Seguidores

Versículo do Momento

LEIA A BÍBLIA

sábado, janeiro 30, 2010

É MELHOR VOCE DIMINUIR O PASSO

EDIFICAÇÃO




Sei que tudo quanto Deus faz durará eternamente; nada se lhe pode acrescentar e nada lhe tirar; e isto e isto faz Deus para que os homens temam diante dele. Eclesiastes. Cap. 3, 14.
=
Corremos muito! Sabemos o mundo não para, o modernismo nos empurra e tudo caminha dentro de uma aparente normalidade. Tudo circula rápido, as pessoas andam e andam muito, correm e o mundo não para, pois é preciso ser assim. Em Eclesiastes Cap. 1º. 4 e 5, diz: Geração vai e geração vem; mas a terra permanece para sempre. Levanta-se o sol, e põe-se o sol, e volta ao seu lugar, onde nasce de novo.
=
Para o ser humano, só a morte pode interromper o processo da vida, é bom que se fale quando isto acontece, mais estão de acordo com a vontade do Criador. A morte é uma pausa igual para todos. Não podemos esquecer tudo está dentro do tempo de Deus. Tudo é formoso, tudo planejado pelo Senhor no seu devido tempo; também pôs a eternidade no coração do homem, sem que este possa descobrir as obras que Deus fez desde o princípio até o fim [Cap: 3,11]. Deus é o comando de nossas vidas, o relógio celestial, funciona maravilhosamente, não se descontrola nunca, assim, está dentro do perfeito plano de Deus para cada um de nós.
=
Entramos neste momento na vida das pessoas, com um texto como este. Diríamos: envolve um pouco o “particular” de cada pessoa. Todos nós com os nossos costumes, hábitos, forma de viver, enfim, foi uma maneira encontrada, escrever este texto e esperamos o crescimento em sabedoria de cada um. Quem sabe soe como um alerta, para nos ajudar um pouco pausar esta corrida desenfreada, acreditamos ser necessário. Refletirmos bastante na Palavra de Deus, assim, “diminuir o passo”, meditar um pouco, é bom! Todo homem que se especializa na corrida profissional, corre muito, se prepara e tem o seu merecido descanso.
=
Por outro lado, aquele que corre pela sobrevivência da vida, trabalhando cansativamente, há necessidade de cuidados, pois surpresas poderão aparecer e quando você precisar parar, poderá ser tarde. As conseqüências chegam “repentinamente” e geralmente são “graves”. Precisamos entender o”momento saúde”, com sabedoria e entender o que Deus quer para cada um. Lembremos: o relógio de Deus é perfeito funciona de “segundo a segundo”. Não poderemos fugir do dia e da hora final.
=
O mundo vai girando, o sol brilha dando vida a tudo, a lua mostrando sua beleza durante a noite, é alegria para todos, muitos ainda admiram este momento espetacular, é lindo! A lua passando por sobre cada um de nós, sabemos tudo é preciso continuar como está. Será que alguma coisa teria que ser diferente? Como alguns dizem! Não! O mundo está dentro da vontade do Senhor. O mundo gira em perfeita sintonia. Participamos desta maquinaría, mas preciso olhar o “eu”, como estou? Preciso dar um tempo? Estou fora de sintonia? Correndo muito? Sim! Com certeza, é o motivo de sempre, o trabalho e outros acontecimentos muito das vezes perigosos.
=
Mais também é preciso entender que o texto não nos leva para uma apologia, “preguiçosa”, não! Muitas das vezes precisamos ser velozes, nem sempre precisamos diminuir o passo, são situações para se estudar e ter o devido cuidado. Precisamos saber com cautela, separar tudo aquilo que é necessário para harmonizar nossas vidas, “entre a calma e a velocidade!”
=
Correr muito! Ainda em Eclesiastes Cap.2. Versículo 23 nos fala: Porque todos os seus dias são dores, e o seu trabalho, desgosto; até de noite não descansa o seu coração; também isto é vaidade. Salomão fala com grande sabedoria: Vi ainda debaixo do sol que não é dos ligeiros o prêmio. Eclesiastes, cap. 9. 11 [parte a]. Embora saiba o escritor da grande ênfase a “vaidade” da vida.
=
Porque corremos tanto! Contrariamente à opinião popularizada em nosso meio, o trabalho, longe de ser uma necessidade vergonhosa, é o único meio humano de obter além do sustento necessário, o verdadeiro senso de satisfação [24]. O desfrutar de privilégios depende da contribuição de cada um. A felicidade original de Adão e Eva no Éden estava vinculada ao trabalho [Gn 2:15]. Até o privilégio de trabalhar [ter um papel na vida e comprazer-se nisto] é uma graça concedida por Deus [24].
=
Pelos quatro cantos do mundo [como falam], lá em qualquer longínquo lugar, tudo corre e corre muito, são os sérios problemas coisas desnecessárias acontecem, não medimos mais o que devemos e podemos alcançar. Mediante a grande vontade do Senhor para nossas vidas, tem faltado o procedimento prudente ao homem. Poderíamos estar em qualquer lugar, correndo, voando para resolver e mudar, melhorar, isto é desejoso. Estamos correndo muito!
=
Esquecem que o trabalho, projetos, grandes sonhos; Deus está á frente de tudo, Ele quem dá a quem reparte seu pão com o faminto. Então não “corra tanto”, “diminua o passo”, Deus é o Dono da Vida. Não corra! Deixe Deus correr por você com seus planos. “Não corra na vida, corra para a vida!”, Diminua o “passo”, a moderação em tudo é boa, fortaleça a sabedoria e, deixe Deus dar a medida certa para uma vida tranqüila. Amém.





Holdings. Tel - Aviv - Jafra - Israel
Diácono: Rilvan Stutz - Membro Shvoong
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro

OS DEZ MANDAMENTOS DO CIDADÃO CONSCIENTE

EDUCAÇÃO E CIDADANIA









1 - Combater a violência da injustiça, fazendo valer meus direitos constitucionais e denunciando a pior violência, que é a omissão dos governantes em assegurar condições legais para o efetivo cumprimento das leis, favorecendo a impunidade que estimula o mau exemplo da prática generalizada de delitos. A cada direito violado corresponde uma ação que posso e devo empreender para obrigar o estado a fazer justiça.
=
2 - Resolver meus problemas e os da minha comunidade formando e participando de associações civis de moradores, de preservação do meio ambiente e de amigos do patrimônio cultural, de proteção às pessoas, minorias e deficientes, bem como de associações de eleitores, consumidores, usuários de serviços e contribuintes, sempre visando travar uma luta coletiva como forma mais eficaz de exigir dos governantes o cumprimento de seus deveres para com a coletividade.
=
3 - Participar da vida política da minha comunidade e do meu país, votando e fiscalizando candidatos e partidos comprometidos com o interesse público, a ética na política, a redução das desigualdades sociais e regionais, a eliminação do clientelismo e corporativismo, a reforma do sistema eleitoral e partidário para tornar o voto um direito de cidadania e compatibilizar a democracia representativa tradicional com os modernos mecanismos de democracia direta e participativa.
=
4 - Lutar contra toda sorte de violência e manifestação de preconceito contra os direitos culturais e de identidade étnica do povo brasileiro. Sobretudo da parte de elites colonizadas que pregam e incentivam, sobre qualquer forma que seja, o sentimento de inferioridade e a baixa auto-estima de nosso povo.
=
5 - Buscar soluções coletivas para combater toda forma de violência, apoiando aqueles que procuram meios eficientes de assegurar a segurança pública sem desrespeitar os direitos humanos fundamentais, como a garantia à vida, à liberdade individual e de expressão, à igualdade, à dignidade, à segurança e à propriedade.
=
6 - Combater toda forma de discriminação de origem, raça, sexo, cor, idade, especialmente os preconceitos contra mulheres, negros, homossexuais, deficientes físicos e pobres, apoiando entidades não governamentais que lutam pelos direitos de cidadania dos discriminados.
=
7 - Respeitar os direitos da criança, do adolescente e do idoso, denunciando aos órgãos públicos competentes e entidades não governamentais toda forma de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão.
=
8 - Lutar pela concretização de uma ordem econômica democrática e justa, exigindo a aplicação dos princípios universais da liberdade de iniciativa, do respeito aos contratos, da propriedade, da livre concorrência contra monopólios e cartéis, da defesa do consumidor por meio do cumprimento do Código de Defesa do Consumidor, e da proteção ao meio ambiente, acionando o Ministério Público toda vez que tais princípios forem violados.
=
9 - Pautar a liberdade pela justiça, cumprindo e fazendo cumprir os códigos civis coletivos e servindo de exemplo de conduta pacífica, cobrando a cooperação de todos.
=
10 - Fiscalizar as execuções orçamentárias e combater a sonegação de impostos, através de uma reforma tributária que permita exigir sempre a nota fiscal de todos os produtos e serviços, pesquisando preços para não pagar mais caro, e fortalecendo as associações de contribuintes e de defesa de consumidores, bem como apoiando e participando de iniciativas que lutam pela transparência na elaboração e aplicação do orçamento público.









