Seguidores

Versículo do Momento

LEIA A BÍBLIA

quarta-feira, agosto 31, 2011

ENCONTRANDO A FELICIDADE

TEMA - EDUCAÇÃO






"Se alguém não encontra a felicidade em si mesmo, é inútil que a procure noutro lugar”.
Todos nós sabemos que ser feliz é um dos mais antigos direitos da humanidade. E também sabemos que não há ninguém que não mereça auferi-lo. Há, no entanto, quem pense nunca poder alcançar esse dom. E isso resulta certa insatisfação e de um conceito errado de o que é a felicidade. O homem foi criado para ser feliz e seria insensato imaginar um Deus cujo prazer consistisse em submetê-lo a contínuas desgraças
=
Essa idéia seria demasiado humana para ser divina e, quando assim pensamos, estamos a fazer um Criador à imagem da nossa imbecilidade e à semelhança da nossa estupidez. Porém, a causa, é bem diferente.
=
Neste mundo estereotipado em que vivemos, a felicidade deixou de ser um ideal do indivíduo para ser uma aspiração das multidões. Todos querem ser felizes da mesma maneira. Convencionou-se que não há felicidade sem automóvel, sem uma casa repleta de eletrodomésticos, de eletrônica, de móveis de estilo, de livros caros (mas que nunca se lêem), de imitações de objetos e de quadros antigos (dos quais não se sabe falar), sem roupas e calçado de marcas badaladas... Enfim e para resumir, sem todos esses sinais exteriores de riqueza que por aí se vêem.
=
Quanto a boas maneiras, civilidade, educação ou cultura, tudo isso é secundário. O que é preciso é ter dinheiro. E como nem todos o podem ter para se fazerem passar por aquilo que não são, daí a "infelicidade" de muitos. Uma infelicidade que gera invejas, revoltas e que, infelizmente, está a transformar a sociedade num viveiro de insatisfeitos, de egoístas e de falsários.
=
Há na terra milhões de pessoas a sonhar a mesma coisa e a desejar os mesmos bens. E é assim que os espíritos simples se asfixiam numa atmosfera de estupidez. E são cada vez mais os que não conseguem viver fora desse esquema.
=
Cada vez se deseja possuir mais. Cresce dia a dia a inveja pelo vizinho. A ânsia de "também querer ser" aumenta no sentido inverso do "querer fazer". Atropelam-se os princípios mais sagrados para chegar mais depressa a um lugar que se cobiça, mas que não se merece. O que mais interessa é "parecer".
=
É uma luta feroz e constante entre aquilo que se tenta aparentar e a verdadeira realidade daquilo que se é. Parece que fica assim, mais ou menos, traçado, ainda que com pálidas pinceladas, o retrato daquele que quer ostentar coisas superiores aos seus recursos e à sua mentalidade. E é esse, de fato, o protótipo do verdadeiro infeliz. E é tão fácil ser feliz! Contentarmo-nos com o que temos e orgulharmo-nos de sermos, apenas, como somos, é já o começo da felicidade.

















Igreja Presbiteriana do Brasil
"O Servo com Cristo!"
Blog "A Serviço do Senhor"
Diác. Rilvan Stutz -Adaptação
Portal da Família - Manuel V. da Costa

domingo, agosto 28, 2011

EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA: LIMITES E RESPONSABILIDADES

TEMA - EDUCAÇÃO






De acordo com NOVA e ALVES (2003) a Educação à Distância (EAD) vem se tornando uma discussão fundamental ao longo dos últimos cinco anos, pois a sociedade está cada vez mais conectada às tecnologias digitais, o que exige uma reconfiguração da educação oferecida hoje.
=
As informações fluem em uma velocidade cada vez maior, ocorrendo a construção mais rápida, por exemplo, de trabalhos acadêmicos (artigos, dissertações, monografias, teses). Devido aos impactos que as tecnologias digitais causaram na sociedade, o conceito de EAD mudou muito. Antes dos impactos sociais oriundos das tecnologias digitais, esta modalidade era vista como uma transmissão e/ou construção de conhecimento sem a presença dos sujeitos. Com a difusão da escrita, hoje é possível ampliá-lo para uma maneira de educação onde haja auto-aprendizagem em diferentes espaços, em tempo real.
=
Com o estabelecimento dos artigos 52, 62, 80, 87 da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional 9394/96, instituições federais começaram a desenvolver alguns de seus cursos de nível superior em EAD, principalmente com o respaldo no Decreto 2494/98 e nas portarias MEC 301/98 e nº 2253/2001, autorizando o desenvolvimento de Programas em todas as modalidades de ensino e educação continuada (Art. 80); no parágrafo III (item 3 do Artigo 87), que incentiva ao desenvolvimento de programas de capacitação docente; com a aprovação da Portaria 2253 de 18//10/2001, criado a partir do Art. 80, possibilitando a instituição de disciplinas nos cursos de ensino superior, porém, que não excedam a 20 por cento do tempo previsto para integração do currículo pedagógico e utilizem métodos não-presenciais.
=
Através da Revolução Digital, que é o fenômeno da proliferação de grandes redes de comunicação digital e inúmeras possibilidades e perspectivas educacionais, a aprendizagem/aprendizado tornou-se mais flexível, rápido e interativo, momento este significativo para educação.
=
Nesse cenário aqui apresentado, a escola já não é mais o lugar central da construção e produção do conhecimento, sendo possível aprender em diferentes espaços e momentos.
=
O professor, sujeito principal de transmissão do conhecimento, agora é o mediador do conhecimento, auxiliando o aluno a filtrar as informações cada vez mais velozes.
=
Diante da leitura do artigo escrito por NOVA e ALVES (2003), é essencial ao pedagogo em formação e ao já formado a interação e a manipulação com diferentes fontes digitais de comunicação, bem como planejar inseri-las nas atividades pedagógicas propostas, pois estas já fazem parte do cotidiano social e acadêmico.




















Igreja Presbiteriana do Brasil
O Blog - "A Serviço do Senhor"
Diác. Rilvan Stutz - "O Servo com Cristo!"
Texo e Resumos de Shvoong -Membros
Prof. Cristina Nova e Lynn Alves - Shvoong

sábado, agosto 27, 2011

SANTA TERESA E SEU BONDINHO: SOCORRO! HELP!

NOTÍCIAS PELO MUNDO








Amados amig
os seguidores do Blog “Rei dos Reis”, estamos profundamente transtornados com o acidente do “Bondinho” de Santa Teresa no Rio de Janeiro. Hoje dia 27 de Agosto por volta das 15: horas, um acidente aconteceu com o famoso trenzinho de Santa Teresa.
=
Infelizmente neste acidente, ouvem vítimas, feridos e estão sendo socorridos ainda pelas autoridades competentes, ou, seja em primeiro lugar ás ambulâncias e o nosso tão bravio Corpo de Bombeiros, atuem orientados pelo nosso Pai Celeste.
=
Este blog toma conhecimento de já haver pessoas "Mortas!" E outras em estado grave. Que o Povo Presbiteriano e outros Irmãos da fé, se conscientizem deste necessário e nobre “Socorro”.
=
A direção deste blog se "consterna" e sente muito tal acidente, outros tem acontecido com nesta cidade do Rio de Janeiro. Sabemos que podemos ajudar, pessoalmente, como em intercessões por via nossas de nossas orações. Sabemos que as vítimas são muitas, muitos tem chances de vida, assim sendo podemos lutar por elas e iremos lutar, porque não visitando levando a “Palavra: principalmente a Palavra que salva!” sejam com nossas humildes orações. Rogamos a Deus que conforte familiares e as próprias vítimas, que nossas autoridades não sejam omissas, que tenham uma atuação digna de condições de socorro e acompanhamento.
=
Amados Presbiterianos! Acreditamos que podemos falar em nome de todos vocês, acreditamos poder nos estender pelo Brasil a fora! Oremos amados Irmãos, compareçamos ao local e trabalhemos, compareçamos aos hospitais e prestemos solidariedade, mostremos que além dos socorros, existe algo a mais, sim existe e estaremos mostrando o amor de Cristo, Ele cura e Salva e, não podemos nos omitir em momentos como este. Contamos com todos os amados Irmãos Presbiterianos. Amém
======================================================================================
A Direção do Blog "Rei dos Reis"
Diácono Rilvan Stutz














