Seguidores

Versículo do Momento

LEIA A BÍBLIA

sexta-feira, julho 30, 2010

COMO DEVEMOS PROCEDER CONTRIBUINDO PARA NOSSA BOA SAÚDE

CUIDANDO DA SAÚDE




Pode prevenir doenças através de medidas preventivas adequadas.

Através de medidas preventivas adequadas, referidas na gíria da especialidade como "prevenção", podemos proteger a nossa saúde. Tal significa, em primeiro lugar, observar-se bem a si e ao seu corpo. Se as doenças forem detectadas a tempo, há maiores hipóteses de as curar. Um exemplo de medidas preventivas de saúde para a mulher são os controles ginecológicos regulares. Tomar medidas preventivas de saúde significa que nos preocupamos com a nossa saúde e nos informamos sobre o que não é saudável. É importante, por exemplo, comer muita fruta e legumes, movimentar-se bastante e realizar trabalhos pesados na posição correta, não fumar e beber pouco álcool.

Alimentar-se de forma saudável e movimentar-se de forma regular são passos importantes para a sua saúde. Isto inclui beber muito (cerca de 1–2 litros de água por dia), comer cinco vezes por dia legumes e frutas e, a cada refeição principal, ingerir alimentos que contenham cereais.

Deve comer, se possível, alimentos integrais e, por dia, uma porção alternadamente de carne, peixe, ovos, queijo ou outras fontes de proteínas, bem como leite e lacticínios. Deve utilizar pouco óleo e gordura ao cozinhar e consumir com moderação doces, salgados e bebidas energéticas (bebidas doces e alcoólicas).

Movimente-se de forma ativa (por exemplo, andar de forma rápida, andar de bicicleta, fazer jardinagem ou fazer as tarefas domésticas) no mínimo meia hora por dia. A falta de movimento pode provocar dores de costas, peso excessivo, problemas de metabolismo, e circulatórios e cardíacos.

As drogas são substâncias com efeitos psicoativos, que alteram a disposição, os sentimentos, a percepção e a consciência. Alguns exemplos de drogas são: o tabaco, o álcool, medicamentos analgésicos, calmantes e soporíferos, e drogas ilegais, tais como maconha, cocaína, heroína, etc. O consumo de drogas pode levar a problemas físicos, psíquicos e sociais.

A passagem do consumo por prazer ao hábito e à dependência faz-se com muita facilidade e é um processo complexo. Vários fatores influenciam o comportamento de dependência, por exemplo, a personalidade, o ambiente social, as condições sociais bem como o potencial de dependência de uma droga.

O que pode fazer no caso de problemas de toxicodependência na família? Um problema de toxicodependência que afete uma pessoa próxima é vivido com muito sofrimento. Não é só a pessoa afetada que sofre com a situação, mas sim também as pessoas que o circundam. Não hesite em procurar apoio no exterior. Os especialistas dos centros de aconselhamento e apoio a toxicodependentes na sua região podem dar-lhe um apoio e acompanhamento valioso. O aconselhamento é gratuito e os especialistas são obrigados a guardar segredo profissional.
Pode encontrar moradas dos centros de aconselhamento e apoio a toxicodependentes na lista telefônica ou dirigir-se ao seu médico de família.

TABACO
O tabaco é prejudicial para todo o corpo, e pode ter como efeito cancro, enfarte cardíaco, doenças pulmonares ou entupimento dos vasos sanguíneos. Um terço das mortes ocorridas atualmente deve-se ao tabaco. O ar contaminado pela fumaça do tabaco é também prejudicial para os não fumadores, em especial para as crianças. As crianças afetadas têm uma probabilidade duas vezes maior de ficarem doentes que as outras crianças – devido a otites médias, bronquite, pneumonia ou asma. A quantia de tabaco fumada não é indiferente! Se conseguir fumar um cigarro a menos por dia, estará já a contribuir para a sua saúde. É também benéfico para si e para as pessoas que o rodeiam se não fumar em espaços fechados.

Se quiser deixar de fumar, fale com o seu médico de família. Deixar de fumar tem grandes vantagens para a saúde: após um dia, o sangue já terá recuperado, ao fim de três meses os pulmões, após um ano os vasos sanguíneos e após cinco anos sem fumar o perigo de cancro terá diminuído e o corpo terá recuperado por completo.

