Seguidores

Versículo do Momento

LEIA A BÍBLIA

quarta-feira, agosto 26, 2015

QUAL O TELEFONE DE DEUS?

"Na minha angústia clamei ao Senhor, e ele me ouviu" (Salmos 120:1).

Um professor da Escola Bíblica estava ensinando a um grupo de crianças sobre a oração e usou um telefone para ilustrar sua lição. "Vocês conversam com outras pessoas pelo telefone mas não podem vê-las do outro lado, não é verdade?" disse ele. 

As crianças balançaram suas cabeças como que concordando com o que dizia. "Bem," prosseguiu o professor, "falar com Deus é como falar ao telefone. Ele está do outro lado mas você não pode vê-Lo. Ele escuta tudo que você Lhe fala." 

Um dos meninos que a tudo escutava, levantou sua mão e perguntou: "Qual o número dele?"

Não é necessário ter um número de telefone de Deus. 

Apenas precisamos conhecer Jesus. 
Ele caminha ao nosso lado todo o tempo. 
Podemos conversar com Ele a qualquer hora. 
Ele deseja que o busquemos sempre. 
Ele sempre nos escuta. 
Ele sempre nos entende.

Como é bom saber que temos um Amigo que nunca está ocupado para nos ouvir. 
Ele é companheiro, amável, atencioso, e tem grande prazer em nos atender. 
Suas mãos estão sempre prontas para acariciar nossas cabeças quando sentimos aflição.

Sua Palavra é bênção para nossas vidas e serve de lâmpada para nos mostrar o melhor caminho a seguir quando nos vemos rodeados de escuridão. 

Seu amor é suficiente para perdoar nossos pecados e nos reconduzir ao caminho que conduz à vida abundante e eterna.

Você sente necessidade de falar com Deus? 
Não precisa pegar o telefone e nem buscar o Seu número. 
Ele está ao seu lado agora. 
Fale com Ele. 
Conte-Lhe o seu problema ou agradeça pela sua alegria. 

O Seu coração se enche de gozo quando o buscamos, quando confiamos nEle, quando reconhecemos que Ele é a fonte de todas as nossas bênçãos.

Ao tentar falar com um amigo você pode encontrar a linha ocupada ou com problemas técnicos. 

Ao falar com Deus isso jamais acontecerá. 
Ele está sempre livre e pronto para ouvir a sua oração e para abençoar sua vida.

segunda-feira, agosto 17, 2015

ALGUÉM PARA NOS PERDOAR

 "Filhinhos, eu vos escrevo, porque os vossos pecados são perdoados por amor do seu nome" (1 João 2:12). 


Pouco antes de falecer, em 1988, em um momento de assombrosa sinceridade na televisão, Marghanita Laski, conhecida humanista e romancista, falou: "O que mais invejo em vocês, cristãos, é o perdão. Eu não tenho ninguém para me perdoar." 

Como é gostoso encontrar um ombro amigo em momentos de tribulação e sofrimento. 

Como ansiamos uma voz de consolo e ânimo quando os males deste mundo nos assaltam, tirando nossa paz e nossa alegria. 

Se olhamos para a frente, nada vislumbramos; se olhamos para trás não identificamos o momento exato em que tudo começou. 

Sentimos que o chão foge de nossos pés e a sensação que temos é que estamos mergulhando em um poço escuro e sem fim. 

A melhor coisa que pode nos acontecer nessas horas é acharmos uma mão estendida que nos levante e nos sustente em solo firme. 

O homem sempre depende de outros em diversas situações em sua caminhada nesta terra. 

Pode ser alguém que lhe dê um emprego quando precisa sustentar sua família, um professor que lhe auxilie na sua formação cultural e profissional, um médico que o ajude em momentos de enfermidade. 

O certo é que estamos sempre precisando uns dos outros. 

Existe alguém muito especial que está de braços abertos para nos receber logo que o buscarmos. 

Seu nome é Jesus Cristo. 

Ele está sempre pronto a curar todas as nossas enfermidades, a suprir nossas necessidades, a nos consolar e enxugar as lágrimas de nosso pranto. 

E mais do que isso, a perdoar os pecados que cometemos e que nos afastam do Pai. 

O homem pode se gabar de ter tudo neste mundo e, na realidade, não ter nada. 

