Seguidores

Versículo do Momento

LEIA A BÍBLIA

domingo, março 29, 2015

EU NÃO SOU NADA OU SERÁ QUE SOU TUDO

Nada façais por partidarismo ou vanglória, mas por humildade, considerando cada um os outros superiores a si mesmo" (Filipenses 2:3). 

Em uma certa igreja, o ministro conversava com o maestro do coral enquanto o faxineiro limpava o salão para a reunião festiva que aconteceria naquela noite. 

Em determinado momento, o ministro bateu no peito e disse: "Eu não sou nada, eu não sou nada". 

Seguindo o exemplo do pastor, e desejando mostrar a mesma humildade, o maestro bateu no peito e disse: "Eu não sou nada, eu não sou nada". 

Logo a seguir, ambos ouviram o faxineiro bater no peito e dizer: "Eu não sou nada, eu não sou nada". 

O ministro, com ar zombeteiro, disse ao maestro: "Olhe quem pensa que não é nada!" 

Até aonde a vaidade nos leva? 

Até quando nos julgaremos melhores que os demais? 

Quando deixaremos de menosprezar os pequenos, achando-nos superiores a eles? 

Os personagens de nossa ilustração ministro e maestro -- em sua falsa atitude de humildade, escarneceram do funcionário que criam ser inferior e incapaz de pronunciar as palavras "humildes" que só eles poderiam proclamar em sua exaltada arrogância. 

O ensino de Cristo é diferente. 

Ele não se dizia humilde, mas, o mostrava através de seus atos diários -- como lavar os pés dos discípulos. 

Ele nos diz que "o maior deve ser como o menor" e "o que dirige, como o que serve". 

Muitas vezes deixamos de fazer algo para o reino de Deus porque não fomos escolhidos para a liderança. 

Não aceitamos ser pequenos -- queremos ser os maiores. 

E justificamos nossa decisão porque "somos mais humildes do que a pessoa escolhida para liderar"! 

Na obra do Senhor não existem pequenos e grandes, capazes e incapazes, melhores e piores todos somos iguais e o único Grande e Capaz é o Senhor que nos coloca no lugar de Sua vontade. 

Os membros do corpo têm vários formatos, tamanhos e utilidades e, todos necessitam uns dos outros, sofrendo igualmente quando um deles se fere. 

Somos todos servos de Deus e devemos nos alegrar quando nos escolhe para fazer alguma coisa, mesmo que a consideremos pequena demais. 

"Somos tudo, somos tudo" somos filhos do Grande Deus!

quinta-feira, março 19, 2015

UM GRANDE ELOGIO

"O SENHOR vela pelos simples" (Salmo 116:6).

Certo pregador ouviu de um menino com quem conversava: "Você não é um grande pregador. Eu pude entender tudo o que você disse".

Que maravilha!
Não poderia haver maior elogio!

Há pessoas que pensam que um bom sermão é aquele que apresenta palavras rebuscadas - se possível, dos originais - que venham a impressionar a todos, mesmo que ninguém as entenda.

Quanta ilusão!
Quanto tempo perdido!

O que nós precisamos, para compartilhar o Evangelho de Cristo, é de palavras simples, sinceras, verdadeiras, que sejam comprovadas em nossas próprias vidas e, de maneira especial, que sejam compreendidas por todos, inclusive as crianças.

Não devo almejar ser grande, mas, que o meu Deus seja grande em mim e através de mim.

Não devo tentar passar uma imagem de sabedoria em mim mesmo, mas, que a sabedoria do Senhor, através de Sua palavra, pode transformar vidas e endireitar os caminhos dos que andam sem direção.

Não posso pretender guiar a todos, mas, posso conduzir a todos Àquele que guia nossas vidas e nos conduz pelos caminhos da eternidade.

Se as minhas palavras produzirem frutos de amor, de esperança, de fé, de arrependimento e de salvação, glórias a Deus!

