Seguidores

Versículo do Momento

LEIA A BÍBLIA

sábado, dezembro 01, 2012

DEIXE QUE OS MORTOS ENTERREM SEUS MORTOS

             EDIFICAÇÃO

         



Vivemos tempos difíceis. Tempos onde o discurso triunfalista ganha corações e mentes. Onde a felicidade é uma ditadura imperiosa e o sofrimento é fruto unicamente da falta de fé. Tempos dos testemunhos mirabolantes e das “unções” irresistíveis que derrubam quem chegar perto do “homem de Deus”.

 O discurso é sedutor. Dá-nos a impressão de que lutas, problemas, vicissitudes, angústias e desilusões são palavras que não existem para os supercrentes e que a vida para estes super-heróis da fé é o colecionar sem fim de vitórias, de fartura, de posses…


Simplesmente não aceitamos mais as dificuldades da vida como elas são, não queremos mais os contratempos e problemas, não entendemos como coisas que não nos agradam possam contribuir para o nosso bem.

Mas a verdade é que por mais sedutor que pareça o discurso não consigo enquadrá-lo nem encontrá-lo na Palavra. Vejo os verdadeiros homens de Deus dizendo que são em tudo atribulados, perplexos, perseguidos, abatidos. Vejo o meu Senhor me dizendo que neste mundo eu teria aflições e Paulo me consolando com a esperança celestial de que as aflições deste tempo presente não se podem comparar com a Glória que há de se revelar. Vejo o mesmo Paulo padecendo ante a espada de Roma e João morrendo exilado em uma ilha. Vejo Tiago decapitado e Estevão apedrejado. Vejo muito mais dores e perseguições, angústias e lutas nas páginas da Bíblia do que regalos e vida farta e despreocupada que fazem parte integrante do evangelho pregado em nossos dias.

O Evangelho é e sempre será cruz, renúncia, morte do eu, luta contra a carne, inimizade com o mundo e seus valores. Paulo nos ensina que todo aquele que busca viver a sua vida fielmente em Cristo sofrerá perseguição. O mais é manipulação humana desta era em que o hedonismo, o egoísmo, a ostentação e a acumulação material são cultuados como sinônimos de vitória e felicidade. Era onde os homens são mais amigos dos prazeres do que amigos de Deus.

No entanto, o Evangelho de Cristo sempre será maior do que qualquer discurso, engano ou manipulação. Sempre haverá profetas que não se dobrarão ante o discurso sedutor e sempre haverá crentes que encontrarão paz em Cristo independente das circunstâncias e tempestades da vida.

O Evangelho sempre será a Palavra que liberta de todos os valores das trevas e que enchem o coração de esperança celestial. Sempre trilhará o caminho estreito para poucos, mesmo que aparentemente uma multidão o esteja seguindo. A força do Evangelho sempre estará em indivíduos, nunca em multidões. No encontro pessoal, jamais em cartazes coletivas. Sempre será um caminho para peregrinos não para sedentários que desejam continuar no mesmo lugar.

O verdadeiro Evangelho sempre será lugar para inconformistas que sacodem o jugo, lançam fora os ditames deste mundo que jaz no maligno e tomam firmemente a decisão de caminhar unicamente Nele que é a Verdadeira Vitória. É este o convite, é esta a Boa Nova e este é o caminho para a sua verdadeira e eterna felicidade. Quanto à suposta felicidade terrena que o mundo se digladia em obter e que muitos tentam impor como sendo coisa do evangelho, bem, quanto a isto, deixe que os mortos enterrem seus mortos, quanto a você, vá e siga a Jesus.





 Holdings - Tel Aviv - Jafra - Israel
 O Blog - " A Serviço do Senhor"
 Diác. Rilvan Stutz " O Servo com Cristo "
Colunista Pr. Denilson Torres - Gospel Prime

Rádio Rei dos Reis