Seguidores

Versículo do Momento

LEIA A BÍBLIA

quinta-feira, dezembro 30, 2010

FELIZ ANOVO! VIVA 2011!

O BLOG "REI DOS REIS"
DESEJA UM FELIZ ANO NOVO! VIVA O ANO DE 2011!!




















É O QUE DESEJA O BLOG "REI DOS REIS" PARA TODOS OS NOSSOS AMIGOS, VISITANTES, AUTORIDADES AMIGAS E INSTITUIÇÕES. QUE NOSSO DEUS ALTÍSSÍSSIMO ESTEJA ABENÇOANDO GRANDEMENTE A TODO POVO EVANGÉLICO NESTE IMENSO BRASIL!








rilvantz@gmail.com

www.reierei.blogspot.com







Igreja Presbiteriana do Brasil
Diác. Rilvan Stutz - Membro Catedral
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro

terça-feira, dezembro 28, 2010

ÚLTIMO ESTÁGIO DO SONO PERMITE A CONSOLIDAÇÃO DA MEMÓRIA

CUIDANDO DA SAÚDE






O último estágio do sono, o chamado REM, facilita o aprendizado ao priorizar a ativação de redes neurais - um conjunto de neurônios conectados funcionalmente - relacionadas à memória. “Durante o sono REM, você tem aumento na atividade de redes que são importantes para codificar informação útil, e as redes que não são importantes tem atividade diminuída”, explica Julien Braga Calais, pesquisador que desenvolveu o trabalho em sua dissertação de mestrado pelo Instituto de Psiquiatria (Ipq) da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP) pelo Instituto de Psicologia (IP), também da USP.

A sigla REM vem do inglês, e significa movimento rápido dos olhos, pois neste estágio do sono os olhos da pessoa se mexem. Além disso, no REM, que dura um curto período comparado aos outros estágios, há bastante atividade cerebral, similar ao estágio de vigília, estado em que se está acordado.

Esse estágio foi abordado na pesquisa de Calais, que fez experimentos com ratos em laboratório, para compreender o mecanismo de formação de memórias durante o sono. O pesquisador analisou a expressão de genes relacionados à consolidação da memória. Ele descobriu que, entre os genes ativados durante o REM, estão os chamados Ppp2r2d, Egr1 e Foz que potencializam a atividade celular e acionam proteínas que permitirão a memorização de uma informação por um longo período. Ao mesmo tempo, esses genes também diminuem a atuação de outras redes neurais, dando prioridade àquelas que operam no mecanismo de memorização.

Segundo Calais, uma das funções do sono é transmitir essas informações do hipocampo — região profunda do cérebro fundamental na memória — para o córtex, que é a camada mais externa do cérebro, responsável pelos movimentos do corpo e a realização de atividades intelectuais. “O que acontece é que, durante as primeiras fases da consolidação de memória, você tem uma estrutura principal relacionada, que no caso é o hipocampo. Mas, depois, o hipocampo passa a ser menos importante para o armazenamento daquelas informações e o córtex passa a ser fundamental para a memória de longa duração”, diz o pesquisador.

Experimento Para chegar às conclusões da pesquisa, Calais fez algumas séries de testes com vários ratos. O pesquisador selecionou ratos jovens criados em laboratório e os separou em dois principais grupos. Em um deles, os ratos eram colocados numa caixa convencional, onde eram mantidos por cinco dias sem alterações no ambiente.

No dia do experimento, eram colocados quatro objetos: um “ouriço” (cano de PVC com taxinhas), um “João-bobo” (bola grudada numa mola), um cano de PVC que dentro continha comida e uma escova de sapato que era dobrada para que as cerdas ficassem mais tempo em contato com o animal. “Pode-se ver que são quatro objetos diferentes, que nunca haviam sido expostos ao animal. Cada um desses objetos apresenta características facilmente distinguíveis pelo tato: uma mais pontuda e afiada, outra mais macia, uma bola que se movimentava dependendo do animal e o último que era a comida, um reforçador positivo muito importante para qualquer animal”, detalha o pesquisador.