Se para ser entendido por todos eu preciso passar uma ideia de que não sou uma pessoa intelectual, que assim seja.

Quando sou servo, sou filho de Deus; quando sou contado com um dos últimos, então serei um dos primeiros; quando me humilhar debaixo das mãos de meu Deus, então serei exaltado nos Céus!

Quero ler as Escrituras, mesmo que seja pouco tempo cada dia, para que fique guardada em meu coração.

Quero orar todos os dias, mesmo que com palavras bem simples, e ser ouvido pelo meu Salvador; quero, mesmo que ninguém me note ou dê valor, ser olhado com carinho por Deus.

Quero ser canal de bênçãos para todos.
Isso é mais que suficiente. 

quarta-feira, março 18, 2015

LIVRE-SE DAS PAREDES

"E disse-lhes: Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura
(Marcos 16:15).
Alguém deu um relógio de sol para um grupo de nativos na selva.

Eles o consideraram um fetiche e providenciaram um santuário para ele.

Construíram uma proteção para guardá-lo e mantê-lo seguro.

É claro, isso ocultou o sol e o relógio tornou-se inútil.

Muitas pessoas agem da mesma maneira em relação ao Cristianismo.

Elas o fecham dentro de grandes catedrais com belos vitrais coloridos fachadas revestidas de pedras decorativas.

E, o que é pior, fecham-se dentro dessas mesmas paredes, deixando de fora aqueles a quem o Senhor ama e deseja salvar.

A palavra do Senhor Jesus a Seus discípulos não foi “Fiquem reunidos em lugares confortáveis e luxuosos", nem foi "sentem-se em suas poltronas de veludo uma vez por semana e ali cantem e ouçam o sermão do pregador".

A Sua palavra foi simples e objetiva: "Ide por todo o mundo".

Por que não agimos conforme Seus ensinos?

Por que não apresentamos atitudes de servos obedientes?

Por que nos mostramos indiferentes ao que nos mandou fazer?

Como os nativos de nossa ilustração, construímos um "santuário" para nossa fé e a guardamos entre paredes, tornando-a inútil e sem qualquer valor prático.

Deixamos de ser servos fiéis e nosso testemunho para nada serve.

Assim como o brilho do sol não iluminava o relógio dos nativos, também o brilho de Cristo, que deve ser forte e visível em nossas vidas, não ilumina o mundo, deixando-o cada vez mais envolto em trevas e pecado.

O Evangelho de Cristo não pode ser guardado dentro de paredes.

Seu santuário deve ser a céu aberto, para que todos vejam e para que todos se aproveitem dele.

É uma bênção para nós e desejamos que seja uma bênção para todos.


Livre-se das paredes... o Senhor ficará muito feliz e você também.

terça-feira, março 17, 2015

DEIXE A LAMA SECAR

"Esperei com paciência pelo Senhor, e ele se inclinou para mim e ouviu o meu clamor" (Salmo 40:1).


Um jovem se sentiu profundamente insultado por outro na aldeia e foi imediatamente falar com o ancião, que todos costumavam consultar em situações semelhantes.

Furioso, ele disse ao ancião que iria exigir satisfações ao outro jovem.

O sábio ancião lhe disse: "Menino querido, aceite o conselho de um homem velho que ama a paz. Um insulto é como lama; é mais fácil limpar quando está seca. Espere um pouco para que você e ele se acalmem. Será melhor. Ir agora só resultará em uma disputa amarga".

Ele aceitou o conselho, planejando ir no dia seguinte.

O que insultou, porém, veio antes do tempo planejado e implorou o seu perdão.

Nem sempre acontece dessa maneira, mas, não devemos esquecer o conselho do sábio ancião: "Um insulto é como lama, é mais fácil limpá-la quando está seca".

 Aproveitando a ilustração inicial, eu poderia falar de perdão e amor, que são temas apropriados para um cristão, filho de Deus, que ama ao Senhor e deseja ser uma bênção em suas mãos.

