Seguidores

Versículo do Momento

LEIA A BÍBLIA

domingo, janeiro 27, 2013

O QUE SÃO DOENÇAS INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS?

                  MENSAGEM
 







Infecção é a penetração, multiplicação e / ou desenvolvimento de um agente infeccioso em determinado hospedeiro; doença infecciosa são as consequências das lesões causadas pelo agente e pela resposta do hospedeiro manifestada por sintomas e sinais e por alterações fisiológicas, bioquímicas e histopatológicas.
 
Quando o agente infeccioso penetra, multiplica-se ou desenvolve-se no hospedeiro, sem causa danos nem manifestações clínicas, considera-se a infecção subclínica, inaparente ou assintomática. 

Outras vezes, porém, por ação mecânica, por toxinas, por reação inflamatória ou hipersensibilidade ocorre o conflito parasito-hospedeiro, com destruição tissular e manifestações clínicas e patológicas, caracterizando a doença infecciosa.

As doenças infecciosas e parasitárias podem ser causadas pelos seguintes mecanismos: invasão e destruição dos tecidos por ação mecânica, por reação inflamatória ou por ação de substâncias líticas (lisinas); ação de toxinas específicas, elaboradas pelos germes infectantes ou parasitos, capazes de causar danos locais e / ou à distância nas células dos hospedeiros; indução de reação de hipersensibilidade com resposta imune do hospedeiro capaz de produzir lesões em suas próprias células e tecidos.

Qualquer paciente com suspeita de uma doença infecciosa ou parasitária deve ser investigado quanto a evidências clínicas, epidemiológicas e laboratoriais. 


Os principais sintomas e sinais das doenças infecciosas e parasitárias são febre, cefaléia, adinamia, cansaço, sensação de mal-estar indefinido, sonolência, corrimento nasal, lacrimejamento, dor de garganta, tosse, dor torácica e abdominal, estertores pulmonares e sopros cardíacos, dor abdominal, diarréia, náuseas e vômitos, icterícia, disúria, rash cutâneo, presença de gânglios palpáveis, hepatomegalia, esplenomegalia, rigidez de nuca, convulsões e coma. 



 


Holdings - Tel Aviv - Jafra - Israel
O Blog - " Serviço do Senhor "
Diác. Rilvan Stutz "O Servo com Crsito "
Pr. Abinadabe Coelho - Pereira Barreto -SP.
HTTP: WWW.BVSDIP.ICICT.FIOCRUZ.BR
 
 

terça-feira, janeiro 22, 2013

SOU CRENTE E SOFRO DE DEPRESSÃO

         EDIFICAÇÃO

      




Carta
É a primeira vez que lhe escrevo, perdoe-me, mas por ver como o senhor recebe correspondências em grande número nunca acreditei que teria resposta se um dia lhe escrevesse, mas agora minha situação ficou muito dura para que pudesse resistir, então resolvi escrever-lhe. Sei como é difícil responder a todos, mas peço, imploro, por favor, ajude-me, o senhor é uma ultima tentativa de buscar uma ajuda, pois não sei mais o que fazer. Sei que o texto é longo e que o senhor não dispõe de tempo, mas pelo amor de Deus considere este e-mail, preciso só de alguns esclarecimentos, de uma palavra amiga ou sei lá o que, preciso de ajuda, ajuda que possa me mostrar uma luz em meio às trevas.
=
Sei que este será mais um e-mail falando de depressão, sei que talvez até lhe falte paciência pra responder mais uma vez, mas leia minha História e ajude-me, por favor.

Minha namorada era alguém que eu desejava muito me casar, mas nos últimos meses não estávamos mais nos entendendo e sabe por quê? Tudo por causa da desgraça da depressão, não dormia mais, não comia e isso gerava problemas que nem eu sei de onde vieram. Depois que fiquei sozinho sem ela, minha depressão aumentou, não sei se crônica, mas fiquei muito mal, não comia, não dormia, cheguei a ficar três noites sem dormir, não me cuidava mais, não tomava banho, não suportava nem mesmo ver a luz do sol, não saia do quarto e é exatamente desta forma que estou vivendo hoje.

Hoje, estou desempregado e prestes a ser despejado de meu aluguel, pois não tenho condições de pagar os cinco meses atrasados, se isso acontecer irá morar na rua, pois não tenho pra onde ir.