Holdings. Tel - Aviv - Jafra - Israel
Diác. Rilvan Stutz - Membro Shvoong
Instituto de Cultura de Cidadania
A Voz do Cidadão- Artigos
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro

segunda-feira, janeiro 25, 2010

DIÁLOGO: UM MÉTODO DE REFLEXÃO CONJUNTA E OBSERVAÇÃO COMPARTILHADA

EDUCAÇÃO E CIÊNCIA


A definição do termo diálogo vem da fusão das palavras gregas dia e logos (Dia significa “por meio de” e Logos, razão). Dessa forma podemos dizer que diálogo é uma forma de fazer circular sentidos e significados, ou seja, as palavras circulam entre as pessoas sem necessariamente serem concordadas, discordadas, analisadas ou julgadas, pois apresentam a experiência imediata dos participantes.
=
Tal experiência dialógica tem a função de ligar, ou seja, de formar redes.O autor procura atualizar a definição de diálogo como sendo uma metodologia de conversação que busca a melhoria da comunicação entre os interlocutores, a observação compartilhada de experiências e a produção de percepções e idéias novas, cujo propósito é exercitar novos modos de ver e criar significados em conjunto. O diálogo passa a ser uma atividade cooperativa de reflexão e observação de experiências vividas. É uma metodologia que permite pessoas interagirem pensamentos compartilhando dados que surgem dessa interação sem procurar analisá-los ou julgá-los de imediato, pois objetivam produzir idéias novas com significados compartilhados.
=
Partindo desse princípio procura romper com os paradigmas dos modelos mentais impostos à séculos nas sociedades e suas respectivas culturas.Os modelos mentais partem do principio do automatismo concordo-discordo que acontece devido a três características básicas – fragmentação, imediatismo e super-simplificação – que condiciona a cultura que agem como inibidores de possibilidades de descobrir novas capacidades de quem participa da conversação.
=
O diálogo tem por objetivo lidar com o tal automatismo, atenuando os condicionamentos afim de buscar alternativas à atitudes habituais possibilitando perceber e pensar sobre as mesmas questões porem de modo diferente a fim de emergir idéias novas. A partir daí é que poderão ser avaliadas e julgadas implementando ações não rotineiras. Na dinâmica da conversação nota-se uma sutil diferença entre dialogar e discutir/debater. No diálogo busca-se emergir idéias novas e significados novos e compartilhados.
=
No discurso/debate procura-se conclusões e justificativas. Dessa forma não podemos dizer que um é melhor que o outro, porque há instantes que precisamos dialogar e outros que precisamos discutir/debater encontrando um equilíbrio entre os modelos mentais e o processo dialógico. Com os modelos mentais adquirimos vícios condicionados que podem limitar o processo dialógico.
=
Atitudes condicionadas de comparar, checar, controlar, julgar podem prejudicar ou mesmo impedir o diálogo. Tais atitudes nos fizeram acostumar a esperar de forma imediata por idéias prontas, o que não acontece no processo dialógico, onde somos levados a participar e a compreender. Outro pressuposto vicioso é de que somos separados uns dos outros e do mundo. No processo dialógico deixamos as crenças impostas dando um passo importante para percebermo-nos parte do todo (da natureza e do mundo).
=
Somos responsáveis pelo que construímos o que nos torna ao mesmo tempo autônomos e dependentes.Dialogar é antes de tudo aprender a ouvir o outro sem interrupção seja para concordar ou discordar. O silêncio faz parte desse processo e através dele observamos e nos auto-observamos. Saber ouvir nos possibilita prestar atenção aos fenômenos que se apresentam, os quais podemos descrevê-los sem tentar explicá-los, respeitando as diferenças sem a influência das crenças e pressupostos, colocando-as em pé de igualdade sem delimitar o campo de observação e se colocando como participante do processo e não como mero observador.
=
Os modelos mentais nos condicionaram a procurar resultados imediatos o que nos mantém em posição defensiva quando confrontados ou em posição conformista quando concordados. Para romper com esses pressupostos é preciso que haja uma reflexão coletiva, onde sabemos que os outros conhecem mais nossos pressupostos que nós mesmos. Por isso é através do difícil processo de ouvir o outro que adquirimos uma aprendizagem coletiva que nos remete a resultados qualitativos.
=
Por fim, o autor disponibiliza os seguintes aspectos consideráveis dentro do processo dialógico:
=
1. O ser humano é parte da natureza e do mundo e aqui inclui-se a mente humana.
=
2. A realidade de cada individuo é a visão de mundo que ele adquiriu em suas experiências.
=
3. É preciso ampliar a compreensão de mundo.
=
4. Quanto maior for a diversidade dos pontos de vista maior e melhor será a qualidade dialógica.
=
5. Encontrar o equilíbrio dialógico aumenta a possibilidade de crescimento da qualidade dialógica com significados e idéias novas e compartilhados. Por isso devemos observar quando estamos na defensiva (discordando de tudo) ou quando estamos nos acomodando (concordando com tudo).