Enquanto estava dormindo, a atividade cerebral do rato era analisada por meio de um eletrodo que fora anteriormente implantado no animal. Depois, o rato era sacrificado durante o sono para se retirar parte do seu tecido cerebral, com o qual Calais estudou os genes e a expressão deles no hipocampo e no córtex. Considerando que foram estudados três estágios, vigília, sono de ondas lentas — conhecidas como sono profundo — e sono REM, foram sacrificados ratos desse grupo para cada um dos estágios.

No outro grupo, os ratos também eram sacrificados em diferentes estágios, mas não eram expostos aos objetos. Esse grupo serviu de comparação ao outro para diferenciar a atividade cerebral de um animal durante o sono que passou por um ambiente enriquecido de informação de outro que não passou.

Os experimentos com os ratos foram realizados no Hospital Sírio-Libanês, em parceria com a Associação Alberto Santos Dummont para Apoio à Pesquisa. A pesquisa como um todo foi financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) e a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep).














www.reierei.blogspot.com






Igreja Presbiteriana do Brasil
Diác. Rilvan Stutz - Membro Catedral
Felipe M. Camargo - Fapesp.
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro

domingo, dezembro 26, 2010

SETENTA VEZES SETE

EDIFICAÇÃO





“Não te digo que até sete vezes, mas até setenta vezes sete.” Mateus. 18:21.
O perdão tem se tornado raro tem sumindo no “mercado da vida”, pioramos a cada momento. A distância fica cada vez maior do nosso próximo. O nosso coração balança incerto de hora a hora. A “dureza” do coração já nos acompanha por aonde vamos. Tem faltado a coragem, a humildade de pedir perdão e de perdoar.

Como pecadores, devemos reconhecer nossas fraquezas, precisamos tratar nossos semelhantes com igualdade e de forma digna. Isto não tem acontecido, infelizmente, pela dureza do coração. Sabemos que Jesus se entristece, pois nos tornamos cruéis por demais, em nossos duros comportamentos. Não temos sido verdadeiros em nossos relacionamentos. Viver o perdão é lei para os nossos corações e dignifica nossa conduta frente aos ensinamentos de Cristo.

Hoje, perdoar tem sido uma tarefa quase impossível! Cadê o meu amor? Precisamos refletir muito quanto ao “Eu”. Estou uma vergonha, sim! Estamos uma vergonha! Tenhamos a coragem de pensar e repensar, aceitar e mudar métodos. Sem Cristo em nosso viver, não podemos continuar assim “machucando”, fazendo sempre o que quero com as pessoas que estão ao meu redor.

Um momento de reflexão se torna necessário. O ensinamento de Cristo é pratico, rápido, sem fuga, isto é enfrentar de peito aberto minha conduta. Digamos: ir direto ao problema e não procurar “rodeios e desculpas incompetentes”.

Quando Pedro pergunta: “até quantas vezes devo perdoar meu irmão?” Jesus de forma amorosa e extensiva, como olhando para até o final da vida de Pedro diz: “Não te digo que até sete vezes, mas até setenta vezes sete” (Mateus 18-21). Pedro quis ser generoso, pois as tradições dos rabinos falavam até três vezes. A resposta de Jesus, tomando-se em consideração o que Pedro disse, significa que o espírito de perdão vai muito além dos mesquinhos cálculos humanos.

A parábola do credor sem compaixão ensina o motivo pelo qual deve-se perdoar sem limites. Nosso Pai celeste nos perdoou em vários momentos a ponto de nos conceder o dom gratuito da Salvação em Cristo sem olhar o passado de cada pessoa. Devemos reconhecer que o dever do perdão é o mínimo que podemos praticar a favor do meu próximo.

Devemos refletir e visualizar a bondade divina, que tem sido derramada em nosso viver, mas se não ajudarmos com nossas práticas, impedimos a ação do Espírito Santo. Pratiquemos com urgência o dom do perdão. É necessário que o perdão esteja em primeiro lugar em nossas vidas. Assim, estaremos sendo obedientes ao Pai Glorioso através do Filho.

Pratiquemos o perdão.








www.reierei.blogspot.com






Igreja Presbiteriana do Brasil
Por Diác. Rilvan Stutz - Membro Catedral

Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro

sábado, dezembro 25, 2010

SOCORRO! SOU SOLTEIRA E TENHO MEDO DE FICAR PARA TITIA

EDIFICAÇÃO







No Brasil existem mais mulheres do que homens. No censo de 2007 o IBGE constatou que para cada 100 mulheres existem 99,6 homens. Entre os evangélicos, apesar de não possuir dados concretos que possam confirmar as minhas suspeitas acredito que existam muito mais mulheres em nossas igrejas do que homens, o que se pode nitidamente perceber em nossos cultos onde a esmagadora maioria dos frequentadores é do sexo feminino.