Mas, resolvi falar de paciência.

Muitas vezes nos mostramos inquietos, ansiosos, não conseguindo compreender a vontade de Deus porque não somos capazes de esperar com paciência para que Deus dirija a situação segundo Seus planos.

Ele não somente sabe o que é melhor para nós como a melhor hora de todas as coisas acontecerem.

A nossa bênção não chegará antes da hora e nem nossos sonhos se realizarão com atraso.

Não alcançaremos a felicidade almejada tentando acelerar o tempo do Senhor e nem buscando Lhe dar uma ajuda para que o nosso tempo chegue mais rápido.

Saber esperar é uma arte e uma prova de sabedoria diante do Senhor.
A fé nos ajuda a esperar!

A confiança no Senhor nos permite descansar em paz!

O nosso melhor momento é o que Deus determinou para ser o nosso melhor momento.

Ele sabe todas as coisas... esperemos.
Deixe a lama de sua impaciência secar.

O resultado será muito bom para você!

quinta-feira, março 12, 2015

SUCESSO... VALE TUDO?

"Que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma?" (Marcos 8:36)

"Oh, Senhor, permita que eu não creia que a astúcia e a esperteza sejam as melhores qualidades para alcançar o sucesso, que não tenha vergonha de sustentar a verdade, mesmo que, por isso, me torne impopular, que seja capaz de manter o meu "não", quando o resto do mundo diz "sim".

Nosso propósito, como cristãos fiéis ao Senhor, é agradar a Ele e não ao mundo.
Nossa esperança é jamais sucumbir à tentação de nos assemelhar ao mundo - enganoso, traiçoeiro,  inseguro, sem sal e sem luz.

Nossa vitória consiste em obedecer a Deus, alegrar Seu coração, viver como Ele deseja que vivamos, para que nossa alegria se prolongue por toda a eternidade.
Não devemos caminhar para o precipício, somente porque os outros estão fazendo isso.

Pelo contrário, o Senhor espera que nos esforcemos para convencer a todos a mudar de rumo, a seguir pelo caminho da salvação e da felicidade.

Não podemos nos unir aos escarnecedores, apenas para conservar-nos amigos de todos.

É necessário que sejamos seus amigos mostrando a verdade e o que é ser verdadeiramente feliz.

Não é bom que nos associemos aos que praticam o mal, pensando que um dia poderemos transformá-los.

Nosso dever, como filhos de Deus, é testemunhar eficazmente para que a transformação deles se faça sem que o pecado nos contamine também.

Se para alcançar fama e sucesso temos de usar de estratégias mundanas e mentirosas, é melhor desistirmos do sucesso.

Se para obtermos algum lucro for necessário iludir a um irmão ou qualquer pessoa incauta, melhor é não ter lucro algum.

Se para chegar a um lugar almejado precisamos pisar aqueles que estão à nossa frente, muito mais valioso é ficarmos onde estamos e não ir a lugar nenhum.

Sucesso total é ter Jesus no coração!

Não há lucro mais duradouro que os tesouros das bênçãos celestiais!

E mesmo que não alcancemos os lugares almejados neste mundo, temos a certeza de que,fiéis e verdadeiros, honestos e limpos de coração, chegaremos às moradas do Senhor, com muito regozijo e grande júbilo.

Quem obedece ao Senhor Jesus jamais será impopular.