Igreja Presbiteriana do Brasil

O Blog - "A Serviço do Senhor"
Diác. Rilvan Stutz - "O Servo com Cristo!"

quinta-feira, agosto 25, 2011

QUANDO DEUS NÃO RESPONDE NOSSAS ORAÇÕES

EDIFICAÇÃO






Pelo que, quando estendei as mãos, escondo de vós os olhos, sim, quando multiplicais as vossas orações, não as ouço, porque as vossas mãos estão cheias de sangue. Isaías. 115.
=
Na verdade desejar sempre o bom resultado de nossas orações é impossível! Deus é Soberano e, Sua Vontade está sempre em primeiro lugar, Deus sabe o melhor momento para cada um de nós. Nossos momentos de aflição e o socorro divino, depende de nosso próprio relacionamento com Deus. Obter um bom resultado nas nossas orações, precisamos observar alguns momentos. O ser humano tem uma carência muito grande em obter uma resposta quase imediata, isto por sua fraqueza, com certeza na maioria dos casos é o arrependimento por algo cometido de errado e reconhecido pelo próprio, ou em situações da vida diária em que precisamos da ajuda do Senhor.
=
O Pai recebe milhares e milhares de orações a todo o momento, são com certeza súplicas dos seus filhos aflitos neste mundo tão difícil. A ansiedade aparece neste momento, é grande, mas nem todas às vezes recebemos de imediato uma resposta, em raras situações podem levar anos para o Senhor enviar a resposta esperada.
=
O senhor sabe da necessidade de cada um dos seus servos. O cuidado de Deus para com os seus é um ato de intensa graça, o amor de Deus para conosco, apesar de todo pecado, é e podemos dizer um momento sublime, este canal aberto para falarmos com Deus só mesmo pela Sua Imensa Graça. É bom que meditemos alguns critérios amorosos de Deus para conosco, pois com a vinda e morte do Filho, Jesus Cristo! Assenta todo este amor incomparável e interminável, gostaríamos de elucidar melhor nos próximos parágrafos um pouco mais esta situação.
=
A tristeza e a decepção podem chegar em certos momentos em nossas vidas, por não obtermos resposta de nossas orações, como já comentamos. Pois o tempo e a hora pertencem ao Senhor e muitas vezes a resposta não nos é possível, por motivos que só o Pai celeste conhece muito bem. Quando permitimos certas coisas em nossas vidas cristãs, que torna impossível a Deus responder as nossas petições.
=
Ao permitimos esses obstáculos, perdemos a alegria e a satisfação das bênçãos do Senhor, e anulamos as oportunidades de sermos permanentemente atuantes para o nosso Salvador. Tais obstáculos à oração deveriam ser imediatamente cortados de nossa vida sem demora.
=
Nenhum servo do Senhor pode ser eficiente na oração se permitir que existam pecados não confessados na sua vida. Podemos lembrar que o pecado não confessado foi o causador de todas as dificuldades no principio.
=
O pecado é a mancha e impede a eficácia de nossa vida e testemunho cristão. Assim sendo, Deus nosso Pai Altíssimo, não pode responder as nossas petições se estivermos sendo “escravos” do pecado temos que nos incomodar com a sua presença em nossas vidas.
=
Isto é ruim para o nossa qualidade espiritual e, as nossas relações com Deus. Precisamos pedir, mas não possuímos, porque pedimos mal. aborrecer o pecado... Aborrecê-lo a ponto de, conclusivamente, deixá-lo para sempre. Então é Precisamos também observar e ter cuidado no pedir, sabemos que em muitas de nossas orações Precisamos analisar as nossas próprias orações procurando encontrar motivos egoístas nas mesmas. Não oramos também o tempo suficiente a oração eficaz toma tempo, muito tempo.
=
Hoje sabemos a vida moderna nos toma muito tempo, dificulta o nosso relacionamento com Deus através da oração. Mas ainda é mais verdadeira que a oração é mais importante que quaisquer outras coisas, seja ela o que for.
=
É o crente sábio se agarrará, com unhas e dentes, ao bom propósito, e resolverá, com sinceridade que pela graça de Deus, nada o roubará do período sagrado do seu privilégio de orar. Confessemos a Deus os nossos pecados em oração.


















