Seguidores

Versículo do Momento

LEIA A BÍBLIA

sexta-feira, agosto 02, 2013

COLOQUE A SAÚDE EM PRIMEIRO LUGAR!


Cuidando da Saúde












Mudar gradualmente seu estilo de vida é a melhor forma de atingir suas metas para a sua vida.

Para muitos, o ano começa depois do Carnaval, certo? Pois bem, então está na hora de fazer a partir de agora em diante para a sua saúde, sua estética e desempenho físico.

É muito comum as famosas “resoluções de inicio de ano”, nas quais fazemos diversos tipos de promessas para nós mesmos e esperamos conseguir cumprir, pelo menos, as mais importantes.

O grande problema é que, na grande maioria dos casos, muitas ficam abandonadas.

Algumas das resoluções mais comuns (e que também costumam ser deixadas de lado) estão relacionadas à saúde: emagrecer, entrar em forma, começar uma academia, praticar mais esportes, fazer uma dieta.

A lista é longa...

Algumas dicas podem ajudar você a cumprir essas metas sem medo de ser feliz.

O primeiro passo é lembrar-se de sempre traçar metas simples de serem atingidas, principalmente se você não possui o hábito da prática de exercícios físicos ou uma dieta balanceada.

O segredo é manter a motivação sempre à flor da pele!

Busque estabelecer, inicialmente, um período de tempo mais longo para alcançar suas metas. Se o objetivo, por exemplo, é perder 10 kg, trace a meta para seis meses ou um ano.

E lembre-se: comemore cada 100g de peso eliminado e mantenha o foco para não voltar a ganhar nenhum quilinho a mais.

Mudar velhos hábitos é uma tarefa que pode ser muito árdua e por isso deve ser gradativa também.

Reduza as quantidades de cigarro, se for fumante, de alimentos gordurosos e de bebidas alcoólicas.

Procure se alimentar mais vezes ao dia, em pequenas porções, lembre-se de beber muita água e, o mais importante: fuja do sedentarismo!

Para isso, o melhor exercício é aquele que te dá prazer. Caminhada, corrida, artes marciais, circo...não importa como for, o essencial é se exercitar.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), é necessário que um indivíduo adulto acumule pelo menos 150 minutos de atividades moderadas por semana.

Se o seus dias tem sido sedentário, o ideal é começar com uma caminhada leve, durante 30 minutos, todos os dias.

Aos poucos, vale ir aumentando a carga.

Não se esqueça: consulte um médico antes de começar a praticar exercícios físicos mais pesados e tenha o acompanhamento de um profissional de educação física, pois só ele poderá montar um treino de acordo com a sua personalidade, resistência física, limitações e, é claro, objetivos.

Essa é a melhor forma de mudar seus hábitos sem prejudicar seu corpo!



E que venha muitos anos, com muitas corridas, caminhadas, exercícios e, principalmente, saúde!







Holdings - Tel Aviv - Jafra - Israel
O Blog - A Serviço do Senhor "
Diácono Rilvan Stutz " O Servo com Cristo "
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro
Pércio Santos e Roseane Castilho


ESTE FRUTO CHAMA-SE, ANONA OU CHIRIMOIA.




Cuidando da Saúde
   






Tem som e o avanço é automático.
A Anona, ou seja o fruto  da árvore Graviola é um produto milagroso  para matar as células cancerosas. É  10,000 vezes mais potente do que a  quimioterapia.

Porque não estamos inteirados disto?

Porque há organizações interessadas em encontrar uma versão sintética, que  lhes permitam obter fabulosos lucros.

Assim, de agora em diante,  você poderá  ajudar um amigo que necessite, fazendo-lhe saber que convém   beber sumo de a nona, para  curar  a enfermidade.                 

O seu sabor é  agradável, e não produz os efeitos  horríveis da  quimioterapia.

Quantas pessoas morrem enquanto este segredo permanece guardado a sete chaves, para não pôr em risco os lucros multimilionários de grandes
empresas?

Convém saber que a árvore  das a nonas é de pequeno porte. Não  ocupa muito  espaço.

Conhece-se pelo  nome de   “GRAVIOLA” no Brasil, por “GUANÁBANA” nos países  hispanismo americanos, e por “SOURCE” nos países de expressão inglesa.

O fruto é grande e a sua polpa branca, doce, come-se diretamente, ou é utilizado normalmente, para fazer bebidas, sorvetes, doces, etc.

E se tiver a possibilidade  de o fazer, plante uma árvore de  a nonas no pátio traseiro da sua casa. Todas  as suas partes são úteis.

A próxima vez que quiser beber um sumo, peça um de a nonas.

O interesse nesta planta deve-se  aos seus fortes efeitos anti cancerígenos. 

E ainda se lhe atribuem muitas mais  propriedades, sendo a mais interessante o  efeito que produz sobre os tumores.

Está  provado que esta planta é um remédio  contra todos os tipos de câncer.

Há  mesmo quem afirme ser de grande utilidade  no combate para todos os tipos de  câncer.

Considera-se que é um  agente anti micróbios,  de largo espectro, contra as infecções  bacterianas e por fungos.

É eficaz contra  os parasitas internos  e vermes, baixa  a tensão arterial e é um  anti depressivo,  combatendo a tensão e as desordens nervosas.

Os  componente desta árvore   demonstraram atuar 10,000 vezes melhor, retardando  o crescimento das células do câncer do que o produto Adriamycin, uma droga quimioterápica, normalmente utilizada  no mundo. 

E o que é todavia mais assombroso: este tipo de terapia, com o extrato  de Graviola, ou Gabbana, destrói somente as células malignas do câncer e não afeta as células sãs.

A fonte desta informação é  fascinante: procede de um dos maiores  fabricantes de remédios do mundo, afirmando  que depois de mais de 200 provas  de laboratório, realizadas a partir de  1970, as conclusões revelaram que: destrói as células malignas em 12 tipos de câncer, incluindo as do cólon, do peito, da próstata, dos pulmões e do pâncreas…


 



Holdings - Tel Aviv - Jafra - Israel
O Blog - "A Serviço do Senhor"
Diác. Rilvan Stutz " O Servo com Cristo"
www.hsibaltimore.com


Sem Cuidados, Plástica no Lábio Pode Prejudicar Saúde Bucal


Segundo uma pesquisa feita pela Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (Isaps),em parceria com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), entre 2008 e 2011, o aumento da procura pelas operações chegou a 43,9%..

Apesar de populares, as cirurgias não podem ser feitas indiscriminadamente. Os procedimentos feitos nos lábios, por exemplo, podem prejudicar a saúde bucal. Alguns produtos podem formar granulomos reação de corpo estranho quando aplicados. Também podem ocorrer acidentes na aplicação, caso o profissional desconheça os detalhes da anatomia, o que ocorre muito com a banalização dos procedimentos anilares, que são procedimentos de apoio, como o preenchimento labial.

A principal contraindicação é para pacientes que queiram fazer o preenchimento com ácido hialurônico já tendo passado pelo procedimento com Poli MetilMetAcrilato (PMMA), pois pode causar uma reação inflamatória grave. O ácido hialurônico também não deve ser usado em gestantes, mulheres em aleitamento, portadores de doenças autoimunes e de transtornos do comportamento.

Para quem está com alguma doença bucal, é preciso fazer o tratamento com o dentista antes de enfrentar a cirurgia plástica. Os procedimentos bem indicados, realizados por profissionais habilitados e com técnica e materiais apropriados, não prejudicam a saúde bucal, entretanto, todos os procedimentos cirúrgicos envolvem riscos.

Independente do procedimento, os cuidados com a saúde bucal são muito importantes e nunca devem ser abandonados. Nos procedimentos ambulatoriais (como o preenchimento), o paciente pode seguir sua rotina de higiene normalmente algumas horas após o procedimento. Em cirurgias maiores, é importante seguir a orientação do médico, que pode variar, desde o uso de enxaguantes bucais, até os cuidados normais.
Ultrapassando a barreira da estética, existem cirurgias plásticas necessárias para proporcionar à pessoa uma saúde bucal adequada. A cirurgia ortognática restaura os padrões faciais com a correção de prognatismo - queixo para frente - ou retrognatismo - queixo para trás. Ainda há a cirurgia de lábio leporino e fenda palatina a formação incompleta do lábio superior (fissura) ou do teto da boca (palato).

A maioria das pacientes querem tratar as ruguinhas peri orais (chamadas popularmente de código de barras) e aumentar o volume dos lábios. Mas é preciso ter cuidado com alterações da anatomia. O lábio deve estar em harmonia com o restante da face e os exageros devem ser evitados.

O Brasil é o terceiro país no ranking mundial de cirurgias plásticas por habitante. São 4,6 procedimentos por mil habitantes. Segundo uma pesquisa feita pela Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (Isaps),em parceria com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), entre 2008 e 2011, o aumento da procura pelas operações chegou a 43,9%.

Apesar de populares, as cirurgias não podem ser feitas indiscriminadamente. Os procedimentos feitos nos lábios, por exemplo, podem prejudicar a saúde bucal. Alguns produtos podem formar granulomas – reação de corpo estranho – quando aplicados. “Também podem ocorrer acidentes na aplicação, caso o profissional desconheça os detalhes da anatomia, o que ocorre muito com a banalização dos procedimentos ancilares, que são procedimentos de apoio, como o preenchimento labial”, diz o cirurgião plástico Marcio Castan, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Segundo o cirurgião-plástico Victor Hugo Cardoso de Sá, professor da Faculdade de Medicina do ABC, a principal contraindicação é para pacientes que queiram fazer o preenchimento com ácido hialurônico já tendo passado pelo procedimento com PoliMetilMetAcrilato (PMMA), pois pode causar uma reação inflamatória grave. O ácido hialurônico também não deve ser usado em gestantes, mulheres em aleitamento, portadores de doenças autoimunes e de transtornos do comportamento. “Os pacientes em uso de anticoagulantes, ou com doenças sanguíneas que causem alterações na coagulação, devem evitar o procedimento”, alerta.

Para quem está com alguma doença bucal, é preciso fazer o tratamento com o dentista antes de enfrentar a cirurgia plástica. “Processos inflamatórios e/ou infecciosos na cavidade oral podem contraindicar a realização do procedimento”, diz Cardoso de Sá. No entanto, o profissional tranquiliza quem está decidido a mexer nos lábios. “Os procedimentos bem indicados, realizados por profissionais habilitados e com técnica e materiais apropriados, não prejudicam a saúde bucal, entretanto, todos os procedimentos cirúrgicos envolvem riscos”, destaca.

Um meio de se assegurar é buscar informações sobre a formação do profissional pelos sites do CRM - www.cremesp.org.br - e sites da sociedade médica específica, e sobre o material utilizado.

Independente do procedimento, os cuidados com a saúde bucal são muito importantes e nunca devem ser abandonados. Nos procedimentos ambulatoriais (como o preenchimento), o paciente pode seguir sua rotina de higiene normalmente algumas horas após o procedimento. Em cirurgias maiores, é importante seguir a orientação do médico, que pode variar, desde o uso de enxaguantes bucais, até os cuidados normais.

CIRURGIAS DE REPARAÇÃO

Ultrapassando a barreira da estética, existem cirurgias plásticas necessárias para proporcionar à pessoa uma saúde bucal adequada. Uma delas é a cirurgia ortognática, que restaura os padrões faciais com a correção de prognatismo - queixo para frente - ou retrognatismo - queixo para trás. Essas condições podem acarretar em problemas de mordida.

Ainda há a cirurgia de lábio leporino e fenda palatina. A formação incompleta do lábio superior (fissura) ou do teto da boca (palato) pode ocorrer individualmente ou em conjunto. “A reparação do lábio leporino e da fenda palatina é um tipo de cirurgia plástica para corrigir o desenvolvimento anormal, visando restaurar a função e deixar a aparência mais próxima do normal”, explica Victor Hugo.

EXCESSOS

No consultório de Márcio Castan, geralmente, as pacientes querem tratar as ruguinhas peri orais (chamadas popularmente de código de barras) e aumentar o volume dos lábios. Segundo o cirurgião plástico Nelson Letízio, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, o Brasil passa por um momento cultural de mídia da busca por lábios, mamas, nádegas, pernas exuberantes. “Devemos ter sempre cuidado com alterações de nossa anatomia, muitas vezes não é possível uma reversão para os padrões anteriores, o que poderá ocasionar um problema definitivo”, diz.

Para Cardoso de Sá, é preciso lembrar que o lábio deve estar em harmonia com o restante da face e que os exageros devem ser evitados. “Cabe ao médico avaliar, entender o desejo do paciente e definir a possibilidade/necessidade de realização”, afirma.

































































fonte; Terra.
















































































































































































































































































































































































































Rádio Rei dos Reis