Pois é, do Oiapoque ao Chuí é comum encontrarmos nas igrejas evangélicas moças cristãs, comprometidas com Deus, bonitas, inteligentes, bem sucedidas profissionalmente, independentes, com 30 ou mais de 30 anos e… SOLTEIRAS.

Isso não seria um problema se não fosse cada vez mais latente, nessas mulheres, a necessidade de se ter ao lado um companheiro, alguém com quem dividir a vida e as suas conquistas, ter filhos e constituir uma família. Essa necessidade é extremamente natural e com o passar dos anos a idade começa a se tornar um peso, deixando a necessidade ainda maior.

Para piorar a situação a pressão que a sociedade faz para que a mulher case é quase desumana. Devido a isso, não são poucas aquelas que vivem um verdadeiro "inferno" existencial.

No meu livro Namoro.com conto a história de uma moça de 25 anos de idade que por se sentir velha estava completamente desesperada para casar. Segundo ela, o tempo havia passado deixando-a para titia. Ora, vamos combinar uma coisa? Ficado para titia com 25 anos é uma verdadeira sandice não é verdade?

Prezado leitor, Salomão em sua sabedoria afirmou com toda propriedade que existe um tempo determinado para todas as coisas. Existe tempo de abraçar e tempo para deixar de abraçar. Em outras palavras, ele está a nos dizer de que existem momentos da vida em que a solidão torna-se necessária.

Diante do exposto gostaria de aconselhar as moças a não se exasperarem, mas a confiar no Senhor e esperar o tempo e a pessoa certa para entrar no casamento. Agindo assim e não cedendo as pressões da sociedade com certeza experimentarão momentos ricos e abençoadores na presença do Senhor. Pense nisso!









www.reierei.blogspot.com







Igreja Presbiteriana do Brasil

Diác. Rilvan Stutz - Membro Catedral
Renato Vargem - Do Púlpito - Artigo
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro

O SEMPRE FALSO NATAL!

EDIFICAÇÃO






É tristemente sabido que em algumas famílias o que se presencia é uma falsa mesa de comunhão natalina. Os familiares vão chegando perto da meia noite de hoje, 24/12 e vão "beliscando","bebericando" acolá, e a boca fica bem ocupada, sabe para que? A fim de se evitar tempo livre para se conversar. Falta á boa e saudável conversação na mesa natalina! Os familiares pouco se conhecem, poucos conversam e poucos se amam! Interessante um texto que li há muito tempo atrás de Rubem Alves em que ele dizia: que os casais precisam estar dispostos a passar a vida inteira conversando!

Já não se conversa mais hoje em dia... Tudo é instantâneo e virtual... As pessoas teclam superficialmente seus computadores, em suas "mensagens" da vida, mas não conversam profundamente sobre as suas almas... Até mesmo alguns pastores não se colocam mais para ouvir as lamúrias de suas ovelhas... Apenas importam sermões de auto-ajuda e manipulação psicológica espiritual! É o fim da conversa. É a falência do diálogo gracioso do dar sem esperar receber, do render-se ao amor desinteressado e impactante!

Espero que neste Natal seja um tempo de muita conversa... Isso mesmo, nas rodas de parentes, "conversemos sobre o nascimento do Pequenino e futuro Mestre! ", falemos da necessidade da divulgação do Evangelho, falemos de Amor, o puro amor “que toca o fundo de nossas alma!”, deixemos e lado as futilidades, amenidades. ENFIM, NESTA MESA ALEGRE COM CERTEZA, falemos sobre temas ligados à vida cristã, solidariedade, abnegação, investimentos sociais, testemunhos de conversão, enfim.... Como diria Fernando Pessoa "tudo vale a pena quando a alma não é pequena".