ÁLCOOL
O álcool pode ter vários efeitos negativos. Há perigos imediatos e outros em caso de consumo acentuado e regular. Basta uma pequena quantidade de álcool para reduzir a concentração, a capacidade de reação e de julgamento, o que aumenta a propensão para o risco e, por conseguinte, o perigo de acidentes. Um consumo de álcool acentuado e exagerado é prejudicial para quase todos os órgãos humanos e provoca problemas sociais e psíquicos. A violência dentro e fora da família está também muitas vezes associada a problemas de álcool.
Se quiser consumir álcool sem riscos, deve cumprir as seguintes regras gerais: para adultos saudáveis não mais de dois copos normais por dia. Um copo normal corresponde à quantidade de álcool que geralmente é servida nos restaurantes. As mulheres reagem com mais sensibilidade ao álcool e não devem beber mais que um copo normal por dia. Não deve consumir álcool se conduzir um veículo, durante o trabalho, se tomar medicamentos, sofrer de uma doença e durante a gravidez e aleitamento. Se tiver problemas de álcool, não hesite em dirigir-se a um centro de aconselhamento e apoio a alcoólatras na sua região.

O aconselhamento é gratuito e os especialistas são obrigados a guardar segredo profissional. Pode consultar morada de centros de aconselhamento e apoio a alcoólatras na lista telefônica ou falar com o seu médico de família.

A melhor forma de se proteger contra o VIH/Sida e outras doenças de transmissão sexual (como clamídia, gonorréia e hepatite) é usar preservativos. Estes podem ser comprados em qualquer supermercado, nas farmácias e drogarias. Caso tenha questões, dirija-se ao centro de apoio contra a Sida cantonal ou fale com o seu médico. Caso suspeite estar infectado com o vírus VIH, consulte o seu médico ou um centro de apoio contra a Sida (Aids-Hilfe). Estes centros vão apoiá-lo na sua decisão de efetuar ou não um teste. Pode também obter aconselhamento e fazer um teste, de forma anônima, num centro de testes.

Das medidas preventivas de saúde fazem também parte as vacinas. Com as vacinas podem evitar-se várias doenças infecciosas. O Departamento Federal da Saúde recomenda as vacinas contra a difteria, tétano, tosse convulsa, poliomielite, meningite e laringite (através de Haemophilus influenzae), sarampo, papeira, rubéola e hepatite B. Podem ser necessárias outras vacinas, por exemplo, no caso de viagens para o estrangeiro. Pode, em qualquer altura, recuperar as vacinas em falta. Na Suíça, as vacinas são geralmente dadas pelos/as pediatras e médicos/as de família. Se tiver outras questões sobre vacinas, dirija-se ao seu médico.

SAÚDE PSÍQUICA
A alegria de viver e boa disposição são partes essenciais de uma boa saúde psíquica. As boas relações na família, trabalho, tempos livres e escola podem reforçar o seu bem-estar. A Organização Mundial de Saúde (OMS) define saúde como um "estado de completo bem-estar físico, psíquico e social, e não apenas a inexistência de doenças e enfermidades". Para além dos aspectos físicos, são também importantes para o homem os aspectos sociais e psíquicos da saúde.

As doenças psíquicas são as doenças mais freqüentes. Uma em cada três pessoas sofre, pelo menos uma vez na vida, de doenças psíquicas. Muitas pessoas conseguem superar sozinhas essa crise. Uma em cada dez pessoas tem, no entanto, de ser tratada numa clínica psiquiátrica. Na Suíça há um sistema de cuidados alargado para o tratamento de problemas psíquicos. Se necessitar de ajuda, fale com o seu médico de família. Este pode arranjar-lhe um tratamento adequado ou, se necessário, receitar-lhe medicamentos.

DIREITOS E DEVERES DO PACIENTE
Se estiver doente, tem direito a dar a sua opinião quanto ao tratamento médico. O médico tem de informá-lo na consulta sobre o diagnóstico, o tratamento planeado, outras possibilidades de tratamento e os riscos inerentes ao tratamento da sua doença. Só desta forma pode dar a sua opinião. É importante que coloque questões para perceber tudo muito bem. É também importante que o médico entenda bem aquilo que o paciente diz e pergunta.
Os médicos estão sujeitos a guardar sigilo profissional. Todas as informações que lhes são fornecidas têm de ser tratadas com confidencialidade e só podem ser transmitidas a terceiros com o consentimento dos pacientes.

Se estiver doente e necessitar de cuidados médicos, é do seu interesse colaborar com os médicos. Só é possível tratar convenientemente uma doença se entender e for entendido pelos médicos, pessoal de enfermagem, assistentes sociais ou outro pessoal médico. Os equívocos ou barreiras lingüísticas dificultam muitas vezes o entendimento no consultório médico, no hospital, no serviço social ou noutro local.

Podem evitar-se equívocos recorrendo-se a uma mediação intercultural (tradutores). O tradutor deve ter uma formação adequada e não deve fazer parte da família do paciente.

Os familiares ou amigos não são as pessoas indicadas para servir de tradutores, pois agirão de uma forma emotiva, que pode resultar em traduções erradas. Apenas em casos excepcionais – em caso de urgência, as crianças, familiares ou o pessoal do hospital podem servir de tradutores.








Holdings. Tel - Aviv - Jafra - Israel
Diác. Rilvan Stutz - Membro Shvoong
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro

sábado, julho 24, 2010

LONGEVIDADE

CUIDANDO DA SAÚDE





Envelhecer é um processo lento, progressivo e inevitável. Hoje a expectativa de vida já utrapassa os 72 anos, o que faz aumentar a quantidade de idosos e deve ser motivo de satisfação: representa uma vitória contra o tempo. Mas não é só a quantidade que importa, mas sim a qualidade desses anos todos. Indico a seguir, algumas dicas para envelhecer bem:

Pensamento jovem - Nunca se considere limitado. Encare o envelhecimento de forma positiva.

Exercícios - O ser humano pode chegar aos 100 anos. Especialistas dizem que em poucas décadas a expectativa de vida em países desenvolvidos devem alcançar 120 anos. Sua prioridade deve ser manter peso adequado e bom preparo físico, o que evita doenças e previne a perda de massa muscular.

Cérebro ativo - mantenha sua mente em atividade. Invente jogos, brincadeiras, inicie uma nova carreira, aprenda a tocar um instrumento musical, escreva, leia, viaje.

Alimentação saudável - Coma apenas o necessário. Valorize frutas, legumes e verduras, diminua a carne vermelha, as gorduras e os doces.

Adeus, estresse - Cante, dance, medite e cultive um hobby. Tenha humor e viva em contato com a natureza.

Dedique-se ao voluntariado - Ajudar o próximo é gratificante e torna os dias mais leves.

Parar jamais - Evite a aposentadoria. Mesmo que encerre o trabalho formal, sempre faça planos para o futuro e sonhe com o dia de amanhã.

Fique perto de quem lhe ama - A convivência com filhos, netos, amigos fortalece as emoções e espanta a solidão.

Não reme contra a maré - É inevitável que envelheça e aceite a velhice com alegria. Tônia Carreiro, famosa atriz, disse ao comemorar seus oitenta e dois anos: Envelhecer é chato, mas a outra opção é pior, morrer!









Holdings. Tel - Aviv - Jafra - Israel
Diác. Rilvan Stutz - Membro Shvoong
Abc do Corpo - Shvoong - Artigos
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro

quinta-feira, julho 22, 2010

ANSIEDADE: A DOENÇA DA DESCONFIANÇA

EDIFICAÇÃO
Texto para leitura: Evangelho de Mateus 6
Jesus quase não falou de muitos temas que não saem de nossas conversas e preocupações. Por exemplo, o amor entre um homem e uma mulher não tem Nele um poema, uma fala, um discurso. Porém, por Ele, espontaneamente, tais temas não foram propostos. O mesmo não se pode dizer da ansiedade.
=
A ela Jesus reserva significativo espaço no bojo de Seu ensino essencial: o Sermão do Monte. De fato, isoladamente, é o assunto tratado de modo mais ilustrado e longo em todo o sermão (Mateus 5 - 7).
=
E por quê? Ora, as razões são muitas. E os básicos logo as associam às dificuldades da existência em todos os tempos; os psicólogos não resistem à tentação de associá-la ao mundo estressado no qual todos vivemos; tratando, assim, não da própria ansiedade, mas dos agentes contemporâneos de sua emulação. De fato, há muitas causas secundárias quando se pensa em ansiedade. No entanto, no curto espaço deste texto, quero apenas falar acerca de três causas essenciais.
=
1. A ansiedade como perversão do olhar prospectivo. De fato, só somos ansiosos porque fomos dotados da bênção do olhar prospectivo. Fomos feitos capazes de olhar para o futuro mediante a imaginação, a lógica histórica, a acumulação de experiências e, sobretudo, em razão da necessidade humana de pensar no dia de amanhã, no qual, miticamente, estocamos o bem e o mal, dependendo de nosso estado de espírito.
=
Todavia, como disse, a ansiedade é uma perversão de uma virtude: a bênção do olhar prospectivo. Na realidade, a ansiedade é a esperança vivida como experiência do pecado de ser, o qual se manifesta como incapacidade de crer no cuidado de Deus em razão de nosso descuidado para com Ele em amor. Assim, ansiedade é a expectativa de que no amanhã estaremos em perigo. O pecado perverteu todo olhar perspectivo e prospectivo.
=
2. A ansiedade como a esperança da Queda. Na realidade, a ansiedade é a maligna manifestação da “esperança na Queda”. Num mundo onde o ser se sabe afastado de Deus, toda expectativa é sempre contra nós, e sua forma existencial e psicológica de se fazer desesperança é mediante a ansiedade.
=
3. A ansiedade como desconfiança de Deus. Quando Jesus enfatizou a ansiedade como problema, o que Ele diagnosticou como causa foi a falta de confiança real no Deus real, no Deus que cuida, que é Pai, que está atento, que se dedica a ervas e pássaros, e, portanto, tem muito mais razão para cuidar da existência humana.
=
E tudo quanto Jesus disse acerca da ansiedade se faz concluir com um convite a entrega total à confiança no reino de Deus; ou no Deus que reina sobre a vida; especialmente sobre os detalhes mais sutis. Assim, Jesus mandou que a fonte da energia espiritual e vital de cada um de nós se concentrasse apenas nas coisas que carregam o espírito do reino de Deus, pois, assim, seremos agidos por Deus, que é o que faz com que todas as coisas necessárias à vida nos sejam naturalmente acrescentadas.
=
Onde há ansiedade, aí ainda não há a prevalência da confiança. Ou, então, aí se instalou “um vício de sentir contra nós”, o qual só pode ser vencido mediante a entrega em fé ao amor e aos cuidados misteriosos do Pai.












Igreja Presbiteriana do Brasil
Diác. Rilvan Stutz - Membro Catedral
Rev. Caio Fábio d' Araújo - Artigos
Ministério Pão Quente Diário
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro

terça-feira, julho 20, 2010

FAZENDAS LÁ, AMBIENTALISTAS AQUI

Notícias pelo Mundo
Solicitado por vários leitores a voltar ao tema das ONGs, mostrarei a vinculação entre os "fazendeiros" americanos e a atuação de ONGs ambientalistas no Brasil. Trata-se de uma curiosa conjunção entre o agronegócio americano, ONGs ambientalistas (aqui, evidentemente), grandes empresas, governos e "movimentos sociais" no País.

A National Farmers Union (União Nacional dos Fazendeiros) e a Avoided Deforestation Partners (Parceiros pelo Desmatamento Evitado), dos EUA, encomendaram um estudo, assinado por Shari Friedman, da David Gardiner & Associates, publicado em 2010, para analisar a relação entre o desmatamento tropical e a competitividade americana na agricultura e na indústria da madeira. O seu título é altamente eloquente: Fazendas aqui, florestas lá.

O diagnóstico do estudo é que o desmatamento tropical na agricultura, pecuária e de florestas conduziu a uma "dramática expansão da produção de commodities que compete diretamente com os produtos americanos". Ou seja, é a competitividade do agronegócio brasileiro que deve ser diminuída para tornar mais competitivos os produtos americanos. O estudo é tão detalhado que chega a mostrar quanto ganhariam os Estados americanos e o país como um todo. E calcula que o ganho americano seria de US$ 190 bilhões a US$ 270 bilhões entre 2012 e 2030.

As campanhas pela conservação das florestas tropicais e seu reflorestamento não seriam, nessa perspectiva, uma luta pela "humanidade". Elas respondem a interesses que não têm nada de ambientalistas. Ao contrário, o estudo chega a afirmar que os compromissos ambientalistas nos EUA poderiam até ser flexibilizados segundo as regras atuais, que não preveem nenhum reflorestamento de florestas nativas, do tipo "reserva legal", só existente em nosso país. Também denomina isso de "compensação", que poderia ser enunciada da seguinte maneira: mais preservação lá (no Brasil), menos preservação aqui (nos EUA).

Cito: "Eliminando o desmatamento por volta de 2030, limitar-se-iam os ganhos da expansão agrícola e da indústria da madeira nos países tropicais, produzindo um campo mais favorável para os produtos americanos no mercado global das commodities." Eles têm, pelo menos, o mérito da clareza, enquanto seus adeptos mascaram suas atividades.

Esse estudo reconhece o seu débito com a ONG Conservation International e com Barbara Bramble, da National Wildlife Federation, seção americana da WWF, igualmente presente em nosso país.

A Conservation International é citada duas vezes na página de agradecimentos, suponho que não por suas divergências. Mas ela publica em seu site um artigo dizendo-se contrária ao estudo. A impressão que se tem é a de que se trata de um artifício retórico para se desresponsabilizar das repercussões negativas desse estudo em nosso país e, em particular, na Câmara dos Deputados. Logicamente falando, sua posição não se sustenta, pois ao refutar as conclusões do artigo não deixa de compartilhar suas premissas. A rigor, não segue o princípio de não-contradição, condição de todo pensamento racional.

Por que não defende a "reserva legal" nos EUA e na Europa, segundo os mesmos princípios defendidos aqui? Seria porque contrariaria os interesses dos fazendeiros e agroindustriais de lá? Entre seus apoiadores se destacam Wall Mart, McDonald"s, Bank of America, Shell, Cargill, Kraft Foods Inc., Rio Tinto, Ford Motor Company, Volkswagen, WWF e Usaid. Os dados foram extraídos de seu site internacional.

