Seguidores

Versículo do Momento

LEIA A BÍBLIA

segunda-feira, junho 16, 2008

UM ESPINHO NA CARNE

UMA EXPERIÊNCIA COM A GRAÇA DIVINA

O Apostolo escrevendo aos Coríntios em sua segunda carta narra uma experiência singular que teve com Deus. A narrativa é dividida em duas partes. Na primeira ele diz que foi elevado ao Paraíso e lá ouviu coisas tremendas da parte de Deus. Na segunda parte, diz Paulo, para que não me ensoberbecesse foi-lhe colocado um espinho na carne.

Não sabemos ao certo que significa isso. Um grupo de comentarista bíblico diz que eram algum tipo de doença repulsiva, outros dizem que era algum problema nos olhos, algum acham que fora uma seqüela física em função das perseguições e agressões sofridas, outros ainda acham que era alguma seqüela psicológicas também decorrentes das pressões que Judeus, romanos e outros implementaram contra ele. Pode ser também uma ação satânica direta em algum ponto fraco (fraqueza) da vida física ou moral do Apóstolo.

Não podemos afirmar com propriedade o significado do pleno do espinho na carne. O Apóstolo diz o seguinte: “E, para que me não exaltasse demais pela excelência das revelações, foi-me dado um espinho na carne, a saber, um mensageiro de Satanás para me esbofetear, a fim de que eu não me exalte demais”(2Cor.12.7). Isto me leva a fazer algumas considerações diante do texto por mais óbvias que sejam.

A primeira é que o espinho na carne era algo maligno. Não foi algo que Deus colocou nele, mas era algo maligno que de alguma forma, como veremos mais à frente, Deus deu uma nova dimensão, ou seja, algo que surgiu para o mal e Deus usou para o bem dentro da boa, perfeita e agradável vontade.

Outra consideração é que era algo que causava sofrimento. Espinho, de acordo com intérpretes da Bíblia, é traduzido como estaca estilhaço, lasca, isto é, algo que machuca muito quando fincado nalguma parte do corpo. Soma-se a isto uma outra afirmativa de Paulo de que o espinho na carne era um esbofetear constante. Pense num lutador de boxe no canto do ringue sendo esbofeteado violentamente pelo seu oponente. Unindo as idéias de espinho e de esbofetear concluímos ser algo tremendamente dolorido.
Introduzo aqui outro comentário que vou me estender sobre ele no próximo artigo. De alguma forma todos nós temos ou precisamos ter um espinho na carne, e diante de Deus precisamos aprender a interpreta-la com os olhos divinos. (continua no próximo artigo deste tema).
Amém.

Pr David Baeta – PIBMB
Por Rilvan Stutz


VOCE ESTÁ CHEIO DE PECADOS

UM DEUS RICO EM PERDOAR

Sim! Foi exatamente assim que uma pessoa de forma errônea comentou: “você está cheio de pecados!” Acusou uma pessoa querida, acusou de pecados como se vinga de algo acontecido. Prosseguiu nas acusações, apontava os erros diários da pessoa e chegava a ponto de lembrar o passado da pobre pessoa.

Ora, caímos em um erro muito grande. É bom lembrar, quem somos nós para acusar? Quando sabemos que todo passado de uma pessoa pertence ao Senhor, “O minuto que passou, a hora que se esgotou e o dia que se foi”. Deus sabe tudo, tudo é de Deus. O Senhor sabe como será o amanhã e, o meu passado é do Senhor.

Nenhum ser humanos tem o direito de relembrar erros passados e alheios! Isto é grave e terrível para vida espiritual deste que tem o triste costume de acusação. Lembramos ainda, que falta para este, um profundo preparo bíblico, ou é uma pessoa realmente má. Quem acusa não age bem, dentro da sociedade ou no seio Evangélico. Quem assim procede, erra! Precisamos lembrar a necessidade de tomar por carinho tal pessoa, e lutarmos para recoloca-lá no bom caminho, ela se torna carente de nossas orações.

O MELHOR ADVOGADO DO MUNDO

O pecado é grave não resta duvidas, mas não sabemos da comunhão das pessoas com o Senhor. Somos iguais, pecadores da mesma forma. Precisamos lembrar que temos o melhor advogado do mundo! Nosso Senhor Jesus Cristo. Um pecador quando não vive repetindo erros, tem com certeza o perdão do Pai
.

Um servo em perfeita comunhão com Deus, e ainda ter a virtude de reconhecer e colocar perante o Senhor todos os seus pecados, certamente será perdoado, “estará limpo, branco como a neve! Isto é promessa divina”. Lembremos que o pecador se iguala em conduta, mas é certo, estando em súplicas de oração, suas petições chegarão ao Pai e serão diariamente perdoadas. Em tempo, lembramos temos a necessidade de nos preocupar com o vício do pecado, este sim pode te condenar.

NÃO ACUSE!

A acusação faz mal, traz um estrago muito grande, você pode até não perceber, mais o Pai percebe e em breve você prestará contas a Deus por atitudes inconvenientes.

A ORAÇÃO É UMA GRACIOSA ARMA

Sabemos ser a oração o nosso precioso meio de comunicação com Deus, a oração, uma é uma graciosa “arma em nosso socorro”, infalível ao seu destino, tem a maior rapidez e eficiência que existe neste mundo. É a única Porta confiável para se chegar a Deus, um verdadeiro presente deixado pelo Pai, através do sacrifício do Seu filho Jesus Cristo, nosso mediador. Assim, se torna solução para se chegar a Deus de forma todas as necessidades, para soluções de problemas que parecem impossíveis resolve-los, é a saída para todas as situações. Ela se torna, uma Porta de respostas! É, inacreditavelmente maravilhoso vivermos dentro desta oportunidade e poder. Amém.

Diácono Rilvan Stutz
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro