Seguidores

Versículo do Momento

LEIA A BÍBLIA

quarta-feira, junho 27, 2012

2012. ANO DO FIM DO MUNDO?

EDIFICAÇÃO








============================Rede de Divulgação



Paz e bem,
Lembro que na fase da minha vida em que fui Testemunha de Jeová (Pr.Denilson Torres), havia a imensa perspectiva de que estava próximo o fim do sistema de coisas que governavam o mundo. Naquela época as Testemunhas de Jeová ensinavam que Jesus havia voltado em 1914 e que a sua presença, ou parousia, no grego, se fazia sentir desde então com a eclosão da primeira guerra mundial e todos os acontecimentos daquele movimentado século XX que se tentavam encaixar nas previsões do que seria o fim do mundo.

Para os Testemunhas de Jeová daquela época, final do anos 70 e início dos anos 80, era quase um mantra a idéia de que aquela geração de 1914 não passaria antes que todas as coisas se cumprissem. Ora, o cálculo era que uma geração duraria no máximo oitenta anos o que levaria o tal fim do mundo para alguma coisa em torno do ano de 1994, se atrasasse muito, podendo acontecer até antes desta data, mas certamente dentro do limite daquela geração de 1914.

Fato é que 1994 já passou, a geração de 1914, no sentido usado pelos Testemunhas de Jeová, já se foi e o mundo não se acabou.

Hoje o discurso dos TJ é diferente, fala em algo vago como sendo a geração dos que não querem obedecer a Deus e não há mais datas preditivas ou datas limites.

Digo estas coisas apenas para destacar como nós somos fascinados pelo fim do mundo e volta e meia se arranjam previsões para este evento.

Houve uma época em que se acreditava que Nostradamus havia predito o fim do mundo para 1999 e isto fez surgir um festival de literaturas, documentário, filmes, matérias a respeito dele e de suas profecias. A linguagem cifrada de suas supostas profecias favorece praticamente qualquer interpretação. Assim, como 1999 se foi e o mundo não se acabou, as profecias foram deixadas na geladeira, mas aqui e ali ressurgem, pois por conta de suas forma hermética qualquer um pode revisar e prever outra data ou circunstância histórica e com isto vender seus estudos, matérias, documentários e bugigangas a respeito, a memória do homem a este respeito é curta e o seu senso crítico é anestesiado pela fascinação do fim.

Lembro também do cometa Halley em sua passagem em 1986 e da virada do ano em 2000 que alguns péssimos matemáticos determinaram como o início do milênio, quando na verdade o milênio começaria em 2001. Seria irônico o fim do mundo está sujeito a cálculos mal feitos.

Nesta época, inclusive, surgiu um novo “versículo bíblico” que dizia “A mil chegarás, mas de dois mil não passarás”. Eu tive problemas para convencer alguns de que não existia esta passagem em nenhum livro da Bíblia, encontrei gente que garantia que tinha lido esta frase na Bíblia, só que não lembrava o capítulo, o versículo nem em que livro...

Agora é a vez do calendário Maia. Acredita-se que ele prevê o fim do mundo para este ano de 2012 e tem até o dia exato, seria 21 em de dezembro.

Ora, todas estas coisas são tentativas de homens perdidos se enganarem fingindo que levam a sério as coisas espirituais. Mas a verdade pura e simples é que a única coisa séria nisto tudo é a industria de entretenimento que fatura horrores com este tema.

Usa-se o fascínio do homem comum para aumentar audiência e ganhar dinheiro, e muito, explorando a credulidade de todos. Enquanto o fim do mundo não chega, eles ficam cada vez mais ricos especulando sobre ele.

Esta é a lógica. Dois mil e doze vai passar e depois dele encontrarão outro evento ou profecia para marcar a data do fim do mundo de novo, e de novo... Até o dia em que cairão no descrédito e passarão a prever não o fim do mundo, mas prosperidade e bonança e aí sim poderá ser o dia em que seremos todos surpreendidos.

O que eu sei é que o dia chegará como ladrão. Quem já teve a sua casa assaltada pode afirmar com convicção que ladrão não deixa aviso de quando vai chegar, aliás, ele espera justamente o momento em que estamos mais desatentos.

O caminhar cristão não é esta especulação supersticiosa que, volta e meia, contamina alguns, muito pelo contrário! O caminho cristão é a incessante busca de estar separado, santo, tendo um viver que seja coerente com a fé que se professa. É este caminhar que a Bíblia compara com o comportamento sábio das virgens que mantinham suas lâmpadas sempre com óleo que as mantinham acesas em todo tempo.

Veja que na parábola das dez virgens registrada no evangelho de Mateus 25:1-12, todas elas são pegas de surpresa, a diferença entre as sábias e as néscias é que as primeiras estavam cuidando de suas lâmpadas, estavam cuidando de suas vidas espirituais.

É assim que devemos ser. Caminhar cuidando de nossas vidas e de nosso caminhar no Caminho. Quando o dia chegar, como ladrão, certamente poderemos ser surpreendidos, mas se estivermos com nossas vidas seguras no Senhor, não teremos o que temer.

Que possamos manter nossas lâmpadas sempre acesas com o óleo do Espírito.










Igreja Presbiteriana do Brasil
O Blog " A Serviço do Senhor "
Diác. Rilvan Stutz "O Servo com Cristo "
Pr. Denilson Torres - Fruto do Espírito

Rádio Rei dos Reis