Barbara Bramble é consultora sênior da National Wildlife Federation, a WWF americana. Sua seção brasileira segue os mesmos princípios e modos de atuação, tendo o mesmo nome. Se fosse coerente, deveria lutar para que os 20% de "reserva legal", a ser criada nos EUA e na Europa, fossem dedicados à wildlife, a "vida selvagem". Entre seus apoiadores e financiadores (dados extraídos de sua prestação de contas de 2009), destacam-se o Banco HSBC, Amex, Ibope, Natura, Wall Mart, Conservation Internacional, Embaixada dos Países Baixos, Greenpeace e Instituto Socioambiental (ISA). A lista não é exaustiva. Observe-se que a ONG Conservation International reaparece como parceira da WWF.

Ora, essa mesma consultora é sócia-fundadora do ISA, ONG ambientalista e indigenista. A atuação dessa ONG nacional está centrada na luta dita pelo meio ambiente e pelos "povos da floresta". Advoga claramente pela constituição de "nações indígenas" no Brasil, defendendo para elas uma clara autonomia, etapa preliminar de sua independência posterior, nos termos da Declaração dos Povos Indígenas da ONU.

Ela, junto com o Conselho Indigenista Missionário (Cimi), possui o mais completo mapeamento dos povos indígenas do Brasil. Sua posição é evidentemente contrária à revisão do Código Florestal. Dentre seus apoiadores e financiadores, destacam-se a Icco (Organização Intereclesiástica de Cooperação para o Desenvolvimento), a NCA (Ajuda da Igreja da Noruega), as Embaixadas da Noruega, Britânica, da Finlândia, do Canadá, a União Europeia, a Funai, a Natura e a Fundação Ford (dados foram extraídos de seu site).

O ISA compartilha as mesmas posições do Cimi, da Comissão Pastoral da Terra (CPT) e do MST. Ora, esses "movimentos sociais", verdadeiras organizações políticas de esquerda radical, por sua vez, seguem os princípios da Teologia da Libertação, advogando pelo fim do agronegócio brasileiro e da economia de mercado, contra a construção de hidrelétricas e impondo severas restrições à mineração. Junto com as demais ONGs, lutam por uma substancial redução da soberania nacional.

Dedico este artigo aos 13 deputados, de diferentes partidos, e às suas equipes de assessores que tão dignamente souberam defender os interesses do Brasil, algo nada fácil nos dias de hoje.

PROFESSOR DE FILOSOFIA NA UFRGS.
Autor: Denis Larrer Rosenfield





Igreja Presbiteriana do Brasil
Diác. Rilvan Stutz - Membro Catedral
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro

sábado, julho 17, 2010

FERRAMENTAS DE RECUPERAÇÃO DE DADOS DE REFERÊNCIA

INFORMÁTICA - APOIO


Henry-Pesquisa-Doc-1-256x256 . Alguma vez você já deixou o seu problema em seu cérebro e fora de sua cabeça para perder seus dados do computador / documentos? Aqui uma referência de ferramentas de recuperação de dados para você .
=
Seguro e confiável Data Recovery A ferramenta pode ser uma solução adequada e inteligente para o seu problema como cabeça-risco.

Ferramentas de Recuperação de Dados (Shareware): GetData Recover My Files Professional 4.1 ou versão superior. Stellar Phoenix File Recovery 2.1 ou versão superior. CardRecovery ™ versão 5.20 ou superior. SoftOrbits Flash Drive Recovery 1.2 ou superior Versão. Stellar Phoenix Windows Data Recovery 4.1 ou versão superior. Active Partition Recovery 2.50 ou superior versão.

*Ferramentas de Recuperação de Dados (Freeware):

Versão Recuva 1.32.444 ou superior. Ontrack EasyRecovery Professional 6.12.02 ou superior a versão. Portable Ontrack EasyRecovery Professional 6.12.02 ou superior a versão. PC Inspector File Recovery 4.0 ou versão superior. PC Inspector Smart Recovery 4.5 ou versão superior. GetData Recover My Files Professional 4,1.

*Apoio

*Http://www.getdata.com

*Http://www.recovermyfiles.com

Recover My Files é um software de recuperação de dados avançados, que podem facilmente recuperar arquivos apagados esvaziado a partir do Windows Lixeira, ou perdidos devido ao formato ou corrupção de um disco rígido, Windows reinstalação do sistema operacional, restauração do sistema, vírus ou Trojan infecção, inesperado encerramento do sistema ou falha de software / crash do programa.

