Seguidores

Versículo do Momento

LEIA A BÍBLIA

quarta-feira, agosto 20, 2014

O CUIDADO COM A LÍNGUA




Pensando nesta lição durante o dia, fiquei pensando, por que culpar um membro que tem vital importância em nosso corpo transformando-o em agente ativo quando a doença de falar o que não deve está na alma? A língua e a mente são uma coisa só quando vistas através da palavra de Deus.

I – A SERIEDADE DOS MESTRES.

1.1. O rigor com os mestres.

O mais duro juízo.

Não sei como muitos veem esse texto ou nem veem.
Devemos pensar que todos os privilégios que a função pastoral possa disponibilizar incluindo-se aí, a popularidade não devem levar ao esquecimento, que seremos julgados por nossos atos.

O peso mais severo do julgamento recairá sobre o que ensinamos errado ou simplesmente, deixamos de ensinar o certo.

Como disse Jesus aos Fariseus: “... pois que percorreis os quatro cantos da terra para fazer um discípulo e prosélito e depois os transforma em filhos do inferno duas vezes mais do que vós”.  Mt. 23:15.


1.2 A seriedade com os mestres na igreja.

Há dois aspectos importantes na vida daquele que ensina na igreja:
a) Com a própria vida para que o ensino não seja invalidado.
b) Com a verdade e qualidade do ensino. Os gritos e as vozes militarescas podem ser dispensados quando a Palavra de Deus é valorizada entre os irmãos em sua plenitude.

“Ide e fazei discípulos” para o Senhor e não para si próprios.

1.3 Perfeição que domina o corpo.

Recomendo a leitura deste tópico, chamando a atenção dos alunos para sua riqueza quanto as seguintes considerações:

a) Controlar a língua sem cometer excessos.
b) coração preservado.

Quem pretende servir no ministério, deve avaliar se é uma pessoa controlada, pois, ninguém mais que o pastor da igreja, conhece intimidades dos fieis e a preservação da dignidade deve partir do controle da fala. Isto vale para as lideranças menores no meio da igreja.

Nem nas chamadas “reuniões privadas de liderança” deve o obreiro falar sobre a vida alheia, salvo, assuntos que caíram no domínio público.

Pastor e mulher de pastor que sabe controlar a língua promove a paz na igreja de forma natural.

II – A CAPACIDADE DA LÍNGUA.

2.1 As pequenas coisas no governo do todo.

A comparação feita com o leme dos navios e o freio dos cavalos mostram como o apostolo usou bem essas figuras para que percebêssemos o grande e terrível mal causado por uma língua descontrolada e irresponsável.


2.2 “A língua também é um fogo”.

A língua controlada traz-nos muita paz.

Sempre tive um absoluto respeito por quem estivesse do meu lado compartilhando a direção e administração da igreja, porém, isto nunca foi motivo para confiar particularidades que envolvessem um ou mais membros da igreja no tocante a assuntos a mim confiados.

Nunca gostei de trabalhar como bombeiro na igreja, assim, preservar era preciso.

2.3 Para dominar a língua.

Nunca pensemos que “abrir o leque” falando de alguém para o pastor da igreja vá fazer de nós, heróis.

Temos capacidade de dominar bestas feras e domesticar animais, assim devemos nos esforçar para controlar a nossa língua, domestica-la ou mantê-la sob controle.

                      
III – NÃO PODEMOS AGIR DE DUPLA MANEIRA.

3.1 Bênção e maldição.

Para este tópico, há um texto que devemos considerar e guardar em nosso coração como  um tesouro para ter descanso na alma.

Pv.6:16 – Língua mentirosa, testemunha falsa que profere mentiras e o que semeia contendas entre irmãos.

Conheci muitos casos de pessoas maravilhosas, usadas por Deus, bênção nas ações e maldição no mau uso da língua em outras situações.

Seja uma bênção na sua igreja.

3.2 Exemplos da natureza.

O autor mostra os exemplos tomados por Tiago com elementos da própria natureza.

- A fonte das águas
- Os frutos produzidos por uma árvore.

É muito duro, olhar-se para uma pessoa e perceber duas; a que fala o que diz ser e a que é de verdade por sua dupla ação.

Leve-se em conta que o autor considera o fato de muitos bendizerem a Deus e maldizer o próximo.  Isto não é incomum e com certeza, tem causado muitos danos espirituais a esse tipo de fonte.

O professor deve levar os alunos a pensarem com seriedade nas questões acima.

3.3 Uma única fonte.

Este tópico é curto e rico em seu conteúdo, leia ou peça que leiam, chamando a atenção para o vigor dessas palavras.

O novo nascimento proporciona qualidade completa de vida que inclui o controle da língua e o zelo que devemos ter com todos os que convivem conosco em santa comunhão nas igrejas.


Quero aproveitar para lembrar que é comum novos convertidos abrirem o coração para aqueles que o acompanham e é preciso ensina-los a preservar detalhes da vida e quando compartilhadas, preservar para não expô-los de maneira negativa.





Holdings – Tel Aviv – Jafra – Israel 
Diácono Rilvan Stutz “O Servo com Cristo” 
O Blog Rei dos Reis - “A Serviço do Senhor 
Portal Interlegis.gov.br – Direitos Humanos – Membro 
Instituto de Pesquisas (Arqueológicas) – Israel – Membro 
Academia de Natânea – Israel – Membro 
Portal Shvoong (Paulo Roberto Barbosa).




Rádio Rei dos Reis