Seguidores

Versículo do Momento

LEIA A BÍBLIA

quarta-feira, fevereiro 11, 2009

COMO VIVER COM A DIABETES

CUIDANDO DA SAÚDE
=
Diabetes - ou de seu nome completo, Diabetes mellitus - é uma condição comum na qual a quantidade de glicose no sangue é demasiado elevada devido á incapacidade para a sua utilização apropriada. Isto deve-se ao facto dos processos a que o organismo recorre para converter glicose em energia não estarem a funcionar de forma correcta.
=
A diabetes é uma doença dispendiosa. Quando um membro da família é portador da diabetes tipo 1 ou 2, os seus rendimentos terão de cobrir medicação ou insulina e seringas, equipamento de monitorização e fitas, visitas ao médico, livros e revistas temáticos, E claro está, dietas saudáveis. Uma nutrição adequada ajudará a manter a glicemia equilibrada.
=
Os investigadores descobriram que indivíduos portadores de diabetes tipo 1 são frequentemente insulino-resistentes ( marca da diabetes tipo 2 ) e algo que aumenta drasticamente o risco de doença cardiovascular. A persistência de níveis elevados de açúcar no sangue poderá a longo prazo originar complicações tais como o desenvolvimento acelerado da catarata, retinopatia diabética, doença cardiovascular, neuropatia diabética e neuropatia da perna. A mulher pré-menopausica possuidora de diabetes tipo 1 deve considerar seriamente a monitorização preventiva da osteoporose.
=
O stress ocorre quando algo faz com que o organismo se comporte como se estivesse em situação de perigo, levando a uma preparação para a acção. Esta preparação é chamada resposta luta, e em indivíduos portadores de diabetes esta resposta não funciona adequadamente. A insulina não está sempre apta a permitir a entrada de energia extra para as células, levando à acumulação de glicose no sangue. Como resultado, o stress a longo prazo pode estar na origem de elevada glicemia a longo prazo.
=
O stress altera a glicemia de duas formas. Primeiro, os indivíduos sujeitos ao stress poderão não tomar conta de si próprios de forma adequada. Poderão ingerir maiores quantidades de álcool e praticar menos exercício. Segundo, as hormonas do stress podem também alterar directamente os níveis de glicemia. O stress bloqueia a libertação de insulina no organismo em indivíduos com diabetes tipo 2 . Assim sendo, a supressão do stress poderá ser mais útil neste tipo de doentes. Indivíduos portadores da diabetes tipo 1 não produzem insulina e desta forma a redução do stress não apresenta este efeito, embora seja positivo na medida em que leva a que o doente possa tomar melhor conta de si próprio.
=
Existem muitas formas para o ajudar a relaxar, tais como, exercícios respiratórios, terapia de relaxamento progressivo e exercício, e substituição de maus por bons pensamentos. Seja qual for o método escolhido para o relaxamento, pratique-o. Da mesma forma que a aprendizagem de um novo desporto demora semanas ou meses, também a aprendizagem de técnicas de relaxamento o demora. Fazer amigos no seio de grupos de apoio pode ser uma fonte de supressão da carga de stress relacionada com a diabetes.
=
Os vegetais e os minerais podem ajudar na normalização nos níveis de glicemia, reduzindo os sintomas diabéticos, melhorando os resultados dos testes sanguíneos, diminuindo os níveis de glicose em jejum, aumentando a tolerância à glicose, baixando os níveis de insulina e níveis de colesterol total e triglicéridos, aumentando simultaneamente os níveis de colesterol HDL ( bom). A diabetes é apenas um factor que aumenta o risco pessoal de doença cardíaca. Se o seu organismo não produzir insulina, a sua toma através de injecções tem um papel muito importante no plano de tratamento.
=
As sugestões de dieta para diabéticos assentam na compreensão dos carbohidratos, fibras e gorduras. Cerca de três em cada cinco doentes com diabetes tipo 2 apresentam sinais de deficiência em vitamina D. De acordo com relatórios recentes deve ser seriamente considerada uma monitorização alargada para a deficiência em vitamina D ou ingestão de suplementos rotineiros desta vitamina em doentes com diabetes. Não obstante serem prescritas dietas, exercícios, programas de perda de peso e medicação, cada vez mais diabéticos se têm voltado para um apoio nutricional para maior ajuda.
=
Antioxidantes potentes ( como Vitamina C ou E) podem ser tratamentos eficazes das complicações mais comuns da diabetes. A vitamina C aumenta a tolerância à glicose através do abaixamento dos seus níveis, normalizando a resposta da insulina à glicose, neutralizando radicais livres, reduzindo a hemoglobina glicosilada. A canela pode baixar o colesterol, triglicéridos e glicemia. A canela torna as células do fígado e do músculo mais sensíveis aos sinais provenientes da insulina, uma importante hormona no controlo do açúcar no sangue. As pessoas com diabetes devem ser encorajadas a limitar os níveis de sódio nas suas dietas contribuindo desta forma para prevenir ou controlar a pressão arterial elevada.




Holdings. Tel - Aviv - Jafra - Israel
Dra. Annie Beal e Dra. Ashish Jain - Membro Shvoong
Diác. Rilvan Stutz - Membro Shvoong

Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro
www.reierei.blogspot.com

Rádio Rei dos Reis