Profissional software de recuperação de dados para:

* Os arquivos excluídos;
* Arquivos Perdidos;
* Os discos formatados;
* Discos RAW;
* Cartas Drive ausente;
* Reinstala Windows.


*Seguro, seguro e confiável. Projectado especificamente para permitir que usuários domésticos e empresariais de forma rápida e simples recuperar os dados. Simples de usar, com uma janela de preview completo do arquivo para os arquivos recuperados.

*Drive Recuperar Resultados da Pesquisa tela. Recover My Files é a ferramenta perfeita para a recuperação:

* Unidades de disco rígido
* Drives USB
* Unidades de armazenamento externo
* Meios de armazenamento da câmara digital
* CDs e DVDs


Recover My Files V4 suporta a recuperação de uma vasta gama de sistemas de arquivos:

*FAT16 - uma versão inicial do sistema de arquivos FAT, agora raramente utilizadas
*FAT32 - comum para a media externa de armazenamento e equipamento de câmara digital
*ExFAT - (Extended File Allocation Table), um sistema de arquivos proprietário adaptado especialmente para unidades de flash.
*GPT - GUID Partition Table, um padrão para o layout da tabela de partições em um disco rígido físico.
*NTFS - Standard arquivos de sistema do Windows Vista, Windows 7.
*CDFS - CD / DVD sistemas de arquivos (em breve).
*MAC - HFS (Brevemente).
*EXT2 - Linux (em breve).
*RAID - RAID JBOD, 0, 1, 5, hardware e software.

*Stellar Phoenix File Recovery 2,1.
Stellar Phoenix File Recovery é uma solução de recuperação de qualidade de dados que usa algoritmos poderosos para recuperar apagou / instâncias arquivos perdidos acidentalmente, que vão desde a formatação do disco rígido para esvaziar a Lixeira para arquivos apagados depois de um ataque de vírus.

Stellar Phoenix File Recovery oferece uma interface gráfica rica que, combinado com recursos novos e avançados, tais como File Mask, filtro de arquivos, File Recovery Wizard.

Você deve usar Stellar Phoenix File Recovery nos seguintes casos: estruturas de dados do sistema de arquivos de um drive ter sofrido graves de corrupção ou substituição e software de recuperação de dados não pode digitalizar essas unidades.

Software de recuperação de dados não é possível localizar desaparecidos / perdidos e pastas de arquivo.

O software da recuperação varre o disco em modo simples e pode localizar os arquivos sem a ajuda de estruturas de dados do sistema de arquivos.

Ela reconhece e recupera mais de 300 tipos de arquivo, incluindo processador de texto, documentos, planilhas, gráficos, Internet, multimédia e código-fonte.
Esperamos ter ajudado!








Holdings. Tel - Aviv - Jafra - Israel
Diác. Rilvan Stutz - Membro Shvoong
Artigo Shvoong - Membro Shvoong
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro

quinta-feira, julho 15, 2010

HOJE OU AMANHÃ?

EDIFICAÇÃO


Passará o céu e a terra, porém as minhas palavras não passarão.
evangelho de Marcos 13.31.


Saindo do Templo em Jerusalém admirados, as pessoas declaravam ” Que Pedras Que construção”, porem Jesus disse. “ Não ficará pedra sobre pedra, que não seja derribada.” As maravilhas, os melhores feitos serão a seu tempo derribados, colocado a Zero. Quem tem nunca mais terá, bem como os que podem nunca mais poderão quando a ordem de Deus for imposta sobre a desordem dos homens.

Qual é o cenário aonde vive suas lutas, admirações e desafios de toda sorte? É entre as passageiras condições, formas e regras dos homens? Isto tudo também passará. O que permanecerá será a presença do Senhor, a Palavra, o Eterno. Jesus é a PALAVRA que se fez carne e habitou entre nós Ele e seus feitos nunca PASSARÃO. Creia nisto.

Quem sabe você seja do tipo dos admiradores de pessoas e suas aparentes condições, fascinado pelo ter e o poder, admira e estagia-se com coisas e pessoas. Quem sabe você olhando para si mesmo esteja dizendo, preciso de sucesso também, mas não tenho nada, preciso de tudo. A Palavra afirma que tudo será modificado, todas as coisas em Jesus tomam a forma da Graça, da sua plenitude e somente nele você há a possibilidade de viver o que permanece eternamente.

Para entender sua luta, quem sabe, carência de todo tipo, a dor que aninha em sua alma, os caminhos sem fim que nunca chegam a lugar nenhum, talvez a fome, a enfermidade, a vergonha, a servidão, a opressão, etc., a bíblia diz que isso também passará. Aleluia, tudo será derribado assim como o Majestoso Templo, imponente, os poderosos e bem sucedidos deste mundo, os fracassados, carentes, limitados, sábios e incultos, ricos e pobres, senhores e vassalos. Ao final tudo passará menos as Palavras do Senhor.

