Seguidores

Versículo do Momento

LEIA A BÍBLIA

sábado, outubro 31, 2009

BATER PALMAS E AS ESCRITURAS

EDIFICAÇÃO


As Palmas como expressão de Culto, na celebração no Templo.
=
As palmas como expressão de culto, na celebração no templo, não encontra qualquer respaldo nas Escrituras. O livro dos Salmos descreve o louvor dos crentes e o louvor universal. Descreve também manifestações próprias de culto como igreja que As Palmas como expressão de Culto, na celebração no Templo.eram, e outras manifestações musicais e artísticas e folclóricas como povo-estado que também eram.
=
O culto no tabernáculo ou no templo do Velho Testamento, por sua vez era o mais impeditivo possível. Seguia-se uma liturgia rígida. A mobília e os utensílios do templo foram rigorosamente prescritos. Somente os sacerdotes cantavam (os 280 cantores levitas, homens vocacionados para este fim). Os instrumentistas eram ordenados, de uma única tribo, e ninguém mais. Somente o sumo-sacerdote entrava uma vez por ano no santo dos santos. Nem todos os instrumentos eram permitidos no templo, somente alguns próprios para o culto. Os homens comuns do povo assistiam a tudo de longe, as mulheres ainda mais longe em seu próprio lugar, os estrangeiros por detrás do muro da separação que existia para afastá-los ainda mais. Todos estes longe do átrio onde a celebração se dava, tudo era impedimento.
=
Então, tomar o Salmo 47 no seu versículo 1, que está no contexto do Velho Testamento (“Batei palmas, todos os povos; celebrai a Deus...”), como se o culto do Velho Testamento seguisse à vontade, nos parece um equívoco pelos argumentos anteriores e também porque este Salmo está se referindo ao louvor universal, não do templo. No templo jamais se bateram palmas; até hoje as sinagogas judaicas não o fazem. E este é o único texto que fala de aplaudir, de bater palmas como expressão de louvor. No mesmo contexto o Salmo 98.8 determina que “os rios batam palmas,...”. (Isaias 55.12 trás a mesma idéia). O Salmo 150 determina que “todo ser que respira louve ao Senhor.”, mas nós não trazemos um animal, que evidentemente respira, para o templo, o que seria uma abominação ao Senhor. Os animais trazidos em sacrifício eram oferecidos fora do átrio, e mesmo assim, representavam a Cristo que é o “Cordeiro que foi morto de uma vez por todas”, acabando com todos os sacrifícios sanguinolentos de animais. Assim, no Novo Testamento não existe nem sequer esta possibilidade.
=
A totalidade das outras referências bíblicas sobre palmas não se refere a expressão de louvor, mas de zombaria, escárnio, ódio, e também uma delas, de homenagens humanas. Vejamos. Números 24.10 fala da ira de Balaque que se acendeu contra Balaão, “e bateu ele as suas palmas.” Em II Reis 11.12 encontramos a coroação de Joás, quando eles “bateram palmas”, em homenagem ao novo rei. Em Jó 27.23, encontramos a descrição da sorte dos perversos com a seguinte afirmação: “à sua queda lhe batem palmas, à saída o apupam com assobios.”, se referindo a vaias.
=
Em Jó 34.37, encontramos: “Pois ao seu pecado acrescenta rebelião, entre nós, com desprezo, bate ele palmas, e multiplica as suas palavras contra Deus.” Lamentações 2.15 fala do escárnio sofrido por Jerusalém: “Todos os que passam pelo caminho batem palmas, assobiam e meneiam a cabeça sobre a filha de Jerusalém:...”, vaias, e levantar de ombros como dizendo “nem te ligo”. Ezequiel tem duas referências a Deus como batendo palmas, mas Ele o faz em ódio contra Israel (Ezequiel 21.17; 22,13).
=
O texto de 21.17, por exemplo, diz: “Também eu baterei as minhas palmas uma na outra e desafogarei o meu furor; eu, o Senhor, é que falei. As duas outras referências ali são sempre em tom de zombaria (6.14; 21.14). Nahum 3.19 é o último versículo desta profecia e também fala pela última vez em bater palmas no Velho Testamento, também em tom de zombaria, de asco:“Não” há remédio para a tua ferida; e tua chaga é incurável; todos os que ouvirem a tua fama baterão palmas sobre ti; porque sobre quem não passou continuamente a tua maldade?”.
=
Neste caso específico encontramos a ruína de Nínive e a maldição que sobre esta cidade foi derramada. Enquanto estava ela doente de morte, com uma chaga incurável, todos “baterão palmas” sobre ela, impingindo maior aflição pelo barulho das palmas e seu ritmo infernal. O livro dos Salmos falam uma única vez de “aplaudir”, em 49.13, falando sobre o proceder dos seguidores dos estultos que “aplaudem o que eles dizem.”
=
No Novo Testamento não há nenhuma referência ao bater de palmas, muito menos em relação a uma atitude cúltica, por que, enquanto o Velho Testamento era repleto de gestos como “colocar o rosto em terra”, o “rasgar as vestes”, o “colocar cinza sobre a cabeça”, o “vestir-se de pano de saco”, etc. etc, o Novo Testamento nos chama a um culto racional conforme orienta Paulo em Romanos 12.1: “Rogo-vos, pois, irmãos, pelas misericórdias de Deus que apresenteis o vosso corpo em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional.”. Esta expressão “Logiken Latria” – (culto racional), fala de um culto supra-sensual, um culto que não requer recursos como a dança (que nunca foi permitida no templo do Velho Testamento como expressão de culto), ou sequer as palmas, menos ainda das outras expressões gestuais.
=
As palmas para marcar o ritmo da música, devem ser observadas dentro de um contexto da música como um todo. A música para a adoração é composta de harmonia, melodia; ritmo e letra. Cada uma destas partes atinge um aspecto do nosso ser. A harmonia atinge o nosso senso do belo, pela quantidade de sons, que, tal como a diversidade das cores e seus matizes, chamam a nossa atenção para a beleza; a melodia toca as nossas emoções; a letra tange a nossa inteligência, a razão; o ritmo, por sua vez, apela para o nosso corpo, o que por si só não é mal, absolutamente. Nosso coração bate em ritmo, nossos passos são dentro de ritmo. Todas estas partes, então, devem promover a integridade da música e a integridade do ser que adora.
=
Uma música melosa, melodiosa se torna excessivamente romântica, sentimental, o que não é próprio para o culto. Uma música com uma harmonia complexa, com harmonias dissonantes, também não é própria pois chama a atenção exageradamente para uma de suas partes esquecendo-se da inteireza. A letra deve ser doutrinariamente sã trazendo a mensagem da Palavra de Deus ao nosso coração. O ritmo não pode ser de tal ordem que nos convide ao requebro. As palmas como expressão de culto, portanto, não são próprias, pois frisam o ritmo que convidam ao requebro, aos meneios, à sensualidade.
=
Lembremo-nos que adoramos a Deus conforme o que Ele requer e, Ele não requer que o façamos através de palmas, a não ser no louvor da natureza, dos rios, do farfalhar das árvores, do uivar e grunhir dos animais, do pipilar das aves, das palmas e até mesmo da dança. Mas no templo o louvor é racional, supra-sensual.
=
O culto é logiken latria. Seu pastor, nesta autocrítica, então lhes promete, como responsável diante de Deus pela condução litúrgica, que não proporá e nem permitirá que no campo da Primeira Igreja se use palmas no culto solene prestado em celebração a Deus para aplaudir feitos humanos, ou mesmo, como expressão de culto ao Senhor. De fato, nenhuma coisa nem outra são próprias, à solenidade do culto que prestamos ao nosso Deus e Senhor.
=
Secretaria Executiva da Igreja Presbiteriana do Brasil
Autor: Rev. Ludgero Bonilha - Secretário Executivo
IPB.
=