Igreja Presbiteriana do Brasil
O Blog - "A Serviço do Senhor"
Diác.
Rilvan Stutz - "O Servo com Cristo!"

domingo, agosto 21, 2011

IGREJA DESEJADA

EDIFICAÇÃO






"Todos os que creram estavam juntos e tinham tudo em comum”.
Atos 2.44
=
Há belos momentos em nossas vidas; um deles é quando sonhamos acordados! Ficamos alegres quando estamos perto de alcançar algo que muito desejamos. Como é bom ter esperança! Por algo que nos faça sentir aspirações, por muitas que possam chegar; por outras, a qualquer momento e, ainda outras, não! Sonhamos mal, pedimos mal. A felicidade sempre é uma forte esperança. É um “marco” que não morre nunca, seja qual for “a” situação. É o momento mais forte a que o homem aspira em sua vida. Pode demorar muitos anos, mas chega. Muitos são os desejos que nos deixam felizes.
=
Nos dias de hoje, até que precisamos sonhar ter momentos de esperança com Cristo. Precisamos sim, ter nossos pensamentos voltados para Deus; faz bem à alma; meditar em Deus é sempre necessário, manter nossas esperanças vivas nas promessas do Pai para um futuro promissor. A meditação é necessária para um bom crescimento espiritual; isso é bíblico! Ter a mente trabalhando para o Senhor torna–se uma obrigação dos seus servos. Por outro lado, sonhar acordado também deve deixar-nos em alerta, pois nem tudo o que nós sonhamos leva para o bom caminho. Existem momentos em que nos distanciamos do Senhor, por conseqüência do pecado e fracassamos. Perdemos muito nos afastando desse crescimento necessário.
=
Ah! Sabemos que multidões de servos verdadeiros desejariam que nosso Senhor Jesus Cristo estivesse à nossa frente, nos pastoreando como em uma Igreja única. Sim! Esse é o sonho que sabemos se realizará em breve e precisamos esperar no Senhor.
=
Deus nos orientou quanto ao fim, não nos deixou dúvidas. Deixou o Espírito Consolador que supre, assistindo à Igreja e seus Santos. Mas temos certeza de quanto poderiam fazer seus fiéis para melhorar a Igreja local atual, enquanto Jesus não volta. Temos em Jesus Cristo nosso Pastor amável, verdadeiro Pastor de ovelhas, muitas, perdidas e feridas. O verdadeiro Pastor, aquele que conhece, com certeza, o cheiro das suas ovelhas, pois “vive entre elas”. O cheiro é a qualidade que se descobre estando junto do seu objetivo. Com certeza seria assim uma Igreja desejada por todos os fiéis. Precisamos enfrentar a realidade dos tempos preditos no passado. Lembremo-nos: Sonhar “dormindo” é coisa fútil e transitória. Sonhar acordado, sim é “pensar com insistência” - “ter idéia fixa” de algo bom e muito desejado, acontecendo hoje mesmo, isso no âmbito evangélico.
=
Pelo contrário, encontramos hoje Igrejas como verdadeiras “Sociedades” locais, de gente importante, que se destaca, chegando a parecerem os verdadeiros donos do ambiente! Fatores que pesam para essa conclusão são muitos, digamos: em primeiro lugar não existe o verdadeiro amor; o verdadeiro perdão é coisa muito rara, mais agravante é o procedimento de pessoas que não falam com pessoas, parece que não se conhecem. O se vestir bem está em primeiro plano, isso é o que escutamos! “Hoje não irei a Igreja, pois não tenho nada diferente para vestir” Infelizmente as nossas pistas de desfiles existem! E existem para nossa tristeza.
=
Igreja preparada para a verdadeira adoração! O apóstolo Paulo, fala com muita propriedade, na epístola aos Coríntios, cap.12.12”Porque, assim o corpo é um, e tem muitos membros, e todos os membros, sendo muitos, constituem um só corpo, assim também com respeito a Cristo”. Cristo e a Igreja funcionam como um só organismo. Todos os cristãos são batizados no Espírito que a forma num só corpo. A adversidade no Corpo não surge por acaso: é planejada por Deus e essencial. Por isso, não deve existir inveja, vanglória, timidez, preguiça ou ambição. Assim sendo, os membros bem dotados não podem funcionar no Corpo sem o apoio e o serviço dos menos dotados, como no dos fracos. Doentes são melhores que mortos.
=
O apóstolo Paulo coordena uma Igreja desejada! Harmoniza como a música ou as cores dum quadro, sem discordâncias ou divisões. . Porque são membros do Corpo, não porque são simpáticos. O apóstolo Paulo enfatiza: A igreja local é um microcosmo da Igreja universal. Nosso desejo não é encontrar a Igreja perfeita hoje na situação atual e, sim, uma Igreja voltada para a perfeição em “AMAR”.
=
Que Deus sempre esteja conosco! Amém.




