Só não use o espaço sagrado da conversação familiar para se dedicar às críticas desmedidas a respeito de sua igreja, pastor, líder de ministério, patrão, pais e outras autoridades constituídas por Deus à sua vida... Isso não é conversa, é fofoca, e é do Diabo! Cuidado com as más conversações que corrompem os bons costumes, como diz a Palavra de Deus! (I Coríntios 15.33).

Ah! Eu estou em casa, sozinho, sei que tudo é providencia do Mestre, me fez aproveitar estes minutos a mais da vida, que seriam jogados em festas que nada somam com toda certeza.

Neste momento, doze horas do dia vinte e quatro de 2010. Desejo que comemoremos o nascimento e a alegria de termos um Grande Mestre, mesmo que não seja o dia de hoje o de seu nascimento, mas sabemos nasceu um “SALVADOR ETERNO, JESUS CRISTO, NOSSO ADVOGADO JUNTO AO PAI E NOSSO SALVADOR ETERNO” Amém.











www.reierei.blogspot.com







Igreja Presbiteriana do Brasil
Diác. Rilvan Stutz - Adaptação de Texto
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro

quinta-feira, dezembro 23, 2010

O PRÍNCIPE DA PAZ




BLOG REIS DOS REIS

O Blog “Rei dos Reis”, não poderia deixar passar em branco este dia 25 de Dezembro, lembrado como o dia do nascimento de nosso Redentor Jesus Cristo. Desta forma desejamos que comemorasse o “NASCIMENTO DE JESUS!” Natal, que fique para os comerciantes, estes dias que antecederam o 25 de Dezembro, são lembranças de fartos dias de lucros para o Mundo Secular!

Que o nosso 25 de Dezembro seja tão somente para exaltar Aquele que veio para Salvar! Este são os votos de um feliz dia muito especial para a humanidade! O Salvador Jesus!


Jesus nasceu, foi crucificado por mim! Ressuscitou para deixar oferta de vida diferente e eterna, isto para todos os homens! Ele vive! Ele está entre nós, basta aceita-lo!


A Palavra do Senhor diz assim: Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; o governo está sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz. Isaías: 9. 6. Desde o Velho Testamento o Salvador foi anunciado como uma solução par o mundo. Uma solução de todos aqueles que crêem em Sua Oferta! Jesus é o Seu nome, aceite-o como um nove caminho para a sua vida.

Neste 25 de Dezembro, se comemoram o dia do Seu nascimento! Seja certo ou não, mas aproveitemos para corrigir e dar ênfase ao “NASCIMENTO DO SALVADOR JESUS CRISTO!”. Que o mundo saiba que o dito “Papai Noel! Não existe! É criação dos homens! Ignoremos e oremos! Vamos redirecionar as opiniões erradas sobre este evento!

O Senhor Jesus Cristo é o salvador dos homens! Amém.

Blog “Rei dos Reis”. www.reierei.blogspot.com
Diác. Rilvan Stutz










Igreja Presbiteriana do Brasil

Diác. Rilvan Stutz - Membro Catedral
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro

quarta-feira, dezembro 22, 2010

MAIS QUE VENCEDORES

EDIFICAÇÃO



Estou plenamente certo de que aquele que começou boa obra em vós há de completá-la até o dia de Cristo Jesus.

Dou graças a Deus por tudo que recordo de vós! Queridos Irmãos muito nos emociona, quando nos lembramos do Apóstolo Paulo na carta aos Filipenses. O Apostolo trata aquele povo com um carinho de forma muito especial, parece que fala para um só grupo de amigos a quem ele amava profundamente.

A nota dominante dessa breve carta é a “alegria!”. Isso ainda é mais notável em vista do fato de que Paulo escrevia quando estava aprisionado. As notas gêmeas da humildade e da preocupação pelos outros também são bem evidentes. Em vista daquilo que Cristo fez, não há espaço para o orgulho na vida do filho de Deus. Em face do grande exemplo de Cristo, Seus seguidores não ousam ser “egoístas!”.

Atualmente é quase universalmente aceita como carta que saiu das mãos do próprio Apóstolo Paulo, foi escrita da prisão. Possivelmente da Cidade de Roma. Permita os Irmãos, a emoção, me leva a ler o início da carta ao Povo de Filipenses; “Dou graças a Deus por tudo que recordo de vós”. Quando intitulo esta matéria “Mais Que Vencedores”, percebemos na alegria do Apóstolo, ele notava, que ali trabalhava um Povo fiel, “mais que vencedor”, voltado para o evangelho de Cristo.