Será recebido com festa e abraços no Céu... para sempre!


terça-feira, março 10, 2015

CARACTERÍSTICAS DE UMA FAMÍLIA UNIDA E SAUDÁVEL

“Viver em uma família unida e saudável”. Este foi o desejo de muitas pessoas entrevistadas por uma agência de pesquisa de opinião, da cidade de S. Paulo. Numa outra pesquisa, esta feita nos EUA, com três mil famílias estáveis e unidas, os pesquisadores descobriram sete características comuns presentes nessas famílias.
1 – APRECIAÇÃO MÚTUA.
Famílias unidas e saudáveis cultivam a apreciação entre os seus membros. Então, o segredo para cultivar uma saúde familiar é elogiar sempre. Nunca perder uma oportunidade para elogiar e enaltecer o cônjuge, os filhos, irmãos e pais. “O princípio mais profundo da natureza humana é o anelo de ser apreciado”, escreveu William James.
2 – CAPACIDADE PARA RESOLVEREM JUNTOS OS CONFLITOS.
Os conflitos, em qualquer relação humana, são inevitáveis. A grande questão é saber identificar e resolvê-los de uma maneira em que todos saiam vencedores. Muitas vezes, famílias se tornam frágeis e problemáticas porque na resolução de um conflito, há perdedores e vencedores.
3 – COMUNICAÇÃO ABERTA.
Numa família unida, a comunicação é valorizada. Os assuntos são conversados sem tabus, os sentimentos são externados sem rancor. Não há acusações ou críticas. Os cônjuges sentem liberdade para exporem suas idéias e sentimentos. Pais conversam com os filhos livremente.
4 – COMPROMISSO MÚTUO.
Numa família saudável, há um forte sentimento de compromisso entre os seus membros. Os cônjuges sentem-se compromissados pelo bem-estar e crescimento um do outro. Os pais sentem-se compromissados com o crescimento integral dos filhos e assim por diante.
5 – DEDICAÇÃO DE TEMPO.
Famílias unidas e competentes investem tempo e energia na construção e manutenção de um relacionamento construtivo. Os cônjuges conversam mais entre si, os pais brincam mais com os filhos, há mais caminhadas de mãos dadas. Há quantidade e qualidade de dedicação de tempo.
6 – COMPARTILHAMENTO DE TRADIÇÕES.
Famílias saudáveis valorizam os almoços à mesa, as férias são momentos inesquecíveis, os aniversários, mesmo com simplicidade, são comemorados, os dias festivos são lembrados e vividos intensamente, a participação nos cultos torna-se importante. “Essas tradições, pequenas e grandes, são o que estreita os nossos laços, nos renova e nos dá uma identidade enquanto família”, diz Stephen R. Covey
7 – COMPARTILHAMENTO DA FÉ.
Sabemos que, quando todos os membros de uma família compartilham a fé em Deus, têm a Bíblia como manual de vida e partilham a fé em Jesus, como Salvador, esta passa a ter totais condições de ser feliz e saudável.
Que cada um de nós seja responsável pelo cultivo dessas atitudes em nossas famílias. Fazendo isso, estaremos construindo, no novo milênio, famílias que sejam esteio e colunas da sociedade.

Gilson Bifano

segunda-feira, março 09, 2015

Drogas – A Melhor Prevenção Ainda é a Família


Não adianta negar: uma qualidade de vida familiar é um dos fortes fatores que dita o comportamento futuro do jovem em relação às drogas. Estudos realizados pela Universidade de Michigan, nos EUA, com 70 mil jovens e 23 mil pais, apontam para a importância da família na questão da prevenção às drogas. Segundo os estudos, quais são as atitudes, dentro do cotidiano familiar, que devem ser valorizadas e que ajudarão os jovens a se distanciarem das drogas? 

Convivência 

Pais que valorizam a convivência estão imunizando os filhos contra as drogas. Convivência significa participar da vida dos filhos. Isso inclui passeios, competições esportivas e culturais, às vezes um lanche com cada um dos filhos. A convivência reforça as relações familiares. 

Agregação 

É importante que o ambiente familiar seja atrativo e aconchegante. “Pertencer a uma família”, esse deve ser o sentimento que os filhos devem ter para que sejam menos vulneráveis às influências negativas. 

Diálogo 

Famílias onde o diálogo é valorizado, onde a conversa informal sobre qualquer tema é uma rotina na relação pais e filhos, têm muito mais chance de ver os filhos longe das drogas. 