Sei que o senhor irá dizer que o que falta é uma atitude, é isso que as pessoas que amo fazem comigo, pessoas que eu achei que ficariam do meu lado hoje dizem que eu não tenho ideia, que sofro porque quero não trabalho porque não quero, mas como posso lutar por mim mesmo se o que mais desejo é morrer? Como posso sair disso se o que mais quero é nunca ter existido? Até mesmo a pessoa com quem sonho em casar-me diz não entender como eu, um jovem com saúde não pode tomar uma atitude. Porque as pessoas agem assim pastor? Porque julgam tanto uma pessoa com depressão?

Estou desesperado, com uma angustia que não acaba que não quer ir embora, não vejo sentido em nada mais, penso que sou um desgraçado, um miserável, parece uma idiotice o que vou falar, mas eu estou chateado, triste com Deus, sei que talvez isso seja culpa minha, mas eu nunca quis ficar doente assim, nunca quis ter essa porcaria de doença, nunca quis ter uma vida de sofrimento, nunca quis ser um nada. Então como pode ser minha culpa? Não tenho ninguém, e não sou um que fica esperando as pessoas gravitarem ao meu redor para me ajudarem, sou um que sofre sem saber por quê. Que sofre querendo morrer.

Por que, pastor sofro assim? Sempre fui fiel a Deus, quando pecava ficava triste por ter decepcionado o Senhor, sou Cristão há 10 anos a não sei mais o que fazer de minha vida. Não tenho amigos, não tenho com quem conversar não tenho mais nada, estou falido e sem rumo. Não posso voltar pra XXX porque infelizmente o relacionamento com minhas tias de parte de mãe nunca foram próximos, nem bons, e com a família de meu pai não sei onde estão, pois eles sumirão logo quando meu pai morreu há 16 anos.

Quero morrer, mesmo sabendo que isso vai me condenar eternamente, mas não sei mais o que fazer, hoje é 06.05.2012 e eu não como nada há três dias. Já procurei minha igreja e me disseram que iam me ajudar, mas até hoje nunca tive resposta, mesmo tendo os procurado por duas vezes, isso já faz três meses, me disseram que não poderiam me ajudar muito porque estão reformando o templo, é um evangelho desgraçado que vivem que é mais importante reformar umas paredes que cuidar de pessoas, isso me deixa decepcionado.

Por favor, me ajude, sei que este texto longo deve ter deixado senhor com o cabelo em pé de tanta raiva por conta de sua falta de tempo, mas eu precisava dizer um pouco de tudo o que me faz sofrer, estou cansado de sofrer e não sei mais o que fazer, sei que seria um covarde em suicidar, mas como posso viver vegetando? Sem prazer, sem alegria sem nada? Tenho um amigo, ou achei que tinha, ele é pastor, fui conversar com ele procurando desabafar e o que ele me disse é que eu teria que tomar uma atitude porque é inaceitável um jovem como eu ficar sem querer nem sair de casa, fui grosso com ele, disse que desejo a ele tudo do que passo em dobro em sua vida, apenas para que ele saiba o que estou passando. Sei que estou errado, mas sentimentos ruins estão entrando em meu coração e me deixando cada vez mais mal.

Ajude-me, não sei o que fazer mais, não estou lhe pedindo dinheiro, me ajude com algum conselho, um fôlego ou sei lá o que.

Obrigado por ler meu e-mail e desculpe os erros e o texto grande.


Resposta do Pr. Denilson Torres
Querido irmão,
Não há porque se sentir como incomodo aqui. Nós existimos exatamente porque Deus nos chamou para trabalharmos com pessoas que, de outro modo, não teriam como encontrar resposta Dele para suas lutas e angustias. Efetivamente temos muitas cartas para responder, mas assim que li sua carta Deus colocou em meu coração que deveria respondê-la prioritariamente. Receba esta mensagem como expressão do amor de Deus por você e de como Ele se preocupa e cuida de sua vida.

A depressão é sem dúvida uma das mais comuns e incompreendidas enfermidades que pode acometer o ser humano. Exatamente porque não há nada visual que possa identificá-la. A pessoa que sofre da depressão aparentemente está bem e as demais pessoas não conseguem entender que a dor causada pela enfermidade é tão real quanto qualquer outra dor que se possa imaginar, e ás vezes é até maior.