Holdings. Tel - Aviv - Jafra - Israel
Diác. Rilvan Stutz - Membro Shvoong
Prof. Humberto Mariotti - Membro Shvoong
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro

domingo, janeiro 24, 2010

TERAPIA FOTODINÂMICA

CUIDANDO DA SAÚDE



TERAPIA FOTODINÂMICA
Esta terapia está ocupando um espaço cada vez mais ativo na dermatologia. Hoje, além do tratamento de vários tipos de tumores da pele, onde ela já era utilizada, a terapia fotodinâmica ampliou sua área de atuação para o controle de doenças como a acne e também numa melhora importante no rejuvenescimento cutâneo.
=
A luz como forma de tratamento
=
É aplicado um produto na pele - o ácido 5-aminolevulínico (ALA) - que penetra e se instala nos tecidos tumorais, nos folículos pilosos e nas glândulas sebáceas. O ALA é uma substância fotosensibilisante, ou seja, ao se impregnar no tecido, ele capta a irradiação de uma luz concentrada e direcionada para a área a ser tratada, que vai provocar a destruição do tecido desta área. O tratamento é feito por aparelhos especiais para a emissão de luz, como a luz azul, o laser e a luz intensa pulsada.
=
De acordo com os diferentes locais de penetração do ALA, podemos realizar vários tipos de tratamento:
=
Tumores cutâneos: é a utilização mais antiga da técnica. O tratamento elimina em apenas 1 aplicação de 80 a 100 % das ceratoses actínicas, e dos carcinomas espino e basocelulares superficiais.
=
Acne: devido a sua atuação nas glândulas sebáceas e na bactéria responsável pela inflamação (propioniumbacterium acnes), esta terapia consegue diminuir em 60 % a acne inflamatória, num período de 1 mês, após 2 a 4 sessões semanais, sem utilização de nenhum medicamento convencional para o controle desta doença e sem efeitos colaterais.
=
Rejuvenescimento: a terapia fotodinâmica diminui sensivelmente as ceratoses, as sardas e os pequenos vasos sanguíneos dilatados na pele (telangiectasias). É feita a aplicação do ALA pelo menos 2 horas antes da aplicação da luz ou do laser. O aparelho mais utilizado é a luz intensa pulsada (Quantum). Ocorre vermelhidão na área, com posterior formação de crostas, que irão se desprender no período de 3 a 4 dias, junto com uma descamação importante da pele. Cada sessão deve ser feita com intervalo de 1 mês e o tratamento equivale a 3 sessões da luz intensa pulsada sem ALA. A melhora da aparência começa a aparecer a partir da segunda sessão.
=
A terapia fotodinâmica
=
A terapia é mais uma técnica no arsenal de tratamentos que usam aparelhos para o controle das diversas doenças da pele, diminuindo a necessidade do uso de medicamentos e o índice de efeitos colaterais e, ao mesmo tempo, visando a facilitar a vida dos indivíduos.





Holdings. Tel - Aviv - Jafra - Israel
Diác. Rilvan Stutz - Membro Shvoong
Dr. Alexandre Fellipos - Dermatogista
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro

sábado, janeiro 23, 2010

O CRISTÃO E O EGOÍSMO

EDIFICAÇÃO

"Vinde a mim, todo os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei". Mt.11.28
=
Confesso aos Irmãos que não seria este título que gostaria de explícitar esta matéria. Falar de Jesus é maravilhoso! Triste é quando precisamos usar a exortação para tentar consertar algo em uma vida amiga. Mostrar que o amor está faltando em nossos procedimentos. É certo que quase sempre, trocamos a obediência pela “intolerância”.
=
Muitas vezes passamos por egoístas e nem percebemos muita das vezs. Preciso viver em alerta, examinar constantemente nossas atitudes e nossa vida “como procedimentos diários”. Não podemos deixar situações errôneas, se adequar ao nosso viver. Determinadas situações precisam nos incomodar e nos levar há mudanças. Quando agimos de forma egoísta, afetamos nossa comunhão com Deus. É preciso que fiquemos tristes, e não indiferentes, ao observar atitudes que nos carregam para caminhos impróprios, devemos imediatamente repensar e mudar!
=
Jesus Cristo nunca foi egoísta. Ele como ninguém provou da injustiça e do sofrimento humamo. Sua missão não foi apenas anunciar a salvação, mas também demonstrar amor e o cuidado por aqueles que necessitavam e necessitão.
=
Jesus curou, ressuscitou quem já havia morrido a dias, pregou e amou ao seu próximo. Nos ensinou que assim também deveríamos proceder. Jesus fez milhares e milhares de maravilhas, mas gostaría de destacar a maior de todas, ele reduziu todos os itens da Lei para dois, sendo um deles o “Amar ao Próximo”.
=
Ah! Queridos amigos e irmãos, que dor no peito, quando olhamos o universo tão lindo, sento ali está Deus, mas lamentavelmente muitos não dão valor a isto. Levo em consideração, realizar mesmo que pequenas coisas para que nosso Deus seja engrandecido.
=
O pai deixou condições de habitação nesta terra para todo ser, sem deixar faltar nada. Não seria a hora de reconhecer o verdadeiro amor? Caminhar nos seus ensinamentos? Olhar para todos aqueles que necessitam ser olhados. Falamos de amor, mas Deus se entristece, quando não amamos ao nosso próximo verdadeiramente.
=
Olho a minha volta e percebo coisas que estou praticando a todo minuto que entristece muito ao Criador. Contrariamos tudo que Cristo pregou! Contrariamos mesmo! Então, se examino minha vida, chego rapidamente a algumas conclusões! Resumindo, basta olhar nossa massa falida. Os mendigos, por exemplo, nos preocupa em muito, esta situação, procuramos as ações sociais que tanto o Governo pomete.
=
Humildemente, oro ao nosso Senhor para que este texto soe como aroma suave e toque corações como uma “exortação” saudável a todos, inclusive nossos Governantes. O egoísmo é o amor excessivo ao bem próprio, sem consideração aos interesses alheios! Irmãos será que em alguns momentos não temos sido egoístas? Lembro que Deus é maravilhoso! Deu-me uma linda casa, um lindo carro, família, filhos saudáveis, grandes amizades, excelente emprego, segurança; enfim nada me falta. Ah! Sou evangélico, convertido, vou a Igreja todos os domingos então nada me falta, nada mesmo?
=
Eu ficaria falando por dias sobre as obras de Jesus Cristo! Mas, uma pequenina ordem não tem sido cumprida! Olhar com profundo amor pelo meu próximo. Isto não nos é saudável e nos traz infelicidade interior. Este é o momento que precisamos ser feliz! Olhar por outro ângulo, pergunto: Em minha casa vai tudo bem? Sim, obrigado! Naquele momento que saio com o meu carrão, paro no sinal e dou uma pequena olhada para a calçada, alguém me estende as mãos e súplica ajuda! Eu imediatamente corro para ajuda-lo? Tem agido assim? Você faria isto? Tem procurado socorrer este seu irmão? São poucos os que socorrem?
=
Tenho procurado ajudar ao meu vizinho? Pergunto se está tudo bem? Se ele está precisando de alguma coisa? Como por exemplo, um kilo de açúcar? Tenho visitado os doentes, os velhinhos que precisam tanto de um “pequeno grande conforto?" Tenho sido verdadeiro? Como nos sentimos nesta situação?
=
Ah! Irmãos! Termino com uma pergunta: Será que Jesus Cristo negaria socorrer a estes? Procederia como muitas vezes procedemos? Meditemos!




Holdings. Tel - Aviv - Jafra - Israel
Por Diác. Rilvan Stutz - Membro Shvoong
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro

quinta-feira, janeiro 21, 2010

CUIDANDO DAS LENTES DE CONTATO

CUIDANDO DA SAÚDE





Na intenção de substituir os óculos, as lentes de contato chegaram com força total! Confortáveis, seguras e adequadas às praticas esportivas ainda contribuem para o visual daqueles que se sentem incomodados com o uso dos óculos.
=
A lente de contato é um disco hidrofílico (que absorve água) que se situa sobre a córnea. “Assim como os óculos, as lentes de contato são desenhadas especificamente para focalizar a luz na retina do olho, afirma Dra. Ana Cristina Picchioni, oftalmologista da Alcance Oftalmologia Avançada, em Belo Horizonte-MG.
=
Para assegurar os benefícios oferecidos pelas lentes de contato é de fundamental importância estar atento às condições de higiene e desinfecção das lentes. E atenção! Água pura, água com sabão ou mesmo soro fisiológico não faz desinfecção. A limpeza e desinfecção adequados devem ser feitos com rigor levando em conta o uso de produtos próprios que evitam a contaminação de bactérias, restante de células, partículas do ar, dentro outros fatores de contaminação, reforça Dra. Ana Cristina.
=
Cabe ressaltar que no caso das mulheres especificamente, o cuidado deve ser mais minucioso em decorrência do uso da maquiagem. (Veja orientações no quadro abaixo). Para Dr. Paulo Silvério, oftalmologista e cirurgião, “a contaminação das lentes pode ocasionar sérias complicações à visão tais como ceratites (inflamações na córnea), reações alérgicas e até mesmo graves úlceras de córnea.”
=
Outra informação fundamental é que o soro, comumente utilizado pelos pacientes, não é indicado para desinfecção, pois além de não possuir propriedades necessárias à função causa contaminação por ser um meio próprio de cultura. Mas o vilão das infecções e complicações causado pelo uso das lentes continua sendo a inadequada higiene das mãos. “De nada adianta fazer corretamente a desinfecção das lentes se as mãos e estojos não estiverem devidamente prontos para o manuseio e recepção”, enfatiza Dra. Ana Cristina.
=
Um estudo realizado em 2004 na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, com 112 pacientes usuários de lente de contato, reprovou mais da metade na avaliação microbiológica de mãos e estojos de lentes.
=
Mas atenção! Não deixe de procurar o seu oftalmologista no caso de dúvidas e orientações específicas.
=
Outras dicas no cuidado com as lentes:
=
Retirar as lentes para uso de sauna, piscina e mar. Usar somente colírio compatível com a lente. As lentes devem ser retiradas todos os dias para limpeza
=
Considerando que qualquer reação alérgica pode impedir você de usar suas lentes de contato, tome um cuidado especial ao escolher sua maquiagem e ao aplicá-la na região dos olhos.
=
Procure produtos classificados como hipoalérgicos, para usuários de lentes de contato ou para olhos sensíveis.
=
Ponha suas lentes antes de aplicar a maquiagem.
Tire suas lentes antes de remover a maquiagem.
Nunca aplique delineador na extremidade interna da pálpebra.
Substitua os produtos de maquiagem a cada três ou quatro meses (este é o prazo de validade dos conservantes).
Evite dividir sua maquiagem com outra pessoa.



Holdings. Tel - A viv - Jafra - Israel
Diác.Rilvan Stutz - Membro Shvoong
Portal da Família - Dra. Ana Cristina
Catedr
al Presbiteriana do Rio de Janeiro

terça-feira, janeiro 19, 2010

ARGUILÉ (NARGUILÉ) OU SHISHA

NOTICIAS PELO MUNDO



Presidência da República Federativa do Brasil(Conselho Nacional de Política Sobre Drogas) CONAD Organização Mundial de Saúde (OMS). Site Oficial do Governo Federal.
=
ALERTA PARA PARA PERIGOS DO "TABAGISMO ALTERNATIVO".
Não poderiamos deixar de divulgar notícias vinda de nosso principal orgão Governamental, o site do Governo Federal e respaldada pela www.folha.com.br.
=
“UM ALERTA DO GOVERNO”
Informação de cunho fidedígno e vem de encontro aos interesses do povo Brasileiro. Este é um assunto que preocupa às autoridades do País. Um costume Oriental, chamado por Aguilé, também chamado por outros nomes, como exemplo: “narguilé ou shisha”, todos de origem Oriental, vem crescendo assustadoramente em nosso País.
=
O blog ‘Rei dos reis”, não poderia deixar de informar e por a par, notícia tão importante para a família Brasileira, pois se trata de um vício tão perigoso como o “Tabagismo”.
=
A Realidade dos Arguiles...
Um relatório da Organização Mundial de Saúde (OMS) desfez a crença de que os cachimbos de água, o fumo para mascar e o cigarro indiano conhecido como "bidi" são mais saudáveis do que os cigarros normais, porque seriam menos prejudiciais.
=
Por ocasião do Dia Mundial Sem Tabaco, nesta quarta-feira, OMS defendeu a necessidade de conscientizar a população de que todos os produtos relacionados ao tabaco são altamente viciadores e prejudiciais para a saúde.
=
"O problema desses produtos é que as pessoas não os conhecem bem. A cultura popular diz que eles têm menos efeitos nocivos, mas não existem estudos que nos permitam ter números globais", disse a diretora da Iniciativa Livre de Tabaco da OMS, Yumiko Mochizuki, em entrevista coletiva ontem.
=
Um claro exemplo é o "cachimbo de água - arguile" - que, embora seja muito tradicional no Sudeste Asiático e no Oriente Médio, está sendo usado em outras partes do mundo, segundo Douglas Bettcher, coordenador da mesma iniciativa da OMS.
=
"[O cachimbo de água] está cada vez mais em moda no Ocidente, especialmente entre os jovens, que, como seus pais, acham que seus efeitos não são tão nocivos. No entanto, o coordenador advertiu que uma pessoa que fuma o cachimbo de água, conhecida como shisha e narguilé, durante uma hora inala fumo equivalente entre 100 e 200 cigarros. como o cigarro comum", explicou Bettcher.
=
Ao contrário da crença popular, esses cachimbos de água têm nicotina suficiente para criar dependência, mas, por estar menos concentrada, reduz as náuseas e permite que o consumidor consiga ficar mais tempo exposto às substâncias cancerígenas do tabaco e a gases perigosos, como o monóxido de carbono. Além disso, esses cachimbos de água geralmente são compartilhados com desconhecidos, o que aumenta o risco de se contrair outras doenças como herpes, hepatite ou até tuberculose (transmitidas pela saliva contaminada).
=
Em relação ao fumo de mascar, os analistas advertem que essa versão pode causar câncer no cérebro, no pescoço, na garganta e no esôfago, assim como várias doenças bucais e dentais muito graves. O fumo de mascar causa 90% de todos os casos de morte por câncer na Índia, segundo a OMS, que relata que outros produtos como os "kreteks" (cigarros doces que misturam fumo e cravo) e os "bidis", feitos à mão e com aromas exóticos, típicos da Índia, são erroneamente considerados mais saudáveis.
=
Para fumar esse tipo de cigarro, é necessário que se trague mais rapidamente, o que significa maior absorção de nicotina, enquanto a de alcatrão chega a triplicar. Sobre os puros, a OMS adverte que alguns possuem tabaco suficiente para 20 cigarros e que, inclusive os que não tragam, têm entre duas e cinco vezes mais chances de ter câncer de pulmão.
=
O problema desse tipo de produtos relacionados ao tabaco é que mal estão regulamentados, e não existem estudos globais que reflitam como prejudicam a saúde da população. Além disso, como têm "melhor reputação" do que os cigarros, a indústria do fumo reforça a comercialização deste tipo de produto para atingir um novo público, que de outra forma poderia escapar, disse Bettcher.
=
Esse é o caso, por exemplo, das mulheres de certos países, muitos deles árabes, onde "é errado que fumem cigarros, mas não que usem shishas (cachimbos de água)".
=
Por isso, os especialistas advertem que os números sobre os efeitos nocivos do fumo (que mata uma pessoa a cada 6,5 segundos) são relativos apenas aos fumantes de cigarros, e não às milhões de pessoas que consomem o fumo de outras formas.
=
A OMS calcula que, dos 1,3 bilhão de pessoas que fumam cigarro no mundo, pelo menos a metade morrerá por causa da dependência.