A crise da existência será tanto maior enquanto não se consiga entender a dimensão das coisas que irão permanecem eternamente e que nunca “passarão”. O conforto esta na compreensão das Palavras de Jesus; vinde a mim todos, os cansados e oprimidos e Eu os aliviarei, tende bom animo Eu venci o mundo, o cenário dos homens, o temporal, os poderosos e tudo que acabara.

Se tudo aparentemente acabou para você, saiba que é exatamente nesse ponto que esta o começo da grande saída. O exercício da Fé se dá no tempo em que é estabelecida a Esperança. Analise e consulte a si mesmo e irá descobrir que os efeitos de sua dor esta por vezes na ausência da Esperança da eternidade que ainda não foi estabelecida inteiramente em sua vida. Por outro lado as circunstancia que o envolvem, por melhor que sejam, quem sabe até admirado como o Templo de Jeruslém se não estiver na perspectiva do Eterno também passará.










Igreja Presbiteriana do Brasil
Diác. Rilvan Stutz - Membro Catedral
Pb, Ariovaldo Arrua Ferraz - M.Pão Quente
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro

quarta-feira, julho 14, 2010

BOLETIM DA ANVISA OFERECE DICAS PARA IDENTIFICAÇÃO DE MEDICAMENTOS FALSOS

NOTÍCIAS PELO MUNDO

BRASÍLIA [ ABN NEWS ] - Um boletim com dicas para os consumidores poderem identificar medicamentos verdadeiros foi criado pelo Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC) e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a fim de oferecer maior segurança à população.

De acordo com o documento, os consumidores devem ficar atentos para algumas informações importantes no momento da aquisição de um medicamento. A embalagem sempre traz indicações de segurança e uma delas, conhecida como “raspadinha”, fica em uma das laterais da caixa. Trata-se de uma tinta que, ao ser friccionada por qualquer objeto de metal, reage deixando à mostra a logomarca da empresa e uma palavra: Qualidade.

Conferir o lacre e comprar o remédio somente em farmácias ou drogarias é outra atitude importante, segundo informa o boletim. Os estabelecimentos só funcionam no Brasil com Autorização de Funcionamento de Empresa (AFA) e, no caso da venda de medicamentos controlados, precisam ainda de Autorização Especial (AE).

Informações como nome comercial do medicamento (ausente no caso de genéricos), nome do fabricante, número do lote, datas de fabricação e validade e telefones do Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) são algumas das exigências que devem constar da embalagem. Em geral, medicamentos falsos apresentam erros ortográficos nas embalagens.

Segundo Dirceu Raposo de Mello, diretor-presidente da Anvisa, há 15 anos o problema estava restrito a vendedores ambulantes. Atualmente, já pode ser identificado até mesmo em farmácias e drogarias regulares, prática que vem sendo severamente combatida. O estabelecimento pode sofrer penalidades ainda mais graves se participar de algum programa governamental, como o “Farmácia Popular”. “O Estado Brasileiro não vai financiar quem não cumpre com o dever e utiliza o estabelecimento para práticas ilícitas”, alertou o diretor-presidente da Anvisa. Ele chama atenção para a gravidade do crime de falsificação de medicamentos: “Ao contrário de um CD ou tênis, no caso dos medicamentos, o dano pode ser a morte”.

“Depois dos inalantes e da maconha, os benzodiazepínicos e os estimulantes são as substâncias mais usadas pela população, muitas vezes por meios ilícitos, o que mostra que a preocupação com os medicamentos precisa ser constante”, lembrou o coordenador-geral do Observatório Brasileiro de Informações Sobre Drogas, Vladimir de Andrade Stempliuk.

O secretário-executivo do Conselho Nacional de Combate à Pirataria e Delitos contra a Propriedade Intelectual (CNCP), André Barcellos, citou a importância da iniciativa da Anvisa: “ao se disponibilizar informações que contribuem para o consumo consciente, possibilita-se, também, o exercício da cidadania”.

Escolas e instituições que desejarem receber cópias dos materiais da campanha devem entrar em contato pelo e-mail ascom@anvisa.gov.br.

Produtos com suspeitas de irregularidades devem ser denunciados à Vigilância Sanitária mais próxima ou pelo email:ouvidoria@anvisa.gov.br. Pedidos de informação para a Central de Atendimento da Anvisa – 0800 642 9782.


Serviço:
Disque Saúde: 0800 61 1997
Orientações pelo Disque-Intoxicação: 0800 722 6001
Imagem: Anvisa/Divulgação
Fonte: Agência Brasileira de Notícias

Nossas notícias são retiradas na íntegra dos sites de nossos parceiros. Por esse motivo, não podemos alterar o conteúdo das mesmas até em casos de erros de digitação.