Assim, o enfermo termina recebendo muito mais palavras de crítica e condenação que abrigo, o que normalmente agrava ainda mais o estado, pois ela própria muitas vezes não consegue identificar o porquê da tristeza e do desânimo que a está tomando.

Depressão é enfermidade de alma, mas também é enfermidade física. Nós seres humanos somos seres totais, não somos compartimentos divididos em corpo, alma e espírito. Somos tudo junto: corpo alma espírito e este conjunto interagem em si. Uma enfermidade de alma afeta o corpo e vice-versa.

No caso da depressão, ela é uma enfermidade de alma que afeta o corpo físico. Deste modo a química cerebral é desequilibrada o que faz com que a pessoa tenha enormes dificuldades em seu dia-a-dia para ter uma vida produtiva. É exatamente como qualquer outra enfermidade física.

Assim, não adianta tratar do corpo se não tratar da alma, nem tratar a alma se não cuidar do corpo.

Infelizmente, no meio evangélico criou-se a ideia de que a depressão é apenas enfermidade de alma e que o crente não pode ficar deprimido, pois tal coisa demonstra falta de fé. Gente que quando têm dor de cabeça toma aspirina sem nenhum sentimento de culpa, hipertensos que usam constantemente captopril, diabéticos que não abrem mão da insulina, míopes que não dão um passo sem os óculos, mas condenam pessoas que tomam remédios para combater a depressão.

“Meu psicólogo é Jesus” – Afirmam – Mas quando têm seus próprios problemas de saúde, sabem muito bem buscar o auxílio do especialista humano. A questão da depressão é mais uma denúncia de como sabemos ser misericordiosos conosco e críticos com os outros.

A forma de encontrar tratamento e cura para a depressão é atacar nas duas vertentes. É trabalhar para a cura da alma e buscar tratamento para a cura do físico. O Fruto do Espírito é espaço para a cura da alma e certamente só por ter escrito para nós já representou alívio para você, pois há unção de Deus aqui para trabalhar esta dimensão. Escreva-me sempre, deixe o Espírito tratar de sua alma trazendo quietude e paz.

À medida que for caminhando busque também tratamento físico com um psiquiatra ou psicólogo. São profissionais que poderão lhe receitar tratamento adequado.

Este é o verdadeiro caminho da cura.

Conte sempre conosco.

“Receba minhas orações e profetizo bênção e cura de Deus em sua vida”.

 




Holdings - Tel Aviv - Jafra - Israel
O Blog - " A Serviço do Senhor "
Diác. Rilvan Stutz " O Servo com Cristo"
Pr. Denilson Torres - Fruto do Espírito

 

domingo, janeiro 20, 2013

OS ESCOLHIDOS


             EDIFICAÇÃO
 







Desde menino me perguntava sobre a tal “Salvação”, bem mais velho entendi os ensinamentos do Senhor e “Seus Escolhidos”, dei o passo a frente, hoje conheço Meu Pai Criador e Seu Filho Amado. Hoje sei por que fui escolhido, hoje conheço a graça redentora que o Mundo rejeita em sua maioria. Hoje sou feliz, pois a graça Do Pai me  ‘Abraçou!”.


Não por méritos pessoais, pois todos somos pecadores, e, destituídos fomos da glória de Deus, desde o Éden, onde, também, foi anunciada a divina promessa salvadora de toda criatura de Deus Pai.


Todos nós que já aceitamos a “salvação” e como criação de Deus, fomos por ele escolhidos e abençoados, sim, passamos a conhecer com clareza, a verdade sobre a libertação, pois o efeito da Graça, minha Salvação se confronta selada e confirmada pelas Escrituras Sagradas, pela atuação divina. Hoje, graças  a Deus, podemos dizer  que entendemos  o verdadeiro milagre da salvação.

 Grandes maiorias dos homens estão errando o “alvo da salvação”, muitos insistem em pagar um preço por ela... Como por exemplo, através de boas obras ou de caridades, através de reencarnações, através do cumprimento de promessas, do cumprimento de leis, através de sacrifícios, e assim com procedimentos enganosos, conforme o seu querer se enganam, ficamos tristes e rogamos por todos eles em oração.


Tudo que afirmo até aqui, não conduz, em hipótese alguma, a criatura humana a salvação, simplesmente porque, aprouve a Deus, nosso Pai, ter estabelecido que a salvação seja de graça: "Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie".



Após o fiel cumprimento da promessa de Deus Pai, no Jardim do Éden...  O Senhor determinou se referindo na promessa, o qual esmagaria a cabeça da serpente... Sim, a ordem do seu Filho Jesus Cristo foi anunciada a todas as Nações. Jesus ordenou: "Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura”. “Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado".



NA PRISÃO COM O APÓSTOLO PAULO


Temos como testemunho Bíblico, nosso grande Apóstolo Paulo, quando em certo tempo na prisão, nunca negou sua missão, procurou ser “quase perfeito junto a Cristo”.  Sua regra de pregar era sua “fidelidade ao Mestre”, o “Ide”. Naquele momento, preso, mesmo assim não se limitou.



O Apóstolo respondendo ao carcereiro em certo momento, o impressionou com o que viu, ouviu e sentiu no cárcere, em virtude dos acontecimentos sobrenaturais, como o tremer de todo o cárcere o destrancar de portas e cadeados, todos ali sentiram o “Poder do Deus Vivo”. Este “fato” abalou a todos que ali estavam atordoados  perguntavam: “Senhor o que é necessário que eu faça para me salvar?"  Tendo ouvido a seguinte resposta: "Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo tu e a tua casa."  Só Jesus Cristo salva!


O principal objetivo deste tópico é fortalecer a fé no que a Bíblia diz acerca de Jesus Cristo, e enfatizar o que Ele realmente representa na nossa vida.



Jesus como homem sentiu as dores do sofrimento humano, e como Deus pode suprir todas as nossas necessidades. O Senhor Jesus Cristo é divisor de águas de nossas vidas e da história, o único cuja história afeta a vida humana. Ninguém pode ficar alheio á sua vida e obra. É o nosso modelo em tudo, a Bíblia diz que em tudo foi perfeito, é nele que devemos nos inspirar.



Não existe argumento convincente para não crer em Jesus. Ele continua vivo e tem todo o poder no céu e na terra. A grandeza do nome de Jesus pode ser visto na Bíblia, na história, nas artes, no nosso dia a dia e principalmente no testemunho pessoal de seus seguidores. Mesmo sob perseguições esse nome atravessou os séculos e com a arma do amor fundou o maior império da história e o único que não será destruído.


Se você ainda não aceitou ao Senhor Jesus como seu Salvador, faça-o agora mesmo, confessando a Ele os seus pecados, e tenha uma vida renovada na presença de Deus. Veja o conselho Bíblico:

“Porque, se com tua boca confessares a Jesus como Senhor, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, será salvo" (Romanos 10:9).







Holdings - Tel Aviv - Jafra - Israel
O Blog - " A Serviço do Senhor "
Por Diác. Rilvan Stutz "O Servo com Cristo"
X
 


 

terça-feira, janeiro 15, 2013

SONHOS

             EDIFICAÇÃO

         








É possível afirmar com plena convicção que não há sequer um ser humano que viva sobre a face da Terra sem cultivar algum sonho em seu coração. Esta é uma afirmação irrefutável: Todos nós temos sonhos! Claro, há diferentes dimensões e maneiras para se classificar sonhos, mas isso não muda o fato de que os temos e sempre os teremos. Há quem tenha sonhos grandiosos, quase devaneios, outros têm sonhos mais simplórios, e há, até mesmo, aqueles que supostamente já desistiram de sonhar. O tamanho dos sonhos que podemos gerar em nosso coração está intimamente ligado às percepções do mundo que fomos submetidos durante o período de formação da nossa personalidade.



Quero, na verdade, falar sobre sonhos no sentido de projetos de vida, anseios de alma que nutrimos, muitas vezes, por toda nossa existência consciente, mas que, quem sabe, ainda não tenhamos alcançado. Durante a nossa jornada neste mundo é inevitável pensarmos, muitas vezes, que talvez jamais consigamos alcançar nossos sonhos. Quando nos sobrevêm estes pensamentos, é comum refletirmos sobre a viabilidade daquilo que traçamos como ideal de vida e, não raro, abandonamos nossos projetos por julgá-los grandes demais pra nós, assim como fazemos com a vaga na fila do caixa que demora mais do que nossa paciência nos permite perseverar.