Holdings. Tel - Aviv - Jafra - Israel
Rev. Ludgero Bonilha - S. Executivo - IPB
Diác. Rilvan Stutz - Membro Shvoong
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro

quarta-feira, outubro 28, 2009

PÍLULA DE TOMATE FORTALECE O CORAÇÃO

SAÚDE E EDUCAÇÃO


Uma pílula que contém como princípio ativo o tomate, cujo principal elemento é o licopeno, componente antioxidante da fruta, pode ser uma solução sem efeitos secundários para fortalecer o coração. Foi o que anunciou um laboratório de biotecnologia de Cambridge (Grã-Bretanha) nesta terça-feira.
=
A cápsula foi apresentada em Barcelona na Espanha, durante um congresso da Sociedade Europeia de Cardiologia. Seus criadores, a empresa biotecnológica Cambridge Theranostics Limited (CTL), realizaram testes clínicos em 150 pessoas com doenças cardíacas, esses testes demonstraram que a cápsula previne a acumulação de gordura nas paredes artérias, em apenas oito semanas, além disso, também desfaz gorduras já acumuladas.
=
Segundo a tutora do Portal da Educação, Jeana Mara Escher de Souza, alguns estudos mostram evidências de que o consumo de tomates e de seus produtos está associado a uma redução do risco de câncer e doenças cardiovasculares. Sua proteção recai sobre lipídios, lipoproteínas de baixa densidade (LDL), proteínas e DNA. Também existe a utilização do mesmo no câncer de próstata, mas nem todos os estudos comprovam essa atuação na próstata. Conclui ela.
=
Ficou constatado por intermédio dos testes realizados que essa pílula que é considerada revolucionária pelos seus descobridores, teve resultados muito positivos.




Holdings. Tel - Aviv - Jafra - Israel
Portal da Educação - Artigos
Diác. Rilvan Stutz - Membro Shvoong
Catedra Presbiteriana do Rio de Janeiro

terça-feira, outubro 27, 2009

A NECESSIDADE DE REVER ATITUDES NA VERDADEIRA E REAL IGREJA PARA CRISTO

EDIFICAÇÃO



ANDA NA MINHA PRESENÇA E SÊ PERFEITO.
GN..17.1b.