Holdings. Tel - Aviv - Jafra - Israel
Diác. Rilvan Stutz - Membro Shvoong
Governo Federal - www. folha. com.br
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro

domingo, janeiro 17, 2010

PAI RICO, PAI POBRE: O QUE OS RICOS ENSINAM SEUS FILHOS SOBRE O DINHEIRO

NOTICIAS PELO MUNDO




O autor conta que teve dois pais, um rico e outro pobre. Um era muito instruído e inteligente, o outro nunca concluiu o segundo grau. Ambos foram bem-sucedidos em suas carreiras e trabalharam arduamente durante toda a vida, auferindo rendas consideráveis. Porém, um sempre enfrentou dificuldades e o outro se tornou o homem mais rico do Havaí. Enquanto o pai pobre dizia não ligar para dinheiro pois não era importante, o pai rico dizia, dinheiro é poder. Ele observou que seu pai pobre não era pobre por causa do dinheiro que ganhava, que era bastante, mas por causa de seus pensamentos e ações.
=
Uma das razões pelas quais os ricos ficam mais ricos, os pobres mais pobres e a classe média luta com as dívidas é que o assunto dinheiro não é ensinado nem em casa nem na escola. Muitos aprendem sobre dinheiro com os pais. O pai pobre diz que ao filho que fique na escola e estude muito. Este pode se formar com ótimas notas, mas com uma programação financeira e uma mentalidade de pessoa pobre. Isso explica porque profissionais liberais com ótimas notas têm problemas financeiros durante toda sua vida. O dinheiro é uma forma de poder. Mais poderosa ainda, porém é a instrução financeira. O dinheiro vem e vai, mas se você tiver sido educado quanto ao funcionamento do dinheiro, adquire poder sobre ele e pode começar a construir sua riqueza.
=
Os impostos são apenas uma pequena parte do aprendizado para fazer o dinheiro trabalhar para você. As vidas são conduzidas por duas emoções: medo e ambição. Se ganharem mais dinheiro elas continuarão o ciclo e aumentarão as despesas. A causa principal da pobreza ou das dificuldades financeiras está no medo e na ignorância, não na economia, ou no governo ou nos ricos. As pessoas em geral nunca estudam sobre investimentos, aplicações. Trabalham, recebem salário, conferem canhotos do talão de cheques e só. Espantam-se com seus problemas de dinheiro e pensam que ter mais resolve a situação, não percebendo que falta instrução financeira. Não percebem que na vida o que importa não é quanto dinheiro se ganha, mas quanto se conserva.
=
Regra número um: conhecer a diferença entre um ativo e um passivo e comprar ativos. Despesa no. 1: são os impostos. Grandes emoções tendem a reduzir a inteligência.
=
As dificuldades financeiras são muitas vezes o resultado direto de se trabalhar toda a vida para outras pessoas. Muita gente chegará sem nada ao fim de sua vida de trabalho. Para os adultos, a lição e manter reduzidas as despesas, reduzir os passivos e formar diligentemente uma sólida base de ativos. Para os jovens, é importante que os pais lhes ensinem a diferença entre ativos e passivos. Os filhos devem começar a construir uma firme base de ativos antes que saiam de casa, casem, comprem casa, tenham filhos e se encontrem em uma situação financeira difícil, agarrando-se a um emprego e comprando tudo a crédito.
=
Os ativos reais se agrupam nas seguintes categorias: negócios que não exigem a presença do dono, ações, títulos, fundos mútuos, imóveis que geram renda, promissórias, royalties de propriedade intelectual como música, escritos, patentes, tudo que tenha valor, gere renda ou se valorize e tenha um mercado líquido.
=
Os ricos criaram a sociedade anônima como veículo para limitar risco dos ativos a cada viagem. É o conhecimento do poder da estrutura legal da sociedade anônima que dá aos ricos uma grande vantagem sobre os pobres e a classe média. Os ricos não pagam voluntariamente mais impostos, e sim buscam maneiras de minimizar sua carga tributária, convencendo políticas a mudar ou criar artifícios legais. Eles têm recursos para fazer mudanças no Código Tributário. Os pobres e a classe média não tem os mesmos recursos. A contabilidade é a alfabetização financeira que permite identificar pontos fortes e fracos de cada negócio.
=
Os autores falam sobre o jogo de tabuleiro: CASHFLOW, como ferramenta de ensino, onde quanto mais sofisticada a pessoa se torna, mais oportunidades aparecem no caminho. Quanto mais se aprende maisdinheiro é ganho, por se acumular experiência e sabedoria. Os negócios quentes não são oferecidos aos novatos, mas reservados para os que entendem.
=
Os jovens devem procurar emprego pelas oportunidades de aprendizado, mais do que pelo que possam receber, percorrendo vários departamentos para alcançar altos cargos na organização. Os ricos frequentemente “preparam” seus filhos ou os filhos dos outros e estes adquirem uma visão geral das operações da empresa e conhecem a inter-relação entre os vários departamentos. No curto prazo se pode ganhar menos, mas no longo prazo resultará em grandes dividendos. Existem cinco razões que levam as pessoas financeiramente alfabetizadas a não desenvolver uma coluna de ativos significativa, que poderia render grandes montantes de fluxo de caixa. São elas: medo, ceticismo, preguiça, maus hábitos, arrogância.
=
Existem três habilidades de gestão mais importantes para se iniciar um negócio próprio são: gestão do fluxo de caixa, gestão de pessoal, gestão pessoal do tempo. É preciso descobrir um bom negócio, o negócio certo, os investidores certos, procurar, oferecer, rejeitar, negociar e aceitar são partes do processo de quase tudo na vida.