Igreja Presbiteriana do Brasil
O Blog - "A Serviço do Senhor"
Diác. Rilvan Stutz "O Servo com Cristo!"

sexta-feira, agosto 19, 2011

SOCIEDADE BRASILEIRA DE HEPATOLOGIA ALERTA SOBRE TOXIDADES HEPÁTICAS CAUSADAS POR CHÁS E ERVAS

CUIDANDO DA SAÚDE









Quase todos os centros de hepatologia do País relatam a crescente suspeita de hepatite tóxica provocada por chás, ervas e fitoterápicos, informa a Sociedade Brasileira de Hepatologia (SBH).
=
Preocupada com esse problema, SBH realizou neste ano um encontro para discutir o assunto, e observou que não existem estudos que comprovem a eficácia e a segurança para o uso desses produtos no Brasil. Mas foram vários os relatos de toxicidade pela ingestão de chá-verde, confrei, sacaca, erva-cavalinha, unha-de-gato, cáscarasagrada, mãe-boa, entre outras.
=
Para Raymundo Paraná, Presidente da SBH, "a ciência médica não comporta preconceito, portanto não é contrária aos fitoterápicos nem a outros métodos não alopáticos, mas exige um critério de avaliação."
=
As conclusões foram encaminhadas à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e ao Ministério da Saúde.
=
A SBH está agora preparando um cadastro nacional de hepatoxicidade, que inclui os medicamentos alopáticos, fitoterápicos, complementos alimentares e a chamada medicina natural.
=
O objetivo será oferecer às autoridades de saúde informações estratégicas. "Oxalá, autoridades de saúde despertem para esse tema", finaliza Paraná.
=
O hepatologista e professor da Universidade Federal de Mato Grosso, Francisco Couto, analisou 12 publicações sobre o uso de fitoterápicos no tratamento da aids e das hepatites crônicas do tipo B e C.
=
Essas publicações avaliaram centenas de pessoas e abordavam, sobretudo, ensaios sobre a medicina tradicional chinesa. Segundo Couto, a maioria dos trabalhos avaliava desfechos e seleção de casos diferentes, incluindo muitas vezes até 10 plantas, o que torna difícil dizer qual princípio ativo, de fato, é eficaz.
=
No entanto, a análise apontou para melhores resultados da terapia alternativa quando comparada ao Inteferon apenas ou a Ribavirana no tratamento das hepatites.
=
Para o tratamento da aids, não ouve melhora do padrão imunológico, mas observou-se uma melhora na sensação do bem-estar dos pacientes analisados.
=
O alerta da SBH e a análise do professor Couto sugerem que o uso de produtos fitoterápicos carece de pesquisas sobre sua efetividade e que apesar de serem naturais podem provocar toxidade.




















