro. Aqui está a verdadeira origem da árvore de Natal.

Semiramis se converteu na "rainha do céu" e Nimrode, sob diversos nomes, se tornou o "divino filho do céu". Depois de várias gerações desta adoração idólatra, Nimrode também se tornou um falso messias, filho de Baal, o deus-sol. Neste falso sistema babilônico, a mãe e o filho (Semiramis e Nimrode encarnado em seu filho Tamuz) se converteram nos principais objetos de adoração. Esta veneração de "a Madona e Seu Filho" (o par "mãe influente + filho poderoso e obediente à mãe") se estendeu por todo o mundo, com variação de nomes segundo os países e línguas. Por surpreendentemente que pareça, encontramos o equivalente da "Madona", da Mariolatria, muito antes do nascimento de Jesus Cristo!



Nos séculos 4o e 5o os pagãos do mundo romano se "converteram" em massa ao "cristianismo", levando consigo suas antigas crenças e costumes pagãos, dissimulando-os sob o nome cristão. Foi quando se popularizou também a ideia de "a Madona e Seu Filho", especialmente na época do Natal. Os cartões de Natal, as decorações e as cenas do presépio refletem este mesmo tema.


A verdadeira origem do Natal está na antiga Babilônia. Estão envolvidos na apostasia organizada que tem mantido o mundo no engano desde há muitos séculos! No Egito sempre se creu que o filho de Ísis (nome egípcio da "rainha do céu") nasceu em 25 de dezembro. Os pagãos em todo o mundo conhecido já celebravam esta data séculos antes do nascimento de Cristo.

Jesus, o verdadeiro Messias, não nasceu em 25 de dezembro. Os apóstolos e a igreja primitiva jamais celebraram o natalício de Cristo. Nem nessa data nem em nenhuma outra. Não existe na Bíblia ordem nem instrução alguma para fazê-lo. Porém, existe, sim, a ordem de atentarmos bem e lembrarmos sempre a Sua MORTE (1ªCo.11:24-26).








Holdings - Tel Aviv - Jafra - Israel
O Blog - " A Serviço do Senhor "
"O Servo com Cristo "
Diác. Rilvan Stutz - Membro Shvoong
X
 


Rádio Rei dos Reis