Seguidores

Versículo do Momento

LEIA A BÍBLIA

quinta-feira, dezembro 10, 2009

O PRINCÍPIO DA DIALÉTICA EVOLUTIVA

NOTÍCIAS PELO MUNDO



Na sociedade, é muito comum, quando erramos, vários indivíduos se prontificarem a nos apontar e destacar nossas falhas. Mas, quando fazemos algo positivamente relevante, raras são as pessoas que consideram e nos elogiam por tal, lhe atribuindo algum mérito.
=
Existem aqueles que vivem tentando encobertar os seus erros, talvez por medo de ser reprimido. E aqueles que erram e assumem uma nova postura, buscando se auto-superarem e se redimirem. Atitude não obstante, porém admirável.
=
Muitos se apóiam naquele ditado que diz: “Errar é humano”; mas vejo-o mais como um paradigma, não querendo ser perfeccionista. Mas, afinal, o perfeccionismo é defeito ou qualidade? Como diria um Filósofo: “Tudo é muito relativo, diante das possibilidades”. Por que um erro ocasional causa mais impacto do que uma virtude?
=
A exemplo disso temos aquelas pessoas, muitas das vezes consideradas um modelo perfeito para a sociedade, em todos os sentidos, e quando cometem um deslize, são “pregadas para Cristo”. Há erros que são admissíveis, e a nossa eterna falta de bom senso, pode nos custar muito caro. Afinal, somos seres humanos em busca da perfeição, e não em pleno gozo dela. Devemos construir nossas bases em cima das virtudes, e também considerar o aspecto positivo dos erros, que é o aprendizado. A essência do ser humano está em sua integridade e em seu caráter, na maneira como encara as situações e suas atitudes diante delas. Onde podemos perceber os reflexos de suas intenções. Seus valores definem que tipo de solidariedade predomina na sociedade em que está inserido.
=
As condições são como leis coercitivas que lhes impões determinadas regras, fazendo com que se adaptem a elas. E muitas das vezes se contrastam com as suas mudanças, criando barreiras e preconceitos, fazendo com que analisemos e reformulemos nossos conceitos. Este é o princípio da evolução, consciente e gradativa. Criando a partir de idéias antagônicas, sentimentos comuns, com o intuito de tornar tolerável e possível a convivência, mesmo diante de posições diferentes.
=
O erro é o ponto de partida do mecanismo da dialética da tentativa, é através dele que encontramos estímulos para partir para o acerto, ou continuar na busca constante de se aproximar o máximo possível dele. Não devemos descartar nenhuma hipótese na jornada da vida, devemos procurar aprender em todas as situações vivenciadas, procurando aproveitar o máximo de tudo que possa lhe oferecer algo de proveitoso e de bom. Tolerar os erros dos outros, buscando superar os nossos. Colocando a vida como dom supremo e respeitando as diferenças, somente assim alcançaremos a plenitude da existência, na supremacia de desfrutar intensamente do que ela pode nos proporcionar.




Holdings,Tel - Aviv - Jafra - Israel
Diác. Rilvan Stutz - Membro Shvoong
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro

Rádio Rei dos Reis