Entendemos que a Real e verdadeira Igreja de Cristo é aquela em que seus membros se amam como Jesus amou. Assim, também devemos amar. Que perdoa como Jesus perdoou. Quando também devemos ter o mesmo sentimento. Jesus curou, Jesus que sentiu os menos privilegiados e os amparou! Ressuscitou a muitos. Morreu por cada um de nós. Sua morte alcança pecadores para um estado diferente, a Vida Eterna! Isto é amor, o amor sublime.
=
Sentimos a Igreja “terrena” nos dias de hoje com tristesa, pois sabemos que nossos pecados nos impedem de somar para que possamos ser sentidos como parte produtiva.
=
Também não é saudável o cristão ficar observando o comportamento alheio. Olhar para o defeito do meu irmão? Para que? Ore muito por ele. Situações que nos preocupa é a falta de uma vida de busca dedicada ao Senhor. O bom comportamento e atitudes maduras fará muita falta para chegarmos perto da Real Igreja. Um bom aperfeiçoamento e intensa busca para uma vida em santidade, isto é o que espera nosso Senhor Jesu Cristo.
=
Falar da Igreja é um dos motivos que mais nos faz meditar, preocupa, pois “TEMOS PERDIDO MUITO TEMPO POR TRABALHOS QUE NÃO PERTENCEM AO REINO!" Nossa vida em poucas voltas já nos conduz ao pecado.
=
A união com Cristo nos abastece em maior vigor. O que O Pai nos oferece vem de Cristo, é gratuito! Precisamos amar nos doarmos com o coração aberto. Encontraremos a certeza que nos levará com atitudes mais reais, sinceras, ideais para a verdadeira Igreja de Cristo. O Apostolo Paulo, quando se dirige ao Povo de Filipos, sente ali a alegria, união à saudade de quem conhecia um Povo fiel, uma Igreja fiel. Povo que amava a Cristo e sua Igreja.

Ele afirma que o Cristão não deve esmorecer. Isto é, deve abandonar as coisas que pesam e atrapalham sua caminhada Cristã. Assim devemos conduzir todos os nossos Irmãos se tornando “Um”, estaremos “erguendo uma Igreja mais real” a Igreja de Cristo. Ao mesmo tempo devemos renovar nossas decisões de prosseguir com determinação da busca e perfeição, isto como meta áurea para todo o Cristão, o Apostolo Paulo diz: Irmãos quanto a mim, não julgo havê-lo alcançado para as que diante de mim estão, prossigo para o “alvo”, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.

Irmãos a expressão “prossigo” para o alvo tem em si muitas lições importantes para cada um de nós. Por exemplo: a finalidade da Igreja, é dever de seus membros buscar a perfeição a cada momento de vida, mesmo sabendo tal meta será alcançada no céu. Aqui, nesta esfera terrena da vida, temos sofrido com injustiças e ficamos separados. Não importa, nossa meta seja alcançar o “mover” dos homens e, tenhamos verdadeiramente como “meta para a Igreja o amor que Ele tanto merece!”.

Ao chamar Abraão, Deus lhe disse: Ande em minha presença e sê perfeito (Gn. 17. 1) Ande em minha presença e persiga a meta da perfeição. O Apostolo Paulo, nos alerta que também deveríamos como Cristãos estabelecer a “estatura de Cristo”, como alvo a ser alcançado (Ef. 4.13). Como o Apostolo Paulo eu falo: Estou plenamente certo de que aquele que começou boa obra em vós há de contemplá-la até o dia de Cristo Jesus! Que sejamos Mais que vencedores em nossa meta, seja; alcançar o “alvo”.




Holdings. Tel - Aviv - Jafra - Israel
Diác. Rilvan Stutz - Membro Shvoong
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro

sexta-feira, outubro 23, 2009

QUANTO VALE A SUA VIDA?

VIDA NOVA!
Que tipo de jovem é você? Daqueles que recebe bela mesada ou não? Se recebe, você é daqueles que gasta tudo na primeira semana ou é daqueles que economiza para comprar algo no futuro?E se você não recebe mesada, que tipo de jovem é? Daqueles que não estão nem aí para as contas de sua família ou daqueles que pegam a lista de compra do mês e fica comparando os preços atuais dos produtos com os preços do mês anterior, para ajudar sua família a economizar?

Ooops! Se você está entre os jovens que gastam toda a mesada logo que a recebem ou dos que não estão nem aí para as contas de sua família, seria interessante fazer uma experiência: passar dois ou três meses economizando e acompanhando a evolução dos gastos de sua família, com você e com todas as pessoas de sua casa. Quem sabe você descubra novas situações, como a independência na escolha de algo que você queira comprar, pois você economizou para isso, ou compartilhe com seus pais a preocupação sobre o valor das coisas, que é, na verdade, o custo de vida. Por falar nisso, você já se perguntou quanto vale a vida?

Mas, vamos voltar ao assunto inicial. Se você é dos jovens que economizam a mesada, como forma de valorizar o dinheiro recebido e garantir sua independência, ou se você já compartilha com seus pais a preocupação sobre se os produtos vão continuar aumentando no mês seguinte, ou não, também é hora de fazer uma experiência: converse com seus pais e pergunte se eles também agem como você. Quem sabe eles têm algo a mais a lhe sugerir ou, até mesmo, quem sabe é você que tem algo a sugerir para os seus pais!...

É interessante ressaltar que não se faz experiências apenas em ciências. Elas também podem ser feitas em nosso cotidiano, tendo por base o nosso meio social, independente de qual seja, se rico ou pobre. Por exemplo, uma experiência como a que primeiro sugerimos pode ser feita da seguinte forma: você escolhe dois ou três produtos que sua família consome mensalmente, como arroz, feijão e óleo, e acompanha a evolução do seu preço durante dois, três ou mais meses para ver se eles se modificam.

Os dados coletados em sua experiência podem ser discutidos tanto com sua família quanto com seu professor. Por exemplo, se você percebeu aumentos ou quedas de preços é importante procurar a explicação disso. Se aumentou pode ter ocorrido o que costuma-se chamar de inflação, e, se diminuiu, deflação. Ou pode, até mesmo, ser um período de safra do produto que você escolheu, o que também pode interferir nos preços. Encontrar os motivos da ocorrência da inflação também são importantes. Uma observação: é importante que as marcas, e outras características como o peso dos produtos que você escolheu, sejam a mesmas durante os meses de sua experiência.

Quem está do lado de cá do computador espera que você não ache esse papo estranho. Nós, inclusive, já mencionamos sobre ele em outro texto, como por exemplo, os sucessivos aumentos do gás de cozinha, como já tinha ocorrido no início da Nova República. Como o assunto é muito importante, pois interfere diretamente na vida de todos, nós voltamos a ele, trazendo alguns elementos que são o aumento da gasolina, do diesel e do álcool. E se aumenta o combustível tudo aumenta no país, o que se reflete no aumento da inflação. Sua experiência pode ser muito oportuna neste momento para ver como isso ocorre.

Para termos uma ideia do possível impacto deste aumento nos preços dos alimentos basta lembrarmos que para que o arroz chegue até a panela de nossa casa ele precisa ser plantado, irrigado, colhido, descascado, ensacado e transportado. Destas seis fases da produção, quatro delas utilizam combustível para serem efetivadas. Ou seja, não tem jeito, tudo fica mais caro e nossas contas diárias acabam aumentando.







Holdinhgs. Tel - Aviv - Jafra - Israel
Diác. Rilvan Stutz - Membro Shvoong
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro

quinta-feira, outubro 22, 2009

HIGIENE EM EXCESSO FAZ MAL À SAÚDE DAS CRIANÇAS

CUIDANDO DA SAÚDE



Estudos realizados pela U. Duke (EUA) concluíram que limpeza em excesso na infância faz mal à saúde adulta por inibir ou interromper a produção e a ação de anticorpos do nosso organismo, alterando assim nossa imunidade natural. Segundo os pesquisadores, crianças que lavam as mãos, a cada dois minutos, não entram em contato com a natureza por medo de alergias e se privam do contato com agentes externos, causadores de doenças, e por isso, teriam menos resistência à bactérias e vírus do que aquelas, cujas mães não fazem tanta questão de ver tudo sempre tão limpinho.

Os pesquisadores explicam que isto acontece por que nossa imunidade é construída na infância, a partir de estímulos externos e reações internas do organismo e que, quando esta relação de dependência é afetada de alguma maneira, não produzimos anticorpos suficientes para combater a doença e chegamos a vida adulta com mais chances de desenvolver quadros graves de alergias e baixa resistência.

O resultado é que como o organismo nunca entrou em contato com determinada doença, não sabe como reagir a ela. É como se o nosso cérebro e o nosso corpo não funcionassem diante daquele organismo estranho. Por isso, os médicos aconselham ponderação e bom senso na hora de educar as crianças. Para eles, passeios no parque, andar descalço na areia e provar novos alimentos são atividades naturais e necessárias aos pequenos, e privá-los pode ser prejudicial no futuro.








Holdings. Tel - Aviv - Jafra - Israel
P.Online - Vida e Saúde
Diác. Rilvan Stutz - Membro Shvoong
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro


domingo, outubro 18, 2009

VITAMINA A, B, C, D, E, K, BETA - CAROTENO

CUIDANDO DA SAÚDE

O Que São Vitaminas?


Vitaminas são substâncias necessárias para o metabolismo no organismo, mas que não podem ser produzidas em nosso corpo. Assim, elas são obtidas através de alimentos, bebidas ou suplementos vitamínicos. As exceções são a vitamina D, que é sintetizada no organismo em uma escala limitada, e as vitaminas B12 e K, as quais são sintetizadas pela flora bacteriana no intestino. Sem as vitaminas as reações metabólicas em nosso organismo ficariam tão lentas que não seriam efetivas.
Algumas vitaminas (C, E, A) também tem papel antioxidante diminuindo a ação nociva dos radicais livres, como veremos a seguir.