O Apóstolo confiava naquele Povo, sabia que podia confiar nos seus! O Apóstolo sabia que convivia com um Povo voltado para a obra Cristo. Destacamos que o Apóstolo Paulo foi o mais assemelhado a Jesus. Cristo! Simples, amoroso, incansável e de fé inabalável! “CUPRIU SUA MISSÃO TÃO DOLOROSA!”. SAUDADE! Esta o Apóstolo destaca com muita alegria no coração! Convido os Irmãos a compartilhar na leitura dos versículos sétimo e oitavo, lemos com a alegria como Paulo espelhava sua missão.

Diz assim: Aliás, é justo que eu assim pense de todos vós, porque vos trago no coração, seja nas minhas algemas, seja na defesa e confirmação do Evangelho, pois todos são participantes da graça comigo. Pois minha testemunha é Deus, da “saudade” que tenho de todos vós, na terna misericórdia de Cristo Jesus! No versículo quinto o Apóstolo fala; pela vossa cooperação no Evangelho, desde o primeiro dia até aquele momento. Aqui pode significar “generosidade”. É uma palavra chave da epístola.

A idéia é “que alguém tenha tido grande participação não revelada”. Note, do v.1 ao 7 versículo, onde Paulo e os Filipenses compartilham uma união tanto em sofrimentos como também na graça.

Lemos adiante, que a situação do Apóstolo contribuiu para o progresso do Evangelho. O Apóstolo fala no v.14, a maioria dos Irmãos estimulados no Senhor por minhas algemas, ousa falar com mais desassombro a Palavra de Deus.

Ainda diz assim no v.15, Alguns efetivamente proclamam a Cristo por inveja e porfia; outros, porém, o fazem de boa vontade.

Dois grupos pregavam o Evangelho, um motivado por amor e outro por rivalidade querendo assim suscitar tribulação. A despeito da má intenção, a verdadeira mensagem era divulgada.

A segurança do Apóstolo no que diz respeito à pregação do Evangelho era tanta, que jamais mostrou fraqueza ou tristeza em Filipos.

É importante observamos que Paulo faz breves e agudas advertências a respeito destes indivíduos que já haviam provocado grandes dificuldades ao Apóstolo em outros lugares.

Desta forma o comportamento dos seus sempre causou alegria ao Apóstolo Paulo que fala maravilhosamente da Palavra divina de Deus no versículo v.18. Sua fé era tanta, que fala mostrando uma tranqüilidade “impar”.

Diz o Apóstolo Paulo: Todavia que importa? Uma vez que Cristo de qualquer modo, está sendo pregado, quer por pretexto, quer por verdade, também com isto me regozijo, assim, sempre me regozijarei.

Irmãos, quando Paulo profere a Palavra “regozijo” é a nota chave da epístola. Diz ainda, “a unidade está na luta!“. O Apóstolo conclui; “Vivei, acima de tudo, por modo digno do Evangelho de Cristo. (P.a).

O Evangelho. É uma outra palavra chave da epístola. Observemos, que a exceção feita a esta passagem, todas as outras se referem ao ministério de Evangelização confiado às mãos de Paulo.

O bom estado do coração vence o mundo exterior. A vivendo de modo digno do Evangelho. Como? Firmes, unidos no Espírito, lutando pelo Evangelho, não intimidados e fortalecidos pela Graça e comunhão com Cristo.

Assim Irmão! “SEREMOS MAIS QUE VENCEDORES, SEREMOS VERDADEIROS SERVOS DE CRISTO PELA SALVAÇÃO!”. “CRISTO É O MAIOR EXEMPLO PARA HUMILDADE, AUTONEGAÇÃO E AMOR”.

Sejamos verdadeiros vencedores, incansável, exemplar, comece a boa obra que sabemos há em vos! Com nosso bom propósito aguardemos a Volta do Salvador nosso Senhor Jesus Cristo. Amém.







Envie esta página para os seus amigos!






Rei dos Reis - www.reierei.blogspot.com

Deixe Sua Opinião, seu recado!








Igreja Presbiteriana do Brasil
Por Diác. Rilvan Stutz - Membro Catedral
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro

Rádio Rei dos Reis