Igreja Presbiteriana do Brasil
O Blog - "A Serviço do Senhor"
Diác. Rilvan Stutz "O Servo com Cristo!"

Sociedade Brasileira de Hepatologia
Fonte: Prontuário de Notícias - Portal

terça-feira, agosto 16, 2011

A ADVERDIDADE DOS COGUMELOS

CUIDANDO DA SAÚDE












=
Pesquisador solitário cataloga espécies até desconhecidas da Ciência

=
Num país de florestas, onde a variedade de árvores nobres é imensa e chega a dar vertigem observar, lá em cima, a copa de gigantes como o jequitibá, a sumaúma ou a araucária, são poucos os interessados em voltar os olhos para baixo e pesquisar a diversidade de pequenas plantas, chamadas de inferiores, porque não realizam fotossíntese. Nossos fungos ou cogumelos crescem, assim, como ilustres desconhecidos em meio a restos de folhas, no chão das matas ou sobre troncos e galhos em decomposição. Cumprem, sem alarde, o papel fundamental de reciclar e disponibilizar os nutrientes para todas as outras plantas, incluindo as árvores nobres.
=
Enquanto cada espécie da flora considerada útil tem 3 ou mais nomes - indígenas, populares e científicos - a maioria dos cogumelos brasileiros é chamada por apelidos genéricos. Eles refletem apenas a associação a mitos e lendas - casinha-de-sapo, por exemplo - ou à diversidade de formas - orelha-de-pau, ninho de pássaro, estrela, taça, esponja e chapéu, com ou sem 'rendas'. Nas matas de Antonina, no Paraná, porém, um especialista em cogumelos, micólogo autodidata, anda na contramão dessa falta de interesse.
=
O holandês André de Meijer mora há 25 anos no Brasil e, neste período, entre a Mata Atlântica e a Mata de Araucária, já reconheceu e ajudou a catalogar 1.000 espécies de macro fungos, cogumelos que possuem corpo frutífero e podem ser vistos a olho nu. Para apresentar pelo menos uma parte delas ao grande público, Meijer agora trabalha em um livro ilustrado, com as 100 principais espécies representadas em aquarelas, a ser editado em português e inglês, em parceria com a Embrapa Florestas. A instituição recebe todas as amostras coletadas, para análise. E Meijer também conta com apoio da entidade ambientalista Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem e Educação Ambiental (SPVS).
=
Os cogumelos já catalogados, muitos deles novos para a Ciência, variam em diâmetro de meio milímetro - tamanho da cabeça de um alfinete - até 1 metro. "As espécies do gênero Mycenae, por exemplo, são muito pequenas. Às vezes seu chapéu chega a apenas 3 mm. Quase que não dá para enxergar", observa André de Meijer. "Uma vez estava fazendo um trabalho, ajoelhei na floresta e fiquei vasculhando 1 metro quadrado, onde encontrei 8 espécies diferentes desse fungo. Demorei uma hora para encontrar o último".
=
Em outubro de 2003, ao contrário, a surpresa foi topar com um cogumelo que tinha 60 cm de diâmetro em seu chapéu, uma haste de 40 cm e pesava 2 kg. O Macrocybe titans foi localizado junto à comunidade do Lageado, no município de Antonina. A biomédica Maria Angela Amazonas, parceira do holandês, estuda as propriedades do gigante. "Aqui na Embrapa, queremos ver se esse cogumelo é comestível ou não, além de avaliar seu potencial de mercado", explica a pesquisadora.
=
Outra espécie de interesse, encontrada na Reserva da Cachoeira, da SPVS, de 8.700 hectares, é o Ganoderma stipitatum, um fungo de consistência dura, pé curto, chapéu aplainado, cor marrom escura meio avermelhada, brilhante e liso, como se tivesse sido envernizado. O exemplar coletado possui uma seqüência de três camadas de chapéus, num total de 35 cm de diâmetro. Ele é parecido com outra espécie do mesmo gênero - Ganoderma lucidum - nativa do hemisfério norte e cultivada comercialmente por suas propriedades medicinais contra tumores, inflamações e vírus. A expectativa é de que a espécie brasileira tenha propriedades semelhantes às da norte americana.