Atletas devem prestar atenção no consumo de B1, B2 e niacina. Enquanto trabalham, os músculos produzem uma substância, o ácido pirúvico, que sem a vitamina B1 , transforma-se em ácido láctico. As vitaminas B2 e niacina agem na obtenção de energia em exercícios de baixa intensidade e longa duração. Corredores também devem ficar atentos à ingestão de vitaminas antioxidantes (C, E e beta-caroteno), pois seu organismo tende a produzir mais radicais livres.

O estilo de vida moderno contribui em muito para que não que nosso organismo não tenha a quantidade ideal de vitaminas. No corre-corre do dia a dia não nos alimentamos corretamente e o estresse provoca uma descarga de hormônios que atrapalham a ação das vitaminas. Além disso, a própria preparação dos alimentos faz com que eles percam nutrientes e as vitaminas são sensíveis a alterações de calor, umidade, luz, presença de oxigênio, deficiências do armazenamento.

Já a vitamina C e o complexo B, que são hidrossolúveis (se diluem na água), perdem-se pelo vapor ou pela própria água do cozimento.

Segundo o Dr. Keneth Cooper o melhor meio de cozimento para preservar as vitaminas antioxidantes dos alimentos são : forno de microondas, vapor e refogamento. Cooper aconselha o cozimento brando a vapor, ou com pequena quantidade d'água, para alimentos com elevado teor de beta-caroteno (precursor da vitamina A) como cenouras, batata doce, brócolis e espinafre. Somente 1% do beta-caroteno da cenoura é utilizado pelo corpo, entretanto um cozimento brando pode aumentar a absorção ao auxiliar a digestão.

Com relação à vitamina C, estudos mostraram que 27-62% desta vitamina no brócolis são perdidos quando fervidos em grandes quantidades de água. Em compensação, perde-se apenas 10-20% durante o cozimento em microondas. Já a vitamina E pode se degradar ou ser destruída durante o processo de fritura.

Este é um tem muito polêmico, pois alguns pesquisadores de renome recomendam megadoses vitamínicas para combater os radicais livres. A maior parte dos médicos e nutricionistas segue as recomendações de quantidades diárias de vitaminas (RDA) do departamento de agricultura do governo americano (USDA). Para saber quais alimentos são as principais fontes de vitaminas e a quantidade ideal de ingestão, visite http://www.usda.gov/.

Entretando as superdoses de algumas vitaminas têm o aval de nomes como o cientista americano Linus Pauling, Prêmio Nobel de Química em 1954 (e da Paz oito anos mais tarde). Pauling se auto prescreveu 10 gramas diários de vitamina C, equivalentes a duzentos copos de suco de laranja. Outro adepto das mega-doses é o Dr. Kenneth Cooper que recomenda um coquetel antioxidante diário a base de vitaminas.

O beta-caroteno é uma espécie de vitamina

A desmontada que o corpo só monta quando tem necessidade. Senão, elimina suas sobras, o que não faz com a vitamina A que é altamente tóxica. Por isso, cuidado para não adquirir suplementos de vitamina A, mas sim de beta-caroteno. Na verdade, é nebulosa a área entre o necessário à saúde e os excessos nocivos. Os adversários das megadoses argumentam que o corpo humano não precisava mais do que poucos miligramas de vitamina C por dia, sendo o excesso eliminado pela urina.
O médico americano Stephen Lawson, diretor do Instituto Linus Pauling de Pesquisas, rebate dizendo que a vitamina C leva seis horas até ser eliminada, de modo que durante esse período ela fica ativa, circulando pelo sangue. Sendo assim a melhor estratégia ao se tomar suplemento de vitamina C é fracionar a ingestão em doses menores ao longo do dia.

O Instituto Nacional do Saúde, nos Estados Unidos, revelou que o hábito de comer vegetais ricos em vitamina C diminui 13% o risco de enfartes. Se esse bom hábito for somado a comprimidos da mesma vitamina, a incidência despenca 37%. Não se sabe a dose extra exata para se obter esse efeito preventivo. Mas a dúvida não apaga o fato: 37% menos chance de se morrer do coração.

Com relação à vitamina E, Liz Applegate , nutricionista consultora da Runner's World, lembra que vários estudos já demonstraram que a ingestão diária de 400 UI protege os atletas dos danos oxidativos provocados pelo treinamento de longa distância. Como nutricionista ela adoraria afirmar que é possível obter 400 UI pela alimentação mas reconhece que isto é muito difícil.
Antes de decidir entrar em um programa de suplementação vitamínica, leia abaixo sobre os possíveis efeitos colaterais e consulte o seu médico.


Segundo o Dr. Kenneth Cooper a maioria dos que seguem a sua tabela de suplementação vitamínica não se queixa de efeitos colaterais. Entretanto deve-se ficar atento para possíveis reações adversas.