Holdings. Tel - Aviv - Jafra - Israel
Diác. Rilvan Stutz - Membro Shvoong
Robert Kyosaki-Lechter Sharon - Shvoong
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro

sábado, janeiro 16, 2010

DEPRESSÃO VERSUS DEPRESSÃO CLÍNICA

CUIDANDO DA SAÚDE



Todo ser humano muito provavelmente vai experimentar depressão em sua vida. A principal diferença entre depressão e depressão clínica é a causa e o tempo pelo qual a pessoa fica deprimida. O período de atividade normal da depressão deve decorrer do processo natural de sofrimento como resposta a um problema ou tragédia externa.
=
Alguns exemplos são a morte de um membro da família, um divórcio, a perda de um filho, ser demitido do trabalho, desemprego, um grave trauma físico, e dor (especialmente por um longo período de tempo). A depressão é normal e chega a ser, na verdade, um processo saudável a se passar como reação a um trauma externo. A depressão vira depressão clínica, ou depressão grave, em duas diferentes circunstâncias. A primeira acontece depois que as experiências de uma pessoa com depressão causada por uma situação externa (como as mencionadas acima) se prolongam por um período de tempo fora do comum.
=
Médicos e cientistas teorizam que o sofrimento faz com os níveis normais de seratonina da pessoa (um hormônio no cérebro ligado aos sentimentos de contentamento e felicidade) baixem, e por alguma razão (possivelmente motivado por estresse ou de origem genética) o corpo da pessoa se torna incapaz de repor aquele nível de seratonina novamente. Nesse caso a pessoa foi de um sofrimento para uma depressão clínica. A segunda maneira de desenvolver depressão é reconhecível porque ela não acontece como resposta a qualquer trauma esterno, como a morte de um ente querido. Ao invés disso, a pessoa afunda gradualmente numa profunda depressão sem nenhuma razão explicável. Normalmente as pessoas que se tornam clinicamente deprimidas desta maneira têm uma história pessoal ou familiar de depressão ou doença bipolar. Pessoas com uma história pessoal ou familiar de alcoolismo também correm o risco de desenvolver depressão clínica.
=
Não importa a causa, uma vez que a pessoa esteja experimentando tristeza contínua ou uma inabilidade de apreciar a vida, acredita-se que o culpado é um nível baixo de seratonina no cérebro. Portanto, depressão originada de um longo período de sofrimento ou estresse, ou de predisposição genética, são ambas tratadas com os mesmos medicamentos (anti-depressivos).







Holdings. Tel - Aviv - Jafra - Israel
Diác. Rilvan Stutz - Membro Shvoong
Prof: Jessica Bloomer - Membro Shvoong
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro

Rádio Rei dos Reis