Seguidores

Versículo do Momento

LEIA A BÍBLIA

sexta-feira, setembro 07, 2012

O CONSELHO E A TÉCNICA DO HAMBURGUER

NOTÍCIA PELO MUNDO









Na vida familiar e social, enfim na convivência diária, vamos verificar nossa contas de hábitos, costumes, qualidades e também defeitos das pessoas. Nossa atitude perante este fato pode variar dependendo do grau de confiança, de afeto e de interesse que tenhamos.

Em princípio todas as pessoas deveriam nos interessar. Ou, melhor deveríamos nos interessar verdadeiramente pelo bem de todas as pessoas, especialmente aqueles que estão mais perto.

Mas o que sucede habitualmente é que achamos que “não podemos nos meter na vida dos outros” e por isso nos calamos.

Deixamos muitas vezes de ajudar alguém a melhorar sua conduta, atitude por acharmos que o problema não é nosso. Porém, o que também é habitual é a facilidade com que criticamos os outros! Por que será que a crítica sai tão fácil dos nossos lábios e já o conselho fica sempre engasgado com mil justificativas.

Diante de atitudes desajustadas de nossos filhos, nosso esposo (a), não costumou ficar indiferentes. Mas será que utilizamos a melhor forma para levá-los a uma mudança? A indiferença deu a sentença de morte a muitos casamentos e ela é consequência de uma rotina mal entendida e da falsa impressão de que a vida dos outros não é da nossa conta.

Você deixaria sua filha sair de casa com uma roupa muito ridícula e não lhe falaria nada? Tenho certeza que não. Mesmo que não conseguisse dar um conselho da forma mais adequada, dificilmente ficaríamos calados.

Para aprender a aconselhar bem, precisamos entender que o conselho é um grande valor. “ O valor do conselho nos ajuda a perceber as possibilidades de melhora que tem as pessoas, transmitindo ideias que orientem e facilitem o crescimento individual de cada uma delas nos diferentes aspectos de suas vidas.”
Um conselho para quem vai dar conselhos: sempre a sós com a pessoa interessada. Nunca em grupo, nem na hora das refeições.

É preciso que lembremos que se dar um conselho nem sempre é fácil, receber também não é. Em geral reagimos instantaneamente quando nos chamam atenção de algum aspecto de nossa conduta.

Sabe uma boa dica para dar conselhos? A técnica do “hambúrguer”! É o seguinte: pão, carne, pão. Ou seja, primeiro uma palavra amável um elogio sincero, depois o conselho em si, e por fim uma palavra de incentivo. Exemplo: o quarto de sua filha está como elas mesmas dizem uma “zona”! Primeiro, fale alguma coisa que a predisponha a ouvir do tipo:

Filhinha, vê que você está estudando prá valer!Depois: “sabe que se seu quarto ficar mais arrumado vai facilitar muito encontrar suas coisas?” Por último: Que tal se nós duas déssemos uma “geral” nesse quarto?

Seria muito diferente você entrar no quarto e dizer: “Meu Deus que bagunça!” Não sei como alguém pode viver nesse chiqueiro! Será que você não percebe? Dou 5 minutos para você por ordem nesse quarto!

Por aí já percebemos o quanto é mais difícil dar conselho do que criticar. Pois o conselho não é uma critica imprudente nem precipitada. Necessita da nossa reflexão, de encontrar a palavra certa no momento justo. Para isso é preciso analisar a circunstância, as necessidades dos outros, o temperamento etc. Como nos arrependemos daspalavras ditas sem pensar.

Nosso conselho, principalmente como pais e mães, deve ser um conselho responsável, quer dizer devemos lutar por melhorar pessoalmente naquilo que vamos aconselhar. Se o conselho é no âmbito da ordem, analisar como estamos nós mesmos de ordem. Se é no âmbito elegância, a mesma coisa, e assim por diante.

Que moral teria uma mãe que não sai do celular aconselhar sua filha a usar menos o seu. O que adianta muito é propõem esforços conjuntos. Explico-me. No quesito ordem, por exemplo. Você pode notar que suas coisas, escrivaninha, bolsa, armário não estão “aquela” ordem e pode propor ao seu filho. “ Nós dois precisamos melhorar um pouco na ordem de nossas coisas. Que tal se tentarmos melhorar nessa semana num só aspecto. Você mantém sua mochila organizada e eu minha bolsa. E ao longo da semana os dois vão se cobrando mutuamente.

O que percebemos é que quando nos propomos a ajudar os outros com sinceridade, é em primeiro lugar trabalhoso e árduo para nós mesmos. Quem dá conselho não é quem faz tudo certinho, mas quem ama! E quer o bem do outro! Se precisássemos ser imaculados para poder aconselhar teríamos que ficar todos caladinhos!

Nosso empenho por melhorar vai validar nossos conselhos e mais ainda, vai nos aproximar das pessoas. Porque não falamos do alto de uma cátedra, mas horizontalmente na linha da amizade.

Um dado importante para não desanimar. Nossos conselhos nem sempre serão acatados. Há quem diga, e com razão que por dar conselhos já perdeu amizades. Mas o tempo dirá. Se o conselho foi verdadeiro, com intenção sincera de ajudar as consequências momentâneas não são a ultima resposta.

Em família, como pais e mães, temos que distinguir entre conselho e ordem. Os pais tem e devem exercer a autoridade em alguns aspectos concretos. Por exemplo para crianças pequenas, a hora de dormir, por exemplo. Você vai efetivamente dar uma ordem para ser obedecida. Com todo carinho, com criatividade e jeito mas é uma ordem. Não é apenas um conselho. O conselho, por sua vez, é passível de aceitação e em princípio não exige obediência. Você pode aconselhar uma amiga a usar um determinado tipo de roupa que lhe cai melhor e ela não fazer o mínimo caso!

É bom fazermos o firme propósito de receber os conselhos com serenidade, sem julgar quem nos aconselha.

E também ter consciência de que nem sempre receberemos o conselho da forma mais adequada ( modelo hambúrguer) que seria o melhor. Mas podemos tentar ( não sem esforço) tirar das críticas conselhos. Quando alguém nos dirigir uma crítica, saibamos refletir e filtrar o que é verdadeiro e justo do que não é. O hábito de refletir sobre as coisas que nos dizem (principalmente o mais próximos) pode nos oferecer muitas boas oportunidades para nossa melhora pessoal.

A propósito, tudo o que acabo de escrever é um conselho! Se quiser acatar, muito bem, se não quiser... Continuamos amigos!











Holdings - Tel Aviv - Jafra - Israel

O Blog " A Serviço do Senhor "
Diác. Rilvan Stutz " O Servo com Cristo "

Prof: Dora Porto - Dicas de Nutrição - Artigos
Dra. Kilza Miranda - Dicas de Nutrição


Rádio Rei dos Reis