A suplementação de vitamina E não é recomendada para pacientes que estejam recebendo terapia anti-coagulante, como aqueles com problemas cardíacos. Se está fazendo uso de medicamentos como Coumadin ou aspirina, não utilize suplementos de vitamina E antes de consultar seu médico. A vitamina E, sendo também um anticoagulante, pode exacerbar o efeito anticoagulante no sangue.

A vitamina C em altas doses pode causar diarréia. Pessoas com história de cálculos renais também devem ter cautela ao utilizar suplementos de vitamina C. Outros possíveis efeitos colaterais desta vitamina são dores abdominais, cólicas, náuseas, azia, dor de cabeça, sangramento nasal, rubor facial e mucosa seca. Eu, por exemplo, passei a seguir a recomendação do Dr. Cooper de 3 gramas de vitamina C para atletas. Entretanto, depois de alguns meses, passei a sentir dor na garganta decorrente da mucosa seca. Este efeito colateral foi superado diminuindo para 2 gramas de suplemento diário de vitamina C.

O beta-caroteno, se utilizado por pessoas que ingerem bebidas alcóolicas, pode intensificar as lesões hepáticas causadas pela utilização de álcool. Desta forma, aqueles que bebem muito álcool devem evitar os suplementos de beta-caroteno.

As vitaminas hidrossolúveis ingeridas em altas doses são eliminadas pela urina e raramente causam intoxicação. Já as lipossolúveis vitaminas A e D podem causar sérios problemas de intoxicação quando tomadas em altas doses. Como já dito anteriormente, não utilize suplementos de vitamina A, que é altamente tóxica, a não ser por indicação médica. No lugar do suplemento de vitamina A, utilize o de beta-caroteno que o organismo vai transformando em vitamina A de acordo com a necessidade.

De preferência consulte o seu médico antes de fazer um programa de suplementação vitamínica. Se ele perguntar se faz uso de alguma droga ou medicamento, mencione também as vitaminas.





Holdings. Tel - Aviv - Jafra - Israel
Diác. Rilvan Stutz - Membro Shvoong
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro

sexta-feira, outubro 16, 2009

MÁQUINA DE ESCREVER

EPA! ESTOU CHEGANDO!


Apexsar dx minha máquina dx xscrxvxr sxr um modxlo antigo, funciona bxm, com xxcxção dx uma txcla.
=
Há 42 txclas qux funcionam bxm, mxnos uma, x isso faz uma grandx difxrxnça Meruse. Às vxzxs, mx parxcx qux mxu grupo x como a minha máquina dx xscrxvxr, qux nxm todos os mxmbros xstão dxsxmpxnhando suas funçõxs como dxviam, qux txm um mxmbro achando qux sua ausxncia não fará falta...
=
Vocx dirá: "Afinal, sou apxnas uma pxça sxm xxprxssão x, por isso, não farxi difxrxnça x falta à comunidadx."
=
Xntrxtanto, para uma organização podxr progrxdir xficixntxmxntx, prxcisa da participação ativa x consxcutiva dx todos os sxus intxgrantxs.
=
Na próxima vxz qux vocx pxnsar qux não prxcisam dx vocx, lxmbrx-sx da minha vxlha máquina dx xscrxvxr x diga a si mxsmo:
=
"Xu sou a pxça mais importantx do grupo x os mxus amigos prxcisam dx mxus sxrviços!"
=
Pronto, Agora consertei a minha máquina de escrever. Você entendeu o que eu queria te dizer?? Percebeu a sua imensa participação na vida daqueles ao seu redor... percebeu que assim como tem pessoas que são importantes para nós, também, somos importantes para alguém. Lembre-se de que somos parte do Universo e como tal somos uma peça que não podemos faltar no quebra-cabeça da vida.






Holdings. Tel - Aviv - Jafra - Israel
Portal da Família - Artigos
Diác. Rilvan Stutz - Membro Shvoong
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro

terça-feira, outubro 13, 2009

COMO FAZER UM ORÇAMENTO

NOTÍCIAS PELO MUNDO



Quanto você ganha mensalmente? Essa é uma pergunta fácil de responder, mas você sabe exatamente quanto você gasta por mês? E você é daqueles que acabam no vermelho?
=
Para se desenrolar, existe uma fórmula quase mágica: fazer um orçamento. "Na prática, é botar de lado o quanto você ganha e o quanto você gasta, para ver no fim o que sobra. Essa relação pronta é o seu orçamento", simplifica Luís Carlos Ewald, professor de Economia. Lápis e papel na mão para aprender a calcular seus gastos no mês. O professor de Economia, Luís Carlos Ewald, listou os itens fundamentais desse orçamento.

Morar

Morar, você tem que pensar primeiramente no aluguel, depois no condomínio, nas despesas que você tem dentro de casa para morar", diz ele.
Comer

"Nós estamos em um restaurante, mas o que pesa mesmo é supermercado, feira, açougue, padaria", enumera o economista.

