Seguidores

Versículo do Momento

LEIA A BÍBLIA

domingo, abril 05, 2009

EJACULAÇÃO PRECOCE

EDUCAÇÃO E MEDICINA
=
Em pleno século XXI o homem ainda sofre dificuldade para ter acesso à informação sobre a sua sexualidade. Muitos homens portadores de Ejaculação Precoce se julgam normais por falta de informação. Uma dúvida cruel é em relação há quanto tempo deve durar uma ereção? O normal é dois, três, dez, quinze, trinta minutos, uma, três ou cinco horas?
=
Aqui o fundamental é o entendimento que parâmetro da normalidade não é o tempo e sim a capacidade de administrar o controle da ejaculação até que as necessidades do momento se esgotem. Vamos exemplificar com um modelo bem grotesco, mas que explicitará definitivamente para que não se deixe dúvida. Façamos a figura mental que hoje aquela exuberante vizinha do apartamento ao lado do seu, disse sim! E mais tem que ser aqui e agora! O clima esta de uma sensualidade incrível. Porém, tem um pequeno senão! O brutamonte do marido dela esta preste a chegar. O ato durou um minuto e meio.

=
O orgasmo de ambos foi soberbo e esplendoroso. Esta relação com um minuto e meio foi totalmente normal porque as circunstâncias condicionantes exigiam uma rapidez. Vamos ao oposto. Você esta naquela paradisíaca praia do Nordeste do Brasil com aquela musa encantada, sonho seu de muito tempo. A situação vem se desenrolando naquele clima denso e envolvente já há quase duas horas, e súbita e inesperadamente lhe escapa a ejaculação, seguida de todo aquele clima de frustração.
=
Meu amigo você foi acometido por uma ejaculação precoce, mesmo com as quase duas horas de ato, pois não atendeu as necessidades daquele momento específico. É claro que estamos enfatizando com exemplos do que não é o habitual, e a intenção é deixar bem claro que o parâmetro que define a normalidade não é o tempo e sim a capacidade de controle. Também é importante frisar que não existe um tempo de duração como padrão de normalidade. As variações de tempo do ato entre casais constituídos são extremamente variáveis. Tem casais que se ajustam num patamar entre cinco e dez minutos, outros, a maioria entre dez e trinta minutos e outros em uma hora ou mais.
=
Também as variações na duração do ato em um mesmo casal podem ser bastante variáveis conforme os fatores condicionantes daquele ato específico. Fatores como estresse, cansaço, preocupação com filhos, patrão conta bancária, exercícios, etc… podem afetar extraordinariamente a duração em diferentes ocasiões. Existem dois níveis de controle destas funções: o primeiro, mais primitivo na escala animal, é constituído pelo arco reflexo medular, como que nascemos. O segundo nível é o controle cerebral, que é o que tem que ser educado e desenvolvido.
=
O homem no seu desenvolvimento do controle ejaculatório usa esfíncteres de controle voluntário, isto é pode abri-los ou fecha-los de acordo com a sua vontade, desde que devidamente treinado. Os esfíncteres que são usados para controlar a micção e a ejaculação são exatamente os mesmos, apenas o sincronismo no comando de abertura e fechamento é diferente. Para urinar o homem contrai a bexiga e abre o esfíncter que esta no início da uretra prostática. A urina se dirige pela uretra até que na saída da uretra prostática se abre outra válvula permitindo então que a urina escoe livremente para ser ejetada para fora do corpo.
=
Para ejacular, o homem usa exatamente estes dois mesmos esfíncteres. Apenas o sincronismo de abertura e fechamento é totalmente diferente. No momento em que ocorre a contração da vesícula seminal, o local do corpo que funciona como depósito de esperma, o sêmen passa para uma câmara dentro da próstata, cujos limites são aquelas duas mesmas válvulas que foram abertas para urinar. A válvula entre a bexiga e a uretra prostática deve permanecer fechada para evitar que o sêmen recue para a bexiga e a válvula que se situa no fim da uretra prostática então é voluntariamente aberta definindo o momento da ejaculação.
=
Este autoconhecimento é imprescindível para qualquer homem poder desenvolver o controle da ejaculação que é o primeiro patamar aser atingido na escalada do prazer absoluto. Na adolescência a própria natureza induz o jovem se manipular pela sensação prazerosa desencadeada permitindo que este jovem vá se descobrindo, aprendendo a lidar com seus esfíncteres, se programando e educando esta capacidade de controle voluntário.
=
Assim não existe ejaculação precoce de causa psicológica, ou voce tem porque o desenvolveu, ou não tem porque não o educou.
(Continua em breve - 2ª Parte).






Holdings. Tel- Aviv - Jafra - Israel
Dra. Andréa Paula - Med. br - Shvoong
Diác. Rilvan Stutz - Membro - Shvoong
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro

Rádio Rei dos Reis