Igreja Presbiteriana do Brasil
Diác. Rilvan Stutz - Membro Catedral
Anvia - Vigilância Sanitaria - Brasília
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro

sexta-feira, julho 09, 2010

HISTÓRIA DO JEANS

NOTÍCIAS PELO MUNDO

Do árduo ao índigo
=
Levi Strauss, um vendedor de lonas, judeu alemão, em plena corrida mineradora americana, especificamente, no ano de 1853, foi o criador, das hoje, tão populares calça jeans. Estas, usadas no decorrer de 158 anos por mineradores, operários, soldados, rebeldes, e hoje, por todos, sem distinção de classe social ou idade.
=
Nos primórdios da criação, a matéria-prima utilizada era tão rígida quanto o trablaho exercido nas minas. Foi então, que Strauss passou a utilizar o denim, tecido tão resistente quanto, porém, flexível e, posteriormente, colorido a partir de uma planta denominada Indigus, com o familiar índigo.
=
Na década de 30, o jeans passa a popularizar-se e na década de 1950 vestiu ícons vanguardistas, tais como: James Dean, Marlon Brando e Elvis Presley. Depois vieram os Beatles, Bob Dylan e Jimi Hendrix, imagnes intrinsecamente relacionadas ao Rock and Roll.
=
Na passarela, o jeans foi visto pela primeira ves na década de 70, com apresentação de Calvin Klein. Este, inicialmente criticado por aqueles que não imaginavam o que o artigo se tornaria.
=
A partir de 1980, através do desejo de ousar e criar, o jeans se consolida-se. E nas lavanderias, toques mil foram criados e aprimorados, através do amaciamento e do pioneiro stone wash, modificando através do uso de pedras no processo, o efeito do tecido. Assim, de acordo com o gosto do freguês, podem-se se encontrar calças diversificadas e aparerentemente usadas, desbotadas, entre outras, e até mesmo, animalescas.
=
Entretanto, ainda hoje, quem imaginaria que um produto remoto e rústico como tal, vem sendo aprimorado através de transformação incessante, atravessando o século XX, passando de artigo viril e de atrito à artigo popular e até mesmo de luxo. Tecido simplório e expressivo, concebido a partir do cruzamento entre fios de trama e urdume, resistente ao tempo, tendências e modismos, propagando a essencial individualidade e comportamento presentes nas calças jeans.
=
Nos produtos brasileiros, veem-se peças leves e anatômicas, usadas por ditadoras de tendências internacionais. Hoje, sim senhor, o país é também o maior produtor de tecido de denim do Mundo, além de fornecedor das grifes mundialmente desejadas.
=
As características evidentes no jeans remetem àquilo que cada indivíduo deseja comunicar.








Holdings. Tel - Aviv - Jafra - Israel
Diác. Rilvan Stutz - Membro Shvoong
Pira 2002 - Membro Shvoong
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro

VINHO

MENSAGEM
O vinho é uma bebida alcoólica feita através da fermentação do sumo da uva. Para especialistas, o bebida surgiu por acaso, talvez por um pouco de uvas amassadas e esquecidas em um recipiente, que após um tempo, sofreu o efeito da fermentação. Basicamente, existem dois tipos de vinhos: branco e tinto.
=
A diferenciação está nas frutas escolhidas para se obter a bebida e no processo utilizado. Na fabricação do vinho tinto, são utilizadas uvas pretas ou tintas e é necessário o contato do sumo com a casca da uva para atribuir cor e sabor à bebida. Já na fabricação do vinho branco, são utilizadas uvas brancas ou tintas, só que nesse caso, a casca da uva não pode entrar em contato com a bebida.

O vinho possui uma grande importância religiosa e histórica. Um exemplo disso é o grande valor simbólico da bebida no Cristianismo, já que na Santa Ceia, o vinho representava o sangue de Cristo. A bebida surgiu antes mesmo da escrita, tendo passado por diversas civilizações, como Egito e Grécia, por exemplo.

Além de ser uma bebida agradável, o vinho também é ótimo para a saúde. Pesquisas recentes afirmam que beber de um a dois cálices de vinho por dia reduz o risco de doenças cardíacas, causadoras do infarto, além de outras enfermidades. Isso se deve ao fato de que no vinho, há a presença de polifenóis que possuem propriedades antioxidantes, diminuindo a atuação dos radicais livres que estão ligados a várias doenças, como câncer, estresse, envelhecimento, etc.










Igreja Presbiteriana do Brasil
Diác. Rilvan Stutz - Membro Catedral
Escola - Saúde e Bem Estar - Artigo
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro

Rádio Rei dos Reis