Segundo a psicologia moderna, os primeiros anos de vida de uma pessoa são decisivos para a gênese de sua futura personalidade. Quando ainda éramos bem pequenos, mesmo que não tivéssemos ciência disto, éramos como pequenas esponjinhas absorvendo e armazenando todas as informações que recebíamos do mundo externo para, mais tarde, novamente externarmos tudo aquilo que formou em nós uma maneira de ver e lidar com o mundo e, claro, de lidar com o mundo que não vemos. Só parafraseando, é exatamente por isso que ouvimos tantas pessoas afirmar que não crê na existência de Deus, mesmo não possuindo nenhum argumento que defenda sua tese, pois, possivelmente, elas foram submetidas ao ceticismo por seus educadores quando sua personalidade ainda estava em formação.



A verdade é que Deus só pode fazer grandes planos se eles envolverem pessoas que tenham estrutura para sonhar grandes sonhos, mas isso não é fácil de encontrar. Ele escolheu a nós, criação Sua, para sermos a executiva de Seus planos aqui neste mundo físico. Como diz a Bíblia, é impossível uma videira dar figos ou uma figueira dar olivas, por isso também é impossível alguém que não tem grandes perspectivas de vida alcançar grandes posições na vida. É esta condição interior do ser humano que define o campo de ação de Deus em sua vida.



Para entendermos a magnitude dessa realidade aos olhos de Deus e à luz da Bíblia, usaremos um dos maiores exemplos históricos do que é ser alguém que não viu e não impôs limites para sonha-lo de Deus na vida do homem. Este alguém é José, filho Jacó.



O versículo 3 do capítulo 37 do livro de Gênesis, nos mostra de onde veio o fundamento, a base sólida do caráter visionário de José: “E Jacó amava a José mais do que a todos os seus filhos, porque era filho da sua velhice”. A Palavra de Deus mostra que José foi concebido e criado com muito amor. O amor e a aceitação dos pais são o alicerce para a construção de uma auto imanem sadia. Portanto, este versículo 3 é a prova de que a psicologia moderna é correta ao afirmar que o caráter e a visão de mundo de um indivíduo são determinados por seus tutores, ainda nos primeiros anos de vida.



A base de amor incondicional e fé dada a José por seus pais permitiu a Deus sonhar grandes sonhos em sua vida, desde que ele era um garoto. A Bíblia nos conta em Gênesis 37:5 que, quando ainda era muito jovem, certa noite José teve um sonho. Ao acordar, perplexo e ignorante sobre seu significado, cometeu o primeiro erro que jamais devemos cometer com nossos sonhos: contou para toda a sua família o que tinha sonhado. A Bíblia relata em Gênesis 37:8 que seus irmãos, que já nutriam certo desafeto por ele ser o predileto de seu pai (37:4), foram tomados pela inveja e insegurança que o significado daquele sonho pudesse representar. Este é o erro mais básico e imaturo que jamais devemos cometer! Se quisermos trazer nossos sonhos à realidade algum dia, temos que aprender este primeiro princípio: Devemos guardá-los SEMPRE só para nós mesmos.



José não sabia deste importante princípio por talvez não ter tido ninguém que o ensinasse, ou nenhum caso precedente que o admoestasse a respeito. Fato é que nós, hoje, temos este ensinamento com a vida do próprio José, que pagou um altíssimo preço por causa deste erro capital. Como se não bastasse, José persistiu nesse erro.



O garoto sonhador (como era chamado por seus irmãos) teve então um segundo sonho, relatado em Gênesis 37:9-11. Mesmo que José não entendesse o significado, Deus já mostrava que tinha algo grandioso escrito para sua vida. Ele podia não entender, mas certamente sentem que aqueles não eram sonhos convencionais e sem importância como os tantos outros que já havia tido. Justamente por isso, em sua lúdica inocência foi procurar esclarecimento com aqueles que, supostamente, o amavam: seus próprios irmãos. O resultado de seu inocente ato? Ser lançado em uma cova e ser vendido como escravo por seus próprios irmãos! Aqui aprendemos nosso importante segundo princípio: Muitas vezes nossos maiores inimigos estão dentro da nossa própria casa!