=
"Estamos aguardando a liberação de recursos do governo, com financiamento do Banco Mundial, para iniciar um projeto na área de macro fungos, com a duração de três anos e a participação de várias instituições paranaenses", diz Maria Angela. "Meu sonho é que as pesquisas sobre cogumelos levem à descoberta de cura para várias doenças", completa Meijer. Ele mora sozinho, em uma cabana de madeira, no meio do mato, na reserva da SPVS. E lamenta a falta de interlocutores. "Na Holanda existem cerca de 2.500 espécies de fungos e uns 30 pesquisadores especializados. Só aqui no Paraná são 1.700 espécies conhecidas, mas eu sou o único pesquisador".
=
Seu isolamento, associado ao fato de não ter nascido no Brasil, faz com que algumas pessoas o vejam como um estrangeiro mais interessado em biopirataria do que em pesquisas que beneficiem o país. "Às vezes até me sinto como o Holandês Voador, da lenda do século 17, capitão de um navio fantasma condenado a navegar eternamente, sem poder atracar em nenhum porto", resume. "Continuo me sentindo como um estrangeiro, mesmo com 25 anos de Brasil, mas tudo o que quero é ser tratado como colega pelos outros pesquisadores e poder trocar experiências".
=
Se falta um diploma universitário a Meijer, sobram conhecimentos práticos, adquiridos em pacientes e atentas caminhadas pelas matas, e pela leitura de livros e mais livros, por horas a fio, em português, holandês ou inglês. Meijer comenta que a biodiversidade brasileira ainda o impressiona. "Em toda a Holanda, há 200 espécies de pássaros. O mesmo número que existe aqui, nesta reserva florestal", afirma.
=
Além dos cogumelos, observar aves na mata é outra paixão do holandês e ele também faz um catálogo de espécies, enquanto aguarda a licença para continuar a pesquisar fungos na floresta. Sabe de cor o nome da maioria, a época em que estão na reserva e quando vão embora, pois muitas são migratórias. Apesar de as pessoas o considerarem um ermitão, ele não é avesso a conversar e receber visitas. E a boa prosa pode se estender por muitas horas, principalmente quando o assunto é cogumelo.
=
Bem disposto, apesar do frio, o holandês acompanha nossa reportagem num giro pela mata de Antonina. Em cerca de uma hora, aponta e identifica uma dezena de espécies, de aspecto e uso provável bem diferenciados. O chapéu branco, cheio de texturas do Polyporus tenuiculus e a consistência firme do Armillaria, por exemplo, parecem indicar bom potencial culinário. As orelhas-de-pau dos gêneros Phellinus e Stereum remetem aos costumes dos índios ashaninka do Acre, que assam fungos semelhantes na brasa, com um pouco de sal e envoltos na palha de sororoca (nome genérico de plantas do gênero Calathea).
=
Já o vermelho vivo do Higrocybe alerta para uma possível toxicidade, enquanto o contorno disforme do Tyromyces e a semelhança do Xylariaceae com um plástico colado ao tronco, que lhe serve de suporte, nos fazem pensar em aplicações farmacêuticas ou mesmo químicas. No universo dos fungos, porém, mais do que em qualquer outro, as aparências enganam. E o engano pode ser fatal. Não são poucas as histórias de acidentes, com famílias inteiras intoxicadas pelo consumo indevido de espécies perigosas, confundidas com cogumelos comestíveis. Por isso, melhor mesmo é aguardar as avaliações da Embrapa Florestas, para saber exatamente o que esperar da biodiversidade dos fungos paranaenses, aos poucos revelada pelo holandês voador.
======================================================================================
João Prudente - Paraná


















Igreja Presbiteriana do Brasil
O Blog - "A Serviço do Senhor"
Diác. Rilvan Stutz "O Servo com Cristo!"

Terra da Gente - João Prudente - Paraná


Rádio Rei dos Reis