Informação 

Pais que conversam com os filhos sobre drogas, que falam de maneira amiga e sincera sobre os efeitos e riscos do uso de drogas, estão dando grandes passos para a vitória nessa área. 

Afeto 

Abraços, beijos, palavras de elogio e incentivo nunca são demais numa relação familiar. Essas atitudes são depósitos importantes que estamos efetuando na Conta Bancária Emocional dos nossos filhos. 

Participação 

Pais que valorizam a participação dos filhos nas decisões estão inoculando importantes antídotos contra as drogas. Atitude como essa faz com que os filhos sintam que são valorizados em suas opiniões e pontos de vista. 

Limites 

Stephen R. Covey afirma: “Ser pai/mãe não significa ser popular e ceder aos caprichos e vontades dos filhos’. Filhos criados com limites são filhos felizes e realizados. 

Autonomia 

Os pais devem incentivar, desde cedo, os seus filhos à autonomia, à capacidade de tomar decisões e arcar com as responsabilidades dos seus atos. 

Exemplo 

Ensinar por meio do exemplo é muito mais eficaz e duradouro do que ensinar por preceito. Isso significa que os pais que não fazem uso do cigarro ou do álcool têm mais chances de ver os filhos longe das drogas. 

Valores 

Pais que estimulam os valores espirituais e morais em contraposição aos valores materiais estão dando uma forte base para que os filhos não sejam dependentes de drogas. 

Modelo 

Os pais devem estar atentos para que sejam modelos positivos para os seus filhos. Queiramos ou não, somos modelos para os filhos. A grande questão é se estamos sendo modelos de amor, respeito, aceitação, honestidade e confiança. “Um grama de prevenção vale um quilo de cura”. 
Benjamin Franklin Pr. Gilson Bifano

domingo, março 08, 2015

FAÇA ALGUMA COISA!

"Cada um receberá o seu galardão, segundo o seu próprio trabalho" (1º Coríntios 3:8).


"Como Joana está se sentindo, grávida?"

perguntou Leandro ao seu amigo Gerson.

"Oh, ela não está grávida", respondeu Gerson,  "ela está esperando“ "Qual é a diferença?" Leandro perguntou.

"Bem", Gerson explicou, "Ela está esperando que eu faça o jantar, ela está esperando que eu faça o trabalho doméstico, ela está esperando que eu faça massagem em seus pés ..."

O nosso texto inicial é apenas uma brincadeira.

Mas, muitos de nós, como a Joana, estamos também esperando!

Esperando que Deus nos dê muito dinheiro, esperando que o nosso novo carro chegue logo, esperando que a prosperidade nos alcance para provar que somos verdadeiramente abençoados pelo Senhor, esperando tudo de Deus e não fazendo nada para que o nome de Jesus Cristo seja glorificado e engrandecido.

Na igreja esperamos que os outros façam o trabalho evangelístico, o louvor nas reuniões, que visitem os enfermos, os desanimados e os que se desviam do
Caminho de Deus.

Esperamos que os missionários saiam de suas casas, levando a palavra de salvação, mas raramente os apoiamos.

Esperamos que todos trabalhem e que as bênçãos sejam nossas!

Esperamos que o culto seja bom, mas nada fazemos para isso ser uma realidade.
Esperamos que os errados se consertem, mas não os ajudamos em hipótese alguma.

Esperamos que a igreja tenha poltronas mais confortáveis, ar refrigerado central para os dias de calor, salas adaptadas para o ensino infantil, locais próprios para acampamentos e retiros espirituais, mas... nunca contribuímos financeiramente para que essas bênçãos sejam uma realidade.

Estamos sempre esperando... esperando... esperando... e nem percebemos que Deus também está esperando - que façamos alguma coisa.

Precisamos nos apresentar, precisamos contribuir, precisamos trabalhar!

Rádio Rei dos Reis