Quantas vezes somos surpreendido por aquele parente que tanto estimamos falando mal por nossas costas? Ou aquele colega de trabalho que achávamos uma pessoa bacana, fazendo intriga com nosso chefe pra tentar tomar nosso lugar? Ou pior, mas infelizmente mais ainda comum aquele irmãozinho “benção” da igreja que tenta malignamente nos difamar só pra sermos afastados do ministério e, então, ele tenha o caminho livre pra ser “consagrado” em nosso lugar?



Em todos os casos citados acima vemos os irmãos de José que podemos ter em nossa vida. Justamente por isso, somos obrigados a não esquecer jamais este segundo princípio, pois na maioria das vezes não temos como saber quem, dos que estão a nossa volta, é Ruben e quem é Judá.



Entre o capítulo 37 e 40 de Gênesis vemos que a história da vida de José foi de profundo sofrimento e injustiça, mas não de amargura e desilusão. Vemos um jovem traído, humilhado, vilipendiado, injustiçado e difamado, mas jamais vimos um José amargurado, violento, maldizente e desiludido. Deus tinha grandíssimos sonhos com a vida daquele rapaz e que, por sua vez, não deixara de crer e sonhar que sua sorte iria mudar mesmo, passando por tudo o que passou. Aqui aprendemos nosso, não menos importante, terceiro e último princípio: Quem tiver grandes sonhos para realizar, se prepare para enfrentar grandes batalhas sem retroceder!



De onde vinha a força de José para continuar lutando? Como ele conseguia não murmurar diante de toda a sua desgraça? Em que esse jovem se agarrava pra não perder a fé de que Deus ainda olhava por ele? Quantos de nós suportaríamos um décimo do que suportou José sem sequer abrir a boca pra questionar a Deus o porquê de tudo aquilo? A diferença entre a vida José e a de muitos de nós é, justamente, a semente que foi plantada durante a constituição de seu caráter ou de sua fé, aquilo que tiver ocorrido primeiro.



A vida deste homem é realmente intrigante. Ainda muito jovem, foi lançado fora como um saco de roupas velhas que sua própria parentela não queria mais. Foi vendido como escravo a um povo e uma terra muito distantes da sua. Por ter aprendido a não abrir mão de seus sonhos, agiu como um nobre, sofrendo injustiças sem ousar defender-se a si mesmo. De um momento a outro, sem sequer imaginar, foi elevado ao trono, ao segundo posto mais alto da nação onde servia como escravo!



O Senhor Jesus nos disse que para entrarmos no Reino dos Céus deveríamos ser como crianças. Sabe o que Ele quis dizer com isso? Crianças têm a faculdade de aprender o que queira a vontade de seu educador. Crianças não sabem o que é desilusão. Crianças desconhecem limites para sonhar. Crianças têm fé e não duvidam que coisa alguma seja possível.



Você tem algum grande sonho em sua vida e acha impossível alcançar? Lembre-se sempre de José! Caso ache um exemplo muito remoto mudemos, então, José por nosso atual presidente, Luis Inácio Lula da Silva: de um simples operário assalariado, oriundo de uma família muito humilde, a presidente da República, o posto mais importante de uma nação presidencialista. Claro que isso não aconteceu da noite para o dia, tampouco aconteceu sem sangue, suor e, por que não, muitas lágrimas, mas este é o preço a ser pago por quem almeja grandes coisas, tanto na vida secular, quanto na vida com Deus. Eu tenho certeza que ele jamais deixou de acreditar em seus sonhos, mesmo quando teve um de seus dedos amputados por um acidente de trabalho.



Alguém ou alguma situação em sua vida conseguiu amputar os seus sonhos? Torne-se como criança outra vez e volte a acreditar que é TUDO é possível, como o próprio Senhor Jesus disse: “Se tu podes crer tudo é possível ao que crê.” (Marcos 9:23).


Que a Paz e os Sonhos de Deus sejam reais sobre nossas vidas








Holdings - Tel Aviv - Jafra - Israel
O Blog - " A Serviço do Senhor "
Diác. Rilvan - " O Servo com Cristo "
Fruto do Espírito - Guilherme Gomes
X
 

Rádio Rei dos Reis