O dinheiro compra muitas coisas, mas não pode comprar o perdão dos pecados e a vida eterna. 

Quem tem Jesus, sim, tem tudo nesta vida!

sexta-feira, agosto 07, 2015

UM SEMBLANTE ILUMINADO

"Porque a tristeza segundo Deus opera arrependimento para a salvação" (2 Coríntios 7:10). 
"O arrependimento verdadeiro interrompe o pecado." (Ambrose de Milan) 

Um dos grandes problemas em nosso relacionamento com Deus – o que não nos permite ver Suas bênçãos, é a falta de um arrependimento real de nossas atitudes não espirituais. 

Quando o Senhor faz parte de nossas vidas e de nossas decisões, reconhecemos o erro, nos arrependemos e pedimos perdão. 

Essa atitude nos traz paz e alegria, nos afasta do pecado e nos aproxima novamente de Deus, fonte de todo o nosso regozijo. 

Quando somos mentirosos, o peso desse pecado nos deprime e nos sentimos longe do Senhor. 

Quando não fazemos o bem - e poderíamos fazê-lo -- percebemos que não obedecemos a palavra de Deus e que envergonhamos o nome de Jesus. 

Quando deixamos Cristo em segundo plano, seguindo o caminho de nossos interesses não cristãos, abrimos a porta para o pecado e nos afastamos ainda mais de nosso Salvador. 

Só há uma coisa a fazer: reconhecer nosso erro, pedir perdão e voltar rapidamente à presença do Senhor, para que a alegria da salvação seja novamente real em nossos dias. 

O pecado nos afasta do Senhor -- arrependidos retornamos a Ele. 

O pecado enche nossas vidas de tristeza - o arrependimento traz de volta a alegria. 
O pecado descolore nosso semblante - o arrependimento o torna brilhante e vivo. 

O pecado nos cerca de trevas -- o arrependimento nos ilumina por inteiro. 

Melhor seria se nada tivéssemos para nos arrepender, porém, se sentimos que alguma coisa que falamos ou fizemos desagradou ao Senhor, corramos imediatamente até Deus e peçamos perdão. 

Ele terá prazer em nos perdoar e em restaurar a nossa vida, que precisa ser abundante por toda a eternidade. 

Você tem algum motivo de arrependimento? 

Peça perdão ao Senhor agora mesmo e seja completamente feliz.

segunda-feira, agosto 03, 2015

O QUE FAZEM OS OUTROS?

 "Portanto, aquele que sabe que deve fazer o bem e não o faz nisso está pecando" (Tiago 4:17). 


Uma professora da Escola Bíblica ensinava a seus alunos os benefícios do desinteresse pessoal. 

Ela concluiu dizendo: "A razão de vocês, crianças, estarem nesse mundo é para ajudar outros". 

Depois de um momento de silêncio, uma pequena menina levantou a mão e perguntou: "Bem, porque, então, os outros estão aqui?" 

A nossa pequena história, bem-humorada, nos leva a refletir sobre nossas atitudes. 

Temos sido os que "ajudam" ou os "outros"? 

Temos sido os que se oferecem diante de Deus para ser uma bênção ou apenas os que se apresentam para receber as bênçãos? 

Queremos, realmente, servir ou esperamos ser servidos? 

Deus nos chamou para ser luz, para transformar o mundo, para mostrar a todos o caminho da salvação - Cristo Jesus, nosso Senhor e Salvador. 

Não estamos aqui por acaso, ou para ser um a mais no censo dos Institutos de Pesquisa. 

É necessário que compreendamos nossa missão, que a realizemos com alegria, que agradeçamos ao Senhor por nos escolher para isso. 

Estamos nesse mundo, sim, para ajudar aos outros -- espalhando amor, semeando esperança, consolando os abatidos, produzindo frutos de salvação, deixando marcas que servirão de referência para muitos que não conhecem o Caminho. 

Estamos aqui para dizer "sim, Senhor"; para nos apresentar a Deus diante de uma necessidade, dizendo: "conte comigo"; para multiplicar os talentos que o Senhor nos confiou; para nos regozijar quando o Senhor chamar nosso nome dizendo: "servo bom e fiel"! 

Você tem sido alguém que ajuda ou faz parte do grupo dos "outros"?

Rádio Rei dos Reis