Estudar

Além da mensalidade, aqui entra transporte, material escolar, livros e revistas. Veja essa dica: "Eu vim estudar na livraria porque tem maior variedade de livros e, hoje em dia, os livros estão muito caros", comenta a estudante Cinara Gome

Saúde

Temos que somar os seguros mais médico, dentista e remédios.

Vestir

"Tem que ser classificada a roupa de homem, a roupa de mulher, a roupa das crianças e o calçado de homem, de mulher e de criança. De preferência, comprar tudo em liquidação", indica o professor Luís.

Cuidados Pessoais

"Não deixa para fazer quinta, sexta e sábado, porque é mais caro", adverte Luís Carlos.

Ir e Vir

Marque os gastos de passagens de ônibus e metrô. Se você tiver carro, combustível, oficina e o seguro.

Lazer

Inclua clubes, cinema, teatro e restaurantes. O próximo passo agora é saber se os gastos com cada item do orçamento estão corretos. Para isso, existe um comportamento padrão do brasileiro. Quanto se deve gastar com cada item do orçamento?
=
"A Fundação Getúlio Vargas apurou que a família padrão brasileira gasta 30% em habitação e moradia, 25% em alimentação, 12% em saúde e cuidados pessoais, 8% em educação e cultura", explica o professor de Economia, Luís Carlos Ewald. E mais 15% em transporte, 5% em vestuário e 5% em despesas diversas. Vanessa e Marcos estão quebrando a cabeça para conseguir isso. O casal tem dois filhos e, há dois anos, financiou um apartamento.

=
"No total, ganhamos R$ 1250", conta Vanessa. Para fazer seu orçamento, ela tem que somar as despesas no mês. No fim, percebe que passou de R$ 1300. O professor começa sugerindo cortes na energia elétrica. "Vocês estão gastando mais de R$ 60. Eu acho que tinha que ser pelo menos a metade", diz ele.
=
"Vou ensinar as crianças a desligar a luz e ver uma coisa que está podendo cortar", diz Vanessa. "Podem cortar pelo menos 50% do telefone. Ia render mais uns R$ 35, R$ 40 por mês e ajuda no pagamento do cartão", comenta Luís Carlos. "Todo mundo hoje está gastando o que não pode com celular e abusando disso. Usa o telefone fixo que é muito mais barato", lembra o professor.
=
Ele manda eliminar também o cartão de crédito. "Eu uso ele como refúgio. Acabou, não tem mais dinheiro, vai no cartão, porque eu não posso deixar de faltar alguma coisa em casa. Já tive que vender uma moto para tentar quitar. Quitei, mas no outro mês já começou a dívida de novo", diz Marcos.
=
"Uma boa saída para isso é você apelar para os parentes e ver, por exemplo, se você tem um tio ou um cunhado que tem dinheiro na poupança, ganhando, no máximo, 1% ao mês. Pede dinheiro emprestado a ele. Paga você 1% ao mês", indica Luís Carlos."Se vocês, daqui para frente, começarem a, uma vez por semana, no mínimo, anotar tudo o que gastaram, quando chegar no fim do mês vocês vão ver que vão poder economizar muito mais cortando gastos que são superfluos por não ter administração do orçamento", garante o economista.





Holdings. Tel - Aviv - Jafra - Israel
Portal Shvoong - Resumos Shvoong
Diác. Rilvan Stutz - Membro Shvoong
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro

segunda-feira, outubro 12, 2009

11 CONSELHOS PARA ENSINAR AS CRIANÇAS A PENSAR



Diante de tantos perigos que espreitam nossos filhos, no mundo real, na internet, na TV, e como não podemos deixá-los isolados em uma redoma de vidro, a única forma de protegê-los é educando-os na liberdade e na responsabilidade. Mais que ensinar a pensar, a função dos pais deve consistir em motivar os filhos para que eles queiram pensar por conta própria.

1. O primeiro é agir de acordo com a verdade das coisas.

Ensinar os filhos a não se enganarem, a serem sinceros, a agirem com coerência. "Podemos conhecer a química cerebral que explica o movimento de um dedo, mas isso não explica por que esse movimento é usado ora para tocar piano, ora para apertar o gatilho" (Marcus Jacobson). E também que "não podemos baratear a verdade" (F. Suárez), desmerecendo seu valor, como se fosse época de liquidação.

2. Um segundo conselho é saber que "o treinamento é uma exclusividade da inteligência humana"

É preciso enriquecer a linguagem, fomentar o diálogo, o exercício mental de raciocinar, de defender uma causa, de ter argumentos para as próprias decisões, não bastando fazer apenas o que fazem os demais, tal qual "maria-vai-com-as-outras". Aprender a pensar é descobrir todo o imenso poder que a moda exerce no mundo e saber sair da jaula mental em que ela pode nos aprisionar. O livre pensador, ou simplesmente, o pensador, não deve sacrificar sua liberdade de pensamento no altar da moda. Sacrificar a verdade no altar da moda é uma das perversões mais nocivas do pensador. Entretanto, com demasiada freqüência encarceramos a razão na jaula da moda. Treinamento e cultivo, dado que "a terra que não é lavrada manterá dará abrolhos e espinhos, ainda que seja fértil. Assim acontece com o entendimento do homem" .

3. Já que é impossível nunca cometer erros, pelo menos, por utilidade e por dever, precisamos aprender com nossos erros.

Se queremos aprender a pensar, deveremos descobrir o mundo tão humano do erro. "Errar é humano", descobriram os antigos. O erro é o preço que o animal racional deve pagar.

4. Deliberar é a segunda etapa da vontade.

Seremos tanto mais inteligentes e livres quanto mais conhecermos a realidade, soubermos avaliá-la melhor e nos tornemos capazes de abrir mais caminhos. Seria um erro pensar, observa Leonardo Polo, que o homem inventou a flecha porque tinha necessidade de comer pássaros. Também o gato tem essa mesma necessidade e nem por isso inventou nada. O homem inventou a flecha porque sua inteligência descobriu a oportunidade que lhe oferecia um galho de árvore.

5. Manter aberta a nossa capacidade de dirigir a nossa conduta por valores pensados.

Temos que passar do regime do impulso irracional para o regime da inteligência. Mais que ensinar a pensar, a função dos pais deve consistir em motivar os filhos para que eles queiram pensar por conta própria. Com atitudes positivas, as meninas são capazes de devorar o mundo; com atitudes negativas, pensar parece algo cansativo; o agir, algo medíocre.

6. Ensinar a tomar decisões. A inteligência é a capacidade de resolver problemas vitais.

Não é muito inteligente quem não é capaz de decidir, mesmo que dentro de seu refúgio consiga resolver com desembaraço problemas de trigonometria. Se concordamos que educar é essencialmente crescer em liberdade e em responsabilidade, aprender a decidir com acerto resulta num dos aspectos-chave desta tarefa: quanto maior for a capacidade de decisão, mais liberdade se obterá.

7. Devemos recuperar e estimular, nas crianças, a sadia estratégia de perguntar continuamente.

As três perguntas fundamentais são: Que é isto? Por que é assim? Como você sabe disso? Aristóteles definia a ciência como "o conhecimento certo pelas causas". Então, habituar-se a formular por quês. Os pais devem estimular, motivar, comentar e promover o clima adequado para favorecer os hábitos intelectuais de seus filhos.

8. A inteligência que plantamos deve saber aprender, e, mais que isso, tem de frutificar aprendendo

Formular perguntas que ajudem os filhos a ser mais reflexivos, a interrogar-se sobre o pensamento: Por que o homem pensa? Você já pensou por que se recorda das coisas? Pensamos enquanto dormimos? O que é que mais te faz pensar? Você consegue pensar em duas coisas diferentes ao mesmo tempo? Leonardo Polo define o homem como um ser que não somente soluciona problemas, mas que também os propõe. De fato, o ser humano progride propondo novos problemas e procurando solucioná-los.
9. A inteligência deve ser eficazmente lingüística.

Graças à linguagem, nós nos comunicamos tanto com os outros quanto com nós mesmos. A inteligência não se assemelha a uma coleção de fotografias, mas a um rio. Rio e inteligência "fluem". Nossa linguagem natural, a língua materna, é como um rio para o qual confluem milhares de afluentes. "A pena e a palavra são as armas do pensador" (JA Jauregui): aprender a pensar é aprender a manejar dois instrumentos do pensamento: a pena e a palavra (N.E.: o autor alude ao antigo uso de uma pena como instrumento de escrita).

10. Estimular a leitura e controlar o uso da TV.

Já que falamos do vôo da inteligência: trata-se de "ser mais inteligente que a TV" (Jiménez). Os livros "têm que ser obras que alimentem a inteligência sem deixar ressequido o coração. Ou seja, devem iluminar a mente com a verdade, e não submergi-la nas névoas da dúvida ou na obscuridade do erro" (F. Suárez).

11. Urge encontrar tempo para refletir, para pensar, o que é menos trabalhoso e mais barato do que outras necessidades que criamos para nós.

Sobre o sentido último da vida, das coisas, do ser humano, de Deus. Quando Unamuno disse que costumava ir passear com pastores de ovelhas para aprender a pensar, para desfazer-se de preconceitos e dogmas escolares, todos estranharam. Entretanto, Unamuno estava sendo sincero. Um pastor de ovelhas dispõe de tempo para pensar, para dar rédea solta à sua imaginação e, assim, desvelar novos horizontes filosóficos que não será visto nunca por nenhum outro filósofo. Fernando Corominas dizia que é preciso "assentar" na mente e no coração dos filhos as coisas boas, antes que se instalem as más. É chegar antes, educar para o futuro. Sempre que nos abandonamos, retornamos à selva. E a selva de que falo metaforicamente é sem dúvida uma renúncia da inteligência.





Holdings. Tel - Aviv - Jafra - Israel
Portal da Família - Artigos
Diác. Rilvan Stutz - Membro Shvoong
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro

Rádio Rei dos Reis