Seguidores

Versículo do Momento

LEIA A BÍBLIA

domingo, maio 17, 2009

O ALTO VALOR NUTRITIVO DA ABÓBORA


Séculos antes da chegada dos europeus, as populações nativas da América já utilizavam a abóbora como alimento. Em sepulturas indígenas na costa do Peru, datadas de 2000 a.C., foram encontradas sementes dessa planta. A abóbora é uma planta anual e rasteira, da família das cucurbitáceas, com fruto de consistência carnosa e suculenta revestido por uma casca que pode variar de semibranda a muito dura.
=
As abóboras assumem várias formas: redondas e um pouco achatadas, alongadas, mais ou menos cilíndricas e até mesmo retorcidas. Geralmente lisas, algumas variedades apresentam superfícies rugosas, podendo ser verdes, amarelas, brancas, vermelhas, maculadas ou listradas. Pertencem a esse grupo a abóbora rasteira (Cucurbita moschata) e a moranga (C. maxima). A moranga híbrida é obtida pelo cruzamento da abóbora com a moranga. As abóboras, geralmente consumidas sob a forma de doces ou em diversos pratos salgados, são muito importantes nas dietas, por seu alto teor de caroteno, precursor da vitamina A (350mg/100g na abóbora e 380mg/100g na moranga).
=
Plantas de clima quente, a abóbora rasteira e a moranga preferem temperatura de 20 a 27o C e não resistem a temperaturas inferiores a 10o C. Adaptam-se a vários tipos de solos, mas dão-se melhor nos argilo-arenosos, bem drenados, leves e de boa fertilidade. O pH adequado para o cultivo da moranga híbrida é de 5,5 a 6,6. São plantadas durante todo o ano em regiões quentes e de agosto a março em regiões de inverno ameno. Em locais sujeitos a geadas, o plantio é feito de agosto a fevereiro.
=
Já a abobrinha italiana (Cucurbita pepo), ao contrário das outras abóboras, tem ramagem curta e não se espalha pelo chão, por causa de seu crescimento ereto. Essa espécie desenvolve-se melhor em climas quentes, com temperaturas médias de 22 a 25o C; não suportam geadas e frio intenso. Temperaturas muito elevadas são desfavoráveis à polinização e à produtividade. Os melhores solos para seu cultivo são os areno-argilosos, terrenos de baixadas, bem drenados e férteis, com pH entre 6,0 e 6,8. Nas regiões de inverno rigoroso, no hemisfério sul, faz-se o plantio dessa espécie de setembro a fevereiro, nas de clima quente, o ano todo.
=
De alto valor nutritivo, a abóbora contém grande quantidade de vitamina A, indispensável à vista, conserva a saúde da pele e das mucosas, evita infecções e ainda auxilia o crescimento. Possui ainda Niacina, que faz parte das vitaminas do Complexo B, cuja função é evitar problemas de pele, do aparelho digestivo, do sistema nervoso e reumatismo. Tem, ainda, sais minerais como Cálcio e Fósforo, que participam da formação de ossos e dentes, construção muscular, coagulação do sangue e transmissão de impulsos nervosos.
=
É indicada para pessoas de todas as idades por ser de fácil digestão. Laxativa e diurética, contém sementes tidas como potentes vermífugos, que agem principalmente contra a tênia (solitária). Para essa finalidade, as sementes devem ser utilizadas frescas, sem a película que as cobre, moídas e misturadas com açúcar. Elas são boas também contra náuseas em geral e vômitos de gestantes. A abóbora é indicada na recuperação de enfermidades agudas do aparelho digestivo, especialmente inflamações dos intestinos. Crua ou cozida, serve como cataplasma para ajudar na cura de ferimentos, picadas de insetos, queimaduras leves e furúnculos. E o purê de abóbora exerce função diurética nas inflamações dos rins.
=
Na hora da compra, deve-se escolher abóboras de casca firme, sem rachaduras ou partes moles. Quando verde, deve ser conservada em lugar fresco e arejado. Quando madura é melhor deixá-la na geladeira onde pode durar de 3 a 6 meses.





Holdings. Tel Aviv - Jafra - Israel
Portal EmDIV. WWW.EMDIVE.COM.BR
Diác. Rivan Stutz - Membro Shvoong
Catedral Presbiteriana do Rio de Janeir
http:www.reierei.blogspot.com

